Blogue de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Lisboa e arredores
Segunda-feira, 29 de Fevereiro de 2016
LOURES REALIZA ENCONTRO DE CULTURAS

O Rancho Folclórico e Etnográfico “Verde Minho”, leva a efeito no próximo dia 28 de Maio, na cidade de Loures, mais uma grandiosa edição do Encontro de Culturas Verde Minho.

O festival tem como cenário a magnífica réplica das ruínas de S. Paulo, em Macau, a qual serviu de fachada ao Pavilhão de Macau na Expo’98. Naquele local vão desfilar os usos e costumes das nossas gentes, exibindo as suas tradições, as danças e cantares, ao som da concertina e do cavaquinho e ao ritmo dos bombos e dos reco-recos, das castanholas e dos ferrinhos, mostrando como se canta e dança o vira e o malhão, a chula a rusga e a cana-verde.

Pelas 16 horas no Parque da Cidade, serão abertos os pavilhões, com artesanato e gastronomia do Minho, animados por vários grupos de tocadores em concertina.

Às 17,30 horas terá lugar a entrega de lembranças e imposição de insígnias nos estandartes dos grupos, em cerimónia solene a ter lugar nos Paços do Concelho onde serão recebidos pelos autarcas do município de Loures. Às 18,00 horas, dar-se-á início ao Desfile Etnográfico a partir do largo fronteiro aos Paços do Concelho, rumo ao Jardim da Cidade. Às 19,00 horas, os grupos realizam um Jantar convívio no Restaurante CopaCabana. E, finalmente, às 21,00 horas, ocorrerá a exibição em palco, no Jardim da Cidade, dos grupos participantes.

Além do anfitrião Grupo Folclórico e Etnográfico Verde Minho – (Minho), sediado em Loures, participam ainda no evento o Rancho Folclórico “Os Moleiros da Ribeira”, de Olival, o Grupo de Bombos Zés Pereiras os Baionenses – Baião (Alto Douro); o Grupo de Bombos da Associação de Melhoramentos das Mercês – Mem Martins, Sintra (Região Saloia); o Rancho Folclore da Aguçadoura - Póvoa de Varzim (Douro Litoral); o Rancho Folclórico As Vendedeiras Saloias de Sintra – Mem Martins, Sintra (Região Saloia) e o Rancho Folclórico D. Nuno Alvares Pereira -Leça do Balio – Matosinhos (Douro Litoral).

Constituído por minhotos e seus descendentes, o Grupo Folclórico e Etnográfico Verde Minho conta mais de duas décadas de existência a representar na região de Lisboa os usos e costumes das gentes do Minho, contribuindo simultaneamente para a preservação da sua identidade.



publicado por Carlos Gomes às 22:31
link do post | favorito

CENTRO GALEGO DE LISBOA PROMOVE CICLO DE CONFERÊNCIAS “(DES)ENCONTROS GALEGO-PORTUGUESES

(Des)Encontros galego-portugueses: Ciclo de eventos | Marzo, Abril e Maio de 2016

Organización: Centro de Estudos Galegos (Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa) e Xuventude de Galicia – Centro Galego de Lisboa

O obxectivo deste ciclo é programar unha serie de conferencias, debates e outros eventos sobre as relacións históricas e actuais entre as sociedades e as culturas galega e portuguesa, atendendo a diferentes aspectos.

O ciclo constará de seis sesións, que terán lugar nos meses de marzo, abril e maio nas instalacións da Xuventude de Galicia – Centro Galego de Lisboa.



publicado por Carlos Gomes às 19:39
link do post | favorito

LISBOA RECEBE "VERDES" EUROPEUS

Verdes Europeus em Lisboa - Encontros e iniciativas

A Eurodeputada Verde Ska Keller, a Secretária Geral do Partido Verde Europeu, Mar Garcia, e Gwendolina Delbos-Corfield, membro do Comité Executivo dos Verdes Europeus, visitarão Portugal, a convite do Partido Ecologista Os Verdes, nos próximos dias 2 e 3 de Março, para várias iniciativas, encontros e reuniões.

A Família Verde Europeia, a qual o Partido Ecologista Os Verdes integra desde meados dos anos 80 do século passado, integra cerca de 40 partidos da Europa.



publicado por Carlos Gomes às 17:53
link do post | favorito

CABECEIRAS DE BASTO PARTICIPA NA BOLSA DE TURISMO DE LISBOA

O Município de Cabeceiras de Basto participa na 28ª edição da Bolsa de Turismo de Lisboa que se realiza de 2 a 6 de março na FIL – Parque das Nações.

Na próxima quinta-feira, dia 3 de março, entre as 17h30 e as 18h00, no Pavilhão 1, o Município Cabeceirense apresenta ‘Cabeceiras de Basto: Terra de Cores, Sabores e Emoções… que encanta’, que consiste numa apresentação do território através da visualização de um vídeo com o objetivo de estimular sensações agradáveis e convidar a viver experiências positivas em Cabeceiras de Basto. Em complementaridade, estarão as mulheres de Bucos a trabalhar a lã e mostrar os seus produtos. Mas e porque Cabeceiras de Basto é, também, terra de sabores pretendemos levar à BTL os cheiros, a cor e o palato dos melhores produtos locais.

Também na quinta-feira, entre as 18h30 e as 19h00 o município apresenta a ação ‘Conheça, Experimenta e Divirta-se em Cabeceiras de Basto’, uma organização do Município e do Minho In.

A BTL é o salão referência para a indústria do Turismo Nacional, sendo os três primeiros dias do evento dedicados a profissionais e os últimos dois dias ao público em geral.

A BTL é um evento cheio de desafios e propostas. Para os profissionais ligados ao setor do turismo é uma oportunidade para encontrar compradores profissionais e para conhecer a concorrência. Para o público, constitui a oportunidade de conhecer novos destinos e soluções, de comparar propostas e comprar a preços altamente competitivos. Tudo isto num ambiente de festa, cor e alegria, onde a música e a gastronomia marcam presença assídua.

Maratona de Desportos Individuais juntou miúdos e graúdos no Pavilhão Desportivo do Arco de Baúlhe.

Maratona de Desportos Individuais (1)

O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras Basto, Francisco Alves, participou no sábado, dia 27 de fevereiro, na Maratona de Desportos Individuais, uma iniciativa promovida pela Câmara Municipal no Pavilhão Desportivo do Arco de Baúlhe. Durante a manhã, miúdos e graúdos praticaram diversas modalidades desportivas, entre as quais badminton, ténis de mesa, jogos de tabuleiro, jogos tradicionais, snagolf, entre outros.

Acompanharam o presidente da Câmara nesta iniciativa os vereadores, Dra. Isabel Coutinho e Alfredo Magalhães, assim como a presidente da Junta da União de Freguesias do Arco de Baúlhe e Vila Nune, Dra. Carla Lousada.

Maratona de Desportos Individuais (2)

Presidente da Câmara no convívio dinamizado pelo Arco Rotações Clube

O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras Basto, Francisco Alves, marcou presença no sábado à noite, 27 de fevereiro, no jantar-convívio promovido pelo Arco Rotações Clube que marcou o encerramento do 16º Passeio de Motos TT que juntou mais de 430 amantes de todo o terreno em Cabeceiras de Basto, entre os quais dezenas de espanhóis, suíços e franceses.

Acompanharam o presidente da Câmara nesta iniciativa o presidente da Junta da União de Freguesias de Refojos, Outeiro e Painzela, Leandro Campos, e o secretário da Junta da União de Freguesias do Arco de Baúlhe e Vila Nune, Carlos Teixeira.

Maratona de Desportos Individuais (3)



publicado por Carlos Gomes às 17:20
link do post | favorito

MOITA ABRE CAIXA DE PANDORA

Caixa de Pandora no Fórum Cultural da Baixa da Banheira

No dia 4 de março, pelas 21:30h, o palco do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, recebe o grupo musical Caixa de Pandora, composto por Rui Filipe, no Piano, Cindy Gonçalves, no Violino, e Sandra Martins, no Violoncelo.

Caixa de Pandora apresenta um repertório próprio de música original que orbita entre os ambientes de paisagens cinéfilas e a escultura sonora de estética contemporânea, criando uma esfera de ficção auditiva, onde as imagens facilmente invadem a imaginação de quem se deixa levar pelas linhas dramáticas e aventureiras.

Vários anos de projetos conjuntos dos três elementos (Rosa Negra, Sarrabulho, música para companhias de bailado) resultam numa sólida construção de afinidades, motivando a apresentação de um repertório que parece vindo de uma caixa mágica cheia de misteriosos e transcendentes momentos.

Os bilhetes, no valor de 3,66 euros, podem ser adquiridos na bilheteira do Fórum Cultural, na Baixa da Banheira.

Horário da Bilheteira: 

De 3ª a sábado – 14:30h às 19:30h 

Dias de espetáculo e cinema  – uma hora antes do início do espetáculo ou sessão.

Os bilhetes podem ainda ser reservados, através do telefone 210 888 900, no horário de funcionamento da bilheteira.As reservas têm de ser levantadas, no máximo, até 1h antes do início do espetáculo, com um limite de cinco bilhetes por reserva.



publicado por Carlos Gomes às 17:07
link do post | favorito

PARTIDO PAN QUESTIONA TAUROMAQUIA

PAN lança o segundo ciclo de conferências sobre "Políticas Públicas de Bem-Estar Animal”. Primeira Sessão a 5 de Março: “O impacto da tauromaquia nas crianças e jovens”

Nos próximo dia 5 de Março o PAN – Pessoas – Animais – Natureza lança o segundo ciclo de conferências "Políticas Públicas de Bem-Estar Animal".

Uma iniciativa, lançada em Março do ano passado, que reúne vozes com interesse nesta causa. Estas conferências, de participação gratuita e acessível a todos, convidam à participação de representantes de organismos públicos, investigadores, professores universitários, representantes de outras forças políticas, representantes de poder central e local, oradores estrangeiros, entre outras personalidades relevantes nestas áreas.

No próximo Sábado, 5 de Março, pelas 15h00, a sede do PAN (Av. Almirante Reis 81)

O Deputado André Silva vai abrir a primeira conferência deste ciclo subordinada ao tema: “O impacto da tauromaquia nas crianças e jovens”. Neste encontro participam representantes da Comissão Nacional de Protecção das Crianças e Jovens em Risco (Armando Leandro), da Universidade de Lisboa (Fernando Araújo), da Sociedade Portuguesa para a Educação Humanitária (Mariana Crespo), da Plataforma Basta (Sérgio Caetano) e da Fundação Franz Weber (Anna Mulà).

Este novo ciclo pretende dar continuidade ao trabalho de proximidade com os cidadãos já iniciado pelo PAN, promover o debate das questões relacionadas com os direitos dos animais, dar conhecimento das políticas comunitárias, locais ou nacionais, consciencializar a população e estimular os participantes a reflectir sobre o papel de todos nós na protecção dos animais.



publicado por Carlos Gomes às 17:02
link do post | favorito

VILA NOVA DE CERVEIRA APRESENTA CROCHET E DANÇA NA FEIRA INTERNACIONAL DE TURISMO EM LISBOA

É mais um passo na promoção das potencialidades turísticas de Vila Nova de Cerveira. O concelho vai estar representado, no próximo sábado, na Feira Internacional de Turismo – BTL 2016, em Lisboa, a promover ‘O Crochet Sai à Rua’ e o DANCERVEIRA. Presença cerveirense propõe um atelier de crochet ao vivo, um espetáculo de dança e algumas surpresas.

IMG_3926

Integrado no stand da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal, o Município de Vila Nova de Cerveira vai divulgar dois eventos culturais que integram a programação de verão deste ano, além de dar a conhecer todo o património natural, arquitetónico e cultural. Com a tarde de sábado reservada, ‘Cerveira, Vila das Artes’ apresenta dois certames repletos de cor e movimento, e com enorme potencial turístico.

Após o sucesso em 2014, ‘O Crochet Sai à Rua’ tem regresso marcado para este verão, ornamentando as ruas e edifícios públicos do centro histórico com adornos em crochet. Para promover a segunda edição, algumas artesãs vão proporcionar aos presentes um atelier de crochet ao vivo, para além de uma exposição com algumas peças de vestuário em crochet. Por sua vez, a ADEIXA - Escola de Dança do Eixo Atlântico - leva à BTL cerca de 20 bailarinos para uma demonstração do DANCERVEIRA, um evento perfeitamente consolidado e em crescimento que, anualmente, traz a Vila Nova de Cerveira mil bailarinos e milhares de pessoas a assistir.

Considerada a maior feira do setor em Portugal, a Feira Internacional de Turismo - BTL apresenta-se como uma excelente oportunidade para o Município de Vila Nova de Cerveira mostrar o que de melhor tem para oferecer, procurando despertar o interesse dos mercados e agentes presentes, de forma a alavancar o desenvolvimento do concelho, tornando-o cada vez mais um destino turístico. Para que os presentes recordem Vila Nova de Cerveira após a BTL, o Município vai distribuir algum material promocional do concelho, e ainda uma pequena surpresa em crochet a quem visitar o stand na tarde de sábado.

A 28ª edição da BTL 2016 – Feira Internacional de Turismo a decorrer, entre quarta-feira e domingo, na FIL, Parque das Nações, conta com mais de 1.000 expositores oriundos de 40 destinos. Em 2015 atingiu valores recorde alcançando 72.000 visitantes, dos quais 35.000 foram profissionais do setor.



publicado por Carlos Gomes às 16:57
link do post | favorito

CELORICO DE BASTO PROMOVE FESTA INTERNACIONAL DAS CAMÉLIAS NA FEIRA INTERNACIONAL DE TURISMO EM LISBOA

Destacar o património Natural é o grande objetivo de divulgação do Município de Celorico de Basto que aproveita a oportunidade para mostrar também o vinho verde e a doçaria tradicional. Celorico de Basto marcará presença na BTL no dia 5 de março com várias ações promocionais.

z2

 

À semelhança do ano passado, Celorico de Basto participará ativamente no salão de referência para a indústria do Turismo Nacional, a BTL, acoplado à Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa e ao Turismo Porto e Norte de Portugal

“A BTL é sempre um local de promoção estratégico relevante, com oportunidade de negócio, sobretudo, para o setor do turismo. Um espaço por onde passam milhares de pessoas ansiosas por conhecer novos destinos” disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva. O edil celoricense reforçou que “a aposta no turismo é cada vez mais consistente e bem delineada. Vivemos num concelho que cresce exponencialmente no que respeita aos espaços de alojamento, com um hotel a ser inaugurado a meados de maio e com outros projetos de relevo em agenda que tornarão Celorico de Basto ainda mais apelativo para os turistas. Promover este destino é cada vez mais necessário e urgente”, concluiu.

O material informativo e promocional estará disponível para os visitantes durante todos os dias de feira de 2 a 6 de março. No entanto, Celorico de Basto marcará presença com atividades promocionais no stand do TPNP e da CIM no dia 5 de março, onde será apresentado o programa das camélias, alguns produtos de relevo local como o vinho verde e a doçaria conventual. Estará ainda presente uma empresas de organização de atividades que incide na vivência de experiencia e aventuras onde se dá primazia ao contacto com a natureza.

De forma estratégica cada dia de feira é dedicado a um tema por forma a chegar a todos os nichos de mercado voltados para o setor do turismo.

z1



publicado por Carlos Gomes às 10:03
link do post | favorito

Domingo, 28 de Fevereiro de 2016
MINHOTOS EM LISBOA FAZEM ARRAIAL EM BENFICA



publicado por Carlos Gomes às 11:36
link do post | favorito

Sábado, 27 de Fevereiro de 2016
CONCERTO SOLIDÁRIO APOIA MÉDICOS DO MUNDO

A Médicos do Mundo junta artistas nacionais num Concerto Solidário com o objectivo de ajudar a financiar os projectos da associação. A iniciativa é a primeira acção numa campanha de divulgação da instituição e de mobilização de voluntários, doadores e parceiros.

 

A Médicos do Mundo prepara-se para realizar um Concerto Solidário, com a participação de diversos artistas nacionais bem conhecidos que vão apadrinhar o evento. O concerto tem apresentação a cargo da Embaixadora da Médicos do Mundo, Sílvia Alberto, e conta com a presença de artistas que se aliaram a esta causa, entre os quais Ala dos Namorados, Camané, David Fonseca, João Só, Jorge Palma, Marta Ren, Pedro Abrunhosa, Sérgio Godinho, Soul Gospel Project, Yolanda Soares, entre outros. O concerto vai ter lugar a 22 de Março de 2016 pelas 21h30, no Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa.

Esta iniciativa é a primeira acção da campanha "SOMOS TODOS VÍSIVEIS", que tem por objectivo angariar fundos para suportar os vários projectos que a Médicos do Mundo actualmente desenvolve em Portugal, possibilitando à associação continuar a levar cuidados básicos de saúde gratuitos às populações mais vulneráveis e combater a sua discriminação.

Para Fernando Vasco, Vice-Presidente da Médicos do Mundo, “o mote para este evento e para toda a campanha de divulgação da Médicos do Mundo a desenvolver ao longo deste ano remete para a relevância e actuação da associação. Uma dimensão fundamental no trabalho desenvolvido consiste na capacidade de dar voz aos que não têm voz, de tornar visíveis e alvo de atenção e compromisso aqueles que são mais vezes esquecidos e ignorados. Esta missão implica, naturalmente, um factor de mobilização de recursos, essenciais para que as acções idealizadas possam efectivamente acontecer e ter um impacto efectivo junto da população que apoiamos”.

Numa altura em que se registam em Portugal cada vez mais casos de pobreza e de exclusão social, em que existem pessoas que têm de escolher entre a toma de medicamentos e uma refeição diária, a Associação Médicos do Mundo recebe cada vez mais pedidos de ajuda e debate-se simultaneamente com uma diminuição dos apoios financeiros públicos, empresariais e de particulares.

Para continuar a assegurar cuidados de saúde gratuitos e uma intervenção de proximidade junto das populações mais desfavorecidas, a Médicos do Mundo depende da solidariedade de diferentes parceiros e particulares, na angariação de fundos para a sua actividade e na operacionalização de projectos nas mais diversas áreas. Para a realização deste Concerto Solidário a Médicos do Mundo conta com o apoio da Bridge, Câmara Municipal de Lisboa, CHM Acrílicos, Family First, Miss&Moustache, Movimento Pessoas@2020, Ophelia, Say U Consulting, Sisley Paris, Teatro Tivoli BBVA, Ticketline e Topázio e com o patrocínio do Banco Primus, jornal Destak e Grupo Pinto e Cruz.

Os bilhetes para o evento têm um custo compreendido entre os €15,00 e €35,00 e encontram-se disponíveis no Teatro Tivoli BBVA, na plataforma Ticketline e locais habituais.

Sobre a Médicos do Mundo:

A Médicos do Mundo (MdM) é uma organização não-governamental e sem fins lucrativos, de carácter independente, que promove o acesso gratuito à saúde das populações vulneráveis e combate a sua discriminação, através de prestação de cuidados de saúde, acções de consciencialização, formação e capacitação de pessoas e instituições.

A Médicos do Mundo é hoje uma organização de referência na área do desenvolvimento e ajuda humanitária, com mais de 36 anos de existência, presente em 82 países e com 355 projectos. A delegação portuguesa, fundada em 1999, tem 8 projectos em Portugal que melhoram a vida a cerca de 5 mil pessoas por ano.

Saiba mais: http://www.medicosdomundo.pt



publicado por Carlos Gomes às 10:49
link do post | favorito

Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2016
“PRETEND” É O NOVO SINGLE DE OWAN

“Pretend” é o título do novo single dos OWAN. Retirado do seu álbum de estreia “And Now You”, este tema, traz-nos mais uma canção com uma sinceridade e maturidade impar, digna do que de melhor se faz no campo da Pop/Rock e Indie Europeu.

OWAN_Foto1

OWAN (Out With A New) é um projeto musical criado e liderado por Danniel Boone (Autor, compositor, vocalista e multi-instrumentista). Em 2007 os OWAN editam um EP homónimo “Out With A New” ainda com os anteriores músicos, EP esse que trouxe alguns showcases em locais como as lojas FNAC e alguns concertos. Depois veio um período de paragem na produção da banda, devido a diferentes caminhos pessoais que levaram a uma fase de grande composição por parte de Danniel Boone.

Como cantor, compositor e guitarrista este foi o momento para o autor experimentar e procurar novos ambientes. Esta vontade de fazer música já havia começado vários anos antes desde que compôs a sua primeira música com 13 anos de idade.

Neste período (2007/2011) ele desenvolveu uma maturidade que possibilitou materializar algumas das suas ideias musicais num álbum. A pré-produção do álbum, que haveria de chegar, “And Now You” começou em 2012 feita por Mike More (Baterista e produtor do EP)

gravando e produzindo maquetas de cerca de 30 músicas nos estúdios FreakCastle, algumas das quais chegaram a ser tocadas em concertos.

Em 2013 os OWAN tiveram a oportunidade de trabalhar com o produtor Quico Serrano e decidiram gravar um single. A partir deste trabalho no estúdio da Aguda com a colaboração de Inês Vicente (“voice coach” e “lyrics advisor”) mais músicas da fase de pré-produção e de outras músicas novas foram trazidas à vida no presente álbum “And Now You”. One day you will realize foi o tema escolhido para primeiro single e primeiro vídeo realizado pelo Alberto Almeida em Março de 2014.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 21:10
link do post | favorito

FEIRA INTERNACIONAL DE TURISMO ABRE AS PORTAS NO PRÓXIMO DIA 2 DE MARÇO

Decorre de 2 a 6 de março, em Lisboa, aquele que é já considerado um dos maiores certames de turismo do mundo, a Feira Internacional de Turismo – BTL. O evento realiza-se nos pavilhões da Feira Internacional de Lisboa, no Parque das Nações, e como é habitual, conta com uma elevada participação de expositores nacionais e estrangeiros ligados ao turismo, dando a conhecer as ofertas turísticas dos seus países e das diferentes regiões.

12507320_1032531223476554_1059293345444389275_n

Desde a paisagem e a gastronomia ao artesanato e ao património histórico, sem esquecer as festas e romarias tradicionais, procura-se promover as potencialidades da nossa região utilizando os mais diversos meios, desde as provas de sabores à realização de conferências, da distribuição de folhetos e a recriação de figuras históricas e outras demonstrações da cultura tradicional.

Destinada a “Potenciar novos contactos e promover os melhores negócios é uma das premissas da organização”, a Feira Internacional de Turismo de Lisboa constitui um espaço privilegiado de “negocio e networking de todos os profissionais do Turismo e também um palco aberto ao debate e discussão do sector” e, simultaneamente, um local de “de animação e promoção turística para o público”.



publicado por Carlos Gomes às 10:33
link do post | favorito

CASA DA COMARCA DE ARGANIL REALIZA ENCONTRO DE TOCADORES DE CONCERTINA

12687987_1544188972562678_2553425131660203544_n



publicado por Carlos Gomes às 00:10
link do post | favorito

Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2016
MOITA DEDICA “MARÉ CHEIA” DE MARÇO À QUINZENA DA JUVENTUDE

A Maré Cheia de março tem como tema principal a Quinzena da Juventude que, este ano, irá decorrer entre 24 de março e 10 de abril, em vários locais do concelho da Moita. Esteja a par desta iniciativa, preparada pelos jovens do concelho, em estreita colaboração com a Câmara Municipal da Moita, consultando a rubrica “À Lupa” desta edição, já disponível emwww.cm-moita ou, em papel, nos postos de distribuição habituais.

Além da Quinzena da Juventude, muitas outras iniciativas vão decorrer, em março, neste concelho ribeirinho, como teatro, dança, música, atividades para crianças, feiras, desporto, exposições, entre outros eventos. Saiba tudo nas páginas do “Vai Acontecer…”.

Não pode perder também as nossas sugestões – livro, site, cd e filme – nas “Cumplicidades”.

No “Aqui Tão Perto”, a Maré Cheia dá a conhecer um novo projeto que a Câmara da Moita abraçou – o Odisseia –, promovido pela Artemrede – Teatros Associados e financiado pela Gulbenkian, que permite que jovens entre os 16 e os 25 anos adquiram formação certificada em três componentes artísticas: teatro, artes de rua e cinema/música.

Mimo Gaio é uma cafetaria, boutique de pão e mercearia gourmet que serve refeições ligeiras na localidade ribeirinha do Gaio, na freguesia do Gaio/Rosário. É este estabelecimento que pode conhecer na rubrica “Sabores & Saberes”.

Se pretende receber a Maré Cheia em sua casa, todos os meses, contacte o Gabinete de Informação e Relações Públicas da Câmara Municipal da Moita, através do e-mail: informacao-rpublicas@mail.cm-moita.pt ou do telefone 212806715.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 22:07
link do post | favorito

PAN VIAJA ATÉ AOS AÇORES PARA DEBATER SOLUÇÕES PARA OS CANIS DE ABATE EM PORTUGAL
  • Evento pretende envolver várias entidades na procura de soluções para adotar novas políticas de controlo de população nos canis municipais
  • Deputado do PAN reúne com o Presidente da CMPD e visita o Canil Municipal de Ponta Delgada
  • Está decorrer na Assembleia da República a discussão da Iniciativa Legislativa de Cidadãos (ILC) que visa acabar com os canis de abate em Portugal

O deputado do PAN – Pessoas – Animais – Natureza, André Silva, viaja até aos Açores no próximo dia 26 de fevereiro para participar num colóquio subordinado ao tema “As parcerias como modelo de atuação para a implementação de canis de acolhimento”, promovido pela Câmara Municipal de Ponta Delgada (CMPD) em parceria com a Associação Zoófila Portuguesa e a Campanha de Esterilização de Animais Abandonados e apoiado por várias entidades privadas (associações de proteção animal e clínicas). Este evento decorre entre as 14h00 e as 18h00.

O projeto surge de uma necessidade identificada pela CMPD que está a recorrer à esterilização de cadelas com vista a reduzir a população de canídeos na zona de intervenção do Centro de Recolha Oficial de Ponta Delgada e, consequentemente, o número de animais que aí dão entrada, nomeadamente cachorros. Uma vez que as adoções são insuficientes para abrigar todos os animais acolhidos, uma elevada percentagem acaba por ser abatida, situação que se arrasta há anos e a que a CMPD, por razões éticas e também de redução de custos, pretende pôr termo.

O PAN tem recebido inúmeras denúncias sobre as condições de abate nos canis de Ponta Delgada pelo que saúda esta iniciativa de uma autarquia que revela vontade de começar a tomar iniciativas para melhorar as condições de vida dos animais no concelho em causa e em simultâneo adotar novas políticas de controlo de população nos canis municipais.

O deputado André Silva reúne com o Presidente da CMPD, José Manuel Bolieiro, no dia 26 de Fevereiro pelas 9h00 e no mesmo dia visita o Canil Municipal de Ponta Delgada acompanhado pela Vereadora responsável, Luísa Magalhães.



publicado por Carlos Gomes às 19:10
link do post | favorito

CANTADORES AO DESAFIO JUNTAM-SE NA AMADORA



publicado por Carlos Gomes às 18:11
link do post | favorito

Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2016
PARTIDO PAN APRESENTA MEDIDAS PARA UM ORÇAMENTO DE ESTADO MAIS SUSTENTÁVEL EM DIVERSAS ÁREAS
  • Deduzir as despesas médico-veterinárias em sede de IRS e eliminação da isenção de IVA aos toureiros
  • Promover o acesso alimentos de origem biológica e às terapêuticas não convencionais
  • Extensão da contribuição para os sacos de plástico a outras embalagens plásticas e incentivos para a aquisição de bicicletas, painéis solares ou veículos elétricos

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza apresentou hoje várias medidas que considera serem integráveis no Orçamento de Estado de 2016 por não desestruturarem o documento nem colidirem com o programa do Governo. Em vez disso, as medidas apresentadas pretendem trazer respostas inovadoras para as necessidades que muitos portugueses têm manifestado nas mais diversas áreas, da proteção e bem-estar animal ao ambiente, urbanismo e ordenamento do território, passando também pela saúde, sociedade e cultura.

Proteção e bem-estar animal

- No âmbito da proteção e bem-estar animal, o partido pretende o fim da aplicação de taxa reduzida de IVA nos espetáculos tauromáquicos (…)

- O PAN entende, também, que é fundamental assegurar a todas as pessoas que detêm animais de companhia a possibilidade de deduzir as suas despesas médico-veterinárias em sede de IRS como despesas de saúde.

- Ainda neste âmbito, o PAN espera que o governo não participe no incentivo à mercantilização de animais para a obtenção de peles ou para experiências de laboratório. Estas transações de animais deixarão de beneficiar de taxas reduzidas de IVA.

Saúde, sociedade e cultura

- Nesta área, o PAN acredita que um Estado que pretende uma população saudável deve fomentar novos hábitos de consumo de alimentos funcionais, ou seja, que têm a real função de nutrir e facilitar o acesso às denominadas Terapêuticas Não Convencionais.

- Pretende-se também a dedução de gastos com alimentos biológicos nas despesas de saúde. Atualmente as despesas de saúde estão associadas a despesas de “doença”, isto é, verifica-se uma abordagem reativa à saúde. Uma vez que não é possível reduzir mais o IVA, o PAN acredita que estes produtos devem ser discriminados positivamente.

- O partido acredita que é imperativo facilitar, pela redução do IVA para a taxa mínima, o acesso a alimentos de origem vegetal.

- O PAN propõe que as despesas de transportes, nomeadamente o passe escolar para crianças e jovens, possam ser consideradas como despesas de educação e deduzíveis em sede de IRS.

- O PAN pretende também alargar a criação de incentivo fiscal à produção cinematográfica a outras atividades culturais, como sejam o teatro, a dança e o bailado.

Ambiente, urbanismo e ordenamento do território

- No que respeita às medidas incluídas neste tópico, inseridas na Reforma da Fiscalidade Verde, o PAN pretende a reposição dos valores anteriormente existentes como o incentivo à aquisição de veículos elétricos e uma discriminação positiva dos automóveis com uma pegada ecológica menor.

- A extensão da contribuição, que já acontece desde 2014 para os sacos de plástico, a todas as embalagens plásticas secundárias e terciárias, reforçando a prática de hábitos mais sustentáveis.

- O PAN propõe a criação de uma nova categoria nas deduções à coleta em sede de IRS designada “sustentabilidade” com um teto máximo de € 1000,00 para inclusão de despesas como, a aquisição de bicicletas, de painéis solares, ou de veículos elétricos.



publicado por Carlos Gomes às 14:29
link do post | favorito

PARTIDO PAN REALIZA AUDIÇÃO PÚBLICA SOBRE O REGIME CINEGÉTICO

Partido convida a sociedade a debater o tema. Quinta-feira dia 25 de Fevereiro, às 16h00 na Assembleia da República

No âmbito da recente decisão do governo que aprovou uma portaria que volta a permitir caçar na zona sul da Reserva Natural da Serra da Malcata, após 23 anos de interdição desta atividade num dos habitats históricos de ocorrência de lince-ibérico (uma espécie em risco de extinção), o PAN – Pessoas – Animais – Natureza organiza na próxima Quinta-feira dia 25 de Fevereiro, às 16h00 na Assembleia da República, sala de comissões n.º 1, uma audição pública sobre o regime cinegético. Para a reflexão conjunta sobre um tema que não tem sido apresentado à sociedade portuguesa de uma forma realista e integrada, serão convidados vários especialistas, entre eles, o Biólogo e Professor na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, Luís Vicente, a Quercus, o GEOTA, a LPN, a SPEA entre outras entidades e o público em geral que estão a ser convidados para participar no debate.

Em Portugal a conservação das espécies requer esforço, para evitar que se percam alguns dos animais mais emblemáticos do território e não falamos apenas do mais conhecido felino, o lince ibérico, mas também de outras espécies ameaçadas, como a salamandra lusitânica, o lobo ibérico, o pequeno saramugo, a foca monge que costumava existir em todas as costas mediterrânicas e na ilha da Madeira, mas hoje a sua população não excede os 450 indivíduos e a águia-imperial ibérica que só nidifica em Espanha e em Portugal e que está em risco pela diminuição dos coelhos, a sua presa principal, e a fragmentação dos montados, o habitat que prefere para nidificar.

“Na maioria do território português é possível exercer a atividade cinegética, sendo muito poucas as áreas no território nacional onde não se caça. Não são necessárias mais áreas de caça. Esta decisão do governo, tomada à revelia da sociedade, carece de fundamentação científica e política. Continuamos a agir como se fossemos donos do mundo, mas em vez de nos responsabilizarmos pelo equilíbrio ecológico do planeta e pelo direito de todos os seres vivos à vida e ao bem-estar, atuamos como cruéis predadores indiferentes ao impacto nefasto que estas decisões têm em toda a fauna e flora da cadeia ecológica”, recorda André Silva, deputado do PAN.



publicado por Carlos Gomes às 14:23
link do post | favorito

FILIPE LA FÉRIA SURPREENDE NO TEATRO POLITIEMA


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 14:00
link do post | favorito

PAN CONTATA OLX SOBRE POLÉMICA TROCA DE ANIMAIS NA PLATAFORMA

No seguimento das várias e recentes notícias sobre a troca e venda de animais na plataforma OLX, o PAN enviou uma carta dirigida ao CEO da plataforma, Miguel Monteiro, mostrando a disponibilidade para colaborar na garantia de que estes animais deixarão de ser tratados como objectos, contribuindo também para que cada vez mais empresas desta área sejam vistas como exemplo do acompanhamento da evolução civilizacional e ética que o país está a pedir no que respeita à protecção dos direitos dos animais.

Para o partido, a preocupação com aspectos sociais e ambientais já faz, há algum tempo, parte do mundo dos negócios. A monitorização dos impactos que uma actividade comercial tem na sociedade é fundamental para assegurar a continuidade da sua “licença para operar” que, em última análise, é sempre validada pelos cidadãos que utilizam determinado serviço.

“Uma das medidas a tomar poderia passar pela advertência explícita de proibição de trocas de animais no momento em que se cria um novo anúncio, complementando com a monitorização mais activa das transações realizadas”, sugeriu o Deputado e Porta-Voz do PAN, André Silva.

O PAN reforça assim a sua vontade de contribuir para um diálogo aberto e construtivo sobre este tema, que possa gerar formas alternativas e eficazes de avançar para uma sensibilização e consciencialização mais realista em relação à protecção e bem-estar animal. A alteração do Estatuto Jurídico do Animal é uma das medidas mais urgentes e também uma das bandeiras do partido, que pretende assim assegurar que os animais deixam de ser vistos como objetos e de ser tratados como mercadorias perante a lei.



publicado por Carlos Gomes às 11:47
link do post | favorito

MINHOTOS EM LISBOA FAZEM ARRAIAL EM BENFICA

O Grupo Etnográfico Danças e Cantares do Minho leva a efeito no próximo dia 13 de março, um grandioso Arraial Minhoto, no Ringue António Livramento, instalações pertencentes à Junta de Freguesia de Benfica e que foram no passado uma das mais emblemáticas sedes do Sport Lisboa e Benfica.

Além do grupo anfitrião, vão também participar neste arraial o Rancho Folclórico Alegria do Minho e o Grupo de Danças e Cantares Besclore, ambos também sediados na região de Lisboa.

RF Alegria Minho Assorpim (66)

Entretanto, no dia 19 de março, leva a efeito uma Noite Cultural na União e Progresso da Venda Nova. No dia 15 de maio, tem lugar o Festival Nacional de Folclore “Cidade de Lisboa”, no Ringue António Livramento. E, no dia 26 de junho, organiza o Festival Nacional de Folclore inserido no Arraial de S. Pedro que se realiza junto à Mata de Benfica, em Lisboa.

O minhoto encara a vida como uma festa. O trabalho e a romaria, a religião e a gastronomia, para o minhoto é sempre motivo de alegria. É a exuberância e a profusão da cor, a beleza da terra e o encanto das moças, o sorriso largo e franco com que se entrega à dança aos primeiros acordes de uma concertina. E, em Lisboa, sempre que os minhotos se juntam, há festa, arraial e alegria!

Besclore 049



publicado por Carlos Gomes às 10:58
link do post | favorito

PARLAMENTO APROVA REPOSIÇÃO DOS FERIADOS

A Assembleia da República aprovou ontem por maioria, com a abstenção dos deputados do PSD e CDS, o restabelecimento dos quatro feriados que haviam sido suspensos em 2012.

Assim, aqueles feriados voltam a ser celebrados na data devida ou seja, o de Corpo de Deus em junho (feriado móvel), o dia 1 de novembro, dia de Todos os Santos, o dia 5 de Outubro, Implantação da República e o 1.º de Dezembro, Restauração da Independência.

De referir que a instituição dos feriados tem como finalidade a preservação da memória colectiva como forma de manutenção da identidade de um povo, seja a data a comemorar de natureza religiosa ou cívica.



publicado por Carlos Gomes às 10:12
link do post | favorito

BENFICA VIRA ARRAIAL MINHOTO



publicado por Carlos Gomes às 00:01
link do post | favorito

Terça-feira, 23 de Fevereiro de 2016
MARAFONA EDITA ALBUM DE ESTREIA

A MARAFONA anuncia e afirma o seu “ESTÁ DITO”.

Após a edição do EP “TIA MISÉRIA”, considerado entre os melhores da world music portuguesa de 2014, em menos de um ano e meio depois segue-se  o lançamento do primeiro álbum  previsto para 4 de Março de 2016 nas lojas.

unnamed

“ESTÁ DITO” é um disco ambivalente, que se estende entre o passado e o presente, que se afirma como uma chegada e uma partida. Antes de ouvir o disco temos de nos preparar para uma viagem singular, de canção para canção, com o desafio de desenlear da abordagem vibrante da MARAFONA a inspiração na raíz popular portuguesa, tomando o gosto aos pós do corridinho, da chula, do vira, da cantiga de embalar, do fado, da canção de coimbra, da mazurca, da marcha, da alvorada transmontana e da valsa.

Em verdade, este é um disco de canções-retrato seja de personagens vilanescas, do amor Bocagiano, da Marafona de Monsanto a descobrir as faustuosas marchas de Lisboa, das histórias do dia-a-dia e do que mais inquieta.

MARAFONA, é um quinteto que une um coro de vozes à voz grave e intensa de Artur Serra, assim como cruza os instrumentos de cordas e percussões da tradição portuguesa como as trancanholas, o cavaquinho, a guitarra portuguesa ou a viola campaniça de Gonçalo Almeida, os bombos e o adufe de Ian Carlo Mendoza, a instrumentos mais clássicos como o contrabaixo de Cláudio Cruz e a viola de Daniel Sousa.

A premissa destes músicos é a de criar e recriar, fazer canções originais com pontos de partida mas sem atilhos, abraçar a llinguagem popular e a linguagem contemporânea resultando na sonoridade que apelidam de “MP3 a válvulas”.

“ESTÁ DITO” é um disco com a chancela da Editora PontoZurca (Aline Frazão, Melech Mechaya, entre outros), produzido por Sérgio Milhano e pela MARAFONA, masterizado nos estúdios Uwe Teichert’s Mastering Studio (BEL) (Yann Tiersen, dEUS, Placebo, entre outros).

Conta ainda nas ilustrações com o trabalho de Catarina Sobral e com a participação especial de  Ana Bacalhau (Deolinda) e da Mitó (Naifa) na canção “A improvável toponímia da Marcha Popular, assim como de  Luís Peixoto (Júlio Pereira, Sebastião Antunes Trio), no tema “Traz Paz”, com a sanfona.

As canções são originais de Artur Serra e de Daniel Sousa, encontrando um tema da autoria de Pedro da Silva Martins (“Chovesse do Tinto” – música&letra) e outro de José Oliveira (“Corridinho das Comadres” – música, com letra de Artur Serra).

Esta boneca de trapos, a MARAFONA, nasceu em Janeiro de 2014 juntando quatro músicos e um cantautor.  Sob o seu signo cruzam-se as velhas memórias com a cultura moderna, numa reflexão critica sobre a música portuguesa.

O ponto de partida é a portugalidade mas depois surgem as influências de cada músico ampliando o espectro da sua sonoridade à World Music.

Em Junho de 2014 realiza a edição de autor do EP ”Tia Miséria”, apontado pela crítica como um dos melhores da world music desse ano. As suas canções chegam não só a rádios portuguesas como a rádios espanholas, nestas últimas por casualidade.

Desde essa data, no espaço de um ano e meio, começa o périplo pelos cafés-concerto, os pequenos festivais de música portuguesa, passa para os auditórios e alcança festivais como a Festa do Avante ou o Sons do Atlântico, onde a par do fadista Camané representam Portugal entre outras bandas internacionais.

Em Novembro de 2015 fecham a porta à itinerância para se dedicaram exclusivamente à realização do primeiro álbum da banda, o “ESTÁ DITO”.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 22:14
link do post | favorito

DEPUTADO DO PARTIDO "OS VERDES" INTERVÉM NA DISCUSSÃO SOBRE O ORÇAMENTO DE ESTADO

Intervenção do Deputado José Luís Ferreira (PEV) na discussão sobre o Orçamento de Estado para 2016 – encerramento (generalidade), em 23 de fevereiro de 2016

jose-luis-ferreira-pev

Senhor Presidente,

Senhoras e Senhores Deputados,

Depois de 4 anos com orçamentos e políticas de cortes salariais, cortes nas reformas e nas pensões, precariedade, desemprego, emigração forçada, retrocesso dos direitos, insistência na carga fiscal sobre os rendimentos do trabalho, desrespeito pela Constituição, ingerências inadmissíveis na autonomia do poder local e um constante enfraquecimento do Estado Social, a generalidade das famílias portuguesas respira agora de alívio porque, em 2016, vai poder começar a libertar-se do sufoco que o Governo anterior do PSD e do CDS lhes impôs sem dó nem piedade, sem apelo nem agravo.

Finalmente, depois de 4 demorados e penosos anos, depois de 4 orçamentos onde a discussão se centrava em quanto mais, em direitos e rendimentos, o Governo PSD-CDS iria retirar aos portugueses, chegou o tempo de centrar a discussão em saber qual vai ser o grau da recuperação dos rendimentos e dos direitos retirados.

Ora, esta viragem do centro da discussão, só foi possível porque os portugueses, a 4 de outubro, quiseram alterar profundamente o quadro parlamentar, permitindo assim procurar soluções com políticas alternativas.

Foi o adeus à velha carroça telecomandada que nos governou durante 4 anos e meio. E, em bom rigor, o problema não foi apenas termos sido governados por uma carroça telecomandada, o pior é que, até hoje, ainda ninguém conseguiu saber quem era o dono do comando.

Nunca ficou claro se era a Comissão Europeia, se era o FMI, se eram os Grandes Grupos Económicos e Financeiros, se era Paulo Portas ou se era Passos Coelho. Foi o adeus às inevitabilidades e o regresso ao respeito pela nossa Constituição.

Chegou, assim, o tempo de pensar nas pessoas. Chegou o tempo de devolver rendimentos às famílias e colocar a economia a crescer.

Este, já o sabemos, não é o orçamento dos Verdes, é o orçamento do Governo do Partido Socialista. Um orçamento que, a nosso ver, poderia ir mais longe, porque está ainda longe do necessário.

Um orçamento condicionado por constrangimentos, sobretudo externos e, destes, desde logo a dívida pública, cuja renegociação, do ponto de vista dos Verdes, continua na ordem do dia, porque continua a sufocar o País e a comprometer o seu desenvolvimento.

Ainda assim, é um orçamento que procura dar resposta a alguns dos problemas mais urgentes dos portugueses, mas que nos convoca para continuar a trabalhar de forma responsável, no sentido de o melhorar e de procurar ainda mais justiça social, de melhorar a qualidade de vida das pessoas e de olhar para os nossos recursos naturais com olhos de ver.

É nesse sentido que Os Verdes vão continuar a trabalhar, com os seus contributos e com as suas propostas, tanto em sede de especialidade do orçamento, como fora do orçamento. Tanto dentro da Assembleia como fora da Assembleia, junto das pessoas e das populações.

Sr. Presidente, Senhoras e Senhores Deputados,

Nestes últimos 4 anos, um dos problemas ambientais, que mais se agravou, foi, sem qualquer dúvida, o despovoamento do país. Um problema que, como sabemos, arrasta outros, como o envelhecimento e o empobrecimento social e ambiental, com uma acentuada perda de biodiversidade e aceleração da desertificação de vastas regiões do território. Repovoar o interior e atenuar as assimetrias regionais é uma responsabilidade urgente e que, aliás, consta da posição conjunta dos Verdes com o Partido Socialista. E nesta matéria, o transporte ferroviário desempenha um papel absolutamente decisivo.

Exige-se, portanto, “virar a página” sobre uma visão que, durante demasiados anos, condicionou os investimentos às intenções de privatização do setor e aos serviços tidos como de mais fácil e rápido “retorno”. Assim se desmantelou a rede ferroviária nacional e se reduziu drasticamente o direito de acesso ao comboio, a vastas áreas do território, acentuando o isolamento, a interioridade e o despovoamento.

Estamos certos que o Governo do Partido Socialista se empenhará para “virar a página” também nesta matéria, dando expressão, tanto em sede de Orçamento de Estado como na definição das prioridades ao nível dos Fundos Comunitários, aos diversos Projetos de Resolução que sobre esta matéria, e sobre outras questões ambientais, foram e venham a ser aprovados nesta legislatura.

Sr. Presidente,

Já era público que o PSD e o CDS iriam votar contra este Orçamento de Estado mas, apesar de tudo, tínhamos ainda a esperança de ficar a saber porquê. Afinal, estamos a encerrar a discussão e ficamos sem saber os motivos que levam o PSD e o CDS a votar contra.

Pela forma não devem ter muito por onde pegar. Falam de erratas e de versões mas bateram todos os recordes em orçamentos retificativos. Falam de previsões demasiado otimistas, que estão longe do otimismo absolutamente surreal do ex-Ministro Vítor Gaspar. E falam do falhanço das metas, mas falharam literalmente todas as metas dos seus orçamentos.

Ora, não sendo pela forma, só pode ser pelo seu conteúdo.

Logo, PSD e CDS votam contra este Orçamento porque são contra a recuperação dos rendimentos das famílias.

São contra o alívio fiscal nos rendimentos do trabalho.

São contra o reforço nos apoios sociais.

São contra o combate à pobreza.

São contra o fim de alguns benefícios fiscais atribuídos aos grandes grupos económicos e financeiros.

São contra o fim da isenção do IMI para os Fundos Imobiliários.

Não querem que a banca pague mais.

Não querem que as pessoas recuperem os direitos que o anterior governo lhes retirou.

E, sobretudo, não querem que se caminhe no sentido contrário à denúncia que o poeta, já hoje aqui citado, faz numa bela melodia: “Somos tantos a não ter quase nada, porque há uns poucos que têm quase tudo.”

Da nossa parte, votaremos a favor deste orçamento porque, apesar de ficar ainda longe do necessário para responder às necessidades das pessoas e do País, procura repor alguma justiça, no meio de tanta injustiça imposta pelo anterior Governo PSD-CDS.



publicado por Carlos Gomes às 20:30
link do post | favorito

PARTIDO PAN ABSTÉM-SE NA VOTAÇÃO DO ORÇAMENTO DE ESTADO E APRESENTARÁ PROPOSTAS

- Reconhece trabalho com vários aspetos positivos, mas considera que este não é o Orçamento de Estado pretendido

- Documento continua a refletir o paradigma vigente de captura do bem comum por interesses privados

- Medidas PAN pretendem a recuperação do rendimento das famílias, o reforço da coesão social, o bem-estar e dignidade animal e a proteção dos ecossistemas

O PAN – Pessoas – Animais – Natureza irá abster-se na votação do Orçamento do Estado para 2016 que decorre hoje na Assembleia da República. Para o partido, o presente Orçamento do Estado é um documento do Governo que resulta da conjuntura política e económica atual e das negociações e acordos entre os quatro partidos que o apoiam.

“Trata-se de um trabalho com vários aspetos que reconhecemos como positivos, mas não é o Orçamento do Estado que pretendíamos. Por este motivo, apresentaremos algumas medidas que pretendem contribuir para promover a recuperação do rendimento das famílias, o reforço da coesão social, o bem-estar e dignidade animal, e a proteção dos ecossistemas. As medidas de alteração que iremos propor não desestruturam nem desequilibram o Orçamento e também não colidem com o programa do Governo. Por isso, consideramos que poderão ser perfeitamente integradas,” defendeu hoje o Deputado André Silva no Parlamento.

“No debate do Orçamento do Estado é importante falar-se em números, percentagens ou rácios, mas para o PAN é fundamental discutir-se ética, valores e, obviamente, critérios de atribuição de verbas,” reforça André Silva.

O PAN tem estado a trabalhar várias medidas que irá apresentar amanhã. Está também agendada para amanhã, às 12h00, na Assembleia da República uma reunião com o líder parlamentar do PS, partido que suporta o governo, para apresentação das principais preocupações do partido e das medidas que irão estar em discussão na especialidade.



publicado por Carlos Gomes às 20:14
link do post | favorito

PARTIDO "OS VERDES" VOTA FAVORAVELMENTE ORÇAMENTO DE ESTADO

A Deputada de Os Verdes, Heloísa Apolónia, proferiu hoje na Assembleia da República, uma intervenção sobre o Orçamento de Estado para 2016. Heloísa Apolónia critica o anterior Governo pelas opções políticas prosseguidas e afirma: "O voto contra que quer o PSD e o CDS já anunciaram a este Orçamento de Estado para 2016 é bem demonstrativo que estamos perante um orçamento que contém opções de mudança. Se fosse um orçamento de continuidade, aceitá-lo-iam e nós, rejeitá-lo-íamos".

A deputada do PEV elenca alguns dos aspetos positivos deste OE2016, nomeadamente na recuperação de rendimentos das famílias e na inversão da lógica do empobrecimento mas afirma que falta, ainda, investimento público na área do ambiente, transportes, educação, saúde e cultura: “Este não é o Orçamento que o PS construiria sozinho, caso estivesse com uma maioria absoluta. As posições conjuntas assinadas com outros partidos, entre os quais o PEV, tiveram o mérito de puxar as políticas do Governo PS para medidas mais justas e emergentes!”.

Heloísa Apolónia realça a necessidade de se dar atenção particular aos desafios de ordem ambiental, nomeadamente à mobilidade de passageiros, à conservação da natureza, à valorização das áreas protegidas, florestas e recursos hídricos e termina: “O paradigma das políticas ambientais e sociais tem de mudar. Os Verdes trabalharão para que as opções de investimento e a dinâmica económica sejam instrumentos para gerar melhores condições ambientais e sociais em Portugal”.

A intervenção da Deputada ecologista pode ser vista em https://youtu.be/-5vMXFF577I



publicado por Carlos Gomes às 19:59
link do post | favorito

Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2016
PARTIDO PAN APRESENTA PROPOSTAS PARA MELHORAR ORÇAMENTO DE ESTADO

Debate Orçamento de Estado 2016

Considerando o contexto em que este orçamento se apresenta pode dizer-se que procura devolver algum rendimento às famílias. A opção pela procura de receita através de impostos indirectos permite às famílias não serem directamente atingidas nos seus rendimentos. Permite escolhas. Não verificamos, no entanto, estratégias que tenham um impacto a longo prazo no bem-estar de pessoas e animais e na salvaguarda da natureza.

ng6012074

Acreditamos que existem diversos aspectos a melhorar.

(Alimentação; TNCs; Saúde; Lobbys; SNS). A começar pela Saúde, são muitos os estudos e pareceres que apresentam uma correlação directa e inegável entre alimentação e saúde pública. Se tivermos uma alimentação mais correta, com o consumo de alimentos frescos, sem conservantes ou aditivos químicos e de produção biológica, vamos ter menos doentes, menos medicamentos e menos despesa, logo, vamos ter um Serviço Nacional de Saúde (SNS) mais sustentável.

Fomentar novos hábitos de consumo de alimentação funcional, ou os acessos às denominadas Terapêuticas Não Convencionais validadas cientificamente, através da redução de impostos, é a responsabilidade de um Estado que pretende uma população saudável. Mais importante, poupará vidas, reduzirá o absentismo e a mortalidade e aumentará a tão discutida produtividade. A protecção à saúde é um Direito constitucionalmente consagrado e tradição alguma ou interesses de grupos de pressão jamais poderão ser argumento pertinente para questionar tão fundamental Direito.

Aquilo que verificamos, no entanto, é que o lobby dos transgénicos, o lacto-negócio e os interesses da suinicultura têm mais peso no governo que as políticas de saúde pública. Por um lado, estudos e advertências, das tutelas nacionais e internacionais da área da saúde, recomendam uma forte redução no consumo de carne e leite, por outro temos o Sr. Ministro da Agricultura a participar em eventos destes sectores de negócios privados e a apelar ao seu consumo. É esta política não consertada que o governo quer para a saúde dos cidadãos e para a sustentabilidade do SNS, ou vamos finalmente optar pela saúde e pelos cidadãos?

(Tratamentos Médico-veterinários). Mas não se esgotam na saúde humana as nossas preocupações. Hoje em dia, os animais ditos “de companhia” representam um encargo relevante para muitas famílias portuguesas, sobretudo nas indispensáveis despesas médico-veterinárias. A evolução da Sociedade leva a que os nossos companheiros sejam vistos como parte integrante do bem-estar e equilíbrio de uma família, sendo fundamental assegurar um benefício que permita um acesso menos dispendioso a este tipo de tratamentos, proposta que o PAN irá fazer no decurso da discussão do Orçamento do Estado.

Foto: DN



publicado por Carlos Gomes às 21:10
link do post | favorito

ALMOÇO DA LAMPREIA JUNTA MINHOTOS EM LISBOA



publicado por Carlos Gomes às 20:14
link do post | favorito

ESCUTEIROS ORGANIZAM FESTA DAS SOPAS



publicado por Carlos Gomes às 11:01
link do post | favorito

EXPOSIÇÃO COLETIVA APRESENTA EM LISBOA FOTOGRAFIA, PINTURA E ESCULTURA

aaaaaaxxxxx



publicado por Carlos Gomes às 10:22
link do post | favorito

Domingo, 21 de Fevereiro de 2016
TOCADORES DE INSTRUMENTOS DE MÚSICA POPULAR ENCONTRAM-SE NA AMADORA

Um pouco de todo o lado, afluíram hoje à cidade da Amadora tocadores de instrumentos de música popular tradicional. Levaram consigo o bombo e os ferrinhos, o reco-reco e a viola braguesa. E, como não podia deixar de suceder, o mais popular e porventura menos tradicional de todos os instrumentos do nosso folclore – a concertina. E, juntaram-se todos a tocar a concertina e a cantar o so-li-dó… porque, quando se juntam dois minhotos, começa a festa!

12782396_1045613162149019_592207148_n

A iniciativa foi do Grupo Etnográfico Danças e Cantares do Minho e teve lugar no pavilhão Desportivo da União e Progresso da Venda Nova, na Amadora, mesmo junto às Portas de Benfica. E não faltaram as lindas moças trajadas, cheias de chieira, com as suas arrecadas reluzentes e os garridos trajes de lavradeira.

12782274_1045614092148926_591192482_n

Participaram neste encontro João Moura e Pedro Peseiro concertinas, Rancho da Casa do Povo de Vialonga - Vila Franca de Xira, Grupo de concertinas de Carenque, Rancho Folclórico Camponeses de Canados – Alenquer, Tocadores de concertina do Rancho Folclórico Flores da Beira – Oeiras, Grupo Folclórico Verde Minho – Loures, Grupo de Danças e Cantares da Mugideira - Torres Vedras, Grupo Etnográfico Danças e Cantares do Minho - Grupo organizador, Grupo de concertinas - Somos do Norte, Rancho Alegria do Minho – Amadora, Gonçalo Barata – acordeão, Grupo Folclórico Terras da Nóbrega – Oeiras, Grupo de concertina e Cantares Beira Lima Rancho Folclórico Dançar É Viver - Amadora Grupo de concertinas Os Desafinados do Catujal, Escola de Concertinas de Daniel Sousa e Rancho Folclórico da Casa do Minho.

12767791_1045615655482103_258461321_n

E porque o minhoto quer é festa, o Grupo Etnográfico Danças e Cantares do Minho anuncia já a próxima para o dia 13 de março, um autêntico arraial minhoto que vai realizar-se no Ringue António Livramento, instalações pertencentes à Junta de Freguesia de Benfica. No dia 19 de março, leva a efeito uma Noite Cultural na União e Progresso da Venda Nova. No dia 15 de maio, tem lugar o Festival Nacional de Folclore “Cidade de Lisboa”, no Ringue António Livramento. E, no dia 26 de junho, organiza o Festival Nacional de Folclore inserido no Arraial de S. Pedro que se realiza junto à Mata de Benfica, em Lisboa.

Fotos: Manuel Santos

12782077_1045613165482352_1587329648_n

12782145_1045613158815686_2115822004_n

12782463_1045613215482347_1877060363_n

12782170_1045616202148715_13094349_n

12782147_1045614272148908_181377838_n

12782077_1045613165482352_1587329648_n

12769545_1045616208815381_233201949_n

12767439_1045614075482261_1038451228_n

12746508_1045615665482102_1885429545_n

12736430_1045615648815437_8679966_n

12527693_1045613222149013_1365319218_n

12498460_1045614618815540_316767977_n

12077220_1045614258815576_1742072173_n



publicado por Carlos Gomes às 23:53
link do post | favorito

TELMO PIRES TRIUNFA NO MUSEU DO FADO

O fadista Telmo Pires esgotou o Auditório do Museu do Fado, em Lisboa, onde fez na noite de sexta-feira, dia 19 de Fevereiro, a apresentação do seu novo álbum “Ser Fado”.

unnamed (1)

Durante o concerto, temas como “Fado Fantasma”, “Marujo Português”, “As Mãos que Trago” ou o inédito de António Variações “Ao Passar por Braga Abaixo” revelaram-se os preferidos do público, que também não enjeitou sentidos aplausos no final dos outros temas do novo disco.

Com Telmo Pires subiram ao palco do Museu do Fado os seus cúmplices Cajé Garcia (viola de fado), Jorge Carreiro (baixo) e Bruno Chaveiro (guitarra portuguesa).

unnamed


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 12:19
link do post | favorito

Sábado, 20 de Fevereiro de 2016
ENCONTRO DE TOCADORES DE INSTRUMENTOS TRADICIONAIS REALIZA-SE AMANHÃ NA AMADORA



publicado por Carlos Gomes às 00:02
link do post | favorito

Sexta-feira, 19 de Fevereiro de 2016
MOITA EVOCA AMÁLIA RODRIGUES

“Amália – Gosto de Ser Quem Sou”: Leituras às Quintas na Biblioteca da Baixa da Banheira

O “Leituras às Quintas” deste mês de fevereiro está marcado para o dia 25, pelas 21:30h, na Biblioteca Municipal da Baixa da Banheira, e vai ser dedicado à diva do Fado, atriz e poetisa Amália Rodrigues. Esta é também uma forma de assinalar o Dia Internacional da Língua Materna, recordando uma personalidade que propagou a cultura e a língua portuguesa pelo mundo.

Amália

A atriz Irene Cruz, Maria Estrela Carvas, secretária e amiga de Amália Rodrigues, e Maria Eduarda Rosa, professora universitária de literatura, juntam-se neste serão, para o qual está também convidado, e onde não vão faltar vários momentos de fado.



publicado por Carlos Gomes às 21:05
link do post | favorito

MOITA REALIZA FEIRA DA BAGAGEIRA

“Abra a Bagageira” na Marginal da Moita

Como habitualmente, no quarto sábado do mês, realiza-se a feira “Abra a Bagageira”, entre as 10:00h e as 18:00h, na Marginal da Moita (junto ao Pavilhão Municipal de Exposições). No próximo sábado, dia 27 de fevereiro, passe por lá e encontre artigos em segunda mão, peças de artesanato, antiguidades, velharias e muito mais.

abra a bagageira

A feira “Abra a Bagageira”, promovida pela Câmara Municipal da Moita, pretende ser um espaço que junta artesanato, velharias e antiguidades num local ao ar livre. Os interessados em participar devem inscrever-se, através do e-mail:pav.mun.exposicoes@mail.cm-moita.pt, ou pelo T: 210816914. O pagamento, no valor de 4,04 euros, deverá ser efetuado previamente, mediante disponibilidade de lugar. Os lugares (bagageira do carro e espaço em frente com a dimensão de 2mtsx1mts) deverão ser ocupados entre as 9:00h e as 10:00h.

“Abra a Bagageira” do seu carro e venda o que tem a mais no seu sótão ou garagem!


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 21:03
link do post | favorito

OEIRAS: RANCHEIROS DE VILA FRIA REALIZAM ESPETÁCULO DE FOLCLORE



publicado por Carlos Gomes às 10:04
link do post | favorito

Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2016
MINHOTOS FESTEJAM EM MEM MARTINS ANIVERSÁRIO DO GRUPO FOLCLÓRICO AS FLORINHAS DO ALTO MINHO

O Grupo Folclórico As Florinhas do Alto Minho comemora 13 anos de existência a representar o folclore do Minho na região de Lisboa. Sediado no concelho de Sintra, mais concretamente em Sacotes, na Freguesia de Algueirão-Mem Martins, este agrupamento é constituído maioritariamente por minhotos oriundos do concelho de Paredes de Coura e seus descendentes.

A festa do seu aniversário vai ter lugar no próximo dia 6 de março, a partir das 12h30, nas suas instalações sitas em Sacotes, na Rua da Beijoquinha, Vivenda Esteves, no Algueirão.

Para participar nesta festa basta fazer a reserva de lugares (contribuição de 10 Florinhas por pessoa) para o seguinte número: 917242171 - Sr. Manuel Esteves

Programa:

13:00 - Almoço de convívio em celebração ao aniversário do grupo. A ementa será Feijoada à Minhota.

15:30 - Início da atuação de Eugénio Palma e seu acordeão num lindo cantar alentejano, seguido da atuação do Grupo Folclórico As Florinhas do Alto Minho.

17:30 - Cantar dos Parabéns ao Grupo Folclórico e partilha do seu bolo de Aniversário.

FlorinhasAltoMinho 035

FlorinhasAltoMinho 119



publicado por Carlos Gomes às 22:50
link do post | favorito

PÁGINAS DA HISTÓRIA DO REGIONALISMO: CASA DO CONCELHO DE OVAR FOI EXTINTA HÁ 43 ANOS!

Constituída em 1952, a Casa do Concelho de Ovar teve curta existência, tendo sido extinta cerca de vinte anos após a sua fundação. Teve a sua sede provisória na rua de São Bernardo, nº 76, 1º esquerdo, tendo-se posteriormente sediado na avenida da Liberdade, nº. 54, 3º. Porém, era no pitoresco bairro da Madragoa que se encontrava fixada a maior parte das suas gentes que viviam em Lisboa pelo que acabaria por instalar a sua sede social na calçada de Santos, nº. 37, 1º andar, atual calçada Ribeiro dos Santos. Recordando uma das desaparecidas casas regionais que existiram em Lisboa, transcrevemos com a devida vénia o artigo do jornalista João de Oliveira Teles, publicado no Jornal “João Semana” de 1 de maio de 2010.

comboio-saudade2

Comissão Organizadora da Casa do Concelho de Ovar em Lisboa: Sentados, da esquerda para a direita: Manuel de Oliveira Ventura, José Augusto da Cunha Lima e António Pinho Branco. De pé, pela mesma ordem: Pelágio José Ramos, Afonso Pereira de Carvalho, José André Redes, Artur de Oliveira Faneco, Francisco de Oliveira Faneco e Armando de Oliveira Soares

Recordando o “Comboio da Saudade”

Não vou aqui fazer a história da Casa do Concelho de Ovar em Lisboa, porque esse trabalho já foi abordado por mim neste jornal em 15 de Dezembro de 2006. Mas não podia deixar de recordar uma feliz iniciativa desta colectividade, então ainda embrionária: a organização de um comboio-expresso com ligação directa entre Lisboa e Ovar, ao qual deram o nome de “Comboio da Saudade”.

A Estação de Ovar em 1952, ainda com a cobertura da marquise envidraçada, repleta de gente, à chegada do “Comboio da Saudade”

 

Teve lugar esse acontecimento em 21 de Setembro de 1952, por ocasião das festas centenárias da Vila e da Festa do Mar, e foi levado a cabo por um grupo de vareiros bairristas residentes em Lisboa, com amor acrisolado à terra das suas raízes, pela qual tudo faziam desinteressadamente.

Nessa altura, esses vareiros formavam a Comissão Organizadora da Casa do Concelho de Ovar em Lisboa, instituição que havia de nascer, mais tarde, com o seu primeiro presidente, Dr. Albino Borges de Pinho (1953 a 1957). Um dos objectivos da viagem era, precisamente, despertar nos outros conterrâneos um maior entusiasmo pela nova associação.

Esse objectivo foi alcançado, traduzindo-se num grande sucesso, já que se deslocaram de Lisboa a Ovar vareiros que já aqui não vinham há muitos anos, trazendo consigo vários amigos da capital que não conheciam a nossa terra.

É oportuno registar o nome desses vareiros bairristas, para não serem ignorados pelos seus conterrâneos de hoje: José Augusto da Cunha Lima, presidente da Comissão Organizadora da Casa do Concelho de Ovar em Lisboa, João André M. Boturão, Manuel de Oliveira Ventura, José André Redes, Pelágio José Ramos, Artur de Oliveira Faneco, António A. Pinho Branco, Francisco de Oliveira Faneco, Afonso Pereira de Carvalho e Armando de Oliveira Soares.

Desde a primeira hora, o semanário “Notícias de Ovar” deu bastante apoio a esta iniciativa. E como o seu proprietário, António Coentro de Pinho, era, na ocasião, Presidente da Câmara Municipal de Ovar, tudo se conjugou para que a realização dessa jornada tivesse muito êxito.

No seu número de 18 de Setembro de 1952, aquele semanário convidava o povo e as colectividades do concelho a estarem presentes na estação do caminho-de-ferro da vila para assistirem à chegada do “Comboio da Saudade”, publicando o anúncio da Câmara Municipal de Ovar aqui reproduzido.

Grupo Coral da Casa do Concelho de Ovar em Lisboa numa visita ao Estádio Nacional, onde se destacam alguns membros fundadores desta colectividade: Em baixo, o 1.º da esquerda é José André Redes. De pé, da esquerda para a direita: 1.º Francisco de Oliveira Faneco, e o antepenúltimo o seu pai, Artur de Oliveira Faneco.

 

O comboio saiu do Rossio, em Lisboa, às 7 horas do dia 21 de Setembro, chegando a Ovar por volta das 11 horas, conforme estava previsto. Disse-me o Sr. Francisco de Oliveira Faneco, um dos membros da organização, que em Aveiro pediram ao maquinista para que dali em diante fizesse accionar o apito da máquina até à sua chegada a esta vila, no que ele concordou. Isso permitiu que o povo das povoações vizinhas parasse para observar, interrogando-se sobre o que se passava.

Foi em apoteose que o “Comboio da Saudade” entrou na gare da nossa estação. (A foto ainda a retrata com a cobertura da marquise em ferro, coberta de zinco e vidro, desmantelada nos anos 60 do séc. XX devido à electrificação da Linha do Norte). Ali “se viam as entidades oficiais, colectividades com os seus estandartes e a Banda Ovarense, tendo subido ao ar uma grande salva de foguetes”, como se lia no semanário de 25/9/1952.

Seguiu-se um cortejo para a Câmara, onde estava constituída a mesa, com o Presidente, os membros da Comissão Organizadora da Casa do Concelho de Ovar em Lisboa, os vereadores e entidades oficiais e representantes das colectividades locais.

O Sr. António Coentro de Pinho, como primeiro autarca do concelho, deu as boas vindas aos visitantes, tendo-lhe respondido, a agradecer, o Sr. José Augusto da Cunha Lima, presidente da Comissão Organizadora da Casa do Concelho em Lisboa.

O “Notícias de Ovar” informava ainda: “Da Câmara, seguiram estes para o Largo dos Combatentes, onde visitaram a fonte do Hospital, o edifício do antigo Quartel de Infantaria 24 e a Capela de S. Pedro, onde se encontra o “Passo do Calvário”, indo, depois, à Matriz, que viram com particular interesse, alguns dos restantes “Passos” e, finalmente, à casa onde viveu durante algum tempo o grande escritor Júlio Dinis. No fim do almoço, foi-lhes proporcionado um passeio pela Ria até ao Torrão do Lameiro”.

A comitiva partiu de Ovar, com rumo a Lisboa, às 2 horas e 30 minutos do dia 22, como estava previsto, depois de uma despedida comovente para os que seguiam e para aqueles que cá ficavam.

Ao recordarmos este acontecimento, que há mais de 50 anos empolgou a população da nossa terra, prestamos homenagem aos nossos conterrâneos residentes, nessa época, em Lisboa, muitos deles já falecidos, os quais, embora vivendo longe, traziam Ovar no coração. Lamentamos que a Casa do Concelho de Ovar em Lisboa, extinta cerca de 20 anos depois, em 17 de Janeiro de 1973, tivesse tido uma existência tão breve.

Fonte: João de Oliveira Teles / Jornal “João Semana” de 1 de maio de 2010 / Via: http://artigosjornaljoaosemana.blogspot.pt/

comboio-saudade4

A Câmara Municipal de Ovar convidava a população e as colectividades do Concelho a comparecerem na Estação à chegada do Comboio



publicado por Carlos Gomes às 20:17
link do post | favorito

REGIONALISMO EM LISBOA ESTÁ MAIS POBRE: CASA DO ALGARVE FOI DISSOLVIDA!

O Algarve perdeu a sua representação regionalista na capital. As gentes algarvias que vivem na região de Lisboa deixaram de ter uma associação que as congregue, qual elo de ligação de toda a comunidade a manter viva a sua identidade e ligação às origens. O associativismo regionalista ficou mais pobre!

O atual panorama do regionalismo não é o melhor. Nas duas últimas décadas, várias foram as casas regionais que encerraram as suas portas. E, muitas das que ainda não o fizeram, têm vindo a reduzir a sua atividade ou a desviar-se dos fins para que foram criadas, indo algumas ao ponto de, através de alterações estatutárias, franquearem as “portas” a pessoas que não são oriundas das respetivas regiões. A crise atinge particularmente as associações de âmbito provincial mas também não deixa de fora as chamadas casas concelhias, como sucedeu com a Casa de Ourém.

A situação atual do associativismo carece de reflexão séria e profunda acerca dos caminhos que vem trilhando e, sobretudo, da forma como prosseguir os seus fins face ás alterações sociais que se tem vindo a verificar, sem contudo colocar em causa a sua identidade e ligação à respetiva região.

12141673_1202830309732171_5580959387718690933_n



publicado por Carlos Gomes às 18:38
link do post | favorito

CASA DO CONCELHO DO SABUGAL COMEMORA 41 ANOS DE EXISTÊNCIA

A Casa do Concelho do Sabugal, em Lisboa vai comemorar o seu 41 º Aniversário, com um Almoço-Convívio a realizar no dia 20 de Fevereiro de 2016.

12654160_10201300732076331_5005528418762891775_n

Para tal convida todos os seus associados e familiares que connosco queiram celebrar esta data tão significativa na história de uma Casa que tem, ao longo dos anos, preservado os principais valores da Diáspora Sabugalense.

Esta iniciativa conta, nomeadamente, com a presença do filósofo Eduardo Lourenço; o Presidente do Município do Sabugal, Eng. Antonio Robalo; o Chefe do Estado Maior das Forças Armadas General Pina Monteiro e esposa; o Ex-Procurador Geral da República Dr. Pinto Monteiro; D. Manuel Felício Bispo da Guarda; o Representante da Câmara Municipal de Lisboa, entre outras altas individualidades nacionais e regionais.

Programa

12:30 Horas – Recepção aos associados e convidados

13:00 horas – Almoço Bucho Arraiano

15:00 horas – Intervenções

15:30 horas - Momento Musical

NOTA: Por questões logísticas as inscrições devem ser feitas até 19 de Fev. para os seguintes contactos: 969272706 ou caconcelhosabugal@hotmail.com



publicado por Carlos Gomes às 17:44
link do post | favorito

ARGANILENSES EM LISBOA REALIZAM ENCONTRO DE TOCADORES DE CONCERTINA



publicado por Carlos Gomes às 17:35
link do post | favorito

SILÊNCIO QUE SE VAI CANTAR O FADO... NA AMADORA!

A Associação Rancho Folclórico Alegria do Minho/Assorpim leva a efeito uma sessão de fados, ater lugar no próximo dia 20 de março, pelas 15 horas, nas instalações da Associação de Solidariedade Social para Reformados, Pensionistas e Idosos da Freguesia da Mina de Água (ASSORPIM).

As inscrições são limitadas pelo que, quem estiver interessado, deverá inscrever-se diretamente na ASSORPIM ou através dos seguintes contactos: 969 926 763 / 961 023 083. O preço de cada inscrição é de 10€.

E, a acompanhar o trinar das guitarras, o “programa” inclui chouriço, queijos, presunto, pão, broa, caldo verde, água, vinhos, sumos e arroz doce.



publicado por Carlos Gomes às 16:34
link do post | favorito

PESCADORES PEREGRINAM A FÁTIMA

PESCADORES



publicado por Carlos Gomes às 16:22
link do post | favorito

CORROIOS REGRESSA À IDADE MÉDIA



publicado por Carlos Gomes às 16:21
link do post | favorito

AMADORA RECEBE ENCONTRO DE TOCADORES DE INSTRUMENTOS TRADICIONAIS



publicado por Carlos Gomes às 16:20
link do post | favorito

CASA DE GÓIS PREPARA CHANFANA



publicado por Carlos Gomes às 16:06
link do post | favorito

MÁSCARA IBÉRICA DESFILA EM LISBOA

8285_1690632394506588_212452471768039027_n



publicado por Carlos Gomes às 16:05
link do post | favorito

LOURES VIRA MINHO

O Rancho Folclórico e Etnográfico “Verde Minho”, leva a efeito no próximo dia 28 de Maio, na cidade de Loures, mais uma grandiosa edição do Encontro de Culturas Verde Minho.

Verde Minho - Loures 099

O festival tem como cenário a magnífica réplica das ruínas de S. Paulo, em Macau, a qual serviu de fachada ao Pavilhão de Macau na Expo’98. Naquele local vão desfilar os usos e costumes das nossas gentes, exibindo as suas tradições, as danças e cantares, ao som da concertina e do cavaquinho e ao ritmo dos bombos e dos reco-recos, das castanholas e dos ferrinhos, mostrando como se canta e dança o vira e o malhão, a chula a rusga e a cana-verde.

Fotos do Verde Minho 023-2

Pelas 16 horas no Parque da Cidade, serão abertos os pavilhões, com artesanato e gastronomia do Minho, animados por vários grupos de tocadores em concertina.

Às 17,30 horas terá lugar a entrega de lembranças e imposição de insígnias nos estandartes dos grupos, em cerimónia solene a ter lugar nos Paços do Concelho onde serão recebidos pelos autarcas do município de Loures. Às 18,00 horas, dar-se-á início ao Desfile Etnográfico a partir do largo fronteiro aos Paços do Concelho, rumo ao Jardim da Cidade. Às 19,00 horas, os grupos realizam um Jantar convívio no Restaurante CopaCabana. E, finalmente, às 21,00 horas, ocorrerá a exibição em palco, no Jardim da Cidade, dos grupos participantes.

Verde Minho - Loures 017

Além do anfitrião Grupo Folclórico e Etnográfico Verde Minho – (Minho), sediado em Loures, participam ainda no evento o Rancho Folclórico “Os Moleiros da Ribeira”, de Olival, o Grupo de Bombos Zés Pereiras os Baianenses – Baião (Alto Douro); o Grupo de Bombos da Associação de Melhoramentos das Mercês – Mem Martins, Sintra (Região Saloia); o Rancho Folclore da Aguçadoura - Povoa de Varzim (Douro Litoral); o Rancho Folclórico As Vendedeiras Saloias de Sintra – Mem Martins, Sintra (Região Saloia) e o Rancho Folclórico D. Nuno Alvares Pereira -Leça do Balio – Matosinhos (Douro Litoral).

Constituído por minhotos e seus descendentes, o Grupo Folclórico e Etnográfico Verde Minho conta mais de duas décadas de existência a representar na região de Lisboa os usos e costumes das gentes do Minho, contribuindo simultaneamente para a preservação da sua identidade.



publicado por Carlos Gomes às 15:29
link do post | favorito

LISBOA COMEMORA DIA INTERNACIONAL DA LÍNGUA MATERNA

12745734_938504479566854_7678522178549598049_n

10325188_938504499566852_2860776025491599884_n



publicado por Carlos Gomes às 12:35
link do post | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

15
16

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE POR...

HILTON BARCELOS APRESENTA...

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE POR...

BALBA ANUNCIAM 1º CONCERT...

HILTON BARCELOS APRESENTA...

RITCHAZ CABRAL REVELA VID...

FESTA DO AVANTE NÃO ESQUE...

MINHOTOS EM LISBOA LEVAM ...

CHAPÉUS HÁ MUITOS… MAS PO...

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE POR...

OEIRAS JUNTA TOCADORES DE...

PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO D...

MINHOTOS EM LOURES PISAM ...

CAFÉ REPÚBLICA, “UM” TALE...

MAIORIA DAS CANDIDATURAS ...

MINHOTOS EM LISBOA LEVAM ...

PORTUGAL TEM ROTA DAS MÁS...

PORTUGAL VOLTA A MARCAR P...

PAN QUESTIONA MINISTÉRIO ...

"DON'T CARE", A PODEROSA...

CAMÕES À DESCOBERTA DE PO...

PAN ESTÁ PREOCUPADO COM A...

CAFÉ REPÚBLICA, “UM” TALE...

ED CURTIS E O SEU NOVO, E...

4TH DISTRICT, NASCEU A NO...

PAN CONCORRE PELA PRIMEIR...

PAN APELA AO FIM DO ESTIG...

ALFRAGIDE REALIZA FESTIVA...

ED CURTIS E O SEU NOVO, E...

PAN CONSOLIDA A SUA AÇÃO ...

BARREIRO REALIZA FESTIVAL...

MOITA EXPÕE MÁSCARAS AFRI...

LOURES REALIZA FESTA DO V...

MUSEU DE MARINHA APRESENT...

PAN APOSTA NO REFORÇO DA ...

PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO D...

ANA SOFIA É A CANDIDATA D...

LOURES RECEBE ENCONTRO DE...

AMADORA JUNTA TOCADORES D...

LOURES RECEBE CONFERÊNCIA...

PAN APRESENTA QUEIXA CRIM...

DR DANIEL CAFÉ VAI A LOUR...

COMUNIDADE HINDU E MUNICÍ...

ELEIÇÃO DAS “7 MARAVILHAS...

FOLCLORE SALOIO ANIMA FES...

SOLIDARIEDADE JUNTA "AMIG...

FOLKLOURES’18 JÁ MEXE!

PAN CONCORRE À CÂMARA E A...

PAN EXIGE CUMPRIMENTO DE ...

"DON'T CARE", A PODEROSA...

arquivos

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds