Blogue de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Lisboa e arredores

Terça-feira, 12 de Setembro de 2017
INATEL CONCRETIZA "ALDEIA DOS SONHOS"

Candidaturas para “Aldeia dos Sonhos” da Fundação INATEL encerram a 15 de setembro

A iniciativa, organizada e gerida pela Fundação INATEL, realiza os sonhos de localidades com menos de 100 pessoas, com especial atenção para as que se encontram geográfica e socialmente mais isoladas.

Quantas pessoas ainda não viram o mar, não conhecem as principais cidades do país, nunca assistiram a um concerto de música numa grande sala de espetáculos ou nunca visitaram um grande estádio desportivo?

O projeto "Aldeia dos Sonhos" promovido pela INATEL, destina-se a todos os habitantes de aldeias portuguesas com cem ou menos residentes permanentes, permitindo a concretização de sonhos de natureza turística, cultural e desportiva das populações mais isoladas do país, que de outra forma, não teriam possibilidade de os concretizar.

As candidaturas para a 4ª edição do projeto estão abertas até ao dia 15 de setembro, e devem ser apresentadas incluindo todos os pedidos dos habitantes que pretendam participar.

O regulamento do projeto e formulário digital de inscrição estão disponíveis em www.inatel.pt.

Nas últimas edições foram escolhidas a aldeia de Ouguela (2014), no concelho de Campo Maior, a aldeia de São Miguel do Pinheiro (2015), situada na região do Baixo Alentejo e a Aldeia de Rio de Onor (2016), em Bragança.

Os sonhos representados nestas candidaturas vão desde a vontade de ver o mar pela 1ª vez, de assistir a um concerto de música numa sala de espetáculos ou de visitar um grande estádio desportivo. De facto, a última candidatura vencedora concretizou o sonho dos habitantes de Rio de Onor: uma viagem até Lisboa, para conhecerem os monumentos mais emblemáticos da cidade. Um passeio de três dias permitiu: uma visita à Torre de Belém, à Basília da Estrela e ao Mosteiro dos Jerónimos; uma passagem pelo Palácio de São Bento, pelo Estádio e Museu do Benfica e ainda uma visita ao elevador de Santa Justa; e por fim, foi ainda possível conhecer os espólios e exposições do Oceanário de Lisboa, do Pavilhão do Conhecimento e, visitar, também, o Jardim Zoológico da cidade.

Segundo a Fundação INATEL, espera-se que este projeto seja, não só, um contributo válido no contexto do desenvolvimento pessoal e social dos beneficiários, como também um veículo de sensibilização para a importância da salvaguarda do património cultural - material e imaterial - das aldeias históricas portuguesas, assim como para a atribuição de maior notoriedade a pequenas localidades, designadamente com visitas turísticas organizadas a realizar, sempre que possível, no âmbito da atividade da Fundação INATEL.


tags:

publicado por Carlos Gomes às 20:46
link do post | favorito

PARTIDO NACIONAL RENOVADOR ENCERRA CAMPANHA DAS AUTÁRQUICAS EM LISBOA

21558628_1671494896216618_4619051896706080448_n



publicado por Carlos Gomes às 18:26
link do post | favorito

CAMARÁ E JOSÉ EDUARDO AGUALUSA JUNTOS EM “BONSAI”

Depois do fraterno “Há Braço” com que se estrearam junto do público português, é tempo de um novo capítulo na história dos Camará. O segundo single do projeto de Victor Cremasco e Raphael Amoroso dá pelo nome de “Bonsai”, aborda a força do tempo na arquitetura da vida e das canções. Para além de dar nome a este álbum, conta ainda com outra particularidade: tem a participação especial do premiado escritor angolano José Eduardo Agualusa.

Camará_Promo

Em “Bonsai” temos mais um melífluo pedaço de Música Popular Brasileira (MPB), faceta complementada com influências e sonoridades de outros pontos de globo, tornando este projeto verdadeiramente único. Para o mês de Outubro, antecipa-se uma digressão nacional com o condão da Music For All, que levará a dupla brasileira a estrear-se nos palcos europeus.

Conheçam as datas e locais da digressão:

06.10 | Espelho d’Água, Lisboa, 22h, 5€

07.10 | Auditório Carlos Paredes, Lisboa, 22h, 5€

Os Camará são um duo de MPB composto por Victor Cremasco (voz) e Raphael Amoroso (violão). Em 2012, a ilustração singela e minimalista de um barquinho sinalizava o zarpar dos Camará. Puros, simples e honesto, esse barquinho estampava a capa do primeiro disco, que nasceu à imagem e semelhança dos seus criadores.

Três anos depois, o barquinho dá lugar a um bonsai. A aventura do mar dá lugar à segurança da terra. A retidão da vela dá lugar às ramificações complexas e intermináveis da árvore em miniatura. Dois símbolos que, vistos em perspetiva, representam o processo de amadurecimento de Victor e Raphael nas suas letras, acordes e arranjos.

Neste novo álbum, a dupla navega por um mosaico de ritmos, entre a cadência dramática do samba “Gracias”, a elegância da bossa “O Homem, a Pedra e o Céu”, a delicadeza de “Valsa pra Lua”, o percurso sentimental de “Quarta-Feira”, o canto ensolarado de “Há Braço” ou o grito silencioso de “Chão”.

As ilustrações e o projeto gráfico do disco têm o cunho do artista e designer Fabio Issao, que se baseou no pontilhismo para representar que toda a forma final nasce da paciência do tempo em colecionar e organizar a poeira cósmica. O todo e as partes em profunda harmonia.

Em “Bonsai” a banda é acompanhada pelo multi-instrumentista Roberto Federicci, pelo baixista Jorginho da Silva e pelo baterista Ruiz Mattos. O disco também conta com participações da cantora Thais Bonizzi (em “Samba do Chá”) e do guitarrista Tuco Marcondes, responsável pelo requinto em “Chão”.

Fundindo várias inspirações que lhes chegam dos diversos quadrantes da Música Popular Brasileira (MPB), entre elas o samba e a bossa-nova, os Camará são o resultado da soma de dois poetas por acidente e músicos por acaso.

Ora barco, ora bonsai, Victor Cremasco e Raphael Amoroso fazem dos Camará o fruto da sua amizade.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 14:51
link do post | favorito

FOLCLORE DESFILA EM ALFRAGIDE

O Grupo de Danças e Cantares Alto do Moinho – Alfragide acaba de realizar com êxito o XIX Festival de Folclore de Alfragide, no concelho da Amadora. Para além do grupo anfitrião, participaram neste evento o Rancho Etnográfico de Santiago de Bougado – Trofa, o Grupo de Danças e Cantares da Cidreira – Coimbra e o Rancho Folclórico da Ribeira de Fráguas – Albergaria-a-Velha.

21557953_1552687024774961_9128562721921569510_n

O anfitrião, Grupo de Danças e Cantares do Alto do Moinho, foi fundado em 1987 e encontra-se sediado na Associação de Moradores Alto do Moinho, no Bairro do Zambujal, concelho da Amadora, nos limites geográficos com a cidade de Lisboa. No entanto, este grupo representa com fidelidade os usos e costumes das gentes do Douro Litoral, na realidade a região geo-etnográfica de Entre-Douro-e-Minho.

A constante alusão a uma suposta região do Douro Litoral constitui um equívoco do ponto de vista geo-etnográfico porquanto se tratou de uma mera divisão político-administrativa, aliás efémera, criada ao tempo do Estado Novo. Com efeito, a reforma administrativa levada a efeito em 1936 subtraiu à vetusta Comarca d’Entre-o-Douro-e-Minho uma importante parcela de território para criar artificialmente a província do Douro Litoral. Esta englobava outrora, no Distrito de Aveiro, os concelhos de Arouca, Castelo de Paiva, Espinho e Santa Maria da Feira. No Distrito de Viseu incluía os concelhos de Cinfães e Resende. E, no Distrito de Vila Real, parte do concelho de Montalegre que outrora pertenceu ao extinto concelho de Ruivães que foi despois integrado no município de Vieira do Minho. Perante tal divisão, o Minho ficou supostamente reduzido aos atuais Distritos de Viana do Castelo e Braga, limitado a sul pelo Douro Litoral.

O Grupo de Danças e Cantares Alto do Moinho está inscrito na Confederação Portuguesa das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto. Inicialmente com o nome de Rancho Folclórico Alto do Moinho, após 20 anos de atividade decidiu com o apoio da Associação de Moradores, fazer uma reestruturação completa, nascendo assim o Grupo Danças e Cantares Alto do Moinho, composto por cerca de 50 elementos, com idades compreendidas entre os 5 e os 80 anos com gente oriunda de norte a sul do país, sendo esta uma das razões pela qual foi motivado a representar as danças e cantares de todo o país, exibindo trajes de diversas regiões.

Fotos: Manuel Santos

21558561_1552680798108917_4455132496103683086_n

21558872_1552687141441616_2725499197563431759_n

21558952_1552687838108213_2197008701673705252_n

21559006_1552685731441757_5394089312981381713_n

21616487_1552679748109022_8570833671400177542_n

21616509_1552685144775149_5204687722356670259_n

21616534_1552679514775712_156080914330939775_n

21617499_1552684801441850_3738274339824043563_n

21686170_1552681358108861_3595073780656292637_n

21686242_1552685518108445_3435918107518099253_n

21686310_1552685631441767_5398623918097053478_n

21686344_1552686524775011_6679907177581328321_n

21687408_1552687951441535_6512842167836633809_n

21687775_1552687398108257_1718315935171623597_n

21463384_1552679591442371_3175516342021499545_n

21557651_1552686528108344_6697361457643364734_n

21557817_1552678604775803_143604471839840640_n

21557892_1552680051442325_448207023035556240_n

21557925_1552685338108463_6713069768508157533_n



publicado por Carlos Gomes às 03:03
link do post | favorito

Segunda-feira, 11 de Setembro de 2017
AMADORA RECEBE FESTIVAL DE FOLCLORE NA FREGUESIA DE ÁGUAS LIVRES

21622055_10210334220578042_72419052_n



publicado por Carlos Gomes às 23:23
link do post | favorito

QUELUZ REGRESSA AO SÉCULO XVIII

36890965616_d9437b1918_b



publicado por Carlos Gomes às 01:46
link do post | favorito

Domingo, 10 de Setembro de 2017
ARGANILENSES TROUXERAM A LISBOA USOS E COSTUMES… E ATÉ O GALO CANTOU!

Sob a divisa “Usos e Costumes em Lisboa”, as gentes de Arganil trouxeram mais uma vez à capital o folclore de diversas regiões do país, numa organização conjunta do Rancho Folclórico da Ribeira de Celavisa e da Junta de Freguesia de São Vicente.

DSCF5736

O festival de folclore decorreu até há instantes junto ao Panteão Nacional onde algumas centenas de pessoas puderam assistir à actuação so Rancho Folclórico de Gouveia – Beira Alta; Rancho das Lavradeiras da Trofa – Região d’Entre-o-Douro-e-Minho; Grupo Folclórico e Etnográfico de Cova do Ouro e Serra da Rocha (Coimbra) – Beira Litoral e o Grupo Folclórico “Os Camponeses de D. Maria” (Sintra) – Região Saloia, além naturalmente do anfitrião Rancho Folclórico da Ribeira de Celavisa (Arganil) –Beira Serra.

CapturarGalo

Todos os grupos demonstraram elevada qualidade na sua representação, desde a forma de trajar até à exibição propriamente dita. A organização, como de costume, manteve-se à altura. A decoração com motivos tradicionais foi a mais apropriada a este género de eventos. A festa foi animada e, até quando o Rancho da Ribeira de Celavisa se preparava para subir ao palco, o galo de serviço cacarejou a anunciar a actuação dos seus donos!

Constituído em 14 de Junho de 1981, o Rancho Folclórico da Ribeira de Celavisa “tem o objectivo de recolher, preservar e divulgar o que de mais valioso existe e existiu nas vidas e nas mentes dos seus antepassados, que tão generosamente o souberam transmitir. Este trabalho vai desde as modas, as danças e os cantares a muitas outras tradições, como os trabalhos rurais, serões, escapeladas, cavadas e romarias”.

CapturarCãoSerraEstrela

21430409_1468047423275766_1523737414660075937_n

CapturarConcertina

DSCF5548

DSCF5550

DSCF5552

DSCF5553

DSCF5571

DSCF5580

DSCF5584

DSCF5585

DSCF5601

DSCF5608

DSCF5619

DSCF5554

DSCF5560

DSCF5565

DSCF5567

DSCF5545

DSCF5647

DSCF5551

DSCF5662

DSCF5668

DSCF5676

DSCF5679

DSCF5692

DSCF5695

DSCF5707

DSCF5715

DSCF5717

DSCF5722

DSCF5726

DSCF5733

DSCF5757

DSCF5765

DSCF5735

DSCF5773

DSCF5793

DSCF5800

DSCF5813

DSCF5820

DSCF5815



publicado por Carlos Gomes às 20:29
link do post | favorito

MINHOTOS EM LOURES DESFOLHAM O MILHO PELO S. MIGUEL

36815169602_217a48ddb8_b



publicado por Carlos Gomes às 12:47
link do post | favorito

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS REALIZA EM ABRANTES DESFILE DO TRAJE POPULAR

XXII Desfile do Traje Popular Português

A Federação do Folclore Português irá levar a efeito um dos seus maiores eventos, o Desfile do Traje Popular Português, em Abrantes, no próximo dia 16 de setembro, pelas 22h00.

Desfile Nacional do Traje_3-01.jpg

Este evento, que reúne as cores, as texturas e a arte do trajar tradicional de todo o país, contará com mais de 500 participantes que representarão várias temáticas do trajar do povo de antanho.

Este ano contará com algumas novidades já que, através da mobilização dos Conselhos Técnicos Regionais, está a Federação do Folclore Português a organizar alguns quadros etnográficos incluindo temáticas que vão desde a infância ao namoro e casamento passando pelo luto, focando igualmente diversas atividades tradicionais de outros tempos e o modo como o traje se adaptava às suas funções. Este ano estão já confirmadas presenças das regiões autónomas e das comunidades portuguesas, facto que não acontecia há algum tempo testemunhando que o trabalho feito ao longo do início deste mandato está já a colher frutos.

Perspetiva-se, então, um momento de grande elevação para a cultura popular de matriz tradicional portuguesa.

Os Grupos deverão inscrever-se junto da secretaria da FFP em formulário já enviado até 6 de setembro. Após esta data irão as estruturas da FFP estudar o enquadramento dos trajes em cada temática para que no dia 16 de setembro o traje seja visto e reconhecido por todos quanto apreciam esta temática.



publicado por Carlos Gomes às 09:57
link do post | favorito

Sábado, 9 de Setembro de 2017
MOLDAVOS EM PORTUGAL CONSTITUEM CONFRARIA GASTRONÓMICA

Foi hoje constituída em Oeiras a “Confraria da Enologia e Gastronomia da Moldova”, tendo por objectivo “o estudo, divulgação, promoção, representação e defesa do património enológico, gastronómico e cultural da Moldova”. A cerimónia teve lugar no Palácio Marquês de Pombal, em Oeiras, sob o patrocínio e apadrinhamento da Confraria de Enófilos do Vinho de Carcavelos.

confraria-moldava

Para a comunidade mondava radicada no nosso país, trata-se de “Uma iniciativa de um enérgico moldavo e Patriota Simon, apoiada pelos compatriotas e pelas autoridades”, devendo-se de igual modo à colaboração do embaixador dumitru socolan.

Fotos: Valentina Buliga

21369494_187060981836883_543608738838620419_n

21371243_187060498503598_4523677292766761846_n

21430355_187060485170266_8230738216313448068_n (1)

21430355_187060485170266_8230738216313448068_n

21432797_187060641836917_2102539869860624781_n

21432812_187060578503590_4973851875321898515_n

21433207_187060825170232_6675993471794164758_n



publicado por Carlos Gomes às 23:16
link do post | favorito

ARGANILENSES TRAZEM AMANHÃ O FOLCLORE AO CORAÇÃO DE LISBOA

36938066281_7e5460057a_b



publicado por Carlos Gomes às 22:27
link do post | favorito

MINHOTOS EM LOURES VINDIMAM E PISAM AS UVAS NA QUINTA DE FERNANDARES

Os minhotos foram hoje vindimar à Quinta de Fernandares, nos arredores de Loures e Bucelas. Como é seu timbre, até o trabalho árduo da lavoura é vivido em ambiente de festa.

21558643_847821672048500_4335957658975251000_n

Com a alegria que lhes é peculiar, lá transportaram as uvas para o lagar. Lavaram os pés e lá foram para dentro do lagar onde ao ritmo do bombo e som da concertina, pisaram as uvas e entoaram os mais belos cantares do nosso folclore.

A Festa do Vinho é uma iniciativa do Grupo Folclórico Verde Minho que resultou num enorme êxito, a prometer futuras edições.

Fotos: Teotónio Gonçalves

21370891_847821638715170_5163687388346338687_n

21371204_847821652048502_7806403732165704345_n

21430275_847822078715126_1496462609191890075_n

21432736_847822592048408_4195809422709314327_n

21432824_847822635381737_3926366801402361327_n

21432996_847821845381816_2173784327421709379_n

21557632_847821952048472_1112186344769918800_n

21558002_847823388714995_7021586510892449_n

21558539_847823332048334_3339069553788711574_n



publicado por Carlos Gomes às 19:00
link do post | favorito

Sexta-feira, 8 de Setembro de 2017
CANDIDATOS À CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA DEBATEM "PROTECÇÃO E BEM-ESTAR ANIMAL"

A Associação “Animais de Rua” promove em Lisboa o debate “Protecção e Bem-Estar Animal” a ter lugar no próximo dia 15 de Setembro (sexta-feira), às 18 horas, no Centro de Informação Urbana de Lisboa (ao Picoas Plaza).

O debate será moderado pela directora-geral da “Animais de Rua”, Maria Pinto Teixeira, e tem já confirmadas as presenças dos seguintes candidatos à Câmara Municipal de Lisboa:

- BE: Ricardo Robles

- CDU: Carlos Moura

- PAN: Inês Sousa Real

- PS: Duarte Cordeiro

- PSD: João Pedro Costa

ConviteDebate copy 2



publicado por Carlos Gomes às 23:35
link do post | favorito

ARGANILENSES TRAZEM FOLCLORE AO CORAÇÃO DE LISBOA

36938066281_7e5460057a_b



publicado por Carlos Gomes às 23:19
link do post | favorito

SAIBA COMO CHEGAR À QUINTA DE FERNANDARES EM LOURES ONDE SE VAI REALIZAR A FESTA DO VINHO

Em Bucelas há uma rotunda com um barril. Aí voltar a esquerda e seguir em frente até encontrar uma placa que está á esquerda indicando Santiago dos Velhos para a direita. Seguir 6 Km, e encontrará para a direita A-DO-MOURÂO. Sobe 150m, volta novamente para a direita e a quinta está ali a cerca de 200 metros. Estão colocados cartazes a indicar o local desde Bucelas até ao local onde se vai realizar à Quinta de Fernandares onde se realiza a Festa do Vinho.

36891247376_0ed3418b0e_b



publicado por Carlos Gomes às 20:11
link do post | favorito

BANDAS FILARMÓNICAS PEREGRINAM A FÁTIMA

Santuário de Fátima acolhe 1750 músicos em Peregrinação Jubilar das Bandas Filarmónicas. Iniciativa inserida nas celebrações do Centenário das Aparições vai encher Cova da Iria de música

O Santuário de Fátima acolhe no próximo dia 16 de setembro, a Peregrinação Jubilar das Bandas Filarmónicas. A iniciativa inserida nas celebrações do Centenário das Aparições de Fátima, vai trazer cerca de 40 bandas filarmónicas com 1750 músicos à Cova da Iria. Estas quatro dezenas de bandas são oriundas de 16 dioceses de Portugal.

unnamed

Em declarações à Sala de Imprensa do Santuário de Fátima, o Pe. Joaquim Ganhão, coordenador da peregrinação, desafia todos os peregrinos a “virem cantar as maravilhas de Deus”, neste ano que tem sido vivido com um “grande Magnificat”.

“As bandas filarmónicas têm no nosso país uma missão e um lugar muito significativo de missão com a Igreja e sobretudo com a piedade mariana. Muitas das festas que de norte a sul acontecem são festas dedicadas a Nossa Senhora e muitas dessas bandas participam nessas procissões e ainda tocam nas igrejas e missas”, explicou o Pe. Joaquim Ganhão.

Segundo o coordenador, “será um dia atípico naquilo que é a normal vivência do Santuário de Fátima, o que mostra o interesse e a atenção para com esta peregrinação”.

Este dia dividir-se-á em dois momentos: a manhã dedicada aos desfiles e saudações individuais, e a tarde dedicada à eucaristia no Recinto de Oração.  

No período da manhã, os desfiles iniciarão fora do Santuário, em dois pontos distintos, dos quais partirão as bandas em direção ao Santuário: Rotunda da Rodoviária Nacional e Rotunda de Santo António, a norte e a sul do Santuário, respetivamente.

“Esta iniciativa vai encher a cidade de música ao longo de toda a manhã, expressão de que este Centenário tem sido vivido em festa, não só em Fátima, mas na Igreja e no Santuário. Um dos objetivos era levar a expressão sonora além dos limites do Santuário”, disse o Pe. Joaquim Ganhão.

O Parque nº 12, com localização centralizada relativamente aos dois pontos referidos, estará reservado aos autocarros e viaturas que transportem intervenientes na peregrinação. Partindo do parque nº 12, as bandas deslocar-se-ão, a pé, até aos pontos de partida dos desfiles.

Os desfiles culminarão na Capelinha das Aparições, onde cada banda fará a sua saudação individual.

Às 12:00 haverá uma saudação conjunta na Capelinha das Aparições, com três músicas: “Bendizemos o teu nome”; “Sobre os braços da Azinheira” e o refrão do “Hino do Centenário”.

Após o tempo livre para almoço decorrerá a eucaristia, às 15:00, no Recinto de Oração. As bandas acompanharão musicalmente durante a missa apenas a procissão de entrada e de saída da Imagem de Nossa Senhora.

Vão integrar a procissão de entrada e a procissão final cerca de 160 músicos, de todas as 40 bandas presentes.  

Durante a celebração vai soar a marcha “Fátima”, da autoria do Capitão Amílcar Morais, em estreia por esta ocasião. Segundo a nota do autor “esta mar­a solene escrita para banda filarmónica é uma composição musical com propositada abordagem ao modo dórico, linguagem musical gregoriana que faz parte da essência do canto monódico da liturgia da Igreja”.

“A mensagem de Fátima traz não só a mensagem da alegria e convite à conversão, mas é também um desafio da fé vivida e testemunhada. A música ajuda a testemunhar isso mesmo, por ser um veículo privilegiado, vejamos a experiencia do Francisco com a sua flauta e mesmo a Bíblia convida a louvar o Senhor ao som da música”, conclui o coordenador.

Para o Pe. Vitor Coutinho, Coordenador da Comissão Organizadora do Centenário das Aparições de Fátima, “pareceu ao Santuário de Fátima que seria significativo convidar para uma peregrinação jubilar todas as bandas filarmónicas do nosso País. As bandas filarmónicas são instituições com uma história exemplar de serviço à comunidade, de ensino da música e de participação na vida de muitas paróquias, nomeadamente nas festas e celebrações religiosas”.

“O programa inclui, para além das celebrações litúrgicas, um momento único de congregação de bandas filarmónicas, no local onde há 100 anos a Virgem Maria apareceu aos Pastorinhos, com o propósito de louvar o Senhor”, reitera o Pe. Vitor Coutinho.

Recorde-se que no passado dia 17 de junho, o Santuário de Fátima convidou os coros litúrgicos a uma peregrinação jubilar onde foi estreada a obra «Magnificat», do compositor Fernando Lapa, no âmbito da celebração do Centenário das Aparições de Nossa Senhora. 



publicado por Carlos Gomes às 19:03
link do post | favorito

MINHOTOS EM LOURES PISAM AS UVAS AO SOM DA CONCERTINA E RUFAR DO BOMBO

36891247376_0ed3418b0e_b



publicado por Carlos Gomes às 03:49
link do post | favorito

PEOPLE4SOIL ÚLTIMA CHAMADA - TEMOS UMA SEMANA PARA CONSEGUIR UMA LEGISLAÇÃO AMIGA DOS SOLOS

UM MILHÃO DE ASSINATURAS PELA PROTEÇÃO DOS SOLOS

Obter um milhão de assinaturas para parar a ocupação e degradação do solo, é o objetivo da Iniciativa de Cidadania Europeia (ICE)

Twitter_page_PT (1)

"People4Soil", que foi lançada em Setembro do ano passado e que termina no próximo dia 12 de Setembro.

O Porquê de uma legislação que proteja os solos europeus? É evidente a falta de políticas europeias e regulamentos nacionais que garantam uma proteção adequada dos solos. É também evidente o fracasso das instituições europeias na adopção e implementação de uma verdadeira política de solos, que dê garantias da proteção dos solos para as gerações vindouras.

Temos uma semana. Podemos, com as nossas assinaturas, ser capazes de trazer o solo de volta à agenda política europeia!

QUAL A IMPORTÂNCIA DO SOLO?

Construção, impermeabilização, erosão, diminuição do teor de matéria orgânica, perda de biodiversidade e contaminação estão a afetar a quantidade e qualidade do solo disponível para a sobrevivência humana.

O solo é alimento. A construção e a impermeabilização das terras na Europa são a maior ameaça para os solos férteis.

Todos os anos 1000 km2 de solo arável são cobertos por superfícies de betão e asfalto, o equivalente a cerca de 300 campos de futebol por dia.

O falhanço das instituições da UE na produção de regulamentos para a proteção e conservação dos solos é uma contradição muito embaraçosa para a União Europeia que, desde a sua fundação, prossegue o objetivo de promover e assegurar a segurança e soberania alimentares.

Hoje, milhões de hectares cultivados fora da Europa são explorados sob a forma de agricultura intensiva industrial para fornecer alimentos e forragem para o mercado europeu, muitas vezes com impactos ambientais e sociais profundos nas comunidades de agricultores locais.

O solo é o berço da biodiversidade terrestre. Além de fornecer um habitat para a biodiversidade abaixo do solo, é essencial para a sobrevivência da maioria das espécies à superfície acima do solo.

Hoje, a utilização dos solos para agricultura intensiva é uma das principais ameaças para os habitats e as espécies europeias, e estima-se que quase um terço da paisagem da Europa se encontre altamente fragmentada por edifícios e infra-estruturas.

O solo é saúde. A poluição do solo pode afetar fortemente a saúde humana, por via da contaminação dos alimentos que comemos e da água que bebemos.

Em toda a Europa quase 250.000 locais têm o solo contaminado e, apesar disso, a UE não tem qualquer programa de recuperação coerente e não tem regulamentação comum para evitar a poluição dos solos.

O solo é o nosso futuro. O solo é um elemento-chave do sistema climático, uma vez que capta enormes quantidades de carbono.

Os solos europeus contêm uma quantidade de carbono equivalente ao CO2 emitido pelos transportes, aquecimento, indústria e setor energético da Europa nos próximos 40 anos.

Solos saudáveis desempenham muitas funções essenciais na mitigação e adaptação aos efeitos das alterações climáticas, como inundações, ondas de calor e secas.

QUE DIFERENÇA PODE FAZER UMA ASSINATURA?

A Iniciativa de Cidadania Europeia (ICE), ferramenta de cidadania criada pelo Tratado de Lisboa, é um pedido formal à Comissão Europeia de legislar (neste caso em matéria de proteção do solo) reunidas, pelo menos, um milhão de assinaturas, por quotas em diferentes Estados Membros da UE

Esta ECI tem de ser apoiada por pelo menos um milhão de cidadãos e cidadãs maiores de idade da UE, em pelo menos 7 Estados Membros da UE. Cabe a Portugal recolher pelo menos 15.750 assinaturas. Os interessados podem assinar a ICE através do site oficial da campanha www.people4soil.eu

A QUERCUS A.N.C.N. é a organização coordenadora em Portugal da ICE People4Soil. Outras organizações envolvidas na rede e comprometidas com esta campanha são a AGROBIO – Associação Portuguesa de Agricultura Biológica, a COPADONORDESTE - Cooperativa de produtores agrícolas, LPN - Liga para a Protecção da Natureza, OIKOS - cooperação e desenvolvimento, SPCS - Sociedade Portuguesa de Ciência do Solo e ASSOCIAÇÃO TRANSCUDANIA - Associação para a Valorização do Património Histórico e Natural do Concelho do Sabugal, LEIRAS DO CARVALHAL - Movimento de Intervenção Ambiental, Organização NETrural alimentação saudável, Rota do Guadiana ADI, PROJECTO 270, CooLabora, CASA RURAL, LABORATÓRIO DA PAISAGEM (Instituto de Investigação), CMIA - Centro de Monitorização e Investigação Ambiental, AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SÁ DE MIRANDA, ORLADESIGN (Coletividade).



publicado por Carlos Gomes às 03:21
link do post | favorito

CAMARÁ E JOSÉ EDUARDO AGUALUSA JUNTOS EM “BONSAI”

Depois do fraterno “Há Braço” com que se estrearam junto do público português, é tempo de um novo capítulo na história dos Camará. O segundo single do projeto de Victor Cremasco e Raphael Amoroso dá pelo nome de “Bonsai”, aborda a força do tempo na arquitetura da vida e das canções. Para além de dar nome a este álbum, conta ainda com outra particularidade: tem a participação especial do premiado escritor angolano José Eduardo Agualusa.

Camará_Promo

Em “Bonsai” temos mais um melífluo pedaço de Música Popular Brasileira (MPB), faceta complementada com influências e sonoridades de outros pontos de globo, tornando este projeto verdadeiramente único. Para o mês de Outubro, antecipa-se uma digressão nacional com o condão da Music For All, que levará a dupla brasileira a estrear-se nos palcos europeus.

Conheçam as datas e locais da digressão:

06.09 | Espelho d’Água, Lisboa, 22h, 5€

07.09 | Auditório Carlos Paredes, Lisboa, 22h, 5€

Os Camará são um duo de MPB composto por Victor Cremasco (voz) e Raphael Amoroso (violão). Em 2012, a ilustração singela e minimalista de um barquinho sinalizava o zarpar dos Camará. Puros, simples e honesto, esse barquinho estampava a capa do primeiro disco, que nasceu à imagem e semelhança dos seus criadores.

Três anos depois, o barquinho dá lugar a um bonsai. A aventura do mar dá lugar à segurança da terra. A retidão da vela dá lugar às ramificações complexas e intermináveis da árvore em miniatura. Dois símbolos que, vistos em perspetiva, representam o processo de amadurecimento de Victor e Raphael nas suas letras, acordes e arranjos.

Neste novo álbum, a dupla navega por um mosaico de ritmos, entre a cadência dramática do samba “Gracias”, a elegância da bossa “O Homem, a Pedra e o Céu”, a delicadeza de “Valsa pra Lua”, o percurso sentimental de “Quarta-Feira”, o canto ensolarado de “Há Braço” ou o grito silencioso de “Chão”.

As ilustrações e o projeto gráfico do disco têm o cunho do artista e designer Fabio Issao, que se baseou no pontilhismo para representar que toda a forma final nasce da paciência do tempo em colecionar e organizar a poeira cósmica. O todo e as partes em profunda harmonia.

Em “Bonsai” a banda é acompanhada pelo multi-instrumentista Roberto Federicci, pelo baixista Jorginho da Silva e pelo baterista Ruiz Mattos. O disco também conta com participações da cantora Thais Bonizzi (em “Samba do Chá”) e do guitarrista Tuco Marcondes, responsável pelo requinto em “Chão”.

Fundindo várias inspirações que lhes chegam dos diversos quadrantes da Música Popular Brasileira (MPB), entre elas o samba e a bossa-nova, os Camará são o resultado da soma de dois poetas por acidente e músicos por acaso.

Ora barco, ora bonsai, Victor Cremasco e Raphael Amoroso fazem dos Camará o fruto da sua amizade.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 03:12
link do post | favorito

PORTUGAL COMEMORA HOJE DIA INTERNACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO

Programa Qualifica ainda não responde a mais de meio milhão de analfabetos !

8 de Setembro de 2017

COMEMORA-SE, HOJE, O DIA INTERNACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO e a APEFA assinala, este dia, em parceria com a Câmara Municipal de Aljustrel, com a realização do Fórum ALFABETIZAR NO SEC XXI, o novo paradigma de alfabetização solidária”, em Aljustrel, um concelho do interior Alentejano.

Celebra-se, hoje, o Dia Internacional da Alfabetização, instituído em 1967, pela ONU e UNESCO, com o objetivo de alertar para este flagelo que, em pleno sec. XXI, atinge milhões de pessoas, em todo o mundo.

Em Portugal, mais de meio milhão de pessoas são analfabetas. São cidadãos sem qualquer nível de escolaridade, que não sabem ler nem escrever.

Portugal apresenta uma das mais elevadas taxa de analfabetismo, de 5.2 %, ocupando um dos últimos lugares da tabela dos países europeus.

A ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS solidariza-se com estas pessoas e repudia, profundamente, a ausência de uma estratégia nacional, política e solidária, no combate ao analfabetismo em Portugal.

Neste sentido, a APEFA apresenta, amanhã durante o fórum, o Projeto-piloto “PERCURSOS DE CIDADANIA ALFABETIZAÇÃO SOLIDÁRIA” que visa uma resposta da cidadania ativa.

 Segundo os Censos 2011, Portugal tem sem qualquer nível de escolaridade, na faixa etária dos 15-24, 6.434 adultos; dos 25-44 anos, 42.945 adultos; dos 45-64 anos, 75.659 adultos;

E, dos mais de dois milhões de portugueses maiores de 65 anos, 412.710 mil também não tem qualquer nível de escolaridade.

 Estes portugueses, são, completamente esquecidos e ignorados pelas últimas políticas de Educação de Adultos que, na lógica da empregabilidade, reforça a subordinação funcional das políticas e práticas de Educação de Adultos às exigências do mercado. Este grupo de portugueses está impedido de um direito inalienável do acesso à formação, por constrangimentos e puro vazio legal, que teima em persistir, situação já denunciada junto das estruturas do Ministério da Educação.

APEFA lança um desafio aos políticos e à comunicação social: erradicar o analfabetismo em Portugal com a implementação de Plano Integrado de Erradicação do Analfabetismo. Gestos simples! criar uma opinião pública sensível e favorável e retomar, legalmente,  as chamadas “modalidades perdidas” – o extra-escolar, a alfabetização, para possibilitar a criação de dinâmicas territoriais locais, promovendo a oferta formativa ajustada, diferenciada e flexível, identificada com os territórios, favorecidos e desfavorecidos.

A APEFA defende políticas de Educação de Adultos, coerentes, promotoras de coesão social e atentas a toda a sociedade portuguesa, integradas e solidárias com os territórios vulneráveis e de baixa densidade.

O PRESIDENTE DA DIREÇÃO DA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS

Armando Gomes Loureiro



publicado por Carlos Gomes às 02:14
link do post | favorito

Quinta-feira, 7 de Setembro de 2017
ALFRAGIDE RECEBE FESTIVAL DE FOLCLORE

20369152_1046326348834920_2663215844843052503_o



publicado por Carlos Gomes às 08:35
link do post | favorito

ARGANILENSES TRAZEM FOLCLORE AO CORAÇÃO DE LISBOA

20901013_1853315748012694_8448320379410381238_o



publicado por Carlos Gomes às 08:33
link do post | favorito

QUELUZ REGRESSA AO SÉCULO XVIII

21369522_829469577219708_9221550769586241246_n



publicado por Carlos Gomes às 08:12
link do post | favorito

Quarta-feira, 6 de Setembro de 2017
RECOLHA DE LIXO EM RIO DE MOURO CAUSA DESTRUIÇÃO DE MURO

Não bastava o lixo espalhado pelo chão e a obstrução da via pública por um autêntico comboio de contentores, impedindo a circulação de pessoas pelos passeios, eis que os serviços de recolha também destroem o muro quando manobram e depositam os contentores por vezes de uma forma um pouco violenta. A imagem fala por si!

DSCF5388



publicado por Carlos Gomes às 22:44
link do post | favorito

PAN APRESENTA AMANHÃ EM CASCAIS O PROGRAMA AUTÁRQUICO

PAN lança programa autárquico de Cascais com jantar no mercado da Vila

  •      Jantar conta com a presença do deputado André Silva, a actriz Natalina José e a encenadora Helena Reis
  •      Programa traduzido na íntegra em Inglês e as cinco prioridades autárquicas encontram-se traduzidas em 13 línguas diferentes
  •      Lançamento conta com os cabeças de lista para a Câmara Municipal do PAN por Lisboa, Oeiras e Sintra

A candidatura do PAN, partido Pessoas-Animais-Natureza, em Cascais lança amanhã, dia 7 de Setembro, o programa autárquico com um jantar de militantes e simpatizantes no Mercado da Vila, em Cascais, às 20h. Este evento que decorrerá no Local Healthy Kitchen e contará com a presença do deputado André Silva, tal como da actiz Natalina José e da encenadora Helena Reis, ambas filiadas.

Sendo um programa que abrange múltiplas áreas de acção, tais como a mobilidade, a educação, a saúde, o desporto, a protecção animal, a habitação, entre outros, estarão presentes no jantar os candidatos à Câmara Municipal do PAN aos concelhos de Lisboa, Inês Sousa Real, de Oeiras, Pedro Torres, e de Sintra, Cristina Rodrigues.

"Esta presença garante uma visão comum e intermunicipal do PAN em vários municípios. Não podemos falar em mobilidade no município sem equacionar Sintra e Oeiras, nem resolver a problemática da renovação da linha de Cascais sem incluir Oeiras e Lisboa. Ou mesmo garantir uma boa gestão do parque natural Sintra-Cascais, sem ter uma linha comum entre ambas as candidaturas do PAN. Até porque tanto a natureza, como a mobilidade, não têm fronteiras" comenta Francisco Guerreiro, candidato do PAN à Câmara Municipal de Cascais.

O programa composto por 42 páginas é estrutura-se em 10 eixos, nomeadamente Transparência, Mobilidade e Acessibilidade, Saúde, Habitação, Educação e Cultura, Desporto, Desenvolvimento e Equidade Social, Economia e Inovação, Protecção, Saúde e Bem-Estar Animal tal como Sustentabilidade Ambiental. Devido à multiculturalidade do concelho de Cascais o programa estará traduzido na íntegra em Inglês e as cinco prioridades da candidatura estarão traduzidas em 13 línguas nomeadamente em Francês, Inglês, Italiano, Japonês, Turco, Hebraico, Árabe, Romeno, Russo, Alemão, Castelhano e Luxemburguês.

O programa em Português, Inglês, tal como as cinco prioridades em 13 línguas, estará disponível a partir da manhã de sexta-feira, dia 8, no site do PAN.

"Apresentamos o nosso compromisso para os próximos 4 anos em Cascais mostrando que mais que ser oposição urge construir uma alternativa política no município" afirma Francisco Guerreiro. "Estamos perante um ciclo político crucial para garantir a sustentabilidade ecológica, social e económica do concelho, por isso apostamos na eleição de deputados municipais e um vereador" conclui o candidato.

Link para o site do PAN onde se encontram os programas autárquicos:

https://www.pan.com.pt/eleicoes/eleicoes-autarquicas-2017.html



publicado por Carlos Gomes às 20:31
link do post | favorito

PEDRO ALSAMA, AO VIVO, NO CINETEATRO DE RIO MAIOR

Depois de conhecermos “Sinking The Pleasure” e “A Wish”, singles retirados do álbum “Madrugada” chega finalmente a vez do Pedro Alsama partir para o palco. O disco combina influências indie e folk, criando uma sonoridade única num lançamento que teve o selo de qualidade da Music In My Soul.

Cineteatro

O cantor e compositor português vai apresentar-se no dia 9 de Setembro no Cineteatro de Rio Maior pelas 21H30. Os bilhetes para esta noite absolutamente imperdível estarão à venda muito em breve, pelo preço único de 5€.

Conheça a data:

09.09 | Cineteatro Rio Maior @ Rio Maior, 17h, 5€

Pedro Alsama é um projeto a solo existente desde 2000 – quase 18 anos de histórias musicadas e espalhadas ao longo de mais de 100 temas feitos pelo compositor de Rio Maior.

O Rock, o jazzístico, a poesia cantada, entre outros estilos, são experiências que Pedro leva a cabo na já sua longa carreira, pretendendo fazê-las chegar a um público mais abrangente.

Na primeira metade do milénio o cantautor assinou uma trilogia de discos a que chamou “The Anti-Music Machine”. “Childhood Stereotype” (2000), o capítulo inicial – obra ambiciosa de 20 temas construídos com guitarra acústica, elétrica, baixo e percussão - nasce do seu fascínio por “Kid A” dos Radiohead.

No segundo tomo, “The Dark Light at the End of the Tunnel It’s Growing” (2004), deixa-se abraçar pelas trevas, em temas que privilegiam a voz e o abstrato. Com o último “Hard on End” (2009), o título mais descomprometido e ambivalente da trilogia, o músico explora universos díspares que vão desde a pop, jazz e rock até ao experimentalismo.

Em 2015 Pedro Alsama editou um novo registo homónimo, que proporcionou canções como “Health” e “Shine”, num espetro mais derivativo da indie e folk rock. No último trimestre de 2016 o músico editou o seu mais recente álbum, “Madrugada”, antecedido pelos singles “Sinking the Pleasure” e “A Wish”.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 19:54
link do post | favorito

ALFRAGIDE REALIZA FESTIVAL DE FOLCLORE

20369152_1046326348834920_2663215844843052503_o



publicado por Carlos Gomes às 08:58
link do post | favorito

ARGANILENSES TRAZEM FOLCLORE AO CORAÇÃO DE LISBOA

20901013_1853315748012694_8448320379410381238_o

 



publicado por Carlos Gomes às 08:57
link do post | favorito

PAULO BASTOS APRESENTA “DESAFIO”, AO VIVO, NAS FNAC

Depois dos showcases que levaram ao rubro a FNAC do Gaia Shopping e do MAR Shopping, Paulo Bastos embarca uma vez mais numa aventura musical em dose dupla. O cantor e compositor português, representado pela Music For All, apresentará ao vivo o álbum “Desafio”, registo do qual já foi extraído o tema-título e “O Que É Que Houve?”.

Paulo Bastos_Promo

A primeira paragem é na FNAC de Santa Catarina, no centro da cidade do Porto, pelas 18h, seguindo-se a FNAC do Norte Shopping quando o relógio marcar as 22h. O dia 9 de Setembro promete assim ser de muita música ou não fosse o norte do país exposto ao autêntico caldeirão onde Paulo Bastos torna possível um encontro entre o passado e o presente, criando uma inesperada, e viciante, relação cósmica.

Paulo Bastos faz jus ao ditado popular “De pequenino é que se torce o pepino”. É que se os seus dotes na cozinha são um mistério, já o seu talento para a música é sobejamente conhecido desde tenra idade.

Contava apenas com nove anos de vida quando iniciou a sua atividade musical e um ano depois já se tinha iniciado no estudo da guitarra, começando aí a trilhar um percurso que se adivinhada pródigo em sucessos e conquistas.

A sua estreia como solista de orquestra aconteceu tinha Paulo apenas vinte anos. O concerto para guitarra clássica e orquestra de Vivaldi em Ré M, com a Filarmónica das Beiras, no Teatro Aveirense, tornar-se-ia na primeira de muitas vezes em que dominaria por completo o palco e arrebataria o coração, e o espírito, do público presente!

Do seu extenso e completo percurso fazem parte o curso de guitarra clássica do Conservatório de Música de Coimbra e, posteriormente, o complemento no Conversatório de Música de Aveiro Calouste Gulbenkian, onde terminou o 8º Grau/Ano; a Licenciatura em Engenharia Eletrónica e Telecomunicações, na Universidade de Aveiro; a Licenciatura em Ensino de Música na vertente de Guitarra Clássica, também em Aveiro; mais de uma dezena de cursos de aperfeiçoamento de Guitarra Clássica, muitos deles orientados por professores de renome internacional; diversos workshops de Jazz com profissionais, de reconhecido talento, das mais variadas nacionalidades.

Paralelamente dedicou-se, ainda que de forma autodidata, ao estudo de instrumentos tradicionais portugueses, como o Cavaquinho, a Gaita-de-Foles e a Guitarra Portuguesa, por exemplo, enriquecendo ainda mais o seu já de si extenso léxico de sonoridades.

Entre as diversas vezes que subiu a palco destaca a partilha de momentos únicos com nomes da música internacional como Siri Svegler, Stee Downes ou Hubert Tubbs.

Os seus espetáculos a solo incluem uma vertente tradicional, nas influências, sonoridades e instrumentos que o acompanham, e outra mais contemporânea e que se liga de forma directa à world music e às danças do mundo. É por entre temas originais, e alguns da música tradicional portuguesa, que Paulo Bastos percorre Portugal de lés-a-lés.

Em 2015 Paulo Bastos dá um passo crucial na sua carreira – avança para a composição, e gravação, do seu primeiro álbum a solo. “Desafio” é uma junção perfeita do cancioneiro popular com músicas originais, sendo ainda possível encontrar sonoridades pop/rock facilmente reconhecíveis, mas com uma roupagem completamente inesperada. Aqui o tom é meio de convite, meio de provocação, num misto de emoções e sentimentos que arrebatam todos os que partilham o gosto por esta arte a que chamamos de música.

Atualmente Paulo Bastos frequenta o Mestrado em Cavaquinho Português na vertente de Performance, na Universidade de Aveiro. De notar que este Mestrado é o primeiro, e único, a nível nacional, dedicado apenas e só a este instrumento, sendo completamente inovador por permitir desbravar caminho na vertente da investigação académica.

Este é um passo importante que vai permitir ao instrumento evoluir bastante e que valoriza de forma incontornável a cultura e tradição portuguesa.

Hilton Barcelos_Cartaz Concerto em Desconcerto


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 08:47
link do post | favorito

TRIBUNAL CONSTITUCIONAL VALIDA QUEIXA DO PAN DE CASCAIS SOBRE VIOLAÇÃO DE IMPARCIALIDADE

Autárquicas 2017: Tribunal Constitucional valida queixa do PAN Cascais sobre violação de imparcialidade de Carlos Carreiras

  • Queixa da candidatura do PAN à CNE sobre a violação dos deveres de neutralidade e imparcialidade do executivo PSD/CDS, em Cascais, foi hoje validada pelo Tribunal Constitucional
  • Em causa está a prossecução de propaganda política por parte de Carlos Carreiras, dentro e fora do período de campanha eleitoral, no boletim municipal, Jornal C, à custa do erário Cascalense
  • O boletim exclui todas as restantes forças políticas do município e é usado como meio de propaganda do atual executivo
  • TC insta o executivo a não perpetuar estas obstruções à neutralidade e imparcialidade pública
  • Carlos Carreiras poderá ser condenado por crime de desobediência se contrariar o acórdão do tribunal constitucional

Tribunal Constitucional (TC) e Comissão Nacional de Eleições (CNE) são perentórios perante os argumentos do PAN e confirmam que as ações do executivo Cascalense, no boletim municipal, consubstanciam ações proibidas por lei, ordenando Carlos Carreiras a abster-se de as perpetuar durante o período eleitoral e fora dele.

Em causa está a prossecução de propaganda política por parte de Carlos Carreiras, dentro e fora do período de campanha eleitoral, no boletim municipal, Jornal C, à custa do erário Cascalense. O boletim exclui todas as restantes forças políticas do município e é usado como meio de propaganda do atual executivo.

A 9 de Agosto a candidatura do PAN Cascais apresentou uma queixa formal à CNE por violação dos deveres de neutralidade e imparcialidade. Em resposta, o Presidente da Câmara Municipal de Cascais recorreu da queixa do PAN alegando que o boletim é meramente informativo das ações do órgão de gestão. Porém, segundo a CNE e o TC, a utilização do boletim para fazer referência a projetos do PSD/CDS, não cumpre, como lhe é exigido, os deveres de neutralidade e imparcialidade a que Carlos Carreiras, como presidente da Câmara e detentor de um cargo público, está vinculado.

Assim, hoje o TC validou a queixa apresentada pela CNE tendo em conta os argumentos e os factos enumerados pelo PAN Cascais sobre a matéria. A queixa foi fundamentada com uma análise das últimas três edições do boletim municipal que se encontram disponíveis em http://www.cm-cascais.pt/jornais

“Louvamos a rapidez da análise da nossa queixa por parte da CNE e do Tribunal Constitucional, porém consideramos que o dano ao erário público e à transparência em Cascais já está consumado” alerta Francisco Guerreiro, candidato à Câmara Municipal.

Segundo a CNE, através da leitura do acórdão do TC n.º 461/2017 “O entendimento da CNE sobre esta matéria veio a ser sufragado pelo Tribunal Constitucional, através do acórdão n.º 461/2017, de 24 de agosto, no qual refere que a utilização dos boletins municipais, para divulgar obras, serviços ou programas, é suscetível de integrar a previsão da proibição estabelecida na norma do n.º 4 do artigo 10.º da Lei n.º 72-A/2015, de 23 de julho.

A deliberação do TC é clara ao frisar que “Assim, no exercício da competência conferida pela alínea d), do n.º 1 do artigo 5.º da Lei n.º 71/78, de 27 de dezembro, e no uso dos poderes consignados no n.º 1 do artigo 7.º da mesma Lei, deliberasse notificar o Presidente da Câmara Municipal de Cascais para se abster no futuro de divulgar/publicitar obras, atos, serviços e programas que não tenham caráter de urgência, até ao final do período eleitoral, de publicar no boletim notícias referentes a ações desse tipo e de subscrever editorais com o conteúdo apresentado ao que está em causa”.

Se esta deliberação não for tomada Carlos Carreiras pode “incorrer num crime de desobediência, previsto e punido pelo artigo 348.º do Código Penal.”

“Esta decisão vem justificar os receios de falta de transparência, imparcialidade e neutralidade de Carlos Carreiras, algo que se pode consubstanciar também pela propaganda ativa que tem feito com outros meios municipais, nomeadamente através da Festas do Mar” afirma o candidato. “O bem comum deve ser gerido com o maior zelo e a pluralidade democrática, em todas as circunstâncias, deve ser respeitada para bem do município”, conclui Francisco Guerreiro.



publicado por Carlos Gomes às 00:30
link do post | favorito

Terça-feira, 5 de Setembro de 2017
FESTA DO VINHO JUNTA MINHOTOS EM LOURES

CapturarNovoVindima (8)



publicado por Carlos Gomes às 08:31
link do post | favorito

MINHOTOS EM LISBOA LEVAM FOLCLORE AO PARQUE DAS NAÇÕES

Besclore - Grupo de Danças e Cantares do Clube Novo Banco há 30 anos em Lisboa a dançar o folclore do Minho

O Parque das Nações em Lisboa serviu de palco a uma exibição de folclore de várias regiões do país organizada pelo Besclore - Grupo de Danças e Cantares do Clube Novo Banco que este ano assinala três décadas de existência.

21231917_1546861435357520_3821045283108204353_n

Para além do grupo organizador, o festival contou ainda com a participação do Rancho Folclórico e Etnográfico de Ponte da Barca, Grupo de Folclore Identidade Lusa – Oliveira do Bairro, Grupo Folclórico de S. Martinho do Campo – Santo Tirso e o Rancho Folclórico e Etnográfico de S. Sebastião – Loulé.

De registar a excelente actuação do Rancho Folclórico e Etnográfico de Ponte da Barca que encerrou o espectáculo em apoteose, abrilhantando ofestival com a excelente actuação a que já nos habituou.

O Besclore - Grupo de Danças e Cantares do Clube Novo Banco foi fundado em 1987 com a designação Grupo de Danças e Cantares Besclore, constituindo uma das vertentes do Grupo Cultural e Desportivo dos Trabalhadores daquela instituição bancária.

Composto por cerca de 40 elementos visa “recolher, representar, promover e divulgar as tradições, usos, costumes, danças e cantares do povo do Alto e Baixo Minho português”. Iniciando a sua representação etno-folclórica nas danças, nos cantares e no trajar do final do XIX, princípio do séc. XX.

O Grupo leva já três décadas de existência na exibição da policromia dos trajes de Viana do Castelo, do requinte dos trajes de Braga, da elegância das modas dos vales dos rios Ave e Este, e da vivacidade e alegria contagiante das modas da Ribeira Lima e Serras d`Arga e Soajo. Ao longo da sua existência, o Besclore tem participado em inúmeros espetáculos, festivais de folclore e romarias de norte a sul do Pais e também em Espanha, França, Inglaterra e Itália.

Fotos: Manuel Santos

21272127_1546861362024194_1157995503791067213_n

21231682_1546861642024166_3218085181919449327_n

21270929_1546862075357456_6541175286768071649_n



publicado por Carlos Gomes às 01:09
link do post | favorito

VARANDA DA BOCA DO INFERNO EM CASCAIS ESTÁ AO ABANDONO

O sítio da Boca do Inferno na vila de Cascais é um dos locais turísticos mais visitado na região de Lisboa. Porém, desde há algum tempo que vem registando um progressivo abandono, apresentando o concorrido varandim o aspecto que as imagens documentam. Aguardamos que esta e outras anomalias verifidicadas no local sejam corrigidas com a maior brevidade possível.

Fotos: Manuel Santos

21314477_1546904258686571_7549090704312866628_n

21432751_1546904268686570_754387243967416345_n



publicado por Carlos Gomes às 00:37
link do post | favorito

Segunda-feira, 4 de Setembro de 2017
“SENTIR PORTUGAL” PROMETE REFORÇAR RELAÇÕES ENTRE AS ASTÚRIAS E PORTUGAL

Mostra de produtos regionais, concertos de fado, visitas empresariais e muito mais!

A ADGTCP/ Progestur tem o prazer de dar a conhecer o evento “Sentir Portugal”, iniciativa organizada em parceria com o Ayuntamiento de Oviedo e que conta com o apoio da APADI – (Associação Portugal Astúrias Desenvolvimento e Inovação). Este evento empresarial/institucional, que se realiza de 25 a 29 de Outubro, no Palácio de Congresso de Oviedo, apresenta também uma forte componente cultural e aposta na mostra de produtos turísticos e culturais portugueses, tendo como principal objetivo promover um intercâmbio empresarial, institucional e cultural entre as Astúrias e Portugal.

PalaciodeCogressos_Oviedo

“Sentir Portugal”, que este ano terá como tema principal o sector do Turismo e do Agroalimentar, contará com um espaço, inteiramente dedicado a Portugal, onde será feita a promoção e exposição de empresas e produtos portugueses, espetáculos de Fado, apresentação de artistas/obras portugueses (pintura e escultura), encontros empresariais e visitas a unidades de produção e empresas asturianas.

Durante cinco dias será feita uma aposta na promoção das relações entre Portugal e as Astúrias, potencializando oportunidades de negócio, que certamente irão beneficiar todas as partes envolvidas.

Venha “Sentir Portugal” de 25 a 29 de Outubro, em Oviedo!

Conheça toda a programação em www.progestur.net

Sentir_Portugal



publicado por Carlos Gomes às 21:14
link do post | favorito

Domingo, 3 de Setembro de 2017
FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS DESCERRA RETRATO DO SEU FUNDADOR

A Federação do Folclore Português procedeu hoje ao descerramento de um novo retrato do Sr. Comendador Augusto Gomes dos Santos, no átrio do Centro Cultural do Folclore Português.

21369467_1389966351052984_6259523738461865569_n

O retrato foi descerrado pelo sr. Eduardo Santos e pela D. Isabel Maria Calejo, que são neste momento os mais antigos elementos ligados à fundação da Federação do Folclore Português.

A cerimónia contou ainda com a presença, entre outros, de Daniel Café, Presidente da Direcção, António Lopes Pires, Presidente da Assembleia Geral e Luís Elias, Presidente do Conselho Fiscal.

Pretendeu-se com esta iniciativa dignificar a memória e a ação de Augusto Gomes dos Santos, fundador da Federação do Folclore Português, Presidente da direção de 1977 a 2004 e Presidente Honorário de 2005 a 2011.

Constituída em 1977, a Federação do Folclore Português é a única entidade que agrupa a nível nacional as mais diversas associações culturais ligadas ao folclore, de acordo com as categorias de efectivo e aderente. Possui a sua sede social em Arcozelo, no concelho de Vila Nova de Gaia onde precisamente oAugusto Gomes dos Santos era natural.

A Federação do Folclore Português faz parte do IGF - International Union of European and Extra-European Associations.

21270811_1389966124386340_7731008957583030625_n

21270941_1389966277719658_3035313290312460895_n

21272079_1389966587719627_1984923971670948211_n



publicado por Carlos Gomes às 21:57
link do post | favorito

LISBOA COLOCOU ESTÁTUA DE NUNO ÁLVARES EM BAIRRO DEDICADO AOS DESCOBRIDORES PORTUGUESES

Após décadas de polémica em torno do pedestal que, ao cimo do Parque Eduardo VII deveria servir para colocar uma estátua a D. Nuno Álvares Pereira, a cidade de Lisboa resolveu finalmente em Novembro do ano passado erguer na zona do Restelo um monumento àquela figura histórica que entretanto foi canonizado como São Nuno de Santa Maria.

santo_condestavel

Não obstante a importância da homenagem prestada e o valor artístico da obra escultórica, parece-nos que a zona escolhida não foi a mais indicada em virtude do local por razões históricas se encontrar mais associado com a epopeia dos Descobrimentos Portugueses. Toda a toponímia e monumentos ali existentes remetem para uma época que não está relacionada com a vida e os feitos praticados pelo Santo Condestável.

A escolha do local onde ergueram o monumento encontra-se tão desajustado como estaria o Convento do Carmo se aí resolvessem erguer um monumento ao grande navegador Vasco da Gama, que da praia do Restelo partiu para descobrir o caminho marítimo para a Índia.

Apesar da formação do Reino de Espanha remontar a 1469 – portanto 38 anos após o falecimento do Santo Condestável – o site oficial da Câmara Municipal de Lisboa assegura quie Dom Nuno Álvares Pereira “venceu os espanhóis em duas batalhas, Atoleiros e Aljubarrota”. Talvez isso explique a escolha do local onde o monumento foi erigido…

Reza assim o site da autarquia lisboeta: “Dom Nuno Álvares Pereira, (1360-1431), também designado por Santo Condestável, considerado pelos historiadores como um dos maiores estrategas e génios militares portugueses, quando abandonou a vida militar, abraçou a religiosa, tendo sido canonizado pelo Papa Bento XVI, em 26 de Abril de 2009. Durante a crise de 1383-1385, resultante da morte sem descendentes diretos de D. Fernando, encontrando-se à frente do exército português, venceu os espanhóis em duas batalhas, Atoleiros e Aljubarrota, assegurando a independência de Portugal e a coroa para D. João I. A construção de um monumento escultórico em homenagem a esta figura ilustre da História de Portugal, foi um dos projetos vencedores do Orçamento Participativo de 2013, um sonho ambicionado há muito pelos lisboetas. Esta estátua de homenagem a Dom Nuno Álvares Pereira, da autoria do escultor Augusto Cid, foi inaugurada, a 6 de Novembro, no Jardim Ducla Soares, sito no topo da Avenida da Torre de Belém, orientada no eixo entre a Capela de São Jerónimo e a referida Torre, sobre o muro de contenção de terras da margem sul do jardim, que remata o largo semicircular empedrado e o espelho de água adossado ao talude. Trata-se de uma estátua figurativa, em bronze e outro material alternativo, com 4 metros de altura total e cerca de 2,5 metros de frente, instalada sobre laje de betão, com um mural comemorativo. O mote da estátua ¿entre a oração e a expansão¿ está patente na representação da figura de Dom Nuno Álvares Pereira como guerreiro, segurando uma espada em forma de cruz, numa dupla alusão ao soldado e ao santo.”

Foto: Agência Ecclesia



publicado por Carlos Gomes às 17:35
link do post | favorito

Sábado, 2 de Setembro de 2017
MINHOTOS EM LOURES PISAM AS UVAS AO SOM DA CONCERTINA E RUFAR DO BOMBO

CapturarNovoVindima (8)

 



publicado por Carlos Gomes às 21:58
link do post | favorito

Sexta-feira, 1 de Setembro de 2017
CRYING LOBSTER – REVELAM NOVO SINGLE E CONCERTO EM LISBOA, NO TOKYO

Entraram na nossa vida de rompante, ou não fossem eles ilustres representantes do bom rock nacional, com o single “Starry Night”. Seguiu-se novo single, “Perpetual Motion”, e a edição do EP de estreia, homónimo, tudo sob o selo da Music For All. Agora os Crying Lobster trazem-nos mais novidades, e logo em dose dupla!

CRYING LOBSTER

Primeiro revelam o novo single, sob o sugestivo título “Jungle Walls”, em mais um possante exemplar de stoner rock lusitano. E, logo de seguida, confirmaram um concerto em plena cidade de Lisboa: o Tokyo irá receber o quarteto na noite de 6 de Setembro, estando o início marcado para as 23h30 e os bilhetes à venda pelo preço único de 5€. Estes são tempos áureos para quem encontra no rock um autêntico lema de vida!

No início havia o nada. E do nada surgiu a Lagosta. Das suas lágrimas floresceu o Universo, dando assim início a uma jornada tão longa quanto a mais antiga das estrelas. Crying Lobster não é um mero projecto musical. É uma irmandade composta sob a égide da criatividade musical e da diversidade sonora dos seus quatro elementos.

Duarte Cadete Inácio (voz), João Costa (guitarra), Rafael Burguete (bateria) e João Henriques (baixo) são os protagonistas desta aventura maior do que a vida. Navegando nas profícuas águas do rock, jazz, funk, stoner e punk preparam-se, finalmente, para editar o EP de estreia.

Antecedido por dois singles – “Starry Night” e “Perpetual Motion” – o EP de estreia homónimo dos Crying Lobster chegou por fim a tudo e todos em pleno verão de 2017. Agora as novidades são outras: o terceiro single retirado do registo de estreia, “Jungle Walls”, e um concerto que vai marcar a noite lisboeta! Tudo sob o selo da Music For All, claro!


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 17:28
link do post | favorito

QUEM SEMEIA VENTOS COLHE TEMPESTADES

Os portugueses são um povo pacífico dotado de uma excepcional qualidade de se relacionar com todos os povos, por mais diversas que sejam as suas culturas, incluindo as suas crenças religiosas. De igual modo, Portugal é internacionalmente reconhecido como um país seguro que prima pelo bom acolhimento.

Capturarmarimort

Trata-se de um perfil que pode ser comprovado pela própria História, desde a fundação da nacionalidade e os Descobrimentos até a épocas mais recentes como a que, sob a tensão da guerra mundial e a incerteza acerca de quem sairia vitorioso do conflito, não impediu Portugal de acolher milhares de judeus após terem atravessado a Espanha franquista e germanófila e passado a fronteira portuguesa fortemente vigiada pela polícia política.

Não obstante, desde há algum tempo a esta parte, vimos constatando a forma sistemática e persistente como alguns políticos e órgãos de comunicação social vêm incitando ao ódio, insistindo na acusação de racismo e xenofobia aos portugueses, de forma generalizada. Trata-se, verdadeiramente, de um insulto vindo precisamente da parte de quem, de igual modo, sempre se pautou por atitudes anti-semitas, revelando neste caso também uma mentalidade racista e xenófoba ao procurar pescar nas águas turvas dos conflitos raciais, tal como o fizeram os nazis no decurso da segunda guerra mundial.

Mais tarde ou mais cêdo, os políticos e jornalistas que assim vêm procedendo, incitando o ódio numa sociedade pacífica como aquela em que vivemos, acabarão por colher os frutos da semente que estão lançando à terra – Quem semeia ventos acabará por colher tempestades!



publicado por Carlos Gomes às 16:54
link do post | favorito

PARQUE DAS NAÇÕES EM LISBOA RECEBE AMANHÃ FESTIVAL DE FOLCLORE

20732951_1671021816264582_803806688_n



publicado por Carlos Gomes às 16:24
link do post | favorito

PARTIDO "OS VERDES" CONGRATULA-SE PELA INCLUSÃO NO ORÇAMENTO DE ESTADO PARA 2017 DE DESCONTO NO PASSE PARA ESTUDANTES

Desconto no passe para estudantes (sub 23) - Os Verdes lutaram e conseguiram!

No mês de Setembro, que hoje se inicia, os jovens estudantes dos 18 aos 23 anos vão poder ter um desconto de 25% no passe social.

girassol_1

Este fato deve-se à aprovação de uma proposta que Os Verdes apresentaram, no âmbito da discussão do Orçamento de Estado para 2017, e que vem, agora, beneficiar muitas famílias que verão reduzidos os custos com os transportes.

Os Verdes lembram também que para o objetivo do fomento do transporte coletivo apresentaram ainda, nesse Orçamento de Estado, uma proposta para dedução total do IVA dos passes sociais no IRS.

Estas medidas enquadram-se numa luta que o PEV continuará a prosseguir de incentivo à utilização do transporte público coletivo, de modo a garantir melhores níveis da qualidade do ar, redução da emissão de gases com efeito de estufa e o direito à mobilidade das populações.

O Partido Ecologista “Os Verdes”



publicado por Carlos Gomes às 11:24
link do post | favorito

Quinta-feira, 31 de Agosto de 2017
MINHOTOS EM LISBOA LEVAM FOLCLORE AO PARQUE DAS NAÇÕES

20732951_1671021816264582_803806688_n

XVIII FESTIVAL DE FOLCLORE

Rossio dos Olivais – Parque das Nações – 02 de Setembro 2017

PROGRAMA DO EVENTO:

17H30/18H00 – Chegada dos Grupos a Lisboa;

Os Grupos irão concentrar-se na nossa sede, onde poderão conviver até à hora em que será servido o jantar.

- 18H30 – Jantar convívio;

- O jantar será servido na messe do edifício onde estamos sediados.

20H00 – Trajar;

21H00 – Desfile Parque das Nações;

Desfile irá ser iniciado na entrada Norte do Parque das Nações, junto ao Campus da Justiça.

21H30 – Espetáculo Etnográfico - “XVIII FESTIVAL DE FOLCLORE”.

Grupos participantes:

- Grupo Danças e Cantares Clube Novo Banco – Besclore (Organizador/Lisboa)

- Grupo de Folclore “Identidade Lusa” – Oliveira do Bairro

- Grupo Folclórico de S. Martinho do Campo – Santo Tirso

- Rancho Folclórico e Etnográfico de São Sebastião – Loulé

- Rancho Folclórico e Etnográfico de Ponte da Barca – Ponte da Barca

- Grupo de Bombos “Bombrando” – Amadora

É esta a ordem de atuação. O desfile será pela ordem inversa

24H00 – Cerimónia de Encerramento.



publicado por Carlos Gomes às 21:58
link do post | favorito

METROPOLITANO DE LISBOA REFORÇA POSTOS LISBOA VIVA URGENTES

Um melhor atendimento para si

Procurando responder aos picos de procura que se sentem habitualmente na reabertura do ano escolar e no regresso de férias, o Metropolitano de Lisboa (ML) irá reforçar, a partir de 4 de setembro, os postos de atendimento exclusivamente dedicados aos cartões Lisboa VIVA urgentes e aumentar em 137,5% a sua capacidade produtiva deste tipo de cartões.

Este reforço irá contribuir para a redução das habituais filas de espera nesta época e consequentemente o tempo de espera, melhorando, o serviço prestado pelo ML aos seus clientes. Neste contexto, o ML irá abrir três novos postos de atendimento de cartões Lisboa Viva urgentes nas estações Alameda (Linhas verde e vermelha), Entre Campos (linha amarela) e Jardim Zoológico (linha azul), mantendo os dois postos de atendimento habituais nas estações Campo Grande (linhas amarela e verde) e Marquês de Pombal (linhas amarela e azul).

Todos os postos de atendimento Lisboa Viva urgentes manterão o mesmo horário de funcionamento nos dias úteis dividido em dois períodos (das 7h 45m às 13h30 e das 14h00 às 19h45m). Contudo, os clientes apenas poderão fazer entrega de requisições no período da manhã e o levantamento dos cartões no período da tarde, com exceção do posto de atendimento de Entre Campos onde a entrega de requisições e o levantamento de cartões poderão ser efetuados em ambos os períodos.

A emissão dos cartões Lisboa VIVA urgentes estará sempre associada a um limite diário, por posto, por forma a garantir o efetivo cumprimento dos prazos de entrega (um dia útil).

Esta medida temporária, em vigor até 31 de outubro, vai ao encontro dos objetivos definidos pelo Metro de melhorar sustentadamente o serviço que presta aos seus clientes e não terá qualquer impacto nos outros oito postos de atendimento onde os clientes poderão efetuar como habitualmente a requisição dos cartões Lisboa Viva que não sejam urgentes.


tags:

publicado por Carlos Gomes às 19:53
link do post | favorito

PAN QUER IMPEDIR “MORTE DO GALO” EM SEIA: QUE GRANDE GALO!

Jogo da morte do galo. Freguesia de Seia admite processar PAN

"A prática denunciada pelo PAN trata-se, na realidade, de uma tradição que consiste em partir um ovo com um pau, de olhos vendados, sendo o galo o prémio", esclareceu a autarquia de Seia.

- Ver em http://bloguedelisboa.blogs.sapo.pt/pan-quer-impedir-morte-do-galo-em-seia-896425

7b2b58b4b3ed159a5bd6628c70d1383a_L

A União de Freguesias de Carragosela e Várzea de Meruge, em Seia, admite processar o PAN - Pessoas-Animais-Natureza pela denúncia relacionada com a alegada "morte do galo" nas festas locais.

Em carta enviada na quarta-feira ao deputado e porta-voz do PAN, André Silva, o presidente da União de Freguesas, João Barreiras, refere que a autarquia "exige a retratação pública e o desmentido" da situação "num prazo limite de 48 horas", através dos meios utilizados para efetuar a denúncia.

"Caso isso não venha a acontecer, iremos processar o senhor André Silva e o PAN por difamação", refere o autarca na missiva a que esta quinta-feira a agência Lusa teve acesso.

O partido anunciou, na terça-feira, que pretende impedir a prática da "morte do galo", anunciada para as festas do Santíssimo Sacramento, em Várzea de Meruge, no concelho de Seia, de 08 a 11 de setembro.

Em comunicado, o PAN refere que a prática, em que o galo "é agredido sucessivamente com um pau até morrer", foi denunciada junto do Ministério Público, da Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) e da Câmara Municipal de Seia, no distrito da Guarda.

A autarquia de Seia esclareceu em comunicado que "a prática denunciada pelo PAN trata-se, na realidade, de uma tradição que consiste em partir um ovo com um pau, de olhos vendados, sendo o galo (vivo) o prémio para quem conseguir tal proeza".

A autarquia comprova a tradição da aldeia de Várzea de Meruje com um vídeo onde se vê um jogador, de olhos vendados, a tentar acertar com um pau num ovo que está colocado no solo.

"A denominada 'morte do galo' é uma tradição das Festas do Santíssimo Sacramento que ocorre na localidade de Várzea de Meruje, concelho de Seia, e que apenas no nome remete para a morte de um animal", sustenta na nota.

O PAN - Pessoas-Animais-Natureza disse esta quinta-feira à Lusa que mantém a denúncia sobre a "morte do galo" em Seia, apesar de o município esclarecer que consiste em partir um ovo com um pau.

"A denúncia mantém-se e as entidades competentes farão aquilo que entenderem e os órgãos de polícia civil farão a sua fiscalização", disse André Silva, deputado e porta-voz do PAN.

Na carta enviada ao PAN, o presidente da União de Freguesias de Carragosela e Várzea de Meruge esclarece que, como entidade responsável pela promoção do evento, a Junta teria de emitir o respetivo alvará e "nunca permitiria tal prática atentatória contra o direito dos animais e contra a Lei".

Explica que o jogo em causa "nada mais é do que algo inofensivo e onde os intervenientes, na sua quase generalidade crianças, de olhos vendados e com um pau na mão, tentam partir um ovo, sendo que aquele que o conseguir obtém como prémio um galo vivo".

O autarca João Barreiras garante ainda que o jogo, como é descrito pelo PAN, "nunca foi praticado na Freguesia" e "especificamente na localidade de Várzea de Meruge".



publicado por Carlos Gomes às 16:24
link do post | favorito

Quarta-feira, 30 de Agosto de 2017
GENTES D'ENTRE-O-DOURO-E-MINHO LEVAM FOLCLORE A ALFRAGIDE, NA AMADORA

XIX Festival de Folclore de Alfragide, conta já com a sua 19ªEdição

O Grupo Danças e Cantares Alto do Moinho, representante da Região do Douro Litoral, em tempos denominada como “Entre-Douro e Minho”, em parceria com a Junta de Freguesia de Alfragide, como tem vindo a ser costume irá levar a efeito o seu 19º Festival de Folclore, no próximo dia 9 de Setembro.

20369152_1046326348834920_2663215844843052503_o

O Evento irá ter lugar na Associação de Moradores Alto do Moinho, onde o Grupo Danças e Cantares Alto do Moinho, está sediado, é um lugar muito acolhedor e fica muito perto do IKEA de Alfragide, contando com ótimos acessos ao local.

Os grupos que iram fazer parte desta noite de folclore são da mais digna representatividade dos tempos de outrora.

Pelas 20h30 sensivelmente irá começar o desfile pelas ruas do Bairro Alto do Moinho

Pelas 21h00 terá início o XIX Festival de Folclore de Alfragide com os seguintes grupos:

  • Grupo Danças e Cantares Alto do Moinho - Alfragide - Douro Litoral
  • Rancho Etnográfico Santiago de Bougado - Trofa - Douro Litoral Norte
  • Grupo Danças e Cantares da Cidreira - Coimbra - Beira Litoral
  • Rancho Folclórico da Ribeira de Fráguas - Alberg.-A-Velha - Beira Litoral

No local do evento há o bar da Associação de Moradores Alto do Moinho, que terá petiscos e grelhados para todos os que quiserem provar algumas iguarias antes do festival começar.

Convidamos desde já todos os sócios, amigos, conhecidos, e outras pessoas que queiram vir passar um belo serão de folclore na companhia de todos os grupos que nos visitam. Vamos fazer com que as nossas tradições se mantenham vivas e recordar um pouco de como era no passado. Sintam-se todos convidados, a todos o nosso muito obrigado.



publicado por Carlos Gomes às 21:27
link do post | favorito

RTP DISCRIMINA PODER LOCAL

A RTP vai transmitir uma série de 18 debates com os candidatos às Câmaras das 18 capitais de distrito de Portugal Continental. Os debates vão para o ar às 20H00 na RTP 3 com repetição no mesmo canal às 01H30 da madrugada. De 21 de agosto até 14 de setembro.

Sucede que não existem nem jamais existiram “câmaras de capitais de distrito” uma vez que, todos os concelhos do país possuem os seus órgãos autárquicos próprios – assembleia municipal e câmara municipal” – em representação das respectivas populações, com a mesma legitimidade das referidas 18 autarquias que não respondem pelas populações dos demais concelhos que fazem parte dos seus distritos.

Com este critério, a RTP discrimina 260 municípios do continente, para já não falar nos 30 municípios das regiões autónomas. E ainda diz que presta um serviço público!...

Capturarrtp



publicado por Carlos Gomes às 19:17
link do post | favorito

MINHOTOS EM LISBOA LEVAM FOLCLORE AO PARQUE DAS NAÇÕES



publicado por Carlos Gomes às 18:34
link do post | favorito

ARGANILENSES TRAZEM FOLCLORE AO CORAÇÃO DE LISBOA

20901013_1853315748012694_8448320379410381238_o



publicado por Carlos Gomes às 18:33
link do post | favorito

QUEBRAM-SE AS “CORRENTES” DOS SOPA D’ALMA

Primeiro instalou-se a “Rotina”, sentimento que se apodera da nossa existência suave e disfarçadamente. Depois surge a vontade de mudar de ares, procurar novos desafios e aventuras, rumar ao infinito e mais além. São essas “Correntes” invisíveis que nos levam a embarcar na enorme aventura que é emigrar.

Sopa d'Alma_Promo

Este é o tema que inspirou a criação do segundo single retirado do EP “Hino Vitável – Acto I”, registo com que se estreiam os lusitanos Sopa d’Alma. Este projeto editado pela Music For All é marcado por laivos de instrumentação clássica, rock progressivo e música interventiva, provando que a cantiga ainda é uma arma.

O EP digital é composto por seis faixas e já está disponível na Amazon, no Google Play e na The Store, com o carimbo da Music For All.

Os Sopa d’Alma são um projeto constituído por Fá Pereira (voz e flauta) e Pedro Carneiro (guitarra). Oriundos de Braga, cruzaram-se pela primeira vez numa escola de música da cidade, onde viriam a formar a sua primeira banda de covers em 2007.

Dois anos volvidos, sentiram a vontade de se expressar numa linguagem musical própria e original, formando em conjunto com outros dois amigos o projeto Angúria, cantado em português num registo de rock progressivo. Em 2012 constaram da coletânea “À Sombra de Deus”, que reunia o que de melhor se fazia no fervilhante panorama musical de Braga. O projeto culminaria em 2014 com a elaboração de uma peça musical de 40 minutos organizada em cinco temas, exibida ao público no Theatro Circo, no coração da cidade natal.

Com a mudança de armas e bagagens para Viena, no final desse ano, surgiu também a vontade de materializar novas criações e estados de alma. Foi então que se formou o projeto dos Sopa d’Alma, com o objetivo inicial de conter a ressaca pós-Angúria, apresentando à Áustria versões de fados e clássicos da música em português cantados de forma reconstruída, a dois sons: voz e guitarra. Foi lá que representaram a música portuguesa em feiras e eventos internacionais, fornecendo também a banda sonora a um pequeno café português local, comovendo muitos dos presentes que escutaram aquele tipo de sonoridade pela primeira vez.

Contudo, seria só no final de 2016, já mais esclarecidos e ambiciosos, que voltariam ao formato que crêem ser o seu pináculo criativo: a peça. Para tal, compuseram a primeira parte do relato musical centrado nos temas que os levaram para fora de Portugal, pontuado por apontamentos de instrumentos clássicos e marcado pelas influências de todos os grandes artistas que consomem, desde o rock progressivo à música dita de intervenção.

Sopa d’Alma é então doravante um projeto com uma clara intenção: biografar musicalmente o caminho de dois parceiros musicais ininterruptos, com intervenção nos ouvintes por universal afinidade com o conteúdo realista, cuja simplicidade na forma só o possa enaltecer.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 18:12
link do post | favorito

SALMAR LEVA “INQUIETAÇÃO” À FNAC ALMADA

Salmar pertence à fina estirpe de músicos e cantores capazes de conquistar uma audiência com a voz, paixão e entrega em palco. É, por isso, normal que o formato showcase seja o que mais rapidamente lhe enche as medidas, permitindo uma dose de intimidade difícil de replicar noutras atuações.

Salmar_Showcases FNAC

Ora, depois de ter arrebatado o público na FNAC Vasco da Gama e na FNAC Alfragide, chegou a vez de atravessar o rio e levar a sua “Inquietação” até à FNAC Almada. Para as 17h do dia 02/09 está marcada a visita aos doze temas originais que, num formato harmonioso e apaixonante, nos dão a conhecer melhor o registo de estreia do cantor e compositor, editado através da Music For All.

Nasceu sob o nome de Filipe Ferreira, mas é como Salmar que sobe a palco. Sempre sentiu a música como uma extensão de si mesmo, uma forma alternativa de comunicar e expressar os seus pensamentos, atos e desejos.

Cedo se tornou adquirido que seguiria pelo atribulado, e emocionante, trilho que pode ser o mundo da música. Na hora de escolher um nome artístico honrou a terra que o viu nascer, Peniche, e acima de tudo, a forte ligação ao mar. Não é, portanto, ao acaso que hoje o chamamos de Salmar!

Passada uma década e meia e mais de quinhentos concertos por todo o país tomou uma decisão: apostaria verdadeiramente na sua carreira a solo. Consolidou, assim, o desejo e a promessa de escrever, compor e cantar temas seus e só seus.

A consequência natural desta resolução é o lançamento dos singles “Invade-me a Alma” e “Inventar o Teu Amor”, temas que nos conquistam suavemente e nos introduzem ao primeiro álbum do músico – “Inquietação”. 2017 é assim o ano em que Salmar dá o salto rumo ao infinito.



publicado por Carlos Gomes às 18:08
link do post | favorito


mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9



24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

MINHOTOS EM LOURES PISAM ...

FESTIVAL DA MARMELADA BRA...

DA INDIA COM AMOR, A ESTR...

LISBOA RECEBE SOPA D’ALMA...

PAN CASCAIS DENUNCIA CARL...

MANUEL SANTOS, COLABORADO...

BANDA GALEGA LUAR NA LUBR...

GALERIAS ROMANAS DE LISBO...

SERÁ QUE A DEVOLUÇÃO DO T...

JOSHUA & THE ONEWAY BAND ...

DESFILE NACIONAL DO TRAJE...

“LOS AMANTES”, O AMOR SEG...

ESCRITOR GALEGO MANUEL MI...

GALEGOS SOLIDÁRIOS COM CA...

MINHOTOS EM LOURES DESFOL...

CARNAXIDE RECEBE SERÃO TE...

LISBOA RECEBE O MAIOR CER...

LUCIANA ARAÚJO APRESENTA ...

CANDIDATOS DO PAN VISITAM...

BALBA – NOVAS DATAS PARA ...

PAN QUER QUE SEJA PERMITI...

GRUPO DE FOLCLORE DAS TER...

“IMPRESSÃO SUA” – A MARCA...

A EXISTÊNCIA INTERMITENTE...

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA R...

NOVO ÁLBUM DE MAZGANI CHE...

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE POR...

FEIRA INTERNACIONAL DE LI...

JOSHUA & THE ONEWAY BAND ...

CASA DO MINHO TROUXE O MI...

MINHOTOS EM LISBOA LEVAM ...

LISBOA INCREMENTA UTILIZA...

BANDAS FILARMÓNICAS PEREG...

PAN DEFENDE AGRICULTURA B...

PLATAFORMA ANTI-TRANSPORT...

BAIRRO DA FRATERNIDADE EM...

A EXISTÊNCIA INTERMITENTE...

CANDIDATURA DO PAN À CÂMA...

PAN DÁ PRIORIDADE À SAÚDE...

GRUPO DE FOLCLORE DAS TER...

PAN VISITA ESCOLA NAS LAR...

MARVILA REGRESSA À IDADE ...

SALMAR REGRESSA EMBALADO ...

PAN REALIZA ACÇÃO DE CAMP...

ESCOLA CHINESA DE LISBOA ...

LOURES VAI RECEBER CANTAR...

PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO D...

FEIRA SETECENTISTA COMEÇA...

AMADORA: FREGUESIA DAS ÁG...

MINHOTOS EM LISBOA FAZEM ...

arquivos

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds