Blogue de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Lisboa e arredores
Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017
METROPOLITANO DE LISBOA APROVA PLANO DE CONTINGÊNCIA

Condições climatéricas levam à aplicação de medidas para promover eficiência hídrica

O Metropolitano de Lisboa aprovou um plano de contingência, face às condições climatéricas registadas durante o ano de 2017 e à consequente redução das reservas hídricas em Portugal, que engloba um conjunto de medidas com o objetivo de promover a eficiência hídrica na empresa e, deste modo, contribuir para a minimização da redução das reservas hídricas, em resultado das alterações climáticas e do elevado consumo de água na sociedade em geral.

As medidas incluídas neste plano de contingência reforçam outras ações já implementadas pelo Metropolitano de Lisboa, desde 2013, no âmbito do projeto de redução do consumo de água na empresa e que permitiu uma redução muito significativa do consumo de água (31,6% comparando 2016 com 2012), sendo que a poupança acumulada nos últimos quatro anos foi de 99.397 m3.

Face ao caráter de emergência perante a situação atual das reservas hídricas em território nacional, este plano define sete medidas, a implementar a curto prazo e outras sete medidas, a implementar a médio prazo, mediante a análise da viabilidade económica, considerando o respetivo impacto na organização, custos envolvidos e poupanças previstas.

As medidas de curto prazo preveem ações, que já se encontram em fase de implementação, designadamente a suspensão da rega dos espaços verdes nos Parques de Material e Oficinas, a suspensão das lavagens programadas em galeria, a adoção de práticas de redução da quantidade de água utilizada nas lavagens das estações e, ainda, a contratação de prestação de serviços de deteção de fugas não superficiais, bem como medidas a implementar, com a maior brevidade possível, como a criação de um número de telefone interno para reporte de fugas e diminuição da periodicidade da lavagem de material circulante.

Como medidas a médio prazo, este plano prevê a reformulação paisagística dos Parques de Material e Oficinas, a instalação de redutores de caudal em todas as torneiras e chuveiros, a substituição gradual de torneiras existentes por torneiras automáticas com sensor e o estudo da colocação em funcionamento do furo existente no PMO III para rega e lavagens, entre outras.

O Metropolitano de Lisboa é certificado em Qualidade e Ambiente, pelas normas NP EN ISO 9001:2008 e NP EN ISO 14001:2012, adotando todas as práticas sustentáveis com que se comprometeu, implementando outras medidas que contribuam para a sua atuação sustentável.

A responsabilidade social empresarial do Metropolitano de Lisboa, nas vertentes da Qualidade e do Ambiente, nas componentes económica, social e ambiental são as vias para a melhoria contínua da sua atividade, bem como um contributo para a sustentabilidade e para o bem-estar social. Este contributo passa, prioritariamente, pela satisfação das exigências dos seus clientes e das normas estatutárias e regulamentares, otimizando, de forma adequada, os recursos disponíveis.


tags:

publicado por Carlos Gomes às 21:12
link do post | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

KAHLI, “NATURAL”(MENTE) G...

MERCADO DE ALGÉS APRESENT...

“OS SABORES DE PORTUGAL” ...

PAN QUER CONSULTAR ENTIDA...

PAN QUER PREVENIR ATROPEL...

INATEL PROMOVE COMCURSO D...

ASSOCIATIVISMO POPULAR ES...

GREEN PROJECT AWARDS ANUN...

MÁSCARAS IBÉRICAS DESFILA...

AMADORA INAUGURA EXPOSIÇÕ...

GRUPO FOLCLÓRICO VERDE MI...

PCP JÁ ANUNCIA FESTA DO A...

“OS SABORES DE PORTUGAL”:...

MIKE BRAMBLE PUBLICA NOVO...

SOULVENIR REGRESSAM A POR...

GALEGOS MAIS EMPENHADOS D...

CONSELHO TÉCNICO REGIONAL...

MERCADOS ABASTECEDORES RE...

PORQUE FUMAM AS CRIANÇAS ...

CONFRARIA DO ARINTO DE BU...

“MAFARO”, O CAPÍTULO MAIS...

ACTUAL DIRECÇÃO DA FEDERA...

GRUPO DE FOLCLORE DAS TER...

JEAN-PIERRE DE OLIVEIRA E...

“BOSQUE”, A METÁFORA VICI...

THE DOPPLER EFFECT- "WAND...

ARGANILENSES EM LISBOA CA...

MINHOTOS DANÇAM EM LISBOA...

ENCONTRO DE CONCERTINAS J...

MINHOTOS DESFILAM EM LISB...

MINHOTOS EM LISBOA FESTEJ...

30ª EDIÇÃO DA BOLSA DE TU...

MINHOTOS EM LOURES CANTAM...

AUGUSTO FLOR, PRESIDENTE ...

“QUANTO MAIS EU ANDO”, A ...

PAN APRESENTA MEDIDAS SOB...

GNR DIVULGA LINHA DE EMER...

ARGANILENSES EM LISBOA OR...

2º CAPÍTULO – GALARDOADA ...

PAN QUER CRIMINALIZAR MA...

PAN REAGE AO DISCURSO DE ...

TURISMO EM LISBOA TAMBÉM ...

QUATRO MIL ANOS DE TRADIÇ...

LISBOETAS FORAM A BANHOS ...

CONVENTO DOS CARDAES REAL...

ATLETA DO SPORT LISBOA E ...

CARCAVELOS REVIVE AMANHÃ ...

JANEIRO EVOCA JANO – DEUS...

ARGANILENSES EM LISBOA OR...

QUEM SÃO OS REINTEGRACION...

arquivos

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds