Blogue de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Lisboa e arredores
Segunda-feira, 11 de Maio de 2015
BIBLIOTECA DA MOITA EVOCA LOPES GRAÇA

18º aniversário da Biblioteca Municipal da Moita

“Leitura às Quintas” dedicada a Lopes Graça

O projeto “Leitura às Quintas” do mês de maio, agendado para o dia 14, pelas 21:00h, está inserido no programa comemorativo do 18º aniversário da Biblioteca Municipal Bento de Jesus Caraça, na Moita.

No átrio da Biblioteca Municipal Bento de Jesus Caraça, na Moita, pode apreciar a exposição “Considerações sobre Lopes Graça nos 20 Anos do seu Desaparecimento Físico”, cedida pela Associação Lopes Graça.

Já no auditório Lopes Graça, segue-se a apresentação do CD/Livro “Canções do 25 de Abril – 13 Canções Heroicas de Lopes Graça”, pelo escritor Domingos Lobo.

O músico e professor Alexandre Branco irá lançar a Coletânea de 267 Canções Regionais Portuguesas.

A terminar esta noite de Leituras às Quintas, realiza-se uma Palestra sobre Lopes Graça, pelo pianista José Eduardo Martins, seguida de um concerto pelo Coro Lopes Graça, da Academia de Amadores de Música, com a participação do Grupo Coral Alius Vetus.

A entrada é livre. Participe!



publicado por Carlos Gomes às 12:40
link do post | favorito

Domingo, 10 de Maio de 2015
GOESES EM LISBOA REALIZAM FESTIVAL DE “SONS, SABERES E SABORES”



publicado por Carlos Gomes às 22:28
link do post | favorito

MINHOTOS EXIBEM FOLCLORE EM OEIRAS



publicado por Carlos Gomes às 00:39
link do post | favorito

Sábado, 9 de Maio de 2015
LISBOA VÊ DESFILAR MÁSCARAS TRADICIONAIS DE PORTUGAL E ESPANHA

O Festival Internacional da Máscara Ibérica (FIMI) fez desfilar em Lisboa máscaras tradicionais portuguesas de Trás-os-Montes e Beira Litoral e ainda da Galiza, Leão, Astúrias e Andaluzia no país vizinho.

Termina amanhã em Lisboa mais uma edição do Festival Internacional Máscara Ibérica. Dezenas de grupos oriundos do norte e centro de Portugal e ainda da Galiza, Leão, Astúrias e Andaluzia desfilaram hoje entre a Praça do Município e o Rossio. Do nosso país estiveram representados os concelhos de Mogadouro, Macedo de Cavaleiros, Vinhais, Lamego, Mira e Ílhavo.

A Mostra das Regiões apresentou-se mais uma vez em Lisboa, transformando durante quatro dias o Rossio consecutivos numa montra de produtos regionais, artesanato e destinos turísticos. Os visitantes tiveram oportunidade de descobrir e adquirir algumas das mais tradicionais iguarias como o fumeiro, a doçaria regional e peças artesanais nacionais e das mais diversas regiões do país vizinho.

FIMI 141

A tradição pagã dos rituais da máscara, raramente vistos fora dos seus contextos de origem, tem por objetivo a divulgação de um dos elementos mais característicos do folclore dos povos, concretamente as máscaras tradicionais, ajudando a compreender todo o ritual que lhe está associado, desde as suas origens pagãs às festividades do Entrudo tradicional. O costume da máscara é comum a todos os povos e a todas as regiões, embora em muitos casos tenha caído no esquecimento. A título de exemplo, no Minho perdura ainda a tradição dos cabeçudos e gigantones, fazendo-se acompanhar pelas arruadas dos zés-pereiras, dando alegria e colorido às romarias.

FIMI 093

A utilização tradicional das máscaras está associada à religiosidade primitiva que encarava o ciclo da vida e dos vegetais num perpétuo renascimento. O rito celebra o mito e assegura a interrupção do ciclo da natureza e da vida. Assim, como á morte sucede a vida, também ao Inverno e à morte dos vegetais sucede invariavelmente o seu renascimento. Ao Inverno estão associados um conjunto de rituais que se iniciam com o culto dos mortos em Novembro, na crença de que estes podem interferir favoravelmente no ciclo da natureza, culminando com a Serração da Velha a anunciar o regresso da Primavera. Pelo meio fica o Entrudo celebrado com as suas máscaras e os seus instrumentos ruidosos como as sarroncas e os zaquelitraques com vista a expulsar os demónios do Inverno.

FIMI 166

Toda a representação se destina a exorcizar os maus espíritos do Inverno e incidem no universo rural, desde a representação de figuras demoníacas aos animais que fazem parte do quotidiano do lavrador. As máscaras são construídas a partir dos materiais disponíveis no espaço rural e concebidas com base no imaginário popular.

Os chocalhos prendidos à cinta do careto, símbolo da virilidade e da posse demoníaca, destinam-se a chocalhar as raparigas que se perdem pelos caminhos da aldeia. Os mascarados estão autorizados a invadir as casas e tomar para si alvíssaras, em regra uma peça do fumeiro.

Trata-se de costumes que seguramente eram comuns a todas as regiões do nosso país mas cuja memória e tradição se foi perdendo. Cabe às personalidades e entidades culturais que se dedicam ao estudo e investigação na área da etnografia a revelação de tais tradições já esquecidas.

FIMI 234

FIMI 225

FIMI 205

FIMI 132

FIMI 086

FIMI 076



publicado por Carlos Gomes às 22:07
link do post | favorito

Sexta-feira, 8 de Maio de 2015
PROJETO DE LEI AMEAÇA LIBERDADE DE INFORMAÇÃO

Diretores de jornais, rádios e televisões estão unidos contra novo projeto de lei (do PSD e do CDS-PP) que regula atividade dos jornalistas em tempo de campanha eleitoral. Os responsáveis editoriais dos principais meios de comunicação social do país afirmam que liberdade de informação “está ameaçada” e fazem, agora, um comunicado conjunto que apresentamos, na íntegra, aqui em baixo.

  1. O PSD e o CDS acabam de anunciar terem concluído um novo projeto de diploma para regular a atividade dos jornalistas e dos órgãos de comunicação social durante o período eleitoral.

Uma leitura do documento permite concluir que a liberdade de informação em Portugal está mais uma vez ameaçada.

  1. Quarenta anos volvidos sobre a lei anacrónica em vigor, o novo projeto volta a impedir e a condicionar a liberdade editorial invocando princípios de igualdade que remetem para lógicas de «régua e esquadro», como se de tempo de antena partidário se tratasse.
  2. Mesmo quando o legislador concede que os órgãos de comunicação social têm liberdade editorial, direito inscrito na Constituição da República Portuguesa, acaba por sacrificá-la repetidamente.
  3. Os diretores de informação subscritores registam e saúdam a eliminação de alguns pontos absurdos do anterior projeto de lei, como a apresentação, para controlo prévio, dos planos de trabalho dos jornalistas.
  4. Consideram, contudo, que esta nova proposta está ainda longe de garantir aos cidadãos a existência de um jornalismo livre e independente de restrições políticas e administrativas inadmissíveis em democracia. Constatam que se mantém um receio injustificado do poder político quanto ao exercício livre da atividade jornalística, próprio de outros tempos.
  5. Este novo projeto mantém a tentação de impor um freio às redações.
  6. Continua a confundir  jornalismo e tempo de antena, entre jornalismo e propaganda política, tentando subordinar o primeiro à segunda.
  7. Em termos concretos, este projeto representa mesmo um retrocesso em relação à atual lei, de 1975, anterior à Constituição:

8.1. Aparenta defender a liberdade editorial nos seus primeiros artigos, ao evocá-la como princípio orientador, mas nega-a sistematicamente ao impor comportamentos específicos aos jornalistas.

8.2. Determina limitações à liberdade editorial logo no período de pré-campanha, imposição sem precedentes em sede legislativa.

8.2.1. Obriga os meios que fizerem debates, seja na televisão ou na internet, na rádio ou na imprensa, a incluir todas as forças com representação parlamentar. Esta obrigatoriedade constitui uma interferência abusiva do poder político nos critérios editoriais e condiciona gravemente a liberdade de informação.

8.3. Se a lei em vigor causa confusão na sua interpretação, mesmo dentro da própria Comissão Nacional de Eleições (CNE) e entre tribunais, o atual projeto agrava esse risco de incerteza. Estando matéria jornalística em causa, é o que acontece quando o projeto recorre a expressões como “diversos fatores que para o efeito têm de se considerar” para dar conteúdo a termos que são já de si indeterminados, como “igualdade de oportunidades” e “tratamento não discriminatório”.

8.4. Esta iniciativa legislativa atribui à CNE um amplo poder de interpretação e de tutela do trabalho jornalístico, sem que existam regras claras para todos. Recorrendo ao histórico das decisões da CNE, é fácil concluir que continuará a vigorar a interpretação de que, no final do processo, deve existir igualdade formal absoluta na cobertura jornalística de todas as candidaturas. E que a incerteza nas redações se irá manter, uma vez que aquele objetivo é, de facto, impossível de cumprir.

8.5. O atual projeto não resolve o problema da dupla fiscalização, simultânea e paralela, da atividade dos órgãos de comunicação social: a da CNE e a da ERC. Esta situação levará à repetição de decisões contraditórias como já se verificou no passado. Em 2011, por exemplo, as televisões acordaram um modelo de debates que não mereceu oposição da ERC, mas que foi sancionado, com aplicação de coimas, pela CNE e em sede judicial.

8.6. Mesmo no que se refere à utilização da internet, o projeto faz questão de reconhecer «plena liberdade» a cidadãos, candidatos, candidaturas, mandatários, partidos políticos, coligações e grupos de cidadãos, todos menos os órgãos de comunicação social, submetidos a regras estritas.

8.7. O projeto aumenta o valor das coimas para níveis incomportáveis para a maioria dos órgãos de comunicação social, com a agravante desse incumprimento resultar da alegada inobservância de regras confusas e indeterminadas, resultantes da interpretação subjetiva de uma entidade com um poder discricionário de amplitude inaceitável.

  1. O legislador não se deve atribuir o direito, a si próprio e em causa própria, de se substituir aos jornalistas na decisão do que é publicado ou difundido.
  2. A atividade jornalística obedece a princípios éticos e deontológicos rigorosos, às leis de Impresa, Rádio e Televisão, Estatuto do Jornalista, além de legislação internacional e demais legislação aplicáveis. Nova produção legislativa não deve ignorar o amplo escrutínio a que o jornalismo é já submetido, sem esquecer o exercido pelos próprios cidadãos.
  3. Por tudo isto, os diretores editoriais dos órgãos de comunicação social nacionais reafirmam a sua disponibilidade para contribuir para um quadro legal equilibrado, democrático e plural, onde o princípio basilar da liberdade de Imprensa seja efetivamente salvaguardado.
  4. Os diretores editoriais esperam que o legislador crie as condições necessárias a uma cobertura jornalística condicionada apenas, e exclusivamente, pela liberdade de Informação. De outro modo, quaisquer condicionamentos apenas prejudicarão o direito dos cidadãos a serem informados em liberdade.

Afonso Camões, Diretor do Jornal de Notícias

Alcides Vieira, Diretor de Informação da SIC

André Macedo, Diretor do Diário de Notícias

António José Teixeira, Diretor da SIC Notícias

Bárbara Reis, Diretora do Público

David Dinis, Diretor do Observador

Fernando Paula Brito, Diretor de Informação da Lusa

Graça Franco, Diretora de Informação da Rádio Renascença

Helena Garrido, Diretora do Jornal de Negócios

João Paulo Baltazar, Diretor de Informação da Antena 1

José Alberto Carvalho, Presidente do Comité Editorial da TVI

José António Lima, Diretor-adjunto do Sol

Luis Rosa, Diretor do I

Octávio Ribeiro, Diretor do Correio da Manhã

Paulo Baldaia, Diretor da TSF

Paulo Dentinho, Diretor de Informação da RTP

Pedro Camacho, Diretor da Visão

Raúl Vaz, Diretor do Diário Económico

Ricardo Costa, Diretor do Expresso

Rui Hortelão, Diretor da Sábado

Fonte: http://sicnoticias.sapo.pt/



publicado por Carlos Gomes às 23:31
link do post | favorito

CASA DO CONCELHO DE ARCOS DE VALDEVEZ REALIZA EM LISBOA GRANDE PRÉMIO DO FUTURO EM ATLETISMO



publicado por Carlos Gomes às 23:05
link do post | favorito

CASA DO ALENTEJO EVOCA FIALHO DE ALMEIDA



publicado por Carlos Gomes às 14:40
link do post | favorito

CASA DO MINHO EM LISBOA COMEMORA 92 ANOS DE EXISTÊNCIA

cartaz aniversário cm 2015



publicado por Carlos Gomes às 00:40
link do post | favorito

Quinta-feira, 7 de Maio de 2015
VOLVO OCEAN RACE APRESENTA O MELHOR CARTAZ DA MÚSICA NACIONAL

14 dias de concertos e muito mais com entrada gratuita

Carminho, Miguel Araújo, Capitão Fausto, Carlão, Frankie Chavez, Legendary Tiger Man, Blasted Mechanism, Ala dos Namorados, Mikkel Solnado, Sara Tavares e Ana Free são alguns dos nomes que irão marcar presença no Palco Volvo Ocean Race.

image001

A organização da Volvo Ocean Race – Lisboa 2015 apresentou hoje o cartaz completo para os 14 dias de duração do stopover de Lisboa, a decorrer de 25 de maio a 7 de junho, na Doca de Pedrouços, em Algés. Carminho, Miguel Araújo, Capitão Fausto, Carlão, Frankie Chavez, Legendary Tiger Man, Blasted Mechanism, Ala dos Namorados, Mikkel Solnado, Sara Tavares e Ana Free são alguns dos nomes anunciados por João Gil, Diretor Artístico do Palco Volvo Ocean Race.

A 17 dias da abertura da Race Village, a organização divulgou ainda as infraestruturas e todos os espaços que irão acolher os milhares de visitantes e proporcionar momentos inesquecíveis, aliando o melhor do desporto náutico nacional e mundial, aos melhores nomes da música portuguesa. Com abertura às 10h30 e encerramento às 24h00 (horário alargado nos fins de semana), a Volvo Ocean Race – Lisboa promete ser uma experiência a não perder.

A maior regata à volta do mundo e um dos três maiores eventos náuticos mundiais chega a Portugal, com concertos diários e inúmeras atividades, passatempos e atrações, totalmente gratuitos. Um evento dos 8 aos 80 anos, em terra e no rio, que convida qualquer um a conviver e conhecer os velejadores e as equipas, e os seus respetivos barcos.

“A Volvo Ocean Race – Lisboa 2015 vai apresentar mais de 50 artistas portugueses, entre bandas, DJs e bailarinos, que irão presentear o público português e todos os milhares de visitantes estrangeiros com espetáculos emocionantes e verdadeiramente inesquecíveis. Procurámos desenhar um cartaz exclusivamente português, que apresente ao mundo o que de melhor se faz em Portugal e que vá ao encontro dos mais variados gostos musicais e idades”, adiantou João Gil, Diretor Artístico do Palco da Volvo Ocean Race.

José Pedro Amaral, responsável pela organização do evento, garante que a edição de 2014/2015 “Queremos que este seja o melhor stopover da história da Volvo Ocean Race pois não há volta ao mundo sem passar por Lisboa. Este stopover vai reconfirmar Lisboa como um dos melhores palcos mundiais da vela, promovendo não só o turismo, mas também a economia e a cultura portuguesas”.

A passagem da Volvo Ocean Race por Lisboa em 2015 representa um investimento conjunto de cerca de 4 milhões de euros da Urban Wind, empresa responsável pela organização do evento, da Câmara Municipal de Lisboa e da Administração do Porto de Lisboa. Para este evento são esperados cerca de 500 mil visitantes, nacionais e internacionais. O impacto económico da edição de 2012 foi de mais de 30 milhões de euros.

Visão Geral da Race Village - 45.000m2 de recinto e atrações

Durante 14 dias de stopover em Lisboa, os portugueses terão à sua disposição 45.000m2 de recinto onde terão a oportunidade de conhecer os velejadores das sete equipas e os respetivos barcos, para além de poderem assistir, de forma totalmente gratuita, aos concertos diários ou ainda visitar as diferentes exposições, feiras e atividades.

Subordinada ao tema “mar”, a Race Village foi desenhada pela Feeders, empresa nacional de arquitetura, design e engenharia, responsável pela construção do recinto que conta com um total de 90.000m2 de área (45.000m2 de acesso ao público).

Ricardo Fulgêncio, Race Village Manager da Volvo Ocean Race – Lisboa, assegura que “toda a equipa tem sido incansável para fazer de Lisboa o melhor stopover da história da Volvo Ocean Race. Estamos focados em todos os detalhes — desde a decoração, às casas de banho, ao cenário do palco, aos camarotes, passando pelas inúmeras animações que irão entreter o público”.

Palco Volvo Ocean Race

Os concertos começam sempre ao cair da noite. No dia 25 de maio, a abertura ficará a cargo da Banda da Armada que inaugura o cartaz deste evento dedicado ao mar. Blasted Mechanism encerram o palco, no dia 6 de junho, às 23h00.

Descrição do palco:

 250 m2; 22.5 metros de comprimento; 12 metros de profundidade; 10 metros de altura;

 O Palco Volvo Ocean Race tem aproximadamente 80 toneladas no total.

Alinhamento do Palco Volvo Ocean Race

Banda da Armada – 25 de maio/22h

Têm mais de 500 anos de existência, mas só em 1740 se formaram como Banda da Armada da Marinha Portuguesa. Atualmente, têm grande visibilidade nacional e internacional, e são convidados para sucessivas actuações ao vivo. Da Banda da Armada nascem vários compositores de mérito e alguns dos melhores instrumentistas portugueses.

Kumpania Algazarra – 24 e 25 de maio

Kumpania Algazarra é uma banda de música folk, com inspiração nas músicas cigana, ska e dos balcãs. Oriundos de Sintra, formaram-se em 2004 e caracterizam-se como verdadeiros saltimbancos.

Prana – 26 de maio/20h

Os Prana são uma banda de S. João da Madeira que surgiu nas noites de verão passadas num jardim com amigos. Em 2008, lançaram o seu primeiro álbum “Trapo Trapézio”. Tocaram na Portugália, foram disco Antena 3 e pisaram também os palcos das Queimas do Porto, Coimbra, Aveiro, entre outros. Em 2013, lançaram o segundo álbum “O Amor e Outros Azares”, que fala do lado sombrio do amor.

Frankie Chávez – 26 de maio/21h30

Frankie Chávez é um músico português, que conjuga a sua música com diferentes tipos de sonoridades, dentro das categorias Blues/Folk/Roots. A sua música reflete as influências musicais que ficam das suas viagens. Inspira-se Robert Johnson, Jimi Hendrix, Kelly Joe Phelps, Ry Cooder, o que torna difícil encontrar um único termo para definir o seu estilo. Toca sozinho em formato de "one man band". Em 2011 editou o álbum "Family Tree", e em 2014 lançou o "Heart and Spine".

Banda Os Cantores Improváveis – 27 de maio/20h30

“Os Cantores Improváveis” são uma banda irreverente, formada por produtores que odeiam músicos e alguns músicos que odeiam produtores. O reportório é recheado de adaptações excêntricas dos melhores clássicos do rock e do soul. A banda também faz as suas próprias composições que integram géneros como black music, mpb, rock e jingles, na área da publicidade. O objetivo da banda é mudar os conceitos musicais, abalando a indústria do entretenimento, enquanto se divertem a si próprios e ao público.

Ala dos Namorados c/ João Gil– 27 de maio/21h30

Ala dos Namorados é uma banda portuguesa criada em 1992 por João Gil (Diretor Artístico do Palco Volvo Ocean Race), Manuel Paulo, João Monge e, posteriormente José Moz Carrapa e Nuno Guerreiro. O último álbum, “Razão de Ser”, foi lançado em 2013, com a participação especial de António Zambujo e Jorge Palma.

Brass Wires Ochestra - 28 de maio/20h

Banda indie e folk com influências de Beirut e Mumford & Son, os Brass Wires Orchestra nasceram em setembro de 2011. Fruto de uma amizade forte e de uma paixão comum pela música, Miguel da Bernarda, Hugo Medeiros, Afonso Lagarto, Rui Gil, Luís Grade Ferreira, Zé Valério, Nuno Faria e Zé Guilherme Vasconcelos começaram a trabalhar com ‘covers’. Em 2014 lançaram o seu primeiro álbum de originais, “Cornerstone”, masterizado por Frank Arkwright nos Abbey Road Studios, em Londres.

Capitão Fausto – 28 de maio/21h30

Os Capitão Fausto são uma banda formada por cinco estudantes lisboetas em 2009. Amigos de infância e apaixonados pela música, Manuel Palha, Domingos Coimbra, Francisco Ferreira, Tomás Wallenstein e Salvador Seabra lançaram o primeiro albúm, “Gazeta” em 2011. Inspiram-se em bandas internacionais como os Tame Impala, sem deixar de lado a boa música portuguesa de José Cid, Ornatos Violeta, Peixe:Avião e Doismileoito.

Custódio Castelo Trio c/ Rão Kyao – 29 de maio/20h

Custódio Castelo, natural de Almeirim, é um músico e compositor português, apaixonado por fado e por música tradicional portuguesa. Com Amália Rodrigues como sua maior inspiração, começou a compôr aos 18 anos e aos 20 gravou o seu primeiro albúm. Em 2010 recebeu o prémio Amália Rodrigues para Melhor Instrumentista de Fado. Custódio vai tocar com o músico e compositor Rão Kyao, reconhecido intérprete de flauta de bambu e saxofone.

Carminho – 29 de maio/21h00

A fadista portuguesa Carminho decidiu aos 22 anos apostar numa carreira musical depois de uma viagem de 11 meses pelo mundo. Desde então já conseguiu grandes conquistas. Em 2005 recebeu o prémio Amália, na categoria de Revelação Feminina e em 2008 foi convidada especial na comemoração dos 45 anos de carreira de Carlos do Carmo, no Pavilhão Atlântico. Já colaborou com João Gil e também Pablo Alborán. O seu último álbum lançado em 2014 inclui um dueto com a brasileira Marisa Monte.

Vencedor do concurso Making Waves – 30 de maio/20h

Making Waves é um concurso internacional da Volvo Ocean Race para jovens talentos da arte. Podem participar residentes no Portugal de 18 a 35 anos. A regra número um é ter criatividade e originalidade nas áreas de pintura, fotografia e arte digital. Mais informação a anunciar em breve.

Miguel Araújo – 30 de maio/21h

Da famosa banda “Os Azeitonas” chega o versátil Miguel Araújo. Criador, cantor e compositor estreou o seu primeiro álbum a solo, “Cinco dias e meio”, em 2012, que entrou no Top 3 das vendas em Portugal com o single "Os Maridos das Outras”. Como compositor, escreveu ainda letras para António Zambujo, "O Que é Feito Dela", e Ana Moura, "E Tu Gostavas de Mim".

Rui Unas ft. DJ Van Breda – 31 de maio/21h

Rui Unas é ator, apresentador, produtor, autor de vários programas de televisão. Conhecido pelo seu irreverente humor, Rui Unas já lançou várias músicas satíricas a solo e com Carolina Torres, integradas no género de kizomba.

Carolina Torres DJ Set – 31 de maio/23h

Carolina Torres foi concorrente da 3.ª edição do programa Ídolos, terminando o concurso em 6.º lugar. Depois de sair da competição, Carolina foi convidada pela SIC para apresentar o programa Curto Circuito, onde trabalha diariamente desde 2010. Para além de cantora, Carolina também tem sido convidada para festivais e eventos nacionais como DJ.

For Pete Sake – 1 de junho/20h

For Pete Sake é uma banda fundada em 2012, composta por seis jovens lisboetas, dedicados ao Rock, Folk, Pop e Indie. Influenciados por grandes grupos musicais como os The Beatles, Pink Floyd, Arcade Fire e Simon and Garfunkel, a banda prepara-se para lançar o seu primeiro albúm de originais em 2015. Passaram já por festivais como o Rock in Rio, Nos Alive, Super Bock Super Rock e Fusing.

Carlão – 1 de junho/22h

Carlos Nobre , conhecido por Carlão ou Pacman, ganhou notoriedade como vocalista da banda Da Weasel. Hoje canta a solo e integra o projecto musical "O Algodão Não Engana". Como referências musicais aponta Michael Jackson, Led Zeppelin e Prince, apesar de assumir um estilo muito próprio e diferente.

Ana Free - 2 de junho/20h

Ana Free já teve vários singles no Top 5, incluindo um número 1, em Portugal. Iniciou a sua carreira na música através da partilha de vídeos no YouTube, onde reuniu mais de 29 milhões de visualizações. Em 2009, Ana gravou o seu primeiro single "Radian" em Londres e em 2010 já estava a atuar em Miami e Nova Iorque. Ainda nesse ano fez a abertura dos concertos de James Morrison, no verão, e mais tarde, para Shakira.

Mikkel Sonaldo – 2 de junho/21h

Nascido na Dinamarca, Mikkel é um intérprete que toca guitarra e escreve letras de amor. No início do seu percurso musical, fez parte de algumas bandas de rock e death metal. No entanto, dedicou-se, essencialmente, à produção musical de jingles e publicidade. O tema “We Can Do Anything”, criado para o anúncio de uma marca de automóveis, foi o ponto de viragem da sua carreira. O êxito da canção fê-lo enveredar numa carreira como cantor.

Banda B.leza – 3 de junho/21h

Os ritmos quentes de uma das maiores e mais antigas casas de dança de Lisboa prometem animar a noite no palco da Volvo Ocean Race. Uma noite dedicada às mornas, quizombas, kuduro e outros ritmos de Cabo Verde, Angola, Moçambique e Brasil.

Sara Tavares – 3 junho/22h30

Cantora e compositora portuguesa com ascendência cabo-verdiana. A sua primeira aparição na música foi no concurso Chuva de Estrelas (1993/1994), que a lançou para a edição do seu primeiro albúm, em 1996. Nesse mesmo ano gravou a canção "Longe do Mundo" para o filme ‘O Corcunda de Notre-Dame’, destacada pela Disney como a melhor versão da música. Em 2005, lançou o CD "Balancê", que ganhou Disco de Ouro. O seu último albúm, “Xinti” foi lançado em 2009.

Souls of Fire– 4 de junho/20h

Grupo de reggae nacional com 15 anos de existência. Com três álbuns editados, ‘Comunicar’ em 2006, ‘Subentender’ em 2009 e ‘Pontas Soltas’ em 2012, Souls of Fire são uma das bandas mais populares e requisitadas do país. As letras das suas músicas inspiram-se nos problemas da sociedade, apelando à verdade e à solidariedade humana. Para 2015, a banda prevê lançar o 4º álbum de originais.

Bezegol com convidado especial – 4 de junho/22h

MC, DJ e produtor português, Bezegol é um dos fundadores da Red Tower Clan, e dos projectos musicais Funkativity Team e Dope Device MC’s. Em 2012, viu o seu nome escrito na história da música portuguesa, ao ter sido o artista escolhido pela Gumalaka para protagonizar o lançamento do primeiro vinil de sete polegadas de reggae em Portugal. Mas não se distingue só pelo reggae, também já foi DJ de bandas de rap. Hoje em dia, o seu nome é associado ao reggae pois escreve letras que se encaixam melhor no género.

Zé Pedro DJ Set – 5 de junho/21h30

Zé Pedro é conhecido por ser um dos guitarristas de uma das maiores bandas de rock em Portugal, Xutos & Pontapés. Eterno “rockeiro”, começou a interessar-se pelo trabalho como DJ já há uns anos, tendo sido já convidado a fazer sessões por todo o país. No seu repertório integra temas de rock e também algumas das novas tendências musicais.

The Legendary Tigerman DJ Set – 5 de junho/23h

The Legendary Tigerman é o nome artístico de Paulo Furtado. De estilo singular, este one-man-band toca guitarra, harmónica e bateria sozinho em palco, através da utlização de vários microfones para efeitos, pedais de percurssão e instrumentação eletrónica. Já tem cinco álbuns editados a solo, para além de ser também o vocalista e principal compositor da banda Wraygunn. Na Volvo Ocean Race atuará enquanto DJ.

Blasted Mechanism – 6 de junho/23h

Blasted Mechanism são uma banda portuguesa de rock alternativo, nascida em 1995. Embora centrada no rock, a sua música recorre a vários elementos electrónicos. Caracterizam-se pela excentricidade e por um estilo musical que invoca elementos tradicionais de vários países. Os Blasted Mechanism são também conhecidos por inventarem e construírem novos instrumentos, como a Kalachakra e o Bambuleco, inspirados na cultura oriental.

Atividades e atrações

A Volvo Ocean Race – Lisboa 2015 conta ainda com inúmeras atividades e diversões para todos os visitantes que irão animar os 14 dias de stopover:

 Aulas de vela

 Aulas de paddle surf

Workshops de diferentes modalidades náuticas

 Exposições sobre o mar

 Espaços lounge

 Restaurantes e food trucks

 Zona exclusiva de entretenimento para crianças

 Jogos e passatempos

 Mega Aula de Zumba com o Holmes Place

 Aulas de Antigravity com o Holmes Place

 Fogo de artifício

Alimentação

Food court com restaurantes e food trucks para todos os gostos. Padeiro, Damar, Sabor Serrano, Bifanas de Torres Vedras, Bolas da Praia, Tudo ao Molho, Mr.Pig, Psicológico, Primor, são alguns dos espaços de restauração confirmados.

Área Corporate:

A Área Corporate é um espaço exclusivo com 36 camarotes (para 10 pessoas cada) dispostos num dos pontões da Doca dos Pedrouços e uma das poucas zonas de acesso restrito dentro da zona pública do recinto. Com capacidade para receber 1500 pessoas por dia, a Área Corporate tem uma vista privilegiada sobre o rio Tejo e o campo de regatas da Volvo Ocean Race, sendo destinado a grupos e empresas que requeiram uma área reservada. Este espaço restrito está em funcionamento durante todo o dia (de manhã até ao final da tarde) e incorpora um restaurante com capacidade para 800 lugares. As refeições são da responsabilidade da Bholding e bebidas serão providenciadas pela Adega Monte da Ravasqueira e Pernod Ricard.

Descrição:

 Capacidade para 10 pessoas por camarote, e 1500 pessoas por dia;

 2800m2 de área coberta e 300m2 de terraços;

 Dois bares (Wine Bar e Bar de Gin’s).

Portuguese Market

Espaço localizado logo à entrada da Race Village e que vai reunir 36 expositores de produtos nacionais. Com um total de 700m2, o Portuguese Market é uma montra de produtos nacionais gourmet e de artesanato, essencial num evento onde é esperado um elevado número de turistas de todo o mundo. Cantinho Regional da Serra da Estrela, Terrius e Bisaro são apenas alguns dos expositores presentes neste mercado.



publicado por Carlos Gomes às 19:43
link do post | favorito

CONVENTO DOS CARDAES DIVULGA INICIATIVAS CULTURAIS


tags:

publicado por Carlos Gomes às 15:12
link do post | favorito

Quarta-feira, 6 de Maio de 2015
VARINO “O BOA VIAGEM” VOLTA AO TEJO NA MOITA

Início da época de passeios fluviais

É já no dia 9 de maio que se inicia a época fluvial do varino municipal “O Boa Viagem”. Até outubro, “O Boa Viagem” promete experiências memoráveis aos muitos visitantes que o procuram, quer individualmente, quer em grupo, em passeios de três horas ou de dia inteiro. Neste mês de maio, estão previstos quatro passeios de três horas: dia 9, das 18:00h às 21:00h, dia 16, das 13:00h, às 16:00h, dia 27, das 9:30h às 12:30h, e no dia 30, das 12:00h às 15:00h.

Passeios no varino

Os passeios fluviais realizam-se com o número mínimo de 15 pessoas e máximo de 47. O embarque e desembarque são realizados no Cais da Moita. Os bilhetes para realização de passeios individuais podem ser adquiridos no Posto de Turismo da Câmara Municipal da Moita, na Rua Machado Santos nº 35, de segunda a sexta-feira, das 9:30h às 12:30h e das 14:00h às 18:00h.

As reservas para a realização de passeios individuais deverão ser efetuadas através do T: 210852340. Os bilhetes deverão ser levantados até oito dias antes da realização do passeio, sob pena de serem cancelados. Nestes casos, os bilhetes não confirmados passarão imediatamente para as pessoas que estão em lista de espera.

Participe e aprecie as caraterísticas únicas dos barcos típicos do Tejo e conheça o concelho da Moita de uma perspetiva diferente.

Passeios Fluviais de Inscrição Individual

3 horas:

Crianças até 6 anos: gratuito

Crianças dos 6 aos 12 anos: 2,00 euros

Adultos: 3,99 euros

Dia inteiro – 12 horas:

Crianças até 6 anos: gratuito

Crianças dos 6 aos 12 anos: 3,32 euros

Adultos: 6,63 euros

Passeios no varino 2



publicado por Carlos Gomes às 19:43
link do post | favorito

MÁSCARAS TRADICIONAIS DESFILAM EM LISBOA



publicado por Carlos Gomes às 00:22
link do post | favorito

Terça-feira, 5 de Maio de 2015
BIBLIOTECA MUNICIPAL DA MOITA COMEMORA 18 ANOS EM FESTA

Programa comemorativo com diferentes iniciativas

A Biblioteca Municipal Bento de Jesus Caraça, na Moita, completa, neste mês de maio, 18 anos ao serviço dos leitores e da leitura pública. Para assinalar esta data, a Câmara Municipal da Moita preparou um programa diversificado de iniciativas que se inicia já no dia 9, prolongando-se até ao dia 16 de maio.

Biblioteca da Moita

Encontros com escritores, ação de formação, teatro, “Leitura às Quintas”, apresentação do projeto “O Cante também é meu!” – Oficina de Cante Alentejano, Leituras Partilhadas e Biblioteca Fora D’Horas são algumas das iniciativas previstas nas comemorações do 18º aniversário da biblioteca.

Participe!

Programa das comemorações do 18º aniversário da Biblioteca:

- 9 de maio, 15:30h

“Ler Começa Antes de Abrir os Livros: Um Jogo”, com Dora Batalim

Destinatários: Crianças dos 6 aos 10 anos e famílias

Inscrições na biblioteca ou através do T: 210817040

- 11 de maio:

9:30h e 10:30h

Escolas a Ler: Encontro com escritora Manuela Ribeiro e apresentação do livro “A Plantinha dos Meus Pais”

Destinatários: Escolas

14:00h e 15:30h

“Leituras de Improviso”, com a participação dos alunos da UniSeM – Universidade Sénior da Moita

Destinatários: Público em geral

14:45h

Apresentação do projeto “O Cante Também É Meu!” – Oficina de Cante Alentejano, com o cantador Henrique Guerreiro e a turma do 4º A da EB1 da Baixa da Banheira n.º 1

Destinatários: Alunos das escolas e público em geral

15:30h

Parabéns, 18 Anos a Criar Hábitos de Leitura!

Destinatários: Público em geral

12 de maio

Das 9:30h às 13:30h e das 14:30h às 17:30h

Ação de Formação “A Leitura em Voz Alta”, pela Andante Associação Artística

Destinatários: Professores, animadores, bibliotecários e técnicos de biblioteca, animadores culturais, mediadores de leitura e todos os que se interessam pela leitura em voz alta

Inscrições através do T: 210817040 ou na receção da biblioteca (limitado a 20 participantes)

21:30h

Espetáculo de Promoção da Leitura: “Manucure”, de Mário Sá Carneiro, com o ator João Grosso

A partir de um texto provocatório, com um fôlego futurista, Manucure é um pouco recital, um pouco concerto, um pouco interativo. Dissolve-se a unidade da linguagem, desmantela-se a sintaxe, desvaloriza-se o valor expressivo da palavra para se sentir apenas “a tristeza das coisas que nunca foram”

Destinatários: Público em geral

13 de maio, 21:30h

Teatro “O Senhor Imaginário”, baseado em contos de Vergílio Ferreira, pelo Teatro O Bando

Destinatários: Maiores de 6 anos

14 de maio

10:00h

Escolas a Ler: Encontro com o escritor Carlos Canhoto, apresentação do livro “Anuro, O Sapo Sapinho, O Sapo Sapão”

Destinatários: Escolas

21:00h

“Leituras às Quintas”:

- Abertura da exposição “Considerações sobre Lopes Graça, nos 20 Anos do seu Desaparecimento Físico”, cedida pela Associação Lopes Graça;

- Apresentação do CD/Livro “Canções do 25 de Abril – 13 Canções Heroicas de Lopes Graça”, pelo escritor Domingos Lobo;

- Lançamento da Coletânea de 267 Canções Regionais Portuguesas, pelo músico/professor Alexandre Branco;

- Palestra sobre Lopes Graça, pelo pianista José Eduardo Martins;

- Concerto pelo Coro Lopes Graça, da Academia de Amadores de Música com a participação do Coro Alius Vetus

Destinatários: Público em geral

15 de maio, 21:30h

“Leituras Partilhadas”, com a participação dos leitores da biblioteca

Destinatários: Público em geral

16 de maio, a partir das 20:30h

“Biblioteca Fora D’Horas”

A biblioteca convida os mais pequenos a passar uma noite diferente entre livros e com muitas atividades. Basta levar o pijama, a escova de dentes, o saco cama e muita vontade de se divertir.

Destinatários: Crianças e jovens dos 8 aos 12 anos

Inscrições na biblioteca


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 20:18
link do post | favorito

LISBOA INAUGURA NO JARDIM DA ESTRELA QUIOSQUE DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

No próximo dia 7 de maio, às 11h00 é inaugurado o Quiosque do Orçamento Participativo de Lisboa, no Jardim da Estrela. Neste Quiosque da participação, todos vão poder deixar as suas ideias para Lisboa e, ainda, provar algumas das delícias que as Startups de Lisboa andam a fazer.

A fase de apresentação de propostas ao Orçamento participativo está a decorrer. Construir o futuro de Lisboa é uma missão para todos!

O Orçamento Participativo de Lisboa (OP) dá a todos o poder de decidir quais os projetos a concretizar em Lisboa com uma verba de 2,5 milhões de euros. Até 7 de Junho, todos podem apresentar a sua proposta para Lisboa no Quiosque do Orçamento Participativo ou através do Portal www.lisboa.participa.pt.

Lisboa é de todos! Todos têm uma palavra a dizer!


tags:

publicado por Carlos Gomes às 20:14
link do post | favorito

BAIXA DA BANHEIRA RECEBE BB BLUES FEST

Warm Up do IV BB Blues Fest no Fórum Cultural – Baixa da Banheira

Divulgação do cartaz completo e concertos com Ian Siegal e The Ramblers

É já no dia 9 de maio, a partir das 21:30h, no auditório do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, que se vai ficar a conhecer o cartaz completo do IV BB Blues Fest, numa noite dedicada ao Blues com a exibição de uma curta-metragem documental, seguida de dois concertos.

“Do Mississipi ao Tejo” é o nome da curta-metragem, produzida por Miguel Martins e realizada por Sérgio Diamantino, que mostra uma visão diferente da edição passada do BB Blues Fest: a preparação, o ambiente, as blues nights, os músicos, os concertos e muito mais.

A banda lisboeta The Ramblers vai subir ao palco neste warm up para apresentar ao público do BB Blues Fest o seu mais recente trabalho “Weet Floor”.

A fechar a noite, o bluesman e multifacetado artista inglês Ian Siegal promete um espetáculo fantástico, misturando humor, histórias e muitas canções. No seu percurso, Ian Siegal soma prémios e distinções: Contemporary Album of the Year – Blues Music Awards Nominee 2012 e 2013, Album of the year – British Blues Awards 2013, Male Vocalist of the Year – British Blues Awards 2011, 2012 e 2013, Song of The Year – British Blues Awards 2013, Acoustic Artist of the Year – British Blues Awards 2012, Blues Band of the Year - British Blues Awards 2010.

O preço dos bilhetes para o Warm Up é de 6 euros. Para grupos, na compra de cinco bilhetes, oferta do sexto. Reservas através do e-mail: geral@bbbluesfest.com.pt

O IV BB Blues Fest, promovido pela Associação BB Blues Portugal, Câmara Municipal da Moita e União de Freguesias da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira, vai realizar-se, este ano, entre 18 e 21 de junho, em vários espaços do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira.

Acompanhe o IV BB Blues Fest em www.bbbluesfest.com.ptwww.cm-moita.ptwww.facebook.com/bbbluesfest ewww.facebook.com/cmmoita.

A organização do BB Blues Fest convida esse órgão de comunicação social a estar presente no Warm Up, no dia 9 de maio, a partir das 21:30h, no Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira.



publicado por Carlos Gomes às 19:43
link do post | favorito

BAIXA DA BANHEIRA APRESENTA DANÇA “Kine3is”

Baixa da Banheira: Dança “Kine3is” para assistir no Fórum Cultural

No dia 8 de maio, pelas 21:30h, o auditório do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, vai ser palco para o espetáculo de dança “Kine3is”, pela Companhia de Dança Marina Popova.

Kine3is

“kine3is” surge da ideia transversal de que a dança é movimento e, ao longo de quase três dezenas de coreografias, os bailarinos da Companhia de Dança Marina Popova são os tradutores desta linguagem do movimento, transportando o público ao longo de onze paisagens muito distintas.

Marina Popova organiza em torno destes onze quadros coreográficos diferentes estilos de dança, associando ainda, na forma da palavra, outras tentativas de definir o que é “movimento”, convidando o público à reflexão sobre o caráter global e unificador desta inexorável força.

Este espetáculo para maiores de 6 anos tem a duração de cerca de 90 minutos (com intervalo). O preço dos bilhetes é de 6,09 euros.

Horário da Bilheteira: 

De 3ª a sábado – 14:30h às 19:30h 

Dias de espetáculo e cinema  – uma hora antes do início do espetáculo ou sessão.

Os bilhetes podem ainda ser reservados, através do telefone 210 888 900, no horário de funcionamento da bilheteira.

As reservas têm de ser levantadas, no máximo, até 1h antes do início do espetáculo, com um limite de cinco bilhetes por reserva.



publicado por Carlos Gomes às 19:40
link do post | favorito

Domingo, 3 de Maio de 2015
MONTIJO REALIZA SEMANA DA JUVENTUDE



publicado por Carlos Gomes às 18:56
link do post | favorito

FEIRA DE MAIO REGRESSA À MOITA



publicado por Carlos Gomes às 18:50
link do post | favorito

MINHOTOS EXIBEM FOLCLORE EM OEIRAS



publicado por Carlos Gomes às 12:36
link do post | favorito

OEIRAS REALIZA FESTA DO CAVALO

PROGRAMA DA XVI FESTA DO CAVALO

Sexta-feira, 15 de Maio

Horário

19.00 – Prova de Obstáculos no recinto da feira

21.00 – Rancho Folclórico “Os Rancheiros” de Vila Fria

22.00 – Grupo Danças e Cantares do CCD SMAS e C.M. Oeiras

24.00 – Garraiada

Sábado, 16 de Maio

Horário

10.30 – Concurso Atrelagem Nacional 2 – Prova de Ensino (campo de futebol Adriano Canas)

14.00 – 5º Open de Agility Future Dogs

15.00 – Concurso Atrelagem Nacional 2 – Prova de Maneabilidade (campo de futebol Adriano Canas)

16.00 – Grupo de Concertinas do Casal da Choca

17.00 – Rancho Folclórico Os Minhotos da Ribeira da Lage

18.00 – Associação Cultural e Etnográfica "Gentes de Almeirim"

19.30 – Demonstrações Caninas

- Demonstração dos GOC da PSP

- “Dancing with Dogs”

- Obediência básica

- Truques Caninos

24.00 – Garraiada

Domingo, 17 de Maio

Horário

09.00 – 6º Open de Agility Future Dogs

15.00 – Concurso Atrelagem Nacional 2 – Prova de Maratona (recinto da feira)

16.00 – Rancho Folclórico Terras da Nóbrega

18.00 – Demonstrações de perícia com cães

Sexta-feira, 22 de Maio

Horário

21.00 – Grupo de Folclore As Lavadeiras da Ribeira da Lage

21.30 – Espetáculo “Oeiras Equestre”

- Homenagem

23.00 – Sevilhanas

24.00 – Garraiada

Sábado, 23 de Maio

Horário

09.30 - Concentração de cavaleiros, amazonas e atrelagens

10.00 - Início do 16º Passeio Equestre na Rota do Vinho de Carcavelos

10.45 – Passagem no Jardim Municipal de Paço de Arcos

11.30 – Bênção aos participantes do passeio no Largo da Igreja Matriz de Oeiras e oferta de um “Carcavelos de Honra” acompanhado pelos tradicionais Palitos de Oeiras

10.30 – II Open Oeiras Dressage Poneis

16.00 – Rancho Folclórico Flores da Beira – Casal da Choca

17.00 – Rancho Folclórico «As Macanitas» de Tercena

17.00 – Derby de Atrelagem - Jornada Regional Zona Centro

19.30 – Equitação de Trabalho – Prova de Ensino

21.00 – Sevilhanas

22.00 – Gala equestre “Emoções Ibéricas”

24.00 – Garraiada

Domingo, 24 de Maio

Horário

10.30 – Derby de Atrelagem - Jornada Regional Zona Centro

11.00 – Equitação de Trabalho – Prova de Maneabilidade

15.00 – Equitação de Trabalho – Prova de Velocidade

16.00 – Grupo Coral e Etnográfico "Vozes do Campo Branco em Cascais”

17.00 – Sevilhanas

17.00 – Concentração e desfile de todos os Cavaleiros, Amazonas e Atrelagens

- Atribuição do Troféu Dr. José da Cunha ao melhor conjunto

- Demonstrações Equestres

18.00 – Garraiada



publicado por Carlos Gomes às 12:33
link do post | favorito

EM 1927, O ELÉTRICO PASSAVA JUNTO DA ESTAÇÃO DE COMBÓIOS DE SINTRA

11149255_1045574728805373_2220123717144180169_n



publicado por Carlos Gomes às 11:02
link do post | favorito

CASA COURENSE EM LISBOA COMEMORA BODAS DE PRATA

Diapositivo1



publicado por Carlos Gomes às 00:08
link do post | favorito

Sábado, 2 de Maio de 2015
NACIONALISTAS MARCHAM EM LISBOA NO DIA DE PORTUGAL

11090859_950838458282269_2047971274132237723_o



publicado por Carlos Gomes às 18:36
link do post | favorito

MISÉRIA AUMENTA NOS ARREDORES DE LISBOA

A necessidade de sobrevivência leva a cada dia que passa um maior número de famílias ao desespero e à miséria principalmente nas localidades em redor de Lisboa. Vasculhar os contentores das superfícies comerciais à procura de alimento e encontrar pessoas literalmente dentro dos caixotes do lixo tornou-se uma imagem do quotidiano das áreas suburbanas. É o retrato de uma crise económica que afeta muitas pessoas e que não condiz com os discursos mais otimistas dos responsáveis políticos.

BlogueLisboa 003

As fotos que se publicam foram tiradas em Rio de Mouro, uma das freguesias do concelho de Sintra onde a recolha de resíduos sólidos é bastante deficiente. Aqui como noutras localidades do mesmo concelho, muitos dos contentores são obsoletos e encontram-se colocados em áreas de parqueamento, em cima dos passeios destinados aos peões ou junto a cruzamentos.

Para além do fato da recolha de resíduos sólidos ser frequentemente efetuada em horário noturno, perturbando com excesso de ruído o descanso dos moradores, o mau serviço prestado pela empresa aliado à falta de civismo contribuem para o aspeto imundo que as áreas residenciais deste concelho frequentemente apresentam.

BlogueLisboa 001



publicado por Carlos Gomes às 18:22
link do post | favorito

BENFIQUISTAS VÃO AOS TOUROS AO MONTIJO



publicado por Carlos Gomes às 16:52
link do post | favorito

DANIEL SOUSA ENSINA A TOCAR CONCERTINA

Aulas de Concertina

Segundas e Terças-Feiras em Loures.

Quartas-Feiras à tarde em Lisboa (Casa do Concelho de Cinfães)

Quintas-feiras na Charneca da Caparica (Real Clube de Vale Cavala)

Sextas-Feiras em Queluz (Maxisom Loja)

Método simples e prático para todas as idades.

Informe-se: 92 513 88 53

11128350_10204214510898755_3198229126229328994_n



publicado por Carlos Gomes às 14:14
link do post | favorito

SINTRA: TAPADA DAS MERCÊS FESTEJA A LIBERDADE COM MÚSICA



publicado por Carlos Gomes às 14:04
link do post | favorito

MÁSCARAS TRADICIONAIS DESFILAM EM LISBOA



publicado por Carlos Gomes às 12:21
link do post | favorito

LISBOA COMEMORA DIA DE OLIVENÇA

A Associação oliventina “Além-Guadiana” leva a efeito no próximo dia 30 de maio o Dia de Olivença, em Lisboa.

Trata-se de uma sessão especial que decorre no âmbito da Feira do Livro, durante o horário geral do certame, tendo lugar no Auditório da APEL, entre as 16:00 horas e as 17:50 horas.

10406496_1067754289904613_7299591405288698941_n



publicado por Carlos Gomes às 11:13
link do post | favorito

FESTIVAL APROXIMA GALIZA E PORTUGAL

V Português perto. Aquelas nossas músicas

Organizado pela Vicerreitoria do Campus de Ourense- Universidade de Vigo com a colaboração da Pró- Academia Galega da Língua Portuguesa (Pró- AGLP) e Associaçom Galega da Língua (AGAL).

As atividades são abertas a todo o público.

Pessoas e realidades que falam a nossa língua com diferentes musicalidades, cores, sabores e formas.

Vamos fazer uma viagem pela língua portuguesa e a sua música.

Vem com nós! Redescobre a Galiza através do Brasil, Ángola, Portugal..

Programa:

- 4 de maio,

10.30h : “OPS! O Português Simples" com Kike Martins

Na sala 1.1 da Faculdade de Empresariais e Turismo

20.00h.: Contos com XURXO SOUTO

Na Sala Emilia Pardo Bazán do edifício de Faculdades do Campus de Ourense

-6 de maio, às 20 h00: Concerto de Alonso Caxade

Na Sala Emilia Pardo Bazán do edifício de Faculdades do Campus de Ourense ou no exterior

-7 de maio às 20h00 Concerto de Xoán Curiel e Sérgio Tannus

Na Sala Emilia Pardo Bazán do edifício de Faculdades do Campus de Ourense



publicado por Carlos Gomes às 10:30
link do post | favorito

MINHOTOS EM LISBOA REALIZAM FESTIVAL DE FOLCLORE



publicado por Carlos Gomes às 09:49
link do post | favorito

Sexta-feira, 1 de Maio de 2015
MINHOTOS DANÇAM EM LISBOA NO DIA DO TRABALHADOR

O Grupo de Danças e Cantares de Perre e o Rancho Folclórico da Casa do Concelho de Ponte de Lima participaram nas comemorações organizadas pela União dos Sindicatos Independentes

O Grupo de Danças e Cantares de Perre e o Rancho Folclórico da Casa do Concelho de Ponte de Lima atuaram hoje no Rossio, em Lisboa, perante centenas de lisboetas que participaram nas comemorações do 1º de maio, organizadas pela União dos Sindicatos Independentes. Uma vez mais, o folclore do Minho conferiu a alegria e colorido que lhe é peculiar aos festejos do Dia do Trabalhador.

Coube ao Rancho Folclórico da Casa do Concelho de Ponte de Lima iniciar o espetáculo com a sua atuação, dando a conhecer os usos e costumes das gentes da Ribeira Lima em geral e de Ponte de Lima em particular. Este agrupamento está sediado na capital e faz parte da Casa do Concelho de Ponte de Lima, instituição regionalista fundada em 2 de fevereiro de 1987, destinada a congregar à sua volta as gentes limianas radicadas na região de Lisboa e promover as potencialidades do seu concelho.

ccpl (31)

Também o Grupo de Danças e Cantares de Perre presenteou o público com uma magnífica atuação a que já nos habituou, dançando as modas da região de Viana do Castelo. Constituído em 1985, este grupo tem dado a conhecer os usos e costumes do povo, desdobrando-se em trabalhos de investigação e recolha etnográfica, ao mesmo tempo que marca presença em numerosas festas e romarias, prestigiando o país com as suas frequentes representações no estrangeiro.

À semelhança de anos anteriores, a União dos Sindicatos Independentes tem vindo a privilegiar nos seus festejos a participação de grupos folclóricos e outros grupos e intérpretes de música popular portuguesa. Conforme ela própria afirma no seu site oficial, esta estrutura sindical defende um “sindicalismo democrático, livre e independente”, orientando a sua atividade social e laboral por princípios de “ética, a qualidade e seriedade no trabalho sindical, repondo a credibilidade do sindicalismo como função nobre na sociedade portuguesa, sendo o seu objetivo primordial a intervenção construtiva e responsável na comunidade, privilegiando o diálogo positivo e eficaz na sua relação com todos os agentes da sociedade, nomeadamente os poderes públicos e outros parceiros sociais”.

Mais ainda, a USI “tem desenvolvido atividades em todos os sectores da chamada economia social, com os Fundos de Pensões, apoio à Terceira Idade, Serviços de Saúde, Mediação de Seguros, etc., havendo ainda a destacar a parceria celebrada com o ISCTE para realizar o curso de Pós-Graduação em Sindicalismo e Relações Laborais.”

ccpl (6)

ccpl (13)

ccpl (21)

ccpl (16)

ccpl (8)

ccpl (15)

ccpl (17)

Perre (33)

Perre (45)

Perre (49)

Perre (52)

Perre (61)

Perre (76)

Perre (88)



publicado por Carlos Gomes às 19:43
link do post | favorito

ANARCO-SINDICALISTAS REGRESSAM AO 1º DE MAIO

As bandeiras negras-rubras do anarco-sindicalismo surgiram uma vez mais nas ruas de Lisboa, no âmbito das comemorações do 1º de Maio. Um punhado de militantes anarquistas identificados como pertencendo à Secção Portuguesa da Associação Internacional de Trabalhadores (AIT) desfilou pacificamente pelas artérias do centro da capital, exibindo bandeiras, cartazes e entoando palavras de ordem anticapitalistas.

Anarquismo (12)

Num claro jogo do gato e do rato com a polícia, este grupo manifestou-se junto de superfícies comerciais que se mantêm abertos ao público no feriado consagrado ao Dia do Trabalhador.

Anarquismo (17)

Atualmente sem a menor implantação mo movimento sindical, o anarco-sindicalismo marcou historicamente as lutas sociais em Portugal sobretudo desde 1919, altura em que foi fundada a Confederação Geral do Trabalho (CGT) em substituição da União Operária Nacional, até ao levantamento revolucionário da Marinha Grande ocorrido em 1934, na sequência da aprovação das leis laborais por parte do Estado Novo.

Anarquismo (9)

À semelhança dos anos anteriores, também os sindicatos afetos à CGTP desfilaram desde o Martim Moniz rumo à Alameda Afonso Henriques, reunindo à sua volta numerosas estruturas sindicais e outros movimentos sociais, afirmando-se uma vez mais como a maior estrutura sindical dos trabalhadores portugueses, pese embora o registo de um declínio ano após ano da participação nestas festividades.

CGTP (2)

CGTP



publicado por Carlos Gomes às 19:04
link do post | favorito

NO DIA 1º DE MAIO DE 1904, OS TRABALHADORES SAIRAM À RUA EM LISBOA PARA HOMENAGEAR JOSÉ FONTANA

Dia Internacional do Trabalhador comemora-se em Portugal há mais de um século

Passam precisamente 111 anos sobre a data em que, por ocasião das celebrações do 1º de maio, os trabalhadores saíram à rua em Lisboa e desfilaram até às Picoas onde, frente ao edifício do então matadouro municipal, procedeu ao lançamento da primeira pedra de um monumento a ser erguido em homenagem a José Fontana.

N27_0003_branca_t0-2

Na ocasião, Azedo Gneco procedeu à entrega ao vereador Sabino de Sousa do martelo “com que havia de bater a pedra fundamental do monumento”, como refere a revista Ilustração Portugueza à época.

Influenciado pelos ideais anarquistas de Proudhon e Bakunine, José Fontana foi um dos pioneiros dos ideários socialistas em Portugal, tendo participado na organização cas conferências do Casino e na fundação do Partido Socialista Português, tendo também participado na redação dos estatutos do Centro Promotor dos Melhoramentos das Classes Laboriosas.

N27_0003_branca_t0-4

N27_0003_branca_t0-5

N27_0003_branca_t0

N27_0003_branca_t0-3



publicado por Carlos Gomes às 10:14
link do post | favorito

MINHOTOS EM LOURES PROMOVEM ENCONTRO DE CULTURAS

O Grupo Folclórico e Etnográfico Danças e Cantares Verde Minho promove no próximo dia 30 de Maio, mais uma grandiosa edição do festival de folclore que reúne anualmente na cidade de Loures diversos grupos folclóricos representativos das mais diversas regiões do país. Trata-se do XXII Encontro de Culturas Verde Minho e terá lugar no Parque da Cidade de Loures, tendo como cenário a magnífica réplica das ruínas de S. Paulo, em Macau, a qual serviu de fachada ao Pavilhão de Macau na Expo’98.

Fotos do Verde Minho 023-2

Naquele local vão desfilar os usos e costumes das nossas gentes, exibindo as suas tradições, as danças e cantares, ao som da concertina e do cavaquinho e ao ritmo dos bombos e dos reco-recos, das castanholas e dos ferrinhos, mostrando como se canta e dança o vira e o malhão, a rusga e a cana-verde.

A abrir as festividades, o Grupo de Bombos Zés Pereiras Os Baianenses, de Baião, e o Grupo de Bombos Zés Pereiras das Mercês, de Sintra, vão fazer uma autêntica arruada, anunciando a festa com o rufar dos seus bombos bem à maneira das nossas mais genuínas e alegres romarias. Seguem-se o Rancho Folclórico e Etnográfico Palmeiras, de Braga; o Grupo Folclórico de Meãs do Campo em representação do Baixo Mondego; o Rancho Folclórico de Alvarelhos, da Trofa; o Grupo de Danças e Cantares Besclore e as Escolas de Concertina Filipe Oliveira e Daniel Sousa.

De referir que, apesar do concelho da Trofa se encontrar inserido do distrito do Porto e, por conseguinte, fazendo parte da província do Douro Litoral, aquele concelho é parte integrante da mesma região etnográfica do Minho coincidente com a antiga Comarca d’Entre o Douro e Minho.



publicado por Carlos Gomes às 09:55
link do post | favorito

ENCONTRO NACIONAL DE COMBATENTES HOMENAGEIA ENFERMEIRAS PÁRAQUEDISTAS



publicado por Carlos Gomes às 09:54
link do post | favorito

CASA COURENSE EM LISBOA COMEMORA BODAS DE PRATA

Diapositivo1



publicado por Carlos Gomes às 09:52
link do post | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13
14

17
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

PAN QUESTIONA ALEMANHA SO...

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

GOESES DANÇAM NA CASA DAS...

PAN TOMA POSIÇÃO EM RELAÇ...

PAN QUER DESPENALIZAR EUT...

PAN QUER CORREDORES E ABR...

LUÍS ESTEVES, PRESIDENTE ...

PAN PEDE REVOGAÇÃO DA AUT...

PAN QUER AUDIÇÕES URGENTE...

PAN PEDE AUDIÇÃO SOBRE O ...

PAN AVANÇA COM AS PRIMEIR...

PAN QUESTIONA O GOVERNO S...

METRO LEVA CINEMA AO CAIS...

BANDAS FILARMÓNICAS DESFI...

TOMARENSES CONFRATERNIZAM...

METROPOLITANO DE LISBOA A...

PROGRAMA DE GOVERNO ACOLH...

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

PAN QUER PORTUGAL A SEGUI...

METRO DE LISBOA ASSINALA ...

METRO CELEBRA DIA MUNDIAL...

O QUE DISSE ANDRÉ SILVA, ...

METRO CELEBRA DIA MUNDIAL...

METRO DE LISBOA APOSTA NA...

METROPOLITANO DE LISBOA R...

ESTUDO DA INTRUM REVELA Q...

JORNADAS EUROPEIAS DO PAT...

METRO DE LISBOA ADERE À D...

OUTLOOK DO RATING DO METR...

TOMARENSES EM LISBOA CONF...

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE POR...

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

ALFRAGIDE REALIZA FEIRA S...

ALDEIAS DE CRIANÇAS SOS C...

METRO REALIZA CONCURSO DE...

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE POR...

METRO DE LISBOA REFORÇA P...

MOVIMENTOS CÍVICOS CONTRA...

METROPOLITANO DE LISBOA V...

METRO DE LISBOA ASSINALA ...

CENTRO NACIONAL DE CULTUR...

PAN APRESENTA PROGRAMA EL...

METRO DE LISBOA COMEMORA ...

ARGANILENSES EM LISBOA RE...

PAN INSTA GOVERNO A INTER...

PAN CONTESTA ENCONTRO EM ...

PAN ENTREGA LISTA DE CAND...

ESTAÇÃO BAIXA-CHIADO CELE...

COMUNIDADE ROMENA DA REGI...

INVESTIGAÇÃO DA UNIVERSID...

arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds