Blogue de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Lisboa e arredores
Sexta-feira, 11 de Setembro de 2015
MINHOTOS LEVAM FOLCLORE À PRAÇA DA FIGUEIRA



publicado por Carlos Gomes às 10:30
link do post | favorito

QUELUZ REGRESSA AO SÉCULO XVIII



publicado por Carlos Gomes às 10:29
link do post | favorito

ARGANILENSES TRAZEM TRADIÇÕES A LISBOA



publicado por Carlos Gomes às 10:27
link do post | favorito

ALFRAGIDE REALIZA FESTIVAL DE FOLCLORE



publicado por Carlos Gomes às 10:25
link do post | favorito

AI VERDINHO, MEU VERDINHO… NÃO HÁ DESFOLHADA COMO A DO VERDE MINHO!

As gentes minhotas radicadas na região de Lisboa recriam a tradicional desfolhada do milho, pela XIII vês. A iniciativa é do Grupo Folclórico e Etnográfico Danças e Cantares Verde Minho e tem lugar no próximo dia 17 de outubro, a partir das 14 horas, no terreiro fronteiro às instalações do Grupo União Lebrense, em A-das-Lebres, no concelho de Loures.

A festa começa com a arruada de bombos e atuação de zés-pereiras. Após a desfolhada, juntam-se cerca de centena e meia de tocadores de concertina e Cantares ao desafio, ao que nós chamamos desgarrada Minhota, a festa culmina com uma imponente sessão de fogo-de-artifício fazendo lembrar as romarias do Minho.

Rapazes e raparigas descamisam o milho à procura da maçaroca. E, os conversados, eu bem sei!...

Não falta o vinho e o petisco oferecido aos trabalhadores que participam no serão, recordando com nostalgia a juventude e a alegria de tempos idos.

E, como a festa é minhota, dança-se o vira, a chula e a cana-verde.

Para o minhoto, tudo é pretexto para a festa: o trabalho e a romaria, a religião e a gastronomia. Em todas as ocasiões, o minhoto é alegre, levando sempre desse modo de vencida todas as agruras da vida, o que faz dele um triunfador, mesmo quando as dificuldades o forçam a deixar o seu rincão e partir para terras distantes.

Para onde quer que vá, o minhoto leva consigo a alma grandiosa da sua terra e a cor da esperança porque o Minho é verde e o folclore… é Verde Minho!



publicado por Carlos Gomes às 10:19
link do post | favorito

Quarta-feira, 9 de Setembro de 2015
MY ENCHANTMENT ATUA NO FEIJÓ, EM ALMADA

My Enchantment em Portugal e Espanha

Os My Enchantment irão estar, no próximo dia 19 de setembro, na Sociedade Recreativa Estrelas do Feijó, pelas 21h00, para mais um concerto promocional ao seu novo EP, “The Death Of Silence”. No mesmo dia estarão também presentes as bandas Machinergy e Dawn Of Ruin. Já no dia 24 de outubro, pela primeira vez em Espanha, os My Enchantment apresentam-se no Transylvania Pub, pelas 22h00. O EP da banda foi reeditado no passado dia 1 de junho em formato CD, depois de ter ficado disponível nas principais lojas digitais a 15 de maio. “The Fallen” é o single de apresentação deste trabalho, que tem o selo da Music In My Soul.

z

Os My Enchantment formaram-se em 1999 com o nome Near Death Experience, tocando Black Metal. No ano seguinte, e devido a uma mudança na sonoridade da banda, o nome foi alterado para My Enchantment, praticando a partir dessa altura uma sonoridade com uma componente mais sinfónica e melódica, mas mantendo sempre as suas raízes no Metal. Após várias alterações de line up, conseguiram atingir alguma estabilidade no final de 2003, com Paulo Pereira na voz, João Pepe e João Feio nas guitarras, Fernando Barroso no baixo, João Henriques nos teclados e Ricardo Oliveira na bateria. Esta formação manteve-se até ao início de 2011, tendo editado o CD “SinPHONIC” (em 2006), participado em diversos concursos e marcado presença em vários palcos de todo o país.

Em 2011, deu-se uma nova alteração no line up do grupo: Paulo Pereira abandonou a posição de vocalista, sendo substituído por Pedro Fonseca, e João Henriques saiu também dos teclados, entrando Bruno Assunção. Esta nova formação passou por um período de composição e estabilização até novembro desse ano, mês em que regressaram aos palcos nacionais com um espírito renovado, atitude e vontade de triunfar.

Já no início de 2012, surgiu a necessidade de procurar novos elementos, uma vez que Pedro Fonseca, Bruno Assunção e João Pepe abandonaram as suas posições. Em maio, Pedro Alves integrou o lugar de guitarrista e Rui Gonçalves assumiu os teclados pouco tempo depois. Seguiu-se um período de procura de um novo vocalista – contudo, os My Enchantment nunca pararam de trabalhar e eis que, ainda nesse ano (em dezembro), apareceu Alex Zander para o lugar.

Entrando em 2013 com sangue novo e imensa vontade de voltar a pisar os palcos, os My Enchantment apresentaram a sua nova formação em Lisboa num festival com Therion, Tears of Martyr e Ava Inferi, reunindo esforços para realizarem o lançamento de novo material, nomeadamente o segundo álbum de originais. No último trimestre desse ano, entraram mais uma vez em estúdio para um novo registo: gravaram os quatro temas que compõem o novo EP, “The Death of Silence”, editado no primeiro trimestre de 2014 e agora reeditado.

“‘The Fallen’ faz-me sentir um tema épico, com quebras e hooks que nos deixam à espera de mais e mais, e os riffs das guitarras de Pedro Alves são poderosos e viciantes.” (in Loudness Magazine)

Para download do EP

iTunes

https://itunes.apple.com/pt/album/the-death-of-silence-ep/id995392176

Google Play

https://play.google.com/store/music/album/My_Enchantment_The_Death_of_Silence?id=Bzap2uchatlhhq7iefzidoijx7i

Spotify

https://play.spotify.com/album/7A1YDmgjc2xYl42jm7hh4B

MY ENCHANTMENT

Facebook

https://www.facebook.com/My.Enchantment.PT?ref=ts

YouTube

https://www.youtube.com/channel/UCoH4KmrUfanss5NfK8e9Ucw

 



publicado por Carlos Gomes às 18:55
link do post | favorito

PARTIDO "OS VERDES" FAZ DECLARAÇÃO POLÍTICA NO PARLAMENTO

Declaração política

Deputada Heloísa Apolónia – PEV

Comissão Permanente

9 de setembro de 2015

Senhora Presidente,

Senhoras e Senhores Deputados,

A primeira palavra do Partido Ecologista os Verdes vai para o drama dos refugiados que procuram chegar à Europa. São seres humanos, crianças, mulheres e homens, em busca de sobrevivência, que tudo fazem para escapar à guerra, à fome, à morte. Ninguém pode ficar indiferente, mas mais do que a não indiferença o que se pede é também pro-atividade no dever de acolher e de integrar estes seres humanos. Nós que em Portugal sabemos bem o que é sair do país em busca de futuro, temos obrigação de ser bastante acolhedores. Mas é tempo também de que este drama que decorre da situação de países como a Síria, a Líbia ou o Iraque nos desperte para a hipocrisia de continuar a ver a responsabilidade da NATO, dos EUA e da União Europeia no apadrinhamento do belicismo e no negócio das armas. E os Governos portugueses sempre a apoiar! “Os Verdes” afirmam que a nossa responsabilidade passa também pelo dever de cooperação e de apoio ao desenvolvimento àqueles países e àqueles povos. Combater as causas é determinante para encontrar soluções a montante da necessária resposta humanitária.

Senhora Presidente,

Senhoras e Senhores Deputados,

Sobre a situação nacional, os Verdes trazem hoje ao parlamento o escandaloso caso da privatização dos transportes do Porto – STCP e Metro – que representa uma golpada inaceitável que o Governo, mais uma vez, desfere sobre o país em geral e sobre a região do Porto em particular. A privatização do setor dos transportes tem demonstrado sobretudo duas consequências, das quais não nos podemos, em qualquer circunstância, alhear: (i) torna o transporte mais caro e, logo, menos atrativo para os passageiros; (ii) com frequência promove desinvestimento ou encerramento dos trajetos e das linhas menos rentáveis. Estas consequências decorrem de uma moldura de gestão, típica do setor privado, centrada no interesse de obtenção de lucros e na realização de menores gastos possíveis. Significa isto que a gestão do transporte deixa de se guiar pela prestação de um serviço público que tenha em conta as necessidades das populações, com claras repercussões sociais (designadamente porque tornará mais difícil o acesso ao transporte), ambientais (porque não fomentará o uso do transporte coletivo determinante para um paradigma de mobilidade mais sustentável) e de gestão do território (porque formará zonas territoriais sem mobilidade coletiva adequada). É o que a experiência tem ditado da privatização dos transportes.

Ora, se a opção de privatização em si já é um erro, fazê-la por ajuste direto e a um mês de eleições legislativas é um inqualificável abuso. Nestas circunstâncias, de empresas que têm um valor tão significativo, o ajuste direto representa uma total falta de transparência, a obscuridade e a manha de quem tem tido como um dos focos centrais da sua política a venda do país à peça, custe o que custar. Ainda por cima, sem a exigência de cumprimento de um caderno de encargos que garanta obrigações de investimento e de prestação de serviços às populações.

Esta privatização é contestada por todos - pelos utentes, pelos trabalhadores, pelas autarquias - o Governo está isolado nesta ânsia de entrega dos STCP e metro do Porto a privados estrangeiros, mas ainda assim insiste em fazê-lo à beira daquela que se perspetiva que possa vir a ser uma enorme derrota do PSD/CDS nas próximas eleições legislativas. O Governo demonstra a sua face absolutamente abusadora, arrogante e autoritária.

Este é só mais um exemplo de como o PSD/CDS governam contra os interesses das populações deste país. Com menor acesso a serviços públicos, mais empobrecidos, carregando o fardo da imposição de uma brutal carga fiscal, mais sujeitos à precariedade no trabalho e ao despedimento à porta, com níveis de desemprego altíssimos e de emigração avassaladores, os portugueses foram martirizados pelo Governo. Continuar nesta senda em que nos colocam PSD, CDS, mas também o PS (como bem nos lembramos dos PEC do Governo anterior, e como demonstram propostas que agora apresentam), é romper com a possibilidade de gerar um futuro sustentável para o país. A visão destes partidos sobre a segurança social é disso um claro exemplo. A descapitalização da segurança social parece ser objetivo comum.

Das propostas de redução da TSU até ao plafonamento, o que PS e PSD/CDS fazem é garantir, por uma via ou por outra, impacto negativo nas reformas futuras e menores recursos para a segurança social. E a pergunta que se impõe é esta: os portugueses podem aceitar isto? E pode aceitar-se um corte de 600 milhões de euros na segurança social já comunicado a Bruxelas, mas que o Governo se recusa a admitir e a explicar perante os portugueses? Pode aceitar-se que o futuro dos portugueses fique nas mãos de quem os usou para salvar os bancos e para favorecer grandes grupos económicos? Porque os portugueses não são joguetes, a proposta que o PEV faz é que se aposte doravante em políticas que, de uma vez por todas, tomem as pessoas como eixo da governação.

É, por isso, tempo de que o Parlamento ganhe a cor da justiça, da igualdade, da solidariedade, da responsabilidade, da confiança e da lealdade para com o povo português. O PEV assume-se construtor dessa cor e dessa esperança para o país.



publicado por Carlos Gomes às 18:32
link do post | favorito

ALHOS VEDROS APRESENTA EXPOSIÇÃO DE PINTURA

Em Alhos Vedros: Moinho de Maré acolhe aguarelas “Navegar é Preciso”

“Navegar é Preciso” é o nome da exposição de aguarela de Francisco Moura que vai estar patente entre 12 e 27 de setembro, no Moinho de Maré, em Alhos Vedros.

Exp Navegar é Preciso 2

O artista, Francisco Moura, escreve:

“O importante é navegar. Por isso, navego nas telas, nos pincéis e nas cores como forma de preservar a memória popular que me rodeia.

Esta minha pintura é uma marca, um esforço histórico, de forma a permitir que o rio que passa na minha terra se veja: Canoas, Varinos, Fragatas, Catraios…lutando a favor ou contra o vento… Navegar é preciso…”.

Esta mostra pode ser visitada, gratuitamente, aos sábados, entre as 15:00h e as 19:30h.



publicado por Carlos Gomes às 15:35
link do post | favorito

MUNDO ESCURO E JAY NO B.LEZA

O palco do B.Leza acolhe os Mundo Escuro e o Jay no próximo dia 10 de setembro, para um concerto com início às 22h30, que conta com o apoio da Music In My Soul. “Rap & Reggae”, single de estreia do grupo Mundo Escuro, e “Oh No”, novo single de Jay, serão alguns dos temas que poderão ser ouvidos no dia 11.

 MundoEscuro_FotoPromocional

A história dos Mundo Escuro começou em 1995, altura em que o Bairro Sul Ponte no Pinhal Novo (Margem Sul) viu nascer o grupo S.O.R. (Son’s of Rap), composto por Da Kriminial, Darkness, Fantasma e Psycol Mantis. Influenciados pela cena Hip Hop e por tudo o que os rodeava, tentavam expressar-se através da música com os poucos meios que tinham.

Nesse mesmo ano, conheceram o Dj SAS, que veio a ser um elemento fulcral para o desenvolvimento e a aprendizagem do grupo, uma vez que vinha da escola francesa, onde a cultura Hip Hop estava a anos-luz da que se vivia em Portugal. Foi o Dj SAS que os baptizou de Mundo Escuro, devido à falta de iluminação que havia – nome adotado pelo grupo desde então.

Várias foram as pessoas que, ao longo dos anos, foram passando pelo grupo, deixando, naturalmente, a sua marca. No entanto, a formação atual é composta por três elementos – Anirac (Carina Teixeira), Darkness (Hélder Constantito) e Fantasma (Dário Constantino) –, que se fazem acompanhar nos concertos pela ME Band.

Da discografia do grupo, faz parte a Mixtape “Primeira Intifada – Margem Sul” (2011) e o EP “SOS Racismo” (2012) – este último feito em parceria com a instituição homónima. Após vários concertos realizados entre 2012 e 2013, surgiu a necessidade de se dedicarem à conceção e à gravação de um novo trabalho em 2014 – ano em que assinaram com a Music In My Soul.

Os Mundo Escuro afirmam que o Rap é da rua, mas que não é só para a rua – o Rap é para quem se identificar com ele. Projetando-se da Margem Sul para o mundo com uma identidade própria e sem esquecerem o passado, encaram o futuro com uma visão sólida e definida do seu papel: fiéis aos princípios básicos da cultura Hip Hop, mas em constante evolução, absorvendo influências dos mais variados géneros musicais.

Jay Moreira, nasceu em Cabo-Verde na Ilha Santiago, freguesia de Santa Catarina. Está em Portugal desde dos seus quatro anos de idade, tendo iniciado a sua carreira musical em 1998. O seu estilo musical define-se por a uma fusão de hip-hop, reggae, funk e world music, cantado em português, criolo (de Cabo Verde) e inglês. Apreciado em países como Portugal, Cabo Verde, Noruega, Inglaterra, Holanda, Estados Unidos e Suíça.

Em 2002 lançou, em Portugal, o álbum “So Mi” iniciando deste modo a sua primeira tournée. Já em 2005 presenteou o seu público com o lançamento do álbum “Okim Tchiga La”.

No ano de 2006 vai viver para a Noruega onde forma a banda Jay&Bandidos. Posteriormente em 2008 lançam o álbum “Momento certo” e iniciam a sua tournée onde foram incluídos festivais em Cabo Verde e na Noruega.

Com o ano de 2011 chega o álbum “Sempri Bandidos” que foi agraciado em 2012 com o prémio “Cabo Verde Music Awards”, na categoria de melhor álbum eletrónico, melhor música reggae, e melhor música Hip-Hop.

2013 foi o ano em que lançou o seu quinto álbum intitulado de “Mi Cu Bó”.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 15:22
link do post | favorito

TOCADORES DE CONCERTINA RUMAM A PORTO DE MÓS



publicado por Carlos Gomes às 12:10
link do post | favorito

Terça-feira, 8 de Setembro de 2015
LOURES REVIVE TRADIÇÃO DA DESFOLHADA DO MILHO À MODA DO MINHO



publicado por Carlos Gomes às 20:33
link do post | favorito

ARGANILENSES MOSTRAM EM LISBOA TRADIÇÕES DA RIBEIRA DE CELAVISA



publicado por Carlos Gomes às 20:01
link do post | favorito

TERCENA PROMOVE ENCONTRO DE FOLCLORE INFANTIL



publicado por Carlos Gomes às 20:00
link do post | favorito

FEIRA SETECENTISTA REGRESSA A QUELUZ



publicado por Carlos Gomes às 19:59
link do post | favorito

ALFRAGIDE REALIZA FESTIVAL DE FOLCLORE



publicado por Carlos Gomes às 19:56
link do post | favorito

MINHOTOS EM LISBOA LEVAM FOLCLORE À PRAÇA DA FIGUEIRA



publicado por Carlos Gomes às 19:53
link do post | favorito

MOITA FESTEJA À SENHORA DA BOA VIAGEM

Na Moita, de 11 a 20 de setembro: Chegaram as Festas em Honra de Nossa Srª da Boa Viagem

É já para as 21:00h de sexta-feira, dia 11 de setembro, que está marcada a abertura das Festas em Honra de Nossa Srª da Boa Viagem, na Moita, que se prolongam por 10 dias, terminando a 20 de setembro.

Festas da Moita Procissão

Logo no primeiro dia, pelas 22:30h, vai realizar-se o Cortejo Noturno “Bombos e Cabeçudos na Festa”, com três carros alegóricos. Às 23:30h, sobem ao palco da Marginal, “Les Enfants Terribles” – David Piçarra e Salomé Caldeira. Para a 1:00h, está marcada a primeira de nove largadas na Avenida Dr. Teófilo Braga.

Festas da Moita Tarde do Fogareiro

10 dias de festa

Do programa deste ano, destacamos ainda, na área musical, Mátria, Chaparro & Rasnatura Band, DAMA, José Malhoa, José Cid, Diabo na Cruz, Cais Sodré Funk Connection, MastikSoul e, a encerrar as Festas, Anjos.

As celebrações religiosas centram-se no primeiro domingo da festa, dia 13 de setembro. São milhares as pessoas que assistem à imponente procissão em Honra de Nossa Sr.ª da Boa Viagem, seguida da bênção das embarcações típicas do Tejo. A procissão, que irá percorrer as principais artérias da vila da Moita, tem início às 17:30h.

Festas da Moita Largada de Toiros

As largadas de touros, na Avenida Dr. Teófilo Braga, estão já marcadas para os dias 11 e 18 de setembro, à 1:00h, nos dias 14, 15, 16, 17, 18 e 20, às 10:00h, e no dia 19, às 17:00h.

É também nesta altura do ano que acontece a maior e melhor feira taurina do País, na Praça de Touros Daniel do Nascimento, com corridas nos dias 15, 16, 17 e 18 de setembro.

Ainda na vertente do convívio popular, destaca-se a Tarde do Fogareiro, no dia 18 de setembro, a partir das 13:00h. Após a largada de touros, as gentes da Moita transformam a principal avenida da vila num local único de animação e convívio: os fogareiros, espalhados um pouco por todo o lado, acendem-se; as entremeadas, os couratos e as bifanas começam a assar e os amigos vão chegando, enchendo a Av. Dr. Teófilo Braga. Pela tarde fora, não vai faltar animação de rua, com muita música para dançar o “Huga Huga” em grupo, com a Charanga do Rosário.

A tradicional Regata em Honra de Nossa Sr.ª da Boa Viagem, com barcos típicos do Tejo, está marcada para o dia 12, às 14:30h. A tarde de terça-feira, dia 15 de setembro, Dia do Município, vai também ser dedicada ao rio, com mais uma edição do “Cais Vivo”, a partir das 15:30h, que inclui o desfile de embarcações típicas do Tejo e passeios de barcos, no Cais da Moita, para todos os que queiram participar.

O Pavilhão Municipal de Exposições abre as suas portas, nestes 10 dias, a mais uma edição da FECI – Feira Comercial e Industrial.

O programa completo das Festas em Honra de Nossa Srª da Boa Viagem está disponível, em formato digital, em www.cm-moita.pt, em papel, no Posto de Turismo Municipal, na Moita, e em alguns espaços comerciais do concelho.

Festas da Moita Barcos engalandos



publicado por Carlos Gomes às 14:20
link do post | favorito

Segunda-feira, 7 de Setembro de 2015
ALFRAGIDE REALIZA FESTIVAL DE FOLCLORE



publicado por Carlos Gomes às 21:25
link do post | favorito

ARGANILENSES MOSTRAM EM LISBOA TRADIÇÕES DA RIBEIRA DE CELAVISA



publicado por Carlos Gomes às 21:22
link do post | favorito

QUELUZ REALIZA FEIRA SETECENTISTA



publicado por Carlos Gomes às 21:21
link do post | favorito

INATEL PROMOVE CONCURSOS

O INATEL leva a efeito a edição de 2015 do “Concurso de Artes Plásticas”, “Concurso de Vídeo” e “Concurso Novos Textos”.

INATEL TEATRO NOVOS TEXTOS (19ª EDIÇÃO)

Entrega de Trabalhos: Até dia 14 de Outubro de 2015

Envio dos trabalhos:

Fundação INATEL

Direção de Cultura

Calçada de Sant’Ana, 180

1169 – 062 Lisboa

Mais informações: cultura@inatel.pt | 210 027 150

CONCURSO DE ARTES PLÁSTICAS (11ª EDIÇÃO)

Entrega de Trabalhos: Até dia 31 de Outubro de 2015

Envio dos trabalhos:

Fundação INATEL

Direção de Cultura

Calçada de Sant’Ana, 180

1169 – 062 Lisboa

cultura@inatel.pt | 210 027 148

CONCURSO DE VÍDEO (10ª EDIÇÃO)

Entrega de Trabalhos: Até dia 2 de Novembro de 2015

Envio dos trabalhos:

Fundação INATEL

Direção de Cultura

Calçada de Sant’Ana, 180

1169 – 062 Lisboa

cultura@inatel.pt | 210 027 148



publicado por Carlos Gomes às 20:02
link do post | favorito

MINHOTOS EM LISBOA LEVAM FOLCLORE À PRAÇA DA FIGUEIRA



publicado por Carlos Gomes às 08:50
link do post | favorito

FOLCLORE FESTEJA CIDADE DA AMADORA

Rancho Folclórico Dançar é Viver levou a alegria das gentes do Minho ao concelho da Amadora

O Rancho Folclórico Dançar é Viver, sediado na Amadora, realizou hoje o seu XIII Festival de Folclore, no âmbito das comemorações do aniversário do município da Amadora. Para além deste grupo folclórico onde pontificam muitos naturais e descendentes do concelho de Ponte da Barca, o Minho esteve ainda representado pelo Rancho Folclórico As Lavradeiras da Vila de Cavez – Cabeceiras de Basto e pelo Grupo Folclórico Danças e Cantares do Minho, sediado em Lisboa.

Participaram ainda neste festival o Rancho Folclórico e Etnográfico As Capuchinhas de S. Silvestre – Viseu, o Rancho Típico de Foros de Salvaterra – Salvaterra de Magos e o Grupo Etnográfico e Cénico das Barrocas – Aveiro, não constituindo este último um rancho folclórico mas assumidamente um grupo cénico que se inspira na etnografia daquela região, interpretando músicas de autor ao estilo do teatro de revista.

F-DançarViver 241

Os ranchos folclóricos desfilaram pelas ruas da cidade da Amadora, desde a Falagueira até ao Parque Central José Afonso, cujo anfiteatro serviu de cenário ao festival de folclore.

F-DançarViver 139

Os espetadores formaram uma magnífica moldura humana que assistiu e vibrou com as mais alegres rapsódias do nosso folclore. E, como não podia deixar de suceder, contou com a presença da Presidente do Município da Amadora e diversos autarcas daquele concelho, sendo notória e reconhecida a forma como esta autarquia vem acarinhando estas iniciativas culturais das nossas gentes.

F-DançarViver 075

F-DançarViver 043

F-DançarViver 089

F-DançarViver 078

F-DançarViver 077

F-DançarViver 071

F-DançarViver 206

F-DançarViver 360

F-DançarViver 082

F-DançarViver 327

F-DançarViver 301

F-DançarViver 257

F-DançarViver 256

F-DançarViver 226

F-DançarViver 171

F-DançarViver 165

F-DançarViver 157

F-DançarViver 057

F-DançarViver 120



publicado por Carlos Gomes às 00:04
link do post | favorito

Domingo, 6 de Setembro de 2015
TERCENA PROMOVE ENCONTRO DE FOLCLORE INFANTIL



publicado por Carlos Gomes às 12:18
link do post | favorito

Sábado, 5 de Setembro de 2015
ARGANILENSES MOSTRAM EM LISBOA TRADIÇÕES DA RIBEIRA DE CELAVISA



publicado por Carlos Gomes às 15:21
link do post | favorito

Sexta-feira, 4 de Setembro de 2015
MINHOTOS EM LISBOA LEVAM FOLCLORE Á PRAÇA DA FIGUEIRA

11202125_939164736154688_3961889324896806346_n



publicado por Carlos Gomes às 21:21
link do post | favorito

AMADORA RECEBE FESTIVAL DE FOLCLORE ESTE FIM-DE-SEMANA



publicado por Carlos Gomes às 21:03
link do post | favorito

MOITA EXPÕE FOTOGRAFIAS DE ANA TEIXEIRA

Exposição de fotografia “Romarias Aqui no Coração da Vida”

A partir do dia 10 de setembro e até ao dia 8 de outubro, a Biblioteca Municipal Bento de Jesus Caraça, na Moita, vai receber a exposição de fotografia “Romarias Aqui no Coração da Vida”, de Ana Teixeira.

Nesta mostra, vão estar expostas fotografias das imagens de Nossa Srª da Boa Viagem, padroeira da Moita, e de Nossa Srª D’Aires, padroeira de Viana do Alentejo, além de muitas outras que nos transportam ao simbolismo do sagrado e do profano muito presente nas romarias que a artista captou através da sua objetiva.

No dia 19 de setembro, está agendada para as 15:30h, uma visita guiada à exposição, pela artista Ana Teixeira, seguida de uma mesa redonda sobre o sagrado e o profano, temas principais desta mostra, uma iniciativa aberta ao público em geral.

A exposição “Romarias Aqui no Coração da Vida” pode ser visitada no horário normal da biblioteca: de terça-feira a sábado, das 10:00h às 19:00h.

A entrada é gratuita.



publicado por Carlos Gomes às 16:12
link do post | favorito

Quinta-feira, 3 de Setembro de 2015
MOITA REALIZA MARATONA FOTOGRÁFICA

Inscrições abertas para 10º Raid Fotográfico da Moita

Para assinalar o Dia Mundial do Turismo, a Câmara Municipal da Moita volta a promover, no dia 12 de setembro, a partir das 10:00h, o Raid Fotográfico da Moita, já na sua 10ª edição.

O Raid Fotográfico da Moita é aberto à participação de todos os amantes da fotografia amadora, bastando inscrever-se, gratuitamente, até ao dia 10 de setembro, no Posto de Turismo Municipal (Rua Machado Santos, n.º 35, Moita), através do T: 210852340 ou do email: sec.turismo@mail.cm-moita.pt.

O vencedor desta 10ª edição, selecionado por um júri constituído por um representante do executivo municipal e por profissionais da área da fotografia, do turismo e do design, irá receber um prémio pecuniário, no valor de 500 euros, e as menções honrosas serão distinguidas com 50 euros. Os trabalhos vencedores serão divulgados no dia 17 de outubro, pelas 16:00h, no Posto de Turismo Municipal, em simultâneo com a abertura da exposição das fotografias premiadas e selecionadas.

Consulte o regulamento em www.cm-moita.pt.



publicado por Carlos Gomes às 18:41
link do post | favorito

Quarta-feira, 2 de Setembro de 2015
MOITA EXPÕE PINTURAS SOBRE TRADIÇÕES DO CONCELHO

De 7 de setembro a 9 de outubro, na Moita. Pinturas alusivas às tradições moitenses para apreciar no Posto de Turismo

De 7 de setembro a 9 de outubro, a Galeria de Exposições do Posto de Turismo Municipal, na Moita, vai receber a mostra de pintura do artista popular da Moita, António Dias.

Exp pintura de António Dias

António Dias “nasceu” pintor, mas também foi marinheiro, forcado do Aposento da Moita e toureiro cómico dos “Atrevidos”, juntamente com o irmão e o pai, Fernando Dias “El Pinturas”, também ele toureiro amador e reconhecido pintor popular.

Este artista vive a arte e as tradições da Moita como ninguém. São bem conhecidas as suas pinturas alusivas à festa brava representadas em embarcações típicas do Tejo, em vários burladeros e mesmo em paredes de edifícios situados no núcleo antigo da vila da Moita, como o da sua antiga casa que oferece um colorido distinto e uma outra atmosfera ao pequeno largo residencial.

A exposição de pintura apresenta um conjunto variado de obras de António Dias, de grande originalidade, pureza e técnica informal, numa demonstração sincera e genuína dos valores do mundo tauromáquico e da arte do toureio em particular.

A pintura de António Dias pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 9:30h às 12:30h e das 14:00h às 18:00h. Durante as Festas em Honra de Nossa Srª da Boa Viagem, entre 11 e 20 de setembro, o horário é prolongado: durante a semana, das 21:00h às 24:00h, e aos sábados, domingos e feriado municipal, das 15:00h às 18:00h e das 21:00h às 24:00h.

A entrada é gratuita.

Exp pintura de Antóonio Dias 2



publicado por Carlos Gomes às 21:17
link do post | favorito

QUIXOTE ONE DÁ 2 CONCERTOS EM LISBOA

A FNAC do Centro Comercial Vasco da Gama recebe Quixote One no próximo dia 6 de setembro, para um showcase a partir das 17h00. Já no dia 11, o músico dá um concerto no EKA Palace, também em Lisboa, pelas 22h30, integrado na primeira edição do RAPresenta Fest. Quixote One tem estado a promover o seu álbum de estreia, “Palpita-me”, editado em maio pela Music In My Soul e que tem “Sativa” como single de apresentação.

Depois de lançar a Mixtape “The One” em 2013 e o EP “Respect Riddim” no princípio de 2014, Quixote One lança o seu primeiro álbum. O jovem artista natural de São Tomé e Príncipe promete, com este trabalho, levar o seu público numa viagem ao som de Reggae, passando por estações de Dance Hall, Soul, Jazz e Hip Hop, acompanhado pela originalidade que o caracteriza.

O seu percurso musical teve início em 2000, com o grupo NDG – Negros Do Gueto, passando por outros projetos tais como G. Flow e Nações Diversas. Desde então, começou a fazer os seus instrumentais, a compor canções e a frequentar concursos de freestyle, onde obteve êxito e reconhecimento pela destreza irónica no microfone, como MC “Mestre de Cerimónia” com o cognome Dom Quixote.

Em 2005, fez uma pausa para terminar os seus estudos – fase durante a qual nunca deixou de compor, fazendo canções apenas para amigos e familiares que o incentivavam a seguir carreira. Mais à frente, já em 2008, iniciou um estudo intensivo em produção e edição musical, que lhe permitiu desenvolver aquilo que acredita ser o seu maior talento. 2013 trouxe a primeira Mixtape, “The One”, produzida e masterizada pelo próprio, resultado da experiência adquirida ao longo do tempo.

Já como Quixote One, editou em 2014 o EP “Respect Riddim”, trabalho que surgiu de uma fase mais madura da sua carreira e refletiu mais a identidade do artista do que em trabalhos anteriores. Foi nesta altura que teve a proposta da Music In My Soul para edição do seu trabalho. Com essa mais-valia, Quixote One resolveu abrir os seus horizontes, trabalhando com grandes produtores mediáticos como Scarecrow Beats, Ej Rams-Records, EasyHits, Jim Rockford e Ace Beatz.

Para download do álbum

iTunes

https://itunes.apple.com/pt/album/palpita-me/id996768148

Google Play

https://play.google.com/store/music/album/Quixote_One_Palpita_Me?id=Bb4dmkvxw36tjrr4zwgfa4r3uju

Amazon

http://www.amazon.com/Palpita-Me-Explicit-Quixote-One/dp/B00XY8DHQE/ref=sr_1_1?s=dmusic&ie=UTF8&qid=1432195394&sr=1-1&keywords=quixote+one

QUIXOTE ONE

Facebook

https://www.facebook.com/Quixoteone?ref=ts&fref=ts

YouTube

https://www.youtube.com/user/edsoncravid85


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 14:33
link do post | favorito

PORTO DE MÓS JUNTA NA BARRENTA TOCADORES DE CONCERTINA DE TODO O PAÍS



publicado por Carlos Gomes às 10:36
link do post | favorito

MINHOTOS REALIZAM EM LOURES DESFOLHADA À MODA ANTIGA

AI VERDINHO, MEU VERDINHO… NÃO HÁ DESFOLHADA COMO A DO VERDE MINHO!

As gentes minhotas radicadas na região de Lisboa recriam a tradicional desfolhada do milho. A iniciativa é do Grupo Folclórico e Etnográfico Danças e Cantares Verde Minho e tem lugar no próximo dia 17 de outubro, a partir das 14 horas, no terreiro fronteiro às instalações do Grupo União Lebrense, em A-das-Lebres, no concelho de Loures.

Desfolhada Verde Minho 053

A festa começa com a arruada de bombos e atuação de zés-pereiras. Após a desfolhada, juntam-se os tocadores de concertina e a festa culmina com uma imponente sessão de fogo-de-artifício à moda do Minho.

Rapazes e raparigas descamisam o milho à procura da maçaroca. E, os conversados, eu bem sei!...

Não falta o vinho e o petisco oferecido aos trabalhadores que participam no serão, recordando com nostalgia a juventude e a alegria de tempos idos. E, como a festa é minhota, dança-se o vira, a chula e a cana-verde.

Para o minhoto, tudo é pretexto para a festa: o trabalho e a romaria, a religião e a gastronomia. Em todas as ocasiões, o minhoto é alegre, levando sempre desse modo de vencida todas as agruras da vida, o que faz dele um triunfador, mesmo quando as dificuldades o forçam a deixar o seu rincão e partir para terras distantes.

Para onde quer que vá, o minhoto leva consigo a alma grandiosa da sua terra e a cor da esperança porque o Minho é verde e o folclore… é Verde Minho!

Desfolhada Verde Minho 023



publicado por Carlos Gomes às 07:04
link do post | favorito

Terça-feira, 1 de Setembro de 2015
O FIM DA “TAUROPATIA”

O BLOGUE DE LISBOA agradece a colaboração do Partido PAN (Pessoas-Animais-Natureza), traduzido na oferta do artigo de opinião da Drª Bebiana Cunha, psicóloga na Câmara Municipal de Matosinhos e candidata por aquele partido às próximas eleições legislativas.

Perante actuações de violência gratuita é uma obrigação cívica manifestarmo-nos, seja quando se apedrejam mulheres adúlteras, se abandonam ou recusam pessoas à sua sorte no mar mediterrâneo, se constatam modelos de escravatura e/ou quando se usa violência sobre outros seres, sob a capa de uma terminologia de espectáculo, arte ou cultura. Assim, utilizam-se conceitos como espectáculo ou arte para designar o aprisionar de um touro e/ou outros animais numa arena, onde o condenam à tortura e ao sofrimento. Em boa verdade, independentemente de ser considerado arte ou espectáculo, uma injustiça é sempre uma injustiça, independentemente dos adornos estéticos que lhe sejam dados. De uma vez por todas há que colocar um juízo moral sobre aquilo que se considera tradição e construir uma sociedade mais justa, onde a forma como tratamos os animais, nos possa orgulhar do elevado grau ético da nossa sociedade. Nenhuma tradição pode encobrir a maldade e a crueldade.

Muitas vezes procura-se desvirtuar os motivos do protesto, colocando o enfoque em quem protesta, em vez de ser colocado nos actos de tortura: dispostos a sacrificar a vida, a destruir a integridade física e psicológica de seres sencientes/conscientes, sem o menor arrependimento moral, compaixão ou empatia. Como sabemos, os estudos psicológicos e sociológicos têm indicado efeitos bastante nefastos da tauromaquia, concluindo que a pedagogia da violência é altamente prejudicial ao desenvolvimento humano. Não obstante, a educação tem sido descurada.

Numa perspetiva histórica encontramos momentos de culto, respeito, eventualmente admiração ou medo por estes animais, tendo-se transitado para momentos de crueldade e subjugação, onde o ser humano faz o pior de si: perde a sua humanidade.

É de esperar que a mudança gradual de mentalidades causada pelo Movimento (Inter)nacional de defesa dos animais proporcione uma mudança neste espaço de agressão psicossocial chamado tourada, uma vez que se trata de algo completamente inútil para os nossos interesses vitais, causa sofrimento gratuito a seres sencientes/conscientes, e é de uma violência cénica brutal. É dever do governo de um país dar este salto civilizacional contribuindo para a evolução da sociedade, protegendo e educando os seus filhos para o respeito, a dignidade, a compaixão e a empatia.

Bebiana Cunha

Cabeça-de-lista pelo PAN, no distrito do Porto, nas Legislativas de 2015, a 04 de Outubro, dia internacional do animal.



publicado por Carlos Gomes às 18:42
link do post | favorito

ARGANILENSES MOSTRAM EM LISBOA TRADIÇÕES DA RIBEIRA DE CELAVISA



publicado por Carlos Gomes às 07:51
link do post | favorito

TERCENA PROMOVE ENCONTRO DE FOLCLORE INFANTIL



publicado por Carlos Gomes às 07:48
link do post | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11


20
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

METROPOLITANO DE LISBOA A...

BLOGUE DE LISBOA FAZ PARC...

FIA LISBOA – HÁ MAIS DE 3...

PAN REDUZ PEGADA ECOLÓGIC...

ARROZ DE CABIDELA JUNTA M...

DURIENSES EM CARNAXIDE RE...

MUSEU BORDALO PINHEIRO É ...

PAN NÃO VAI EM TOURADAS

LISBOA RECEBEU GALA DO CI...

PORTUGUESES NÃO CONFIAM N...

CONVENTO DOS CARDAES ASSI...

PAN VAI DAR UMA VASSOURAD...

EDP LISBOA A MULHER E A V...

PAN QUER PROTEGER CAVALOS...

CASA DO MINHO EM LISBOA L...

PAN FAZ CAMPANHA ELEITORA...

PAN ALCANÇA IMPORTANTE VI...

LISBOA É CAPITAL DO REGIO...

LISBOA É A CAPITAL DO ART...

SANTANA LOPES E PAULO SAN...

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

GRUPO MUNICIPAL DO PAN IN...

PAN NÃO QUER BEATAS NA RU...

REGIONALISMO EM MOVIMENTO...

PAN APRESENTA DECLARAÇÃO ...

ASSOCIAÇÃO DAS CASAS REGI...

MINHOTOS LEVAM FOLCLORE À...

PAN QUER QUE O GOVERNO DE...

V FESTA DAS COLECTIVIDADE...

MINHOTOS LEVAM FOLCLORE A...

CASTRO DAIRE ABRAÇA LISBO...

NO MÊS DE MAIO A MAGIA DA...

TENOLOGIA FOTÓNICA DA UNI...

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

METRO DE LISBOA E CÂMARA ...

CASA DO CONCELHO DE ARCOS...

PAN QUER DIREITO DE VOTO ...

PAN QUER LÍNGUA GESTUAL P...

OEIRAS: RANCHO FOLCLÓRICO...

PAN REALIZA EM LISBOA CON...

METROPOLITANO DE LISBOA A...

PAN PROMOVE MEGA AÇÃO DE ...

METRO DE LISBOA CELEBRA D...

JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃ...

MINHOTOS EM LISBOA CELEBR...

MOITA VAI AOS TOIROS!

COMUNIDADE MOLDOVA RECEBE...

CANTORA MOLDOVA ADRIANA O...

TOMARENSES REÚNEM-SE EM L...

25 DE ABRIL NÃO FOI SÓ CR...

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds