Blogue de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Lisboa e arredores
Segunda-feira, 14 de Março de 2016
PARTIDO "OS VERDES" QUESTIONA GOVERNO SOBRE ARRENDAMENTO URBANO

No seguimento de uma audiência realizada com agentes e setores interessados, a Deputada Heloísa Apolónia, doGrupo Parlamentar Os Verdes, entregou na Assembleia da República uma pergunta em que questiona o Governo, através do Ministério do Ambiente, sobre as alterações ao regime jurídico do arrendamento urbano, nomeadamente para a componente não habitacional.

Pergunta:

O regime jurídico do arrendamento urbano foi alterado, pela anterior maioria parlamentar PSD/CDS, sem o envolvimento dos agentes e setores interessados, tendo sido profundamente criticado, devido à previsão de consequências muito negativas, designadamente no que respeita ao aumento exponencial das rendas e à facilitação notória dos despejos. Na altura foram feitos alertas muito significativos quer para a componente do arrendamento habitacional, quer para o não habitacional. É sobre este último que versa a presente Pergunta.

A União de Associações do Comércio e Serviços (UACS) e a Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP) contactaram o Grupo Parlamentar Os Verdes com o objetivo de recolocar uma série de preocupações relativas às consequências concretas, diretas e práticas da aplicação do regime do arrendamento urbano.

Em nome de milhares de micro, pequenas e médias empresas do pequeno comércio e serviços, deram-nos conta, entre outras questões, que: (i) os contratos de cinco anos não permitem uma necessária estabilidade da atividade e do contrato, no caso do comércio e serviços, onde os investimentos realizados são avultados; (ii) as denúncias unilaterais dos contratos pelo senhorio constituem um forte fator de insegurança e instabilidade, requerendo, em caso de obras e restauro dos edifícios, mera comunicação do proprietário do imóvel; (iii) ao contrário do que afirmava o Governo anterior, as rendas não habitacionais escalaram significativamente, demonstrando que o mercado não se auto regula, constituindo, antes, um palco evidente da lei do mais forte.

Como consequência desta realidade, muitos estabelecimentos comerciais têm fechado portas, com forte prejuízo para aqueles que investiram no seu pequeno negócio e para os postos de trabalho que esse comércio ou serviço criaram. Outros, desses estabelecimentos, encontram-se ameaçados e em vias de encerrar, multiplicando os dramas decorrentes da aplicação da lei do arrendamento urbano. As consequências negativas não afetam apenas aqueles que investiram ou trabalham nesses estabelecimentos comerciais, na medida em que têm implicações também na componente turística e na dinamização das cidades que, como todos sabemos, é em muito promovida pelo pequeno comércio que imprime vivacidade aos centros e meios urbanos. Os pequenos comércio e serviços, que já sofreram tanto com a proliferação dos grandes centros comerciais, encontraram em 2012 uma lei do arrendamento que veio constituir mais uma machadada à sua atividade. Em muitas cidades, incluindo em Lisboa, estão ameaçadas de encerramento muitas lojas de referência, que se tornaram, inclusivamente, pontos «obrigatórios» de visita pelos turistas.

Tendo em conta a realidade acima descrita, o Grupo Parlamentar Os Verdes vem, ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, solicitar ao Senhor Presidente da Assembleia da República que remeta ao Ministério do Ambiente a presente Pergunta, para que me seja prestada a seguinte informação:

  1. Como é que o Governo tem acompanhado esta situação, profundamente preocupante, que

os pequenos comércio e serviços estão a viver, na sequência da aplicação da lei do arrendamento urbano?

  1. Dispõe o Governo de números de estabelecimentos que encerraram por denúncias unilaterais de contrato?
  1. Considera o Governo que os contratos de 5 anos não permitem uma estabilidade da atividade e perspetivas seguras de investimento por parte dos comerciantes?
  1. Pode o Governo informar da evolução geral das rendas depois da entrada em vigor da lei do arrendamento urbano e nos dias de hoje?

O Grupo Parlamentar Os Verdes



publicado por Carlos Gomes às 17:11
link do post | favorito

NUMALUPA LANÇAM NOVO SINGLE

Os lisboetas Numalupa acabam de desvendar “O Labirinto das Vontades”, single de apresentação do seu novo EP, intitulado “EPígrafe”.

Numalupa_single

Este primeiro registo de originais da banda tem edição prevista para 25 de Março, será editado digitalmente com a chancela da Music In My Soul e disponibilizado nas habituais plataformas digitais (Spotify, iTunes, MEO Music, Google Play, Tidal, entre outras).

Os Numalupa são um projecto de rock alternativo cantado em português, composto por Nuno Cardoso (voz e guitarra), Mário André (trompete), Paulo Cardiga (baixo) e Jorge Figueiredo (bateria).

Embora presentes no circuito ao vivo desde 2011, o grupo só definiu o seu caminho com a entrada de Jorge Figueiredo aos comandos da bateria, completando assim o alinhamento actual e passando a encarar com maior seriedade e equidade os processos de composição, ensaio e gravação, culminando naquilo que, naturalmente, mais gostam – a vida de estrada.

No ano de 2013 marcaram presença nas finais tanto do XVIII Festival de Música Moderna de Corroios como do Festival Ribarock em Coruche, garantindo também passagem por vários bares da zona lisboeta, entre eles o bar Tokyo no Cais de Sodré e no República da Música em Alvalade.

O grupo edita agora o seu EP de estreia, apropriadamente denominado “EPígrafe”, naquele que promete ser o mais decisivo dos passos até agora dados para memória e referência futura de um longínquo epílogo.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 11:27
link do post | favorito

PARTIDO PAN QUESTIONA GARRAIADA ACADÉMICA

PAN contacta Conselho de Veteranos da Universidade de Coimbra sobre as práticas da Garraiada Académica

O PAN, Pessoas- Animais-Natureza, acaba de abrir um diálogo positivo e construtivo com o Conselho de Veteranos da Universidade de Coimbra acerca das atividades académicas relacionadas à Garraiada que se realiza durante a Queima das Fitas desta Academia.

Enquanto cidade representante de uma sociedade cosmopolita, Coimbra sempre se colocou na vanguarda das grandes transformações socioculturais e avanços civilizacionais vividos em Portugal. O partido considera que a cidade e a academia, à semelhança da iniciativa da sua congénere do Porto, podem também posicionar-se na linha da frente no que diz respeito ao bem-estar e à proteção animal.

As práticas da Garraiada Académica não se enquadram neste quadro de pensamento e de atuação e são já várias as posições a favor da não existência de ações de violência gratuita para com os animais associadas a eventos académicos. É relevante notar que, como tem vindo a público, a Academia do Porto se prepara para abolir uma prática idêntica nos festejos da Queima das Fitas do Porto.

De referir ainda que esta prática tem elevados custos que nunca são cobertos em termos de receita. Estes fundos poderão ser melhor capitalizados em eventos alternativos e sem violência. Dos contactos realizados existe abertura e vontade, por parte do Conselho de Veteranos para alterar estas práticas, apesar de ainda não ser para este ano, por já existirem bilhetes vendidos para as festividades. O PAN acredita que este será um primeiro passo para o acompanhamento de uma mudança civilizacional que muitos portugueses têm vindo a pedir.



publicado por Carlos Gomes às 11:22
link do post | favorito

CASA DO MINHO EM LISBOA DÁ A CONHECER O REQUINTADO PALADAR DA LAMPREIA

A Casa do Minho realizou ontem mais um tradicional almoço da lampreia, ciclóstomo tão apreciado das gentes minhotas cujo ciclo de desova está prestes a terminar. E, como não podia deixar de suceder, não há festa minhota sem música e cantares ao desafio. E, já o repasto ia avançado, surgiram os tocadores de concertina rodeados de cantadores – porque no Minho toda a gente canta!

10262012_10205628468580768_339339291679515612_n

Paulo Duque que foi o cozinheiro de serviço, largou a comprida colher com que cuidou da especialidade gastronómica para dar conta de outra faina de que também é especialista: a de exímio cantador.

E, após dois almoços de lampreia que a Casa do Minho organizou este ano, os minhotos vão jejuar durante largos meses até à época em que a lampreia volta a subir os rios Minho, Lima e Cávado para desovar: até para o ano!

Fotos: Casa do Minho

10388059_10205628468980778_8989249332706942395_n

10349217_10205628576223459_7761378661600199759_n

12821614_10205628577023479_7021594303287747553_n

1909562_10205628411699346_1698704353465469657_n

1936381_10205628460820574_4059534349601318280_n

10464049_10205628474460915_1048039384615545617_n

12832438_10205628580863575_7093395900911811510_n



publicado por Carlos Gomes às 09:57
link do post | favorito

Domingo, 13 de Março de 2016
LISBOA VIRA ARRAIAL MINHOTO

Os minhotos que vivem em Lisboa juntaram-se em Benfica e fizeram a festa. Mais de um milhar de minhotos que vivem na região de Lisboa afluíram hoje ao Ringue António Livramento, na Freguesia de Benfica, para assistir à atuação de três grupos folclóricos da nossa região sediados na capital – o Grupo Etnográfico Danças e Cantares do Minho que organizou o evento e os convidados, o Rancho Folclórico Alegria do Minho e o Grupo de Danças e Cantares do Clube Novo Banco (ex-Besclore).

Arraial Minhoto 340

Como não podia deixar de suceder, a alegria reinou e a plateia não se cansou de aplaudir as atuações dos grupos. E, no final, centenas de pessoas dançaram o vira e a cana-verde.

O minhoto encara a vida como uma festa. O trabalho e a romaria, a religião e a gastronomia, para o minhoto é sempre motivo de alegria. É a exuberância e a profusão da cor, a beleza da terra e o encanto das moças, o sorriso largo e franco com que se entrega à dança aos primeiros acordes de uma concertina.

Arraial Minhoto 018

Mas os minhotos não se cansam de dançar e o Grupo Etnográfico Danças e Cantares do Minho que organizou esta iniciativa, tem já agendado para o próximo dia 19 de março, uma Noite Cultural a realizar na União e Progresso da Venda Nova. No dia 15 de maio, leva a efeito o Festival Nacional de Folclore “Cidade de Lisboa”, no Ringue António Livramento. E, no dia 26 de junho, organiza o Festival Nacional de Folclore inserido no Arraial de S. Pedro que se realiza junto à Mata de Benfica, em Lisboa.

Arraial Minhoto 114-3

É gente do Minho que vive e trabalha na região de Lisboa, filhos e amigos de minhotos e que, em qualquer dos casos, amam a nossa região e fazem dela uma excelente representação que a todos nos orgulha. Todos os seus componentes, com especial destaque para os mais jovens, apresentam-se invariavelmente em todas as atuações com o maior garbo e respeito pelos nossos trajes tradicionais, exibindo-os com dignidade e altivez pois representam a nossa identidade.

Arraial Minhoto 126

Arraial Minhoto 037

Arraial Minhoto 009

Arraial Minhoto 038

Arraial Minhoto 010

Arraial Minhoto 044

Arraial Minhoto 080

Arraial Minhoto 046

Arraial Minhoto 077

Arraial Minhoto 103

Arraial Minhoto 129

Arraial Minhoto 148

Arraial Minhoto 170

Arraial Minhoto 180

Arraial Minhoto 187

Arraial Minhoto 195

Arraial Minhoto 213

Arraial Minhoto 218

Arraial Minhoto 230

Arraial Minhoto 244

Arraial Minhoto 259

Arraial Minhoto 246

Arraial Minhoto 253

Arraial Minhoto 292

Arraial Minhoto 307

Arraial Minhoto 329



publicado por Carlos Gomes às 21:51
link do post | favorito

PARTIDO "OS VERDES" QUESTIONA ANOMALIAS NA COBRANÇA NAS EX-SCUTS

Anomalias na cobrança de portagens nas ex-SCUT motiva pergunta de Os Verdes na Assembleia da República

O Deputado José Luís Ferreira, do Grupo Parlamentar Os Verdes, entregou na Assembleia da República uma pergunta em que questiona o Governo, através do Ministério do Planeamento e das Infraestruturas, sobre aanomalia na cobrança de portagens nas ex-SCUT.

Pergunta:

A introdução de portagens em ex-SCUT significou um problema que pode ser percebido através de duas principais dimensões. Em primeiro lugar, a cobrança de portagens, propriamente dita, significou um peso para o desenvolvimento de determinadas regiões, quer pelos custos acrescidos para as populações e para as diversas atividades económicas, quer porque implicou a transferência de tráfego para estradas mais secundárias, congestionando determinados troços, gerando maiores problemas de segurança rodoviária, intensificando o tempo gasto em viagem e tendo efeitos de poluição atmosférica não desprezíveis.

Em segundo lugar, o sistema de cobrança de portagens ao ser exclusivamente eletrónico, ou seja, não existindo uma alternativa física e/ou momentânea, para quem não detém o dispositivo da Via Verde, implica uma deslocação posterior a um ponto de pagamento e um acréscimo de custos (de tempo e dinheiro) para o utilizador. Este modo de pagamento diferido quando não é, por diversos motivos, efetuado, incluindo avarias técnicas, pode acarretar uma transgressão sujeita a coima e, eventualmente, um processo contraordenacional com elevados custos.

Esta situação injusta levou Os Verdes na última legislatura a apresentarem o Projeto-Lei n.º 802/XII/4ª, rejeitado pelo PSD/CDS, que pretendia impedir as situações de aplicação abusiva de coimas e de outros custos, relacionados com os casos de não pagamento de portagens.

Atendendo ao disposto no n.º 1 do artigo 17º da Portaria 314-B/2010, de 14 de Junho, os proprietários podem proceder ao pagamento das portagens em regime de pós-pagamento junto de entidade autorizada para o efeito, nos cinco dias úteis posteriores à passagem num local de deteção de veículos para efeitos de cobrança eletrónica. Este prazo (n.º 3 do referido artigo) conta-se a partir das 0 horas do dia seguinte à passagem.

Recentemente têm chegado denúncias ao Partido Ecologista Os Verdes sobre falhas ao nível do pós-pagamento das portagens em várias ex-SCUT, e que descrevem o modo como estas podem criar problemas, incluindo a aplicação de coimas, sem que os utilizadores sejam efetivamente responsáveis. Ou seja, a taxa de portagem que deveria ser disponibilizada para pagamento a partir das 0 horas do dia seguinte à passagem pelo pórtico (para efeitos de cobrança eletrónica), conforme refere a legislação, para vários utilizadores sem Via Verde, só se tem encontrado disponível passados vários dias, por vezes quando já deveria ter terminado o prazo para pagamento.

Esta situação torna-se ainda mais caricata quando uma deslocação implica a passagem por diversos pórticos, no mesmo dia, no entanto a taxa de portagem tem sido disponibilizada em dias diferentes, com o limite de pagamento previsto também em dias distintos. Ou seja, um utilizador pode considerar que efetuou o pagamento da totalidade da viagem, quando na verdade não foram totalizadas, nesse pagamento, todas as passagens do veículo pelos pórticos, podendo levar ao aumento de custos e à aplicação de coimas injustas.

Assim, ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, solicito a S. Exª O Presidente da Assembleia da República que remeta ao Governo a seguinte Pergunta, para que o Ministério do Planeamento e das Infraestruturas me possa prestar os seguintes esclarecimentos:

1 - O Ministério tem conhecimento que estão a ocorrer problemas com o pós-pagamento das portagens eletrónicas nas ex-SCUT ao nível do período de disponibilização da taxa de portagem à cobrança, conforme prevê o artigo 17º da Portaria 314-B/2010, de 14 de Junho?

2 - Por que motivo tem ocorrido esta anomalia que poderá prejudicar diretamente os utilizadores das ex-SCUT?

3 - Esta anomalia tem sido residual ou a disponibilização da taxa de portagem à cobrança fora do prazo representa uma percentagem elevada da totalidade das passagens pelos pórticos?

4 - Que medidas estão previstas para evitar que a situação ocorra com alguma frequência?

5 - O Ministério consegue garantir que nas situações em que não seja possível proceder ao pagamento dentro do prazo definido no 17.º da Portaria 314-B/2010, por qualquer razão alheia aos utilizadores, estes não venham a ser prejudicados com custos e com coimas avultadas?



publicado por Carlos Gomes às 13:50
link do post | favorito

Sábado, 12 de Março de 2016
CHANFANA JUNTA BEIRÕES EM LISBOA



publicado por Carlos Gomes às 09:35
link do post | favorito

MINHOTOS FAZEM AMANHÃ ARRAIAL EM BENFICA



publicado por Carlos Gomes às 00:47
link do post | favorito

Sexta-feira, 11 de Março de 2016
BAIXA DA BANHEIRA RECEBE ESPETÁCULO DE DANÇA

Dançarte apresenta “Memórias de Lugar” no Fórum Cultural da Baixa da Banheira

“Memórias de Lugar” é uma criação de dança e música que a Dançarte leva ao palco do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, no dia 18 de março, pelas 21:30h.

O espetáculo, criado para sala, a partir de uma criação de rua, propõe o cruzamento da dança com outros mundos, entre o micro e o macro, o movimento e a música, as criações sobre e para os Largos/ Património edificado, cultural e histórico. O Largo que, segundo o escritor Manuel da Fonseca, é “o Centro da Vila, o Centro do Mundo” que oferece, recebe e transforma.

Este espetáculo, com a duração aproximada de 60 minutos, é dirigido a maiores de 6 anos. Os bilhetes, no valor de 3,66 euros, podem ser adquiridos na bilheteira do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo.

Horário da Bilheteira: 

De 3ª a sábado – 14:30h às 19:30h 

Dias de espetáculo e cinema  – uma hora antes do início do espetáculo ou sessão.

Os bilhetes podem ainda ser reservados, através do telefone 210 888 900, no horário de funcionamento da bilheteira.As reservas têm de ser levantadas, no máximo, até 1h antes do início do espetáculo, com um limite de cinco bilhetes por reserva.



publicado por Carlos Gomes às 11:12
link do post | favorito

Quinta-feira, 10 de Março de 2016
LOURES REALIZA ENCONTRO DE CULTURAS



publicado por Carlos Gomes às 22:08
link do post | favorito

Quarta-feira, 9 de Março de 2016
MINHOTOS EM LISBOA FAZEM ARRAIAL EM BENFICA



publicado por Carlos Gomes às 22:57
link do post | favorito

CASA DO MINHO EM LISBOA REALIZA ALMOÇO DA LAMPREIA



publicado por Carlos Gomes às 22:10
link do post | favorito

MOSTRA DE CHANFANA JUNTA BEIRÕES EM LISBOA

12644701_1030607660348890_9146355587155227502_n



publicado por Carlos Gomes às 22:06
link do post | favorito

CASCAIS REGRESSA À IDADE MÉDIA



publicado por Carlos Gomes às 21:58
link do post | favorito

MOITA REALIZA PERCURSO TURÍSTICO

Apresentado na BTL. Percurso Turístico Audioguiado “Moita Conta-me Histórias” dá a conhecer locais de interesse na vila da Moita

Foi durante a BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, que decorreu entre 2 e 6 de março, que a Câmara Municipal da Moita apresentou o seu novo projeto: Percurso Turístico Audioguiado “Moita Conta-me Histórias”.

Moita Conta-me Histórias

O percurso turístico audioguiado “Moita Conta-me Histórias” dá a conhecer alguns dos lugares mais emblemáticos da vila da Moita, com a descrição de 23 pontos de interesse.

Para realizar o percurso, é indispensável descarregar os ficheiros de áudio, do site do Município, em http://www.cm-moita.pt/pages/1176, para o seu dispositivo móvel, utilizar os auscultadores e ter consigo o mapa de apoio. O trajeto completo tem uma duração de cerca de três horas, o tempo médio despendido a percorrer a pé os locais indicados, ouvindo em simultâneo, na íntegra, a faixa de áudio correspondente.

O percurso também pode ser realizado conforme o tempo livre disponível. Pode ser dividido em vários segmentos e em vários dias ou selecionando apenas os locais que se pretende conhecer de acordo com o seu interesse e curiosidade, construindo, desta forma, um percurso personalizado. É possível selecionar a faixa de áudio que deseja ouvir, podendo interromper, retroceder, avançar ou escolher qualquer outra faixa.

O itinerário e o conteúdo informativo deste percurso turístico audioguiado foram concebidos para serem acessíveis a toda a população jovem e adulta, na qualidade de turistas, visitantes ou residentes, com interesse em conhecer melhor o município, em especial a vila da Moita, sede do concelho.

O percurso turístico audioguiado “Moita Conta-me Histórias”, inicia-se no Posto de Turismo Municipal, na Moita (Rua Machado Santos n.º 35 – Moita).



publicado por Carlos Gomes às 14:50
link do post | favorito

BAIXA DA BANHEIRA RECEBE MÚSICO ADRIÀN COSTA

Adriàn Costa na Baixa da Banheira: Músico espanhol protagoniza Blues Night de março

A Blues Night by BBBF do mês de março está agendada para o dia 12, pelas 22:00h, no café Concerto do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, e tem como protagonista o músico galego Adriàn Costa.

Blues, Funk e Soul são as linhas mais caraterísticas deste músico espanhol que não hesita em misturá-las com as suas raízes latinas. Um guitarrista com uma voz poderosa que não concebe a música sem a dança.

Adriàn Costa é um dos melhores representantes do Blues espanhol e promete uma noite memorável.

As Blues Night By BBBF são promovidas pela Associação BB Blues Portugal, em parceria com a Câmara Municipal da Moita e União de Freguesias da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira.

Os bilhetes, que podem ser adquiridos no dia e local do espetáculo, a partir das 21:30h, custam 3 euros.



publicado por Carlos Gomes às 13:31
link do post | favorito

TRAFICANTES VENDEM DROGA NO ROSSIO

O tráfico de droga regressou à Praça D. Pedro IV, vulgo Rossio, em Lisboa. Os transeuntes são frequentemente abordados por indivíduos que lhes oferecem as “bolotas” de droga.

Os vendedores de droga exercem a sua actividade com o maior à vontade, sempre a coberto de um vigia que controla a eventual aproximação de algum agente policial.

800



publicado por Carlos Gomes às 10:13
link do post | favorito

Terça-feira, 8 de Março de 2016
MINHOTOS FAZEM ARRAIAL EM BENFICA



publicado por Carlos Gomes às 23:07
link do post | favorito

MARCELO REBELO DE SOUSA É UM ESPETÁCULO!

Pela primeira vez, Lisboa está em festa na tomada de posse do Presidente da República

Para o minhoto, alegre e jovial, tudo é motivo de festa. Mais do que tudo, ele aprecia a exuberância que se reflete na profusão de cores e paladares. Mesmo no que há de mais sagrado como a religião, são os andores engalanados e o fogo-de-artifício que mais atraem e deslumbram o minhoto. Não fora as raízes minhotas do Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, e jamais compreenderíamos o seu gosto pela festa e a linguagem dos símbolos com que sempre procura transmitir as suas ideias.

As comemorações têm início às 9 horas na Assembleia da República, altura em que começarão a chegar os convidados e demais figuras do Estado. Daí, o novo Presidente da República segue para o Mosteiro dos Jerónimos onde depositará flores junto aos túmulos do poeta de Luís Vaz de Camões e do navegador Vasco da Gama. Aguarda-o a cerimónia de boas-vindas no Palácio de Belém. E, na parte da tarde, assistirá na Mesquita Central de Lisboa a uma cerimónia inter-religiosa, a transmitir uma mensagem de harmonia e liberdade de confissão que caracteriza o nosso país.

Entre os convidados que estarão presentes conta-se o Rei de Espanha, o Presidente da República Popular de Moçambique, Filipe Nyusi, e o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

E, tal como na entronização do rei, também o povo é convidado a sair à rua para festejar: Paulo de Carvalho, José Cid, Anselmo Ralph, Diogo Piçarra e Mariza vão dar voz a um espetáculo aberto ao público, na Praça do Município, defronte dos Paços do Concelho. E, como não podia deixar de suceder, terminará com a entoação de A Portuguesa, o Hino Nacional de Portugal. Mas, pese embora as suas simpatias monárquicas, a festa é republicana – feita ao jeito de quem tem raízes minhotas!



publicado por Carlos Gomes às 22:33
link do post | favorito

MINISTÉRIO DA CULTURA DEVERIA REPOR A GRATUITIDADE TODOS OS DOMINGOS DO MÊS NO ACESSO AOS MUSEUS NACIONAIS

O Estado deve incentivar o acesso dos cidadãos à cultura

Estabelece a Constituição da República Portuguesa, no seu Artigo 78º, alínea 2, que “Incumbe ao Estado, em colaboração com todos os agentes culturais: Incentivar e assegurar o acesso de todos os cidadãos aos meios e instrumentos de acção cultural, bem como corrigir as assimetrias existentes no país em tal domínio”.

Museu N Arte Antiga

Não obstante, ao invés do que desde sempre se verificou em Portugal e é prática usual na maioria dos países europeus, a partir de 1 de junho de 2014, deixaram os museus nacionais, de conceder acesso gratuito todos os domingos do mês para passarem a fazê-lo apenas no primeiro domingo de cada mês. Alegou, na altura, o Secretário de Estado da Cultura, Francisco José Viegas, que eram as entrada pagas “necessárias para conservar” os museus… desconhecemos quantos beneficiaram desse financiamento mas, a avaliar pela forma como tem sido tratado o Museu de Arte Popular, ficamos com sérias dúvidas da utilidade de tal medida!

Quando é a própria Constituição da República Portuguesa que consagra o “direito à fruição e criação cultural” por parte dos cidadãos, não pode a cultura ser entendida numa mera perspetiva mercantilista. Por essa razão, espera-se que o atual governo, através do Ministério da Cultura, venha a repor o princípio da gratuitidade que antes vigorava, concedendo o acesso gratuito um dia por semana ou seja, todos os domingos do mês.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 20:01
link do post | favorito

MARINHA PORTUGUESA CELEBRA DIA INTERNACIONAL DA MULHER



publicado por Carlos Gomes às 14:55
link do post | favorito

PARTIDO "OS VERDES" ASSINALA DIA INTERNACIONAL DA MULHER

8 de Março - Os Verdes assinalam o Dia Internacional da Mulher

Em 1910, e por proposta de Clara Zetkin, foi aprovado um dia de luta internacional da mulher, em homenagem à dura luta travada em 1857 pelas operárias de uma fábrica têxtil em Nova Iorque.

Desde então, todos os anos, saem à rua milhares de mulheres em todo o mundo, unidas na defesa dos seus direitos e emancipação como forma de luta por uma condição de vida mais digna.

Apesar das muitas e significativas melhorias na vida das mulheres, um pouco por todo o mundo, são vários os motivos que ainda hoje nos levam a assinalar esta data, pois subsistem as discriminações, as desigualdades e as violações de direitos tão essenciais como o acesso à educação, à saúde e ao trabalho. Apesar do reconhecimento da igualdade na lei, persistem ainda muitos fatores de discriminação, de retrocesso e de ameaça a direitos conquistados.

Para Os Verdes, é fundamental que se assuma o compromisso ativo na construção de uma sociedade mais justa, em que se defenda os direitos das mulheres. As opções políticas dos últimos anos empobreceram grande parte da população portuguesa, com repercussões mais gravosas sobre as mulheres trabalhadoras, reformadas e jovens.

Estando agora o país numa situação de recuperação de rendimentos e de direitos, Os Verdes defendem que as mulheres e o país precisam de políticas que promovam o aprofundamento de direitos, retomando o caminho para a igualdade, o desenvolvimento, o progresso e a paz.

Esta data e o seu significado devem ser valorizados como forma de homenagem às mulheres que lutaram pelos seus direitos e como estímulo às gerações futuras, para que continuem este caminho rumo à igualdade. Os Verdes continuarão empenhados nesta luta, a intervir com as mulheres portuguesas pela garantia e pela reafirmação da igualdade.

O Partido Ecologista Os Verdes faz de todos os dias o Dia da Mulher, através da luta permanente por melhores condições de vida e pela igualdade, e saúda o Dia Internacional das Mulheres, que hoje se assinala, e a luta das mulheres pelos seus direitos.

O Partido Ecologista Os Verdes



publicado por Carlos Gomes às 11:46
link do post | favorito

MUSEU BORDALO PINHEIRO DEDICA CONFERÊNCIA À IMPRENSA HUMORÍSTICA E REPUBLICANA

A terceira tertúlia do ciclo sobre as diversas facetas da obra do modernista Luís Filipe, dedicada à Imprensa humorística e República, é já amanhã. Nessa ocasião também será apresentado o livro "Luís Filipe e A Farsa da Vida", da lavra de João Alpuim Botelho, Mariana Caldas de Almeida e Pedro Bebiano Branco - três elementos que pertencem ao Museu Bordalo Pinheiro.

LF catálogo 014



publicado por Carlos Gomes às 10:55
link do post | favorito

Segunda-feira, 7 de Março de 2016
S. JOÃO DE BRAGA VEIO À FEIRA INTERNACIONAL DE TURISMO PROMOVER UMA DAS MAIORES ROMARIAS DO MINHO

São João viajou até Lisboa para dar a conhecer uma das maiores festas tradicionais do Minho, precisamente o São João de Braga!

As festas são-joaninas no concelho de Braga têm origem nos cultos solsticiais mantidos pelas gentes do Minho a um tempo em que ainda não haviam sido cristianizadas e, por conseguinte, mantinham apegadas a ancestrais ritos pagãos ou seja, a religião do meio rural associada à natureza e comungando com ela os seus mistérios. E, porque as gentes minhotas sempre foram apegadas às tradições, estas conservam-se para além da sua conversão religiosa.

Destinada a “Potenciar novos contactos e promover os melhores negócios é uma das premissas da organização”, a Feira Internacional de Turismo de Lisboa constitui um espaço privilegiado de “negócio e networking de todos os profissionais do Turismo e também um palco aberto ao debate e discussão do sector” e, simultaneamente, um local de “de animação e promoção turística para o público”.

Fotos: Manuel Santos

12791093_1053767988000203_5471312190095595625_n

12794457_1053767261333609_7895517447509933394_n



publicado por Carlos Gomes às 23:35
link do post | favorito

PÁGINAS DA HISTÓRIA DO REGIONALISMO: CASA DO CONCELHO DE OVAR FOI FUNDADA EM 1952

Recordando a “Casa do Concelho de Ovar em Lisboa”

Lisboa, como todas as grandes cidades cosmopolitas, acolhe dentro dos seus muros pessoas oriundas de localidades nacionais e estrangeiras que, para poderem confraternizar mais assiduamente com os seus conterrâneos, fundam colectividades.

Na capital existiam, em 1950, entre outras, as “Casas de Arganil”, das “Beiras”, do “Alentejo”. Talvez por isso, José Augusto da Cunha Lima insistiu, desde então, numa campanha, a que o extinto semanário “Notícias de Ovar” deu cobertura, para que fosse fundada a “Casa do Concelho de Ovar em Lisboa”.

Teve lugar em 19 de Junho de 1952 uma primeira reunião de ilustres ovarenses que aderiram a esta causa, tendo sido ali constituída uma comissão organizadora, formada pelos seguintes bairristas vareiros: Afonso Pereira de Carvalho, António Pinho Branco, Armando Oliveira Soares, Artur de Oliveira Faneco, Francisco de Oliveira Faneco, José André Redes, José Augusto da Cunha Lima, Manuel de Oliveira Ventura e Pelágio José Ramos.

Assim se fundava, em Junho de 1952, a “Casa do Concelho de Ovar em Lisboa”. As primeiras reuniões foram realizadas ao ar livre, beneficiando do arvoredo amigo de uma esplanada da Avenida da Liberdade. Posteriormente, realizaram-se na federação da Sociedade de Recreio, à Rua da Palma, onde reuniu a primeira Assembleia Geral, para aprovar os seus Estatutos. A Secretaria ficou instalada na casa de João André Boturão e, depois, na de Artur de Oliveira Faneco.

Num dos passeios fluviais a Vila Franca de Xira

A primeira sede situou-se no 3.º andar do prédio n.º 54 da Avenida da Liberdade. Mais tarde, a 15 de Março de 1959, em sessão solene presidida pelo Presidente da Câmara Municipal de Ovar dessa época, foi inaugurada uma nova sede na Calçada dos Santos, nº 37, 1º andar, junto à Igreja de Santos-o-Velho e aos jardins da embaixada de França, no coração da Madragoa, onde residiram e ainda residem tantos conterrâneos nossos, muitos deles lá registados pelos baptismo ou matrimónio naquele vetusto templo, em diversas gerações.

Em Dezembro de 1953 a Casa tinha 526 sócios. Em 18 de Junho de 1955 cantou-se pela 1.ª vez o hino da colectividade, com música do Dr. Elísio de Matos e letra do Dr. António Rasgado Rodrigues: ‘Nos quatro cantos do mundo, / Gente de Ovar se perdeu; / e o seu amor vagabundo, / Jamais a Pátria esqueceu’. Foi ensaiado pelo Dr. Elísio de Matos, na sua própria casa, a um grupo coral de homens e senhoras membros da Agremiação, grupo esse que viria a actuar na sede própria, na Avenida da Liberdade, então sob regência do Sr. Covas.

Exercerem a presidência da direcção da “Casa do Concelho de Ovar em Lisboa”:

1 - Dr. Albino Borges de Pinho (1953-1957)

2 - Mário André Boturão (1959-1962)

3 - José Augusto da Cunha Lima (1963-1966)

4 - Salviano Zagalo de Lima (1967-1970)

5 - José Augusto da Cunha Lima (1971-1972, pela 2.ª vez)

Nos primeiros anos após a sua fundação, tendo como presidente o Dr. Albino Borges de Pinho, a Casa atingiu o período mais brilhante da sua existência, organizando grandes eventos, entre os quais as visitas a Ovar da Imprensa Diária (em 27 e 28 de Junho de 1953), do Núncio Apostólico D. Fernando Cento (6 de Junho de 1954), dos conferencistas Dr. António Luís Gomes (20 de Março de 1954), do escritor do jornal “O Século” Adelino Mendes (12 de Maio 1956), o Encontro (Setembro de 1953), e o Comboio da Saudade…

Visita do Cardeal Cento a Ovar (Chegada à Igreja Matriz)

Pela Páscoa, a Direcção comprava à Sr.ª Teresa da Olaria, fabricante de roscas doces, grande quantidade dessa especialidade vareira para ser distribuída pelos vareirinhos mais necessitados da capital, e nas festas natalícias fornecia géneros alimentícios aos ovarenses lisboetas mais carenciados. Anualmente, no Verão, organizava um passeio fluvial pelo rio Tejo, até Vila Franca de Xira, para sócios e seus familiares, juntando dessa maneira muita gente de Ovar, que dançava e cantava as cantigas da sua terra, numa alegre confraternização que durava enquanto o sol não se escondia.

Na Páscoa, distribuindo as roscas da Sr.ª Teresa da Olaria

A sede, na Avenida da Liberdade, foi algumas vezes visitada pela nossa conterrânea Maria Albertina, grande nome do fado e do teatro, que gostava de conversar com as pessoas mais idosas, recordando, com elas, os tempos antigos da sua infância…

grupo coral da casa do concelho de ovar em lisboa

Grupo Coral da Casa da Comarca de Ovar em visita ao Estádio Nacional

Quando o Orfeão de Ovar se deslocou a Lisboa para apresentar, no Parque Mayer, em 16, 17 e 18 de Junho de 1956, a Revista “Aqui Ovar!”, a Casa do Concelho alugou um coche puxado por cavalos, que percorreu as ruas mais importantes da capital com uma tripulação de quatro jovens vestidas à varina, fazendo reclamo ao espectáculo. Ao apreciarem as nossas beldades vareiras, as pessoas de Lisboa dirigiam-lhes piropos, como este: – Se a Revista for tão bonita como as varinas do coche, vale a pena ir vê-la ao Teatro Variedades!...

Em 1955, por iniciativa de Elias Rodrigues Abade, funcionou nas instalações do Centro Vidreiro (antiga fábrica da Varina), ao sul da Praia do Furadouro, uma Colónia Balnear Infantil da Casa do Concelho de Ovar em Lisboa. Mais tarde, em 21 de Junho de 1958, nas comemorações do 6.º aniversário da colectividade, o Dr. João de Araújo Correia proferiu na sede da Casa do Concelho, na Avenida da Liberdade, uma brilhante conferência intitulada “Há Sal na Régua”, que encantou a todos presentes, e cujo texto está totalmente transcrito no “Boletim da Casa do Concelho de Ovar” de Julho de 1958, sendo publicado em separata, merecendo que se faça uma nova edição, para ser mais divulgado na nossa terra!...

A 27 de Janeiro de 1973, a Assembleia Geral da “Casa do Concelho de Ovar em Lisboa”, na sequência duma crise de dirigentes e do desinteresse da maior parte dos sócios, decidiu dissolver aquela Associação, que durou pouco mais de 20 anos.

Foram presidentes da Assembleia Geral da Casa do Concelho de Ovar em Lisboa:

1 - Major Manuel Gomes Duarte Pereira Coentro (1953-1954)

2 - Dr. Luís Valente da Silva (1955-1956), que faleceu Juiz Desembargador.

3 - António Coentro de Pinho (1957-1973)

A Casa acabou, como dizia o Sr. António Coentro de Pinho no “Notícias de Ovar” de 18/02/1988, “por terem falecido ou desistido muitas das suas dedicações, por falta de saúde de uns e cansaço de outros, e o desinteresse acentuou-se e a Casa do Concelho extinguiu-se, quase sem se saber como e porquê!...”

Eu diria que o principal porquê da extinção da Casa foi, precisamente, o falecimento das dedicações vareiras, daqueles que emigraram para Lisboa na primeira metade do século XX, porque actualmente já quase só existem na capital vareiros de 2.ª, 3.ª e 4.ª geração, os quais, embora tenham raízes ovarenses, já não manifestam por Ovar aquele acrisolado amor que os seus progenitores profundamente sentiram…Jornal “João Semana”, de 15 de Dezembro de 2006 / Texto: João de Oliveira Neves



publicado por Carlos Gomes às 21:53
link do post | favorito

EUROCIDADE VALENÇA-TUI PROMOVE-SE NA FEIRA INTERNACIONAL DE TURISMO EM LISBOA

Valença e a Eurocidade marcaram presença nas principais feiras ibéricas de turismo este ano. Promoção na B.T.L. - Bolsa de Turismo de Lisboa completou ciclo de divulgação turística para o mercado Ibérico em 2016.

eurocidadebtl

A Eurocidade Valença Tui apresentou a oferta turística das duas cidades na B.T.L., entre 2 e 6 de março. Uma aposta na atração de novos turistas junto dos grandes operadores nacionais e internacionais.

A B.T.L. foi o palco para estrear o novo stand institucional da Eurocidade onde a Fortaleza de Valença, a Catedral de Tui e o rio Minho são as imagens mais marcantes.

Material promocional da Eurocidade, nomeadamente da Fortaleza de Valença, da Ecopista do Rio Minho, dos Caminhos de Santiago, da Catedral de Tui, a oferta gastronómica e desportiva foi distribuido na B.T.L. junto dos vários operadores turísticos presentes neste certame.

A ação promocional da Eurocidade na B.T.L. completou um ciclo de promoção da oferta turística nas principais feiras ibéricas do setor. Este ano a Eurocidade já esteve presente na F.I.T.U.R. – Feira de Turismo de Madrid, uma das maiores feiras do mundo e no Xantar – 16º Salón Internacional de Turismo Gastronómico, a grande feira ibérica deste setor turístico.

A promoção conjunto de Valença e Tui, no âmbito da Eurocidade, tem-se focado, sobretudo, na afirmação dos valores patrimoniais, gastronómicos e do turismo de natureza.

A B.T.L. é a maior feira de turismo em Portugal com grande projeção internacional, nomeadamente nos mercados europeus e da América do Sul.



publicado por Carlos Gomes às 15:49
link do post | favorito

CELORICO DE BASTO PROMOVE PRODUTOS ESTRATÉGICOS NA FEIRA INTERNACIONAL DE TURISMO EM LISBOA

A XIII Festa internacional das Camélias que terá lugar em Celorico de Basto nos dias 11, 12 e 13 foi amplamente promovida em Lisboa, na Feira Internacional de Turismo, no dia 5 de março. Ao mesmo tempo foi promovido o vinho verde e a doçaria tradicional.

20160302_165027_001

“Estas promoções são fundamentais para dar a conhecer um destino cada vez mais apelativo para turistas, pelas suas características próprias. As camélias, o vinho verde e a doçaria são alguns dos produtos que têm que ser promovidos nestes eventos porque são algumas especificidades que nos identificam e nos diferenciam dos demais destinos” disse o Vereador do Turismo, Fernando Peixoto, presente na ação de promoção na BTL.

_DSC6501

Durante as ações de promoção, Celorico de Basto esteve presente no stand da CIM-TS e no Stand do Turismo Porto e Norte de Portugal com duas animadoras de turismo onde foi efetuada a distribuição de camélias naturais e camélias feitas de forma artesanal. O pão-de-ló, as cavacas, os doces de amêndoa e o vinho verde foram degustados pelos visitantes e amplamente elogiados pela qualidade dos produtos. Nesta ação participaram todos os produtores de vinho verde e as pastelarias locais na promoção da sua doçaria. Esteve presente a Quinta Sta. Cristina que, de forma individual, promoveu o seu produto e a empresa de animação “emotions”, que realizou uma apresentação no stand do TPNP.

_DSC6477

Recordar que Celorico de Basto participou também na Exposição de Camélias do Porto com uma mesa com um arranjo floral e com duas animadoras que distribuíram flyers de divulgação da XIII Festa Internacional das Camélias. Braga e Guimarães também foram cidades contempladas por estas ações promocionais.

_DSC6440



publicado por Carlos Gomes às 15:43
link do post | favorito

Domingo, 6 de Março de 2016
LOURES REALIZA MOSTRA DE DOÇARIA EM A-DAS-LEBRES

“Papa&Doce” foi a designação escolhida para a realização da 1ª Mostra local de doçaria, petiscos frios e licores, uma iniciativa do Grupo União Lebrense que teve hoje lugar em A-das-lebres, no concelho de Loures.

IMG_2732

O evento incluiu um programa com animação musical abrilhantado pelo Grupo de Cavaquinhos da Ericeira e os tocadores do Rancho Folclórico Verde Minho, contou com o apoio da Câmara Municipal de Loures e da União das Freguesias de Santo Antão e S. Julião do Tojal.

IMG_2769

A festa “Papa&Doce” registou elevada participação do público e é um sucesso garantido. E o público já reclama por nova edição, a ter lugar no próximo ano, porque as guloseimas deixaram crescer água na boca a todos quantos tiveram a oportunidade de participar.

IMG_2734

IMG_2734

IMG_2730

IMG_2728

IMG_2727

IMG_2714

IMG_2723

IMG_2721

IMG_2715

IMG_2713

IMG_2712

IMG_2790

IMG_2796



publicado por Carlos Gomes às 20:09
link do post | favorito

MINHOTOS EM LISBOA FAZEM ARRAIAL EM BENFICA



publicado por Carlos Gomes às 12:12
link do post | favorito

FEIRA INTERNACIONAL DE TURISMO VIBROU AO RITMO DO FOLCLORE DE ARCOS DE VALDEVEZ

Rancho Folclórico da Casa do Concelho de Arcos de Valdevez atuou no BTL

A alegria e vivacidade das danças e cantares de Arcos de Valdevez atraíram ontem à noite a atenção de numerosos visitantes da Feira Internacional de Turismo que tiveram assim uma excelente oportunidade de apreciar a exibição em palco do folclore de Arcos de Valdevez.

10394770_1098942456792722_5450420096353365895_n

A sua atuação inseriu-se no âmbito da participação do concelho de Arcos de Valdevez através da Região de Turismo do porto e Norte de Portugal.

E, quem diz Arcos de Valdevez diz Minho, região cujo folclore possui na capital, uma das suas melhores representações: o Rancho Folclórico da Casa do Concelho de Arcos de Valdevez.

Constituído por arcuenses e seus descendentes radicados na região de Lisboa, este agrupamento folclórico faz parte de uma das mais antigas casas regionais minhotas – a Casa do Concelho de Arcos de Valdevez – sediada na rua Augusto Rosa, junto à Sé Catedral de Lisboa.

12321579_1098941973459437_8593445668253527200_n

10599118_1098942570126044_6830796201565617795_n

12791128_1098942513459383_3501374328643134162_n

12800197_1098942443459390_4307295168899527896_n

12801296_1098942520126049_8757717421267767160_n

12802748_1098942190126082_2614456707708212619_n

12806204_1098942313459403_4569197431051692664_n



publicado por Carlos Gomes às 10:01
link do post | favorito

LOURES RECEBE ENCONTRO DE CULTURAS



publicado por Carlos Gomes às 00:41
link do post | favorito

Sábado, 5 de Março de 2016
ESTAÇÃO DA AMADORA ALVO DE VANDALISMO

O vandalismo na estação ferroviária da Amadora continua a escapar à vigilância do local, inclusive aos sistemas de videovigilância. Algumas placas de sinalização das vias foram destruídas e atiradas para a linha férrea onde à mistura se acumula toda a espécie de imundícies.

Estação Amadora 5março16 (3)

O vandalismo e a falta de asseio permanecem impunes, conferindo ao local um aspeto pouco digno e próprio de um país civilizado. A manter-se o atual estado de coisas e a permissividade perante comportamentos reprováveis, em breve assistiremos a um cenário de degradação e sujidade como a que exibem alguns apeadeiros ferroviários da zona oriental de Lisboa.

Estação Amadora 5março16 (4)

Estação Amadora 5março16 (3)



publicado por Carlos Gomes às 23:37
link do post | favorito

FEIRA INTERNACIONAL DE TURISMO EM LISBOA TERMINA AMANHÃ EM APOTEOSE

Amanhã é o último dia da edição deste ano da Feira Internacional de Turismo em Lisboa, esperando-se uma afluência excecional de visitantes. Aguarda-se muita animação através da atuação de grupos culturais e uma elevada procura da oferta turística das mais diversas regiões do país e também do estrangeiro.

A Feira contou com a participação de centenas de expositores nacionais e estrangeiras, com especial destaque este ano para o Brasil.

Desde a paisagem e a gastronomia ao artesanato e ao património histórico, sem esquecer as festas e romarias tradicionais, a Feira Internacional de Turismo promoveu as potencialidades turísticas das mais diversas regiões e países, utilizando os mais diversos meios, desde as provas de sabores à realização de conferências, da distribuição de folhetos e a recriação de figuras históricas e outras demonstrações da cultura tradicional.

BTL-2016 018

Destinada a “Potenciar novos contactos e promover os melhores negócios é uma das premissas da organização”, a Feira Internacional de Turismo de Lisboa constitui um espaço privilegiado de “negócio e networking de todos os profissionais do Turismo e também um palco aberto ao debate e discussão do sector” e, simultaneamente, um local de “de animação e promoção turística para o público”.

BTL'2016 145

BTL'2016 144

BTL'2016 138

BTL-2016 016

BTL-2016 022

BTL-2016 015

BTL-2016 014

BTL'2016 157

BTL'2016 129

BTL'2016 121

BTL'2016 114

BTL'2016 109

BTL'2016 081

BTL'2016 079

BTL'2016 076



publicado por Carlos Gomes às 21:49
link do post | favorito

REGIÃO DE TURISMO DO CENTRO DE PORTUGAL TRAZ O “SAMBA DE ESTARREJA” À FEIRA INTERNACIONAL DE TURISMO EM LISBOA

O stand da região de Turismo do Centro viveu hoje um dos momentos altos da sua permanência na Feira Internacional de Turismo em Lisboa. Os ritmos quentes do Brasil e a beleza dos corpos sensuais das meninas, gentis e belas com as suas plumas coloridas, atraíram elevado número de pessoas para assistir ao seu desempenho gracioso.

Que se desengane quem julga terem vindo as simpáticas meninas que animaram o stand da Região de Turismo do Centro de Portugal: tratou-se da Escola de Samba “Os Morenos”, de Estarreja, que aproveitaram a oportunidade para promoverem os festejos de Carnaval de Estarreja. E a animação foi ao rubro! Pudera… as plumas das meninas eram deslumbrantes! E, pelos vistos, não haverá festejos de Carnaval capazes de bater o de Estarreja, nem mesmo o do sambódromo do Rio de Janeiro. Realmente, a tradição já não é o que era!

BTL'2016 169



publicado por Carlos Gomes às 21:13
link do post | favorito

GRUPO ETNOFOLCLÓRICO “RENASCER” DA AREOSA TRAZ À FEIRA INTERNACIONAL TURISMO DE LISBOA A ALMA DAS GENTES DO MINHO

A atuação do Grupo Etnofolclórico “Renascer” de Areosa, de Viana do Castelo, que teve esta tarde lugar no palco da Feira Internacional de Turismo em Lisboa, foi a cereja em cima do bolo de um grande certame dedicado ao turismo, porventura uma das mais grandiosas feiras de turismo que se realizam em todo o mundo.

BTL'2016 028

São do Minho e, quem diz Minho diz Viana! É o colorido e a alegria na sua maior pujança, refletindo o caráter do minhoto, a festa, a romaria e todo um universo de símbolos que descrevem de forma inigualável a alma das gentes do Minho.

As gentes da Areosa cantaram e dançaram perante centenas de pessoas, deslumbrando com as suas danças e cantares e as suas coreografias.

BTL'2016 050

De acordo com o seu próprio historial, O Grupo Etnofolclórico “Renascer” de Areosa, teve a sua tenra origem devido, exatamente, a um receio de desaparecimento dos valores culturais e tradicionais da nossa Região. É, tendo por base este medo efetivo que, iniciamos e pretendemos continuar no caminho de elaborarmos uma exaustiva investigação dos referidos valores, com o objetivo de mantermos as tradições que já temos conhecimento e, quiçá, recuperarmos algumas já esquecidas ou perdidas ao longo das gerações. Podemos, assim, afirmar que é um dos nossos objetivos, a luta pela tradição e cultura popular”.

BTL'2016 016

Apesar de ser um grupo folclórico ainda jovem – conta apenas 4 anos de existência! – afirma-se já como “um veículo de transmissão de cultura e arte popular, apresentando em palco uma variedade de sonoridades musicais, cantares e danças compondo desta forma um espetáculo vibrante de variedade cultural e etnofolclórica suportado na cultura ancestral vianense”. Nasceu na Areosa, pela força de vontade de quatro dezenas de vianenses daquela freguesia. E, quem diz Areosa, diz Viana!

BTL'2016 006

BTL'2016 023

BTL'2016 013

BTL'2016 051

BTL'2016 021

BTL'2016 029-2

BTL'2016 046

BTL'2016 058

BTL'2016 085



publicado por Carlos Gomes às 20:34
link do post | favorito

BRAGA MOSTRA EM LISBOA O SEU MELHOR NA MAIOR FEIRA INTERNACIONAL DE TURISMO

O Município de Braga marca presença na BTL – Feira Internacional de Turismo 2016, que teve início no dia 2 de Março e termina amanhã, Domingo, dia 6 de, na FIL (Parque das Nações, Lisboa). O objectivo da comissão organizadora é que esta vigésima oitava edição venha consolidar o crescimento alcançado em 2015, em número de visitantes, expositores e compradores internacionais.

3

A promoção da Gastronomia e Doçaria Regional foi a primeira das presenças marcantes do Concelho na BTL 2016. Ao longo de todo o fim-de-semana, Braga também está a promover eventos emblemáticos do Concelho, como a Braga Romana e as Festas de São João de Braga.

A BTL é um evento cheio de desafios e propostas. Para os profissionais ligados ao sector do turismo é uma oportunidade para encontrar compradores profissionais, para conhecer a concorrência. Para analisar a tendência dos mercados e posicionar a sua oferta de uma forma inovadora e competitiva.

2

Lídia Dias, vereadora da Cultura do Município de Braga referiu que a BTL é uma montra por excelência da imensa actividade de Braga. “É este tipo de iniciativas que levam mais longe a nossa marca distintiva”, evidenciou, destacando que este tipo de promoção é mais uma ‘porta de entrada’ para turistas em Braga.

“Estamos a divulgar vários eventos Bracarenses que têm uma identidade própria e características únicas. Temos um conjunto de ofertas muito interessantes e que podem fazer parte das rotas dos grandes operadores turísticos e isso acaba por ser um excelente cartão-de-visita da Cidade”, disse a vereadora, sublinhando o grande impacto desta iniciativa, uma vez que existe um elevado número de pessoas a visitar a BTL.

Para o público, a BTL constitui a oportunidade de conhecer novos destinos e soluções. De comparar propostas e comprar a preços altamente competitivos. Tudo isto num ambiente único de animação, cor e alegria, onde a música e a gastronomia são uma presença assídua.

Além do maior destaque aos eventos já referidos, a promoção integrou, ainda, a Semana Santa de Braga, a Rampa da Falperra, a Noite Branca, a Braga Barroca, o Presépio de Priscos e iniciativas com realização agendada já em Abril como as Sugestões do Chef e o iDroneExperience.

Braga apresenta-se na BTL integrando o espaço Minho In no Stand do Turismo do Porto e Norte.

1



publicado por Carlos Gomes às 18:57
link do post | favorito

Sexta-feira, 4 de Março de 2016
FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS PREPARA PEREGRINAÇÃO A FÁTIMA



publicado por Carlos Gomes às 23:41
link do post | favorito

ORGANIZADORES DE ESPETÁCULOS DE FOLCLORE ARRISCAM CONSEQUÊNCIAS DO INCUMPRIMENTO DA LEI

Nos últimos tempos, muitos espetáculos de folclore têm vindo a despertar o interesse de pessoas particulares e empresas que procedem à gravação do espetáculo para depois reproduzirem em vídeos que, sem qualquer licenciamento, são introduzidos no mercado paralelo, à semelhança do que noutros tempos sucedia com as chamadas “cassetes piratas”.

As gravações são efetuadas de forma abusiva, sem qualquer autorização explícita por parte dos organizadores dos espetáculos e dos próprios grupos que neles participam. Uma vez feita a gravação, os vídeos são reproduzidos e vendidos ilegalmente, sem qualquer proveito para os grupos folclóricos que foram indevidamente gravados para a sua representação ser comercializada. A reportagem e venda destes vídeos piratas chegam inclusive a ser anunciadas através da internet, arriscando caírem sob a alçada da lei.

A responsabilidade pelos atos praticados durante a realização de um evento é dos próprios organizadores do mesmo, incluindo a autorização implícita ou explícita da sua utilização para fins comerciais ilícitos. Perante uma eventual fiscalização por parte das autoridades competentes, de nada valerá virem depois alegar o desconhecimento dos factos uma vez que, do ponto de vista jurídico, revelaram-se cúmplices de uma atividade considerada ilegal.

De igual modo, cabe aos grupos participantes impor ás entidades organizadores as suas condições, nomeadamente no que respeita à utilização comercial da sua imagem.



publicado por Carlos Gomes às 23:28
link do post | favorito

LOURES REALIZA ENCONTRO DE CULTURAS



publicado por Carlos Gomes às 22:43
link do post | favorito

PESCADORES PEREGRINAM AO SANTUÁRIO DE FÁTIMA

PESCADORES



publicado por Carlos Gomes às 22:39
link do post | favorito

COMUNIDADE GALEGA EM LISBOA DEBATE (DES)ENCONTROS GALEGO/PORTUGUESES


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 22:37
link do post | favorito

MINHOTOS CANTAM AO DESAFIO NA AMADORA



publicado por Carlos Gomes às 22:33
link do post | favorito

MINHOTOS EM LISBOA FAZEM ARRAIAL EM BENFICA



publicado por Carlos Gomes às 22:30
link do post | favorito

CORROIOS REGRESSA À IDADE MÉDIA



publicado por Carlos Gomes às 22:24
link do post | favorito

CHANFANA JUNTA NATURAIS DE GÓIS EM LISBOA



publicado por Carlos Gomes às 22:16
link do post | favorito

MÁSCARAS TRADICIONAIS DESFILAM EM LISBOA

8285_1690632394506588_212452471768039027_n



publicado por Carlos Gomes às 22:10
link do post | favorito

CASA DO MINHO EM LISBOA REALIZA ALMOÇO DA LAMPREIA



publicado por Carlos Gomes às 22:08
link do post | favorito

CERVEIRA APRESENTA CROCHET NA FEIRA INTERNACIONAL DE TURISMO EM LISBOA

'O Crochet Sai à Rua' de Cerveira para Lisboa

Projeto de Vila Nova de Cerveira apresenta-se, este sábado à tarde, na BTL - Feira Internacional de Turismo de Lisboa com duas novas atrações (ver anexo) que prometem surpreender os presentes:

- logotipo de 'Cerveira - Vila das Artes' em crochet

- cadeirão totalmente revestido a crochet, com 1379 flores em 3 tons de roxo, 7kgs de lã, resultado de 650 horas de trabalho

A febre do Crochet promete muitas surpresas para os meses de julho, agosto e setembro em Vila Nova de Cerveira!

IMG_19700



publicado por Carlos Gomes às 16:44
link do post | favorito

MUSEU DE MARINHA REALIZA EXPOSIÇÃO SOBRE O APRESAMENTO DE NAVIOS ALEMÃES EM PORTUGAL



publicado por Carlos Gomes às 14:08
link do post | favorito

PARTIDO PAN APOIA CENTROS DE RECOLHA DE ANIMAIS NOS AÇORES

PAN disponibiliza apoio para combater precariedade dos centros de recolha de animais de Ribeira Grande

  • Não se verificam as condições mínimas de acolhimento e de bem-estar previstas na lei
  • Animais encontram-se subnutridos, feridos, sem vigilância, sem condições de higiene, de acomodamento e sem médico veterinário municipal
  • Encontrar junto das entidades responsáveis as melhores soluções para dignificar a vida destes seres

No seguimento da visita aos Açores para debater soluções para os canis de abate em Portugal o PAN – Pessoas – Animais – Natureza, contactou o Presidente da Câmara Municipal de Ribeira Grande, Alexandre Gaudêncio e o Diretor Regional da Agricultura, Fernando Moniz Sousa, para apresentar as suas preocupações relativas às instalações dos dois centros de recolha de animais deste município e manifestar a sua disponibilidade para ajudar a encontrar as melhores soluções para dignificar a vida destes seres. Foi possível observar que, quer nas instalações antigas, quer nas instalações em obras, ambas com animais recolhidos, não se verificam as condições mínimas de acolhimento e de bem-estar previstas na lei.

Os animais encontram-se subnutridos, feridos, sem vigilância, sem condições de higiene, de acomodamento e as instalações não contam com a presença do responsável técnico (médico veterinário municipal) que, entre outras obrigações legais, assegure os cuidados de saúde e bem-estar dos animais alojados. Verificou-se que é possível entregar e trazer animais sem que exista qualquer protocolo de registo implementado, logo, sem um sistema de controlo que impeça o acesso aos animais.

Não estando terminadas as obras do novo Centro de Recolha Oficial de Animais (CROA), o PAN pediu a estas entidades informação adicional sobre o contexto em que o município aloja animais neste estaleiro de obras e sobre a previsão da transferência final dos animais das instalações antigas, para o novo CROA legalizado e a funcionar em pleno.

Foi também pedida informação adicional sobre o registo das entradas, programa de profilaxia médica e sanitária, formação de colaboradores, campanhas de adoção, esterilização e sensibilização da população para este tema.

“Esta ação dá voz a dezenas de cidadãos que nos contactam preocupados com a precariedade das condições destes centros. O objetivo é a criação de pontes para que em conjunto com as entidades responsáveis possamos encontrar as melhores soluções no sentido de se dignificar a vida dos animais em causa, contribuindo para um passo civilizacional que é urgente, que a sociedade está a exigir”, explica André Silva, Deputado do PAN.

São necessários movimentos no sentido de se avançar na efetiva e definitiva proteção dos seres vivos em causa e dos anseios das populações e o primeiro passo deste movimento tem, precisamente, a ver com o exercício desta obrigação municipal e o cumprimento da legislação em vigor.



publicado por Carlos Gomes às 13:58
link do post | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11


20
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

CASA DO MINHO REALIZA EM ...

CASAS REGIONAIS EM LISBOA...

METROPOLITANO DE LISBOA A...

BLOGUE DE LISBOA FAZ PARC...

FIA LISBOA – HÁ MAIS DE 3...

PAN REDUZ PEGADA ECOLÓGIC...

ARROZ DE CABIDELA JUNTA M...

DURIENSES EM CARNAXIDE RE...

MUSEU BORDALO PINHEIRO É ...

PAN NÃO VAI EM TOURADAS

LISBOA RECEBEU GALA DO CI...

PORTUGUESES NÃO CONFIAM N...

CONVENTO DOS CARDAES ASSI...

PAN VAI DAR UMA VASSOURAD...

EDP LISBOA A MULHER E A V...

PAN QUER PROTEGER CAVALOS...

CASA DO MINHO EM LISBOA L...

PAN FAZ CAMPANHA ELEITORA...

PAN ALCANÇA IMPORTANTE VI...

LISBOA É CAPITAL DO REGIO...

LISBOA É A CAPITAL DO ART...

SANTANA LOPES E PAULO SAN...

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

GRUPO MUNICIPAL DO PAN IN...

PAN NÃO QUER BEATAS NA RU...

REGIONALISMO EM MOVIMENTO...

PAN APRESENTA DECLARAÇÃO ...

ASSOCIAÇÃO DAS CASAS REGI...

MINHOTOS LEVAM FOLCLORE À...

PAN QUER QUE O GOVERNO DE...

V FESTA DAS COLECTIVIDADE...

MINHOTOS LEVAM FOLCLORE A...

CASTRO DAIRE ABRAÇA LISBO...

NO MÊS DE MAIO A MAGIA DA...

TENOLOGIA FOTÓNICA DA UNI...

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

METRO DE LISBOA E CÂMARA ...

CASA DO CONCELHO DE ARCOS...

PAN QUER DIREITO DE VOTO ...

PAN QUER LÍNGUA GESTUAL P...

OEIRAS: RANCHO FOLCLÓRICO...

PAN REALIZA EM LISBOA CON...

METROPOLITANO DE LISBOA A...

PAN PROMOVE MEGA AÇÃO DE ...

METRO DE LISBOA CELEBRA D...

JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃ...

MINHOTOS EM LISBOA CELEBR...

MOITA VAI AOS TOIROS!

COMUNIDADE MOLDOVA RECEBE...

CANTORA MOLDOVA ADRIANA O...

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds