Blogue de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Lisboa e arredores
Sábado, 12 de Novembro de 2016
NATURAIS DE ARCOS DE VALDEVEZ FESTEJAM AMANHÃ EM MARVILA O SÃO MARTINHO

15037249_10157760205650525_1134365090262085568_n (3).jpg



publicado por Carlos Gomes às 21:15
link do post | favorito

LISBOA É CAPITAL DO REGIONALISMO

15003192_637267696453738_4454175104941827538_o.jpg



publicado por Carlos Gomes às 21:14
link do post | favorito

LISBOETAS AGRADECEM AOS DADORES DE TRANSPLANTES

Corrida e Caminhada de Agradecimento ao Dador - 01 Dezembro

O Grupo Desportivo de Transplantados de Portugal (GDTP) irá realizar a I Corrida & Caminhada Solidária de Agradecimento ao Dador no dia 01 de Dezembro no Parque das Nações, com o apoio do IPDJ, I.P. e em parceria com a Junta de Freguesia do Parque das Nações e a Associação de Atletismo de Lisboa.

lisbdador.jpg

Inscreva-se já!

A Corrida & Caminhada Solidária de Agradecimento ao Dador tem como objectivo não só agradecer ao dador de órgãos e sensibilizar as pessoas para a doação de órgãos, mas sobretudo incentivar e consciencializar para a importância da prática de exercício físico na sua população específica e na população em geral.

A Corrida & Caminhada de Agradecimento ao Dador reverte a favor do GDTP - Grupo Desportivo de Transplantados de Portugal e destina-se a apoiar o desenvolvimento do plano de actividades para a promoção do exercício físico e do desporto na população transplantada e candidata a transplante, nomeadamente nas áreas da educação, formação, investigação, lazer e competição.

Caso pretenda mais informações sobre esta atividade remeta-nos um email para geral@we-run.pt que remeteremos uma apresentação detalhada do evento.

A equipa,

WE-RUN



publicado por Carlos Gomes às 19:33
link do post | favorito

BENFICA RECEBE FOLCLORE DO MINHO EM FESTA DE S. MARTINHO

As gentes lisboetas também mantêm as tradições. Em Benfica, o jardim do eucaliptal virou arraial à moda do Minho onde não faltou o folclore, as castanhas e a jeropiga. A organização é da Junta de Freguesia de Benfica e o Grupo Etnográfico Danças e Cantares do Minho, sediado naquela localidade, animou a festa com as suas danças e cantares.

GEDCM-SMartinho 180 (1).JPG

Durante este fim-de-semana, a animação conta também com a participação de outros artistas dos mais variados géneros musicais. E, muitas barraquinhas de comes e bebes, com os mais variados petiscos, naquilo que agora se convencionou designar por “street food fest” para dar um ar mais cosmopolita.

Mas, o que realmente alegrou o numeroso público que hoje afluiu ao jardim do eucaliptal foi o “portuguese tipical folclore of Minho” que é como quem diz, o folclore tradicional do Minho.

Não obstante, registamos com apreço a primazia que a Junta de Freguesia atribui à cultura tradicional, convidando um dos grupos mais representativos do Minho na região de Lisboa a participar em todos os eventos que organizam.

GEDCM-SMartinho 142 (1).JPG

GEDCM-SMartinho 005 (1).JPG

GEDCM-SMartinho 011 (1).JPG

GEDCM-SMartinho 024 (1).JPG

GEDCM-SMartinho 049 (1).JPG

GEDCM-SMartinho 052 (1).JPG

GEDCM-SMartinho 066 (1).JPG

GEDCM-SMartinho 080 (1).JPG

GEDCM-SMartinho 086 (1).JPG

GEDCM-SMartinho 090 (1).JPG

GEDCM-SMartinho 123 (1).JPG

GEDCM-SMartinho 127 (1).JPG

GEDCM-SMartinho 168 (1).JPG

GEDCM-SMartinho 179 (1).JPG



publicado por Carlos Gomes às 18:56
link do post | favorito

AMANHÃ HÁ COUVADA NA CASA DO MINHO EM LISBOA

14900388_1797860640493032_1353997437348471158_n.jpg



publicado por Carlos Gomes às 13:31
link do post | favorito

Sexta-feira, 11 de Novembro de 2016
PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS RECANDIDATA-SE A NOVO MANDATO

O atual Presidente da Federação do Folclore Português, sr Fernando Ferreira da Silva, acaba de apresentar a lista candidata aos órgãos diretivos daquela entidade. Trata-se da Lista B cujo anúncio é aguardado com muita expectativa e cuja composição esperamos poder anunciá-la dentro em breve.

13726813_123112668127094_7208093751775092223_n (2).jpg

A Lista A é encabeçada pelo Dr. Daniel Café, atual Vice-presidente da Direção, contando com a participação da maioria dos seus atuais membros e em relação à qual também gostaríamos de receber informação.

Tendo em consideração o confronto que tem vindo a registar-se, espera-se uma disputa muito renhida em relação á qual esperamos que se verifique o bom senso suficiente para manter unido o associativismo folclórico.



publicado por Carlos Gomes às 20:05
link do post | favorito

MINHOTOS EM LISBOA FESTEJAM O SÃO MARTINHO COM FOLCLORE, CASTANHAS E VINHO

Após terem levado a efeito o Serão Temático "Como há 100 anos...", eis que o Grupo de Folclore das Terras da Nóbrega (GFTN), aqui deixa um novo convite; desta feita, para participarem no próximo dia 20 de Novembro no Salão de Festas dos Bombeiros Voluntários de Linda-a-Pastora (Queijas - Oeiras).

14910293_725363534282666_8970003668144960432_n (2).jpg

Não se trata de um Festival de Folclore, no sentido mais formal do termo, nem de um Magusto de São Martinho, no sentido mais restritivo do termo. Trata-se de mais um evento de demonstração da Cultura Popular, Etnografia e Folclore a que chamámos "Castanhas & Minho" fazendo uma ponte entre um tradicional Magusto de São Martinho e uma Tarde de Folclore com grupos de representação etno-folclórica minhota.

Este ano, irão ter como convidados o Rancho Folclórico de Entre-Ambos-Os-Rios (Ponte da Barca), e o Rancho Folclórico da Casa do Minho em Lisboa.

Iremos também ter petiscos e bebidas, castanhas e água-pé, venda de artesanato e muito mais. Acreditamos que será uma tarde bem passada e a presença do público apenas engrandecerá mais este evento.



publicado por Carlos Gomes às 15:10
link do post | favorito

A TRADIÇÃO DIONISÍACA DO S. MARTINHO: DAS ORIGENS PAGÃS À VERSÃO CRISTIANIZADA

Fazendo jus ao rifão "pelo S. Martinho, vai à adega e prova o vinho", cumpre-se invariavelmente em Novembro o ritual dionisíaco do S. Martinho.

É chegada a altura de inspeccionar os vinhos das últimas colheitas verificando se fermentaram como deviam. Mas é também tempo de magusto com castanhas assadas ou cozidas devidamente regadas com vinho novo, a água-pé e jeropiga.

Após as ave-marias, a taberna da aldeia adquire uma animação orgíaca muito peculiar que lhe é conferida pelo elevado número de fiéis que ali acorre enquanto o taberneiro, qual sacerdote dionisíaco que altivo se perfila por detrás da ara do balcão como se de um altar se tratasse, serve uma após outra sucessivas rodadas de verdasco numa inebriante comunhão eucarística.

A taberna é nos nossos dias como que um templo dedicado a Baco onde o culto é praticado livremente pelos seus iniciados, embora expurgado dos excessos com que tais festins ocorriam ao tempo da Roma antiga.

Como não podia deixar de acontecer, S. Martinho é bastante celebrado no nosso país, particularmente em localidades onde a tradição vinícola mais se faz sentir, algumas das quais lhe consagram inclusivamente feriado municipal. Alijó, Penafiel, Pombal, Torres Vedras e Golegã são disso alguns exemplos.

É ainda à famosa lenda segundo a qual, S. Martinho de Tours vendo em pleno Inverno um pobre completamente despido tiritando de frio o agasalhou com metade da sua capa que cortou com a própria espada, que se atribui a origem do chamado "Verão de São Martinho" que geralmente ocorre nesta altura do ano.

Uma vez provados os vinhos e realizados os tradicionais magustos, é também tempo colher a azeitona e levá-la ao lagar, de iniciar a sementeira do trigo e do centeio, plantar cerejeiras e amendoeiras, damasqueiros e videiras, semear os agriões e colocar estacas nas plantas que possam ser afectadas com os ventos fortes de inverno. Em breve chegará o Dezembro e as festas solsticiais e do nascimento de Cristo, as filhoses e as rabanadas, a missa do galo e as zabumbas.

Para quem vive na cidade, desenraizado das suas origens rurais, à falta de uma adega nas proximidades, resta-nos sugerir: Pelo S. Martinho, vai à taberna e prova o vinho!



publicado por Carlos Gomes às 10:12
link do post | favorito

Quinta-feira, 10 de Novembro de 2016
ALHOS VEDROS REALIZA NOITE DE FOLCLORE

received_1444005355617338 (1).jpeg



publicado por Carlos Gomes às 22:03
link do post | favorito

TEATRO MARIA VITÓRIA APRESENTA "O SUPER MARCELO"

O "Super Marcelo" está presente no novo espetáculo do Teatro Maria Vitória "Parque à Vista"!

Venha assistir às suas recomendações literárias e tenha momentos hilariantes recheados de gargalhadas!

Se até o Presidente está presente, do que está à espera?

Marque já o seu lugar nesta formidável Revista à Portuguesa!

RESERVAS:

Geral - 213 475 454

Bilheteira - 213 461 740

Email - teatromv@sapo.pt

HORÁRIOS DO ESPETÁCULO:

De Quinta-Feira a Domingo às 21:30H

Sábado e Domingo também às 16:30H

14962742_1257705464285899_5692590308541705313_n.jpg


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 20:53
link do post | favorito

FESTIVAL DA CASTANHA JUNTA BEIRÕES EM OEIRAS

14794128_1173229922760273_270502494_n (1).jpg



publicado por Carlos Gomes às 20:48
link do post | favorito

PAN POSICIONA-SE EM RELAÇÃO ÀS ELEIÇÕES NOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

A vitória do candidato Republicano Donald Trump à presidência dos Estados Unidos da América demonstra que a estrutura base das atuais democracias ocidentais está abalada e desatualizada. Esta não acompanha as necessidades dos cidadãos, nem tampouco lhes propõe modelos exequíveis de governação mais participativa e descentralizada. Esta frustração, na nossa análise, levou à eleição de um ator social mediático que, em paralelo e paradoxalmente não foi levado a sério pelos media, pelos diversos agentes sociais do país e mesmo pelo maior partido concorrente, o Democrata.

Mas o descontentamento das cidadãs e cidadãos e das comunidades pelo apelidado establishment era há muito visível. O mesmo levou à eleição do Syriza, na Grécia, ao voto do Reino Unido para sair da União Europeia, com o Brexit, e à subida nas sondagens de vozes de extrema-direita como Marine Le Pen, na França. Estes sinais indicam também que a democracia, mesmo em países que se assumem liberais e progressistas, deve ser reinventada e que a política da continuidade, do bipartidarismo, do status quo, do privilégio, da maioria absoluta, das elites instaladas deve desaparecer. A volatilidade destes sistemas democráticos está também ligada à participação, ou falta dela, no dia-a-dia político e social das democracias ocidentais. Veja-se as taxas de abstenção em todas as eleições, sejam municipais, regionais, nacionais ou mesmo transnacionais, como é o caso das Europeias. Estes sinais são agravados pela normalização do bipartidarismo, da corrupção, dos escândalos públicos, da promiscuidade entre atores políticos e corporativos, pela rápida massificação de desinformação ou de análises jornalísticas pouco criteriosas, o que leva ao descontentamento geral que se materializa nestas oportunidades, legítimas e democráticas, de mudar ou de romper de sistema pelo voto.

Pese embora todas as explicações sociais e económicas que possamos tecer sobre esta eleição, estamos certos que nenhum país sairá beneficiado com a presidência de um candidato que apoia uma posição meramente ideológica, republicana, de que as alterações climáticas são inexistentes. Consideramos que mais perigoso que não adoptar medidas realistas para a adaptação climática é negar à partida que tal facto científico existe. Atuaremos, em contraponto e na medida dos nossos recursos, no sentido de manter a Europa no caminho certo da descarbonização da economia, longe de energias baseadas em combustíveis fósseis ou nucleares.

É de clarificar que para o PAN nenhum dos candidatos oferece reais soluções para uma liderança global em termos de um novo paradigma que se dissocie da expansão militar, do controlo corporativo da política, da proteção dos ecossistemas, da urgente descarbonização da economia norte-americana e mundial, e que elimine, de vez, o antropocentrismo.

Como coletivo que premeia a não-violência e promove pontes de diálogo entre todos os povos, continuaremos abertos ao diálogo com as instituições e organizações sociais norte americanas na esperança de conseguirmos, coletivamente, equilibrar a balança que hoje foi tendenciosamente desequilibrada para o lado do nacionalismo, do racismo, da xenofobia, da misoginia, da homofobia e do especismo.



publicado por Carlos Gomes às 11:32
link do post | favorito

Quarta-feira, 9 de Novembro de 2016
CONVENTO DOS CARDAES PREPARA FESTA DE NATAL

card.png


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 15:19
link do post | favorito

BIBLIOTECA NACIONAL DE PORTUGAL APRESENTA “VIZELA. ANOS 20”

Na próxima quinta-feira, dia 10, é apresentado em Lisboa, na Biblioteca Nacional o livro ‘Vizela. Anos 20’, O rural minhoto a par das Termas no olhar de um fotógrafo amador, de Luísa Villarinho Pereira, com fotos de seu pai, Dr. Salvador Villarinho Pereira.

‘Vizela. Anos 20’ (1).jpg

A obra de Luísa Villarinho Pereira é apresentada na Biblioteca Nacional de Portugal por Pedro Aboim Borges, mestre e doutor em História da Arte pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da UNL, investigador no IHC da mesma Faculdade com os temas de fotografia documental e edição (2ª metade do séc. XIX e 1ª metade do séc. XX).

Trata-se de um momento de grande importância para perpetuação do património imaterial do concelho de Vizela.

Devido à coincidência de horário da apresentação do livro, com a reunião de Câmara, a Autarquia far-se-á representar pela coordenadora da Biblioteca Municipal Fundação Jorge Antunes. 

Biografia De Salvador Villarinho Pereira (1879-1948) (Fonte Teatro D. Maria)

Médico ginecologista-obstetra, licenciado por Lisboa em 1906, exerceu clínica no seu consultório, em frente ao teatro da Trindade, na antiga Rua Larga de São Roque, nº 67 -1º ( mais tarde Rua do Mundo e atual Rua da Misericórdia).

Filho do guarda-livros da Mason & Barry, empresa mineira de extração e cobre, concelho de Mértola, nasceu em Corte de Pinto, Minas de São Domingos.

Exímio fotógrafo amador era neto do primeiro fotógrafo comissionado do Governo Português em Moçambique.

Texto da autoria de Luísa Villarinho

Salvador Villarinho Pereira (1879-1948), ginecologista obstectra licenciado pela Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa, em 1906, com consultório e residência no Chiado lisboeta, cedo aprendera as técnicas da Fotografia, vindo a preferir os acetatos pela chapa de vidro que oferecia maior exatidão na imagem.

No início do século XX, em Lisboa foram realizados vários encontros de Fotografia. Em Junho de 1913, na Associação de Arte Photographica foi inaugurada a “Primeira Exposição de Photographia Directa das Cores”, onde Villarinho Pereira apresentou 4 autochromes. Três anos mais tarde, em Dezembro de 1916, na Sociedade Nacional de Belas Artes, participou com brometos e cyanotipia na “I Exposição Nacional de Fotografia”, ao lado do amigo Fernando Carneiro Mendes (1893-1976), com quem viria a fotografar as Termas de Vizela. As novas modalidades da Esteroscopia e da Autocromia ofereciam então apelativas opções na captação da imagem.

A Colecção Fotográfica realizada por Villarinho Pereira, nos anos de 1917-20, na modalidade de estereoscopia e alguns brometos, constitui hoje uma memória expressiva das Termas e do meio rural próximo, não faltando uma breve incursão no mundo industrial. Neste trabalho fotográfico visualizamos um amplo conhecimento técnico nos matizes da luz e na escolha dos enquadramentos, bem como rara sensibilidade poética e artística que imortalizou os mais belos recantos de Vizela. O rural, integrado no meio cosmopolita das Termas, oferecia então um deslumbrante desafio ao fotógrafo-amador.

Decorrido quase um século, esta memória fotográfica recorda a época áurea das Caldas de Vizela, ainda integradas no Concelho de Guimarães, assinalando aspectos da indústria local e os encantos do meio rural minhoto a par do luxo dos Casinos e do recreio da canoagem, no frondoso Parque das Termas de Vizela.



publicado por Carlos Gomes às 10:18
link do post | favorito

Terça-feira, 8 de Novembro de 2016
ELEIÇÕES NA FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS: RÁDIO DO FOLCLORE PORTUGUÊS ENTREVISTA DANIEL CAFÉ

Na próxima Sexta-feira, dia 11 de Novembro às 21h, Sérgio da Fonseca entrevista Daniel Calado Café, no Programa “Conversas ao Serão”.

Daniel Calado Café é Vice-Presidente da Federação do Folclore Português e encabeça a única lista que até ao momento foi apresentada como candidata aos corpos diretivos daquela entidade.

14925766_1204301906282458_1336075860595843429_n (1).jpg



publicado por Carlos Gomes às 20:47
link do post | favorito

LISBOETAS FESTEJAM O SÃO MARTINHO EM BENFICA

14947785_1805420579696321_638685164395789437_n (1).png



publicado por Carlos Gomes às 17:51
link do post | favorito

MAX COSTA ESTREIA-SE NOS PALCOS PORTUGUESES

O músico brasileiro Max Costa vai estrear-se nos palcos portugueses já no decorrer do mês de Novembro! Depois dos cativantes singles “Muddy Water” e “Another Day With You”, agora é a vez de escutarmos ao vivo alguns dos temas que compõem “The Storyteller”, o seu primeiro álbum de longa-duração, que tem o selo da Music For All.

Max Costa_ Flyer- Showcases FNAC.png

As três datas que perfazem esta digressão pelas FNAC lusitanas são uma oportunidade única para escutar ao vivo o blues rock pegadiço do músico veterano de Belo Horizonte e adquirir o álbum, em pré-venda exclusiva nos locais dos showcases.

O músico apresenta-se nas seguintes datas e locais:

12.11 | FNAC @ Almada Forum

13.11 | FNAC @ Alegro Alfragide

19.11 | FNAC @ Oeiras Parque

Max Costa nasceu em Belo Horizonte, Minas Gerais, mas mudou-se para Porto Alegre logo após o nascimento onde viveu até à idade adulta. Aprendeu a tocar violão quando passou no exame admissional para a faculdade de Engenharia Química, tendo feito parte da formação de diversas bandas de rock e blues.

No início dos anos 00 lançou dois discos independentes com a Banda Dive-POA. Compõe em inglês por considerar que esta é a língua do Blues. Tem por característica uma voz agressiva e rasgada, que faz com que os seus blues sejam ainda mais tocantes.

Com mais de 20 anos de carreira, apresentou-se ao serviço de várias bandas, sempre enquanto vocalista, como a Get Up (nos anos 90), Dive-POA (música autoral nos anos 00, com os quais lançou dois trabalhos) e com a Free Riders Blues Band na Serra Gaúcha.

Mudou-se há dois anos para a cidade de Florianópolis, onde está a desenvolver a sua carreira a solo. 



publicado por Carlos Gomes às 14:51
link do post | favorito

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS REÚNE CONGRESSO

14980628_1339465756087228_5295158015247233359_n (1).jpg



publicado por Carlos Gomes às 13:47
link do post | favorito

REBENTO DA VIDEIRA MAIS ANTIGA DO MUNDO SERÁ PLANTADO EM GAIA

PORTUCALENSE ACOLHE CONFERÊNCIA INTERNACIONAL WINE&VINE, UMA ESTREIA NO PORTO

O rebento da videira mais antiga do mundo tem cerca de 400 anos e vem da Eslovénia para ser plantado em Portugal, no Parque Biológico de Gaia, no âmbito da conferência Internacional Wine&Vine, organizada pela Universidade Portucalense em parceria com a Universidade de Maribor e promovida pelo Instituto Jurídico Portucalense.

O objetivo do evento, que irá juntar investigadores de várias partes do mundo, é envolver participantes em torno de um debate sobre os desafios que o setor vinícola enfrenta, como a desaceleração da economia global, o desenvolvimento sustentável e ainda o aparecimento de novos países produtores.

“É premente estudar a cultura do Vinho, uma vez que o setor tem um peso relevante no valor da produção agrícola da maioria dos Estados Membros da União Europeia. A UE lidera no mercado mundial do vinho em 45% de área total, de produção e consumo em 60% cada e ainda de comércio internacional, importação e exportação”, salienta José Caramelo Gomes, Presidente do Instituto Jurídico Portucalense, (IJP).

Dos vários Investigadores Internacionais, destacam-se três representantes da cidade eslovena de Maribor, Zan Oplotnik (Vice Reitor da Universidade de Maribor), Vesna Rijavec (Diretor da Faculdade de Direito) e Tomaz Kerestes (Vice Diretor da Faculdade de Direito).

A conferência que decorre nos dias 10 e 11 de novembro na UPT, é aberta ao público e conta com o apoio da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), da Lex - Localis Press, da Universidade eslovena de Maribor e do Município de Vila Nova de Gaia

A Universidade Portucalense Infante D. Henrique (UPT) é um estabelecimento de ensino superior cooperativo que iniciou a sua atividade em 1986.

A UPT funciona exclusivamente na cidade do Porto, no pólo Universitário da Asprela, ministrando cursos nas nove áreas seguintes: Direito, Economia, Gestão, Informática, Psicologia, Educação, Turismo e Hospitalidade, Património e Cultura, e Relações Internacionais



publicado por Carlos Gomes às 10:40
link do post | favorito

S. MARTINHO JUNTA MINHOTOS EM LINDA-A-PASTORA

14910293_725363534282666_8970003668144960432_n (3).jpg



publicado por Carlos Gomes às 09:28
link do post | favorito

FESTIVAL DA CASTANHA JUNTA BEIRÕES EM OEIRAS

14794128_1173229922760273_270502494_n (1).jpg



publicado por Carlos Gomes às 01:07
link do post | favorito

MONDIM DE BASTO: BOMBOS DE ATEI VOLTAM A RUFAR EM LISBOA

Três anos decorridos desde a sua última participação nas comemorações em Lisboa do 1º de Dezembro de 1640, eis que o Grupo de Bombos de Atei, de Mondim de Basto, volta a descer à capital para mais uma estrondosa arruada.

1474516_554676757946175_602656305_n (1).jpg

A sua atuação impressionou o numeroso público que então assistia às comemorações, sobretudo na Praça dos Restauradores. De novo, eles vão seguramente abrilhantar as festas deste ano, fazendo estremecer a cidade com o rufar dos seus bombos.

Entretanto, em jeito de convite, deixamos aqui algumas imagens da sua atuação nas comemorações de 2013.

994990_554676971279487_179089566_n (1).jpg

995564_554677041279480_134704387_n (1).jpg

1456693_554676907946160_133028337_n (1).jpg

1466168_554676871279497_677670197_n (1).jpg



publicado por Carlos Gomes às 00:30
link do post | favorito

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS CONVOCA ELEIÇÕES

z-ffp (2).jpg 

 



publicado por Carlos Gomes às 00:05
link do post | favorito

Segunda-feira, 7 de Novembro de 2016
FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS VAI A ELEIÇÕES E ATÉ AO MOMENTO APENAS FOI APRESENTADA UMA LISTA AOS CORPOS DIRECTIVOS

João Carriço, Coordenador do Conselho Técnico Regional da Federação do Folclore Português endereçou aos grupos de folclore da Região Estremadura Centro Saloia uma missiva que a seguir se transcreve, dando conta das próximas eleições para os corpos diretivos daquela entidade e da existência até ao momento de apenas uma única lista candidata encabeçada pelo Dr. Daniel Café, atual Vice-presidente da Direção.

 

13615131_1012431938806429_4843877617134149738_n (1).png

“Caros amigos

Directores de Grupos de Folclore da região Estremadura Centro Saloia

Após “Encontro Nacional de Conselheiros” realizado em Gouveia nos dias 29 e 30 de Outubro, informo:

  • O congresso nacional da FFP está agendado para os dias 10 e 11 de Dezembro, em Leiria no Teatro José Lúcio da Silva, contará com a presença da representação da Comissão Nacional da UNESCO e tem como principal tema a abordar “Folclore - entre o material e o imaterial”. Contará ainda com a intervenção de várias individualidades que intervirão na temática referida.
  • As eleições para os corpos directivos da FFP, realizar-se-ão no dia 11 de Dezembro em Leiria no Teatro José Lúcio da Silva, onde decorre o congresso.
  • Como é do conhecimento geral, o acto eleitoral é de extrema importância e o movimento folclórico não é excepção, pelo que gostaríamos que os grupos da nossa região comparecessem, como é seu dever, e exercessem o seu direito de voto, para que não sejam acusados, como sempre, de serem pouco participativos.
  • Durante o “Encontro” foi apresentada pela direcção uma lista para os corpos directivos para o triénio 2017 / 2019 (conforme artº 39º § 1º do RGI) ao Presidente da Assembleia Geral da FFP, que foi de imediato (por não ter sido apresentada nenhuma outra) denominada de lista A. Esta lista conta com a presença da grande maioria dos actuais corpos gerentes e é liderada pelo actual vice-presidente Daniel Café. Importa informar que, ao contrário do que tem sido dito pela comunicação social, esta não é uma lista opositora ao actual presidente Fernando Ferreira, mas sim uma lista que surge de continuidade após este ter informado em reunião de direcção, no dia 27 de Agosto, que “não tinha intenção de se voltar a candidatar”. Sabemos agora pelas redes sociais, por conversas que fomos ouvindo e por um e-mail recebido vindo do actual presidente que afinal é sua intenção recandidatar-se!
  • A candidatura da lista A, apresentada sobre o lema “Por uma FFP renovada para o séc. XXI" vai ao encontro das ideias que nós enquanto CTR defendemos e acreditamos que seja o caminho para o movimento do folclore português. Caminho este que passa pela integração do folclore no fenómeno da globalização, no registo do património material e imaterial de modo a preservar os trabalhos dos grupos folclóricos e na unificação e integração do movimento folclórico em outras estruturas e movimentos como as autarquias, por exemplo.
  • Caso venham a surgir mais listas candidatas que, tal como esta, nos seja oficialmente comunicadas, enviaremos igualmente o nosso parecer.

Com os melhores cumprimentos.

Sem outro assunto de momento ficamos disponíveis para qualquer informação que necessitem.”



publicado por Carlos Gomes às 23:55
link do post | favorito

COMEMORAÇÕES DO 1º DE DEZEMBRO TRAZEM A LISBOA PERTO DE 30 BANDAS FILARMÓNICAS DE TODO O PAÍS

O Movimento 1º de Dezembro lançou a ideia deste grandioso Desfile e mobilizou por todo o país, com o apoio dos seus delegados e da Confederação Musical Portuguesa, diferentes bandas e municípios para o efeito. É possível realizá-lo graças ao apoio da Câmara Municipal de Lisboa e à capacidade de organização da EGEAC. A iniciativa conta também com o endosso da SHIP - Sociedade Histórica da Independência de Portugal, que o incluiu no Programa Oficial das Comemorações do 1º de Dezembro. Agradecemos também o apoio facultado pelo Recheio e pelo Amanhecer.

O Desfile Nacional de Bandas Filarmónicas "1º de Dezembro" foi um êxito em 2012, 2013, 2014 e 2015. Será êxito maior em 2016.

14h30 - Concentração junto ao Monumento aos Mortos da Grande Guerra, na Avenida da Liberdade (ao Cinema S. Jorge)

15h00 - Início do Desfile

16h30 - Concentração final, na Praça dos Restauradores, e Apoteose Final com interpretação conjunta por 1.700 músicos dos três hinos: Hino da Maria da Fonte, Hino da Restauração e Hino Nacional.

17h00 - Fecho e desmobilização das bandas

Nesta 5ª edição, desfilarão as seguintes bandas e grupos, aqui ordenados por géneros e por ordem alfabética dos distritos e concelhos respectivos:

GRUPOS DE PERCUSSÃO:

Tocá Rufar (Seixal)

Grupo de Bombos de Atei (Mondim de Basto)

BANDA NACIONAL:

Banda do Exército

BANDAS FILARMÓNICAS:

Banda da ACULMA (Marvila, Lisboa)

Sociedade Filarmónica União e Progresso Madalense (Madalena do Pico, Açores)

Banda Musical Santiago de Lobão (Santa Maria da Feira)

Banda da Sociedade Filarmónica União Mourense "Os Amarelos" (Moura)

Banda Filarmónica de Santa Maria de Bouro (Amares)

Banda Marcial de Arnoso (Vila Nova de Famalicão)

Associação Filarmónica Recreativa e Cultural do Brinço (Macedo de Cavaleiros)

"Banda de Música 1º de Maio (Associação de Socorros Mútuos dos Artistas Mirandelenses) (Mirandela)

Associação Filarmónica Retaxense (Castelo Branco)

Filarmónica Recreativa Cortense (Covilhã)

Sociedade Filarmónica Oleirense (Oleiros)

Sociedade Filarmónica de Educação e Beneficência Fratelense (Vila Velha de Ródão)

Sociedade Musical Recreativa Instrutiva e Beneficente Santanense (Figueira da Foz)

Sociedade Filarmónica Sangianense (Oliveira do Hospital)

Banda Filarmónica da Casa do Povo de N.ª Sr.ª de Machede (Évora)

Banda Musical de Tavira

Banda Academia de Santa Cecília (de São Romão) (Seia)

Sociedade Musical Estrela da Beira (Seia)

Sociedade Filarmónica Maiorguense (Alcobaça)

Sociedade Filarmónica Pedroguense (Pedrógão-Grande)

Associação Musical de Cabanas de Torres (Alenquer)

Sociedade Filarmónica 1º de Dezembro da Encarnação (Mafra)

Banda Juvenil do Município de Gavião

Sociedade Musical Euterpe de Portalegre

Banda de Música de S. Vicente de Alfena (Valongo)

Sociedade Filarmónica União Maçaense (Mação)

Sociedade Filarmónica Gualdim Pais (Tomar)

Sociedade Filarmónica Incrível Almadense (Almada)

Banda Filarmónica da Associação Musical de Vila Nova de Anha (Viana do Castelo)

Sociedade Filarmónica Fraternidade de São João de Areias (Santa Comba Dão)

Banda Musical 81 de Ferreirim (Sernancelhe)

Será um total de 34 entidades, integrando 2 grupos de persussão, 1 banda nacional militar e 31 bandas filarmónicas civis.

Serão cerca de 1700 músicos, provenientes dos mais diversos pontos do país que irão descer a Avenida da Liberdade, para celebrar Portugal, a Independência e a Restauração através de uma merecida homenagem a esta prática musical e à importante acção formativa e cívica das bandas filarmónicas.

Tendo como ponto de partida o monumento aos Mortos da Grande Guerra, o desfile descerá até à Praça dos Restauradores para uma interpretação conjunta final das Bandas participantes sob a direcção do Maestro Tenente Duarte Cardoso, da Banda do Exército.

Ao longo do desfile, serão interpretadas várias marchas, bem como o Hino da Restauração. O alinhamento do momento colectivo conta também, além do Hino da Restauração, com a interpretação dos Hino da Maria da Fonte e Hino Nacional.



publicado por Carlos Gomes às 23:40
link do post | favorito

ALHOS VEDROS REALIZA FESTIVAL DE MÚSICA NA BARRA CHEIA

14890610_1716541602002166_7789194508250261357_o (1).jpg

 



publicado por Carlos Gomes às 23:09
link do post | favorito

SINTRENSES FAZEM MAGUSTO EM MEM MARTINS

14937193_10207787460070621_5607109718633694055_n.jpg



publicado por Carlos Gomes às 21:40
link do post | favorito

MUSEU BORDALO PINHEIRO ORGANIZA TERTÚLIA: BORDALO E PAULA REGO - ARTISTAS DE CAUSAS

Amanhã, dia 8 de Novembro às 19 horas, no Museu Bordalo Pinheiro

ARTISTAS DE CAUSAS é o tema da conversa sobre a exposição Diálogos Imaginados que coloca lado a lado as obras de Bordalo Pinheiro e Paula Rego, porque a defesa de causas e ideais é mais um tópico que une as obras destes dois artistas.

A conversa juntará Arlete Alves da Silva (que, com o seu marido Manuel Brito, foi uma das responsáveis pela divulgação da obra de Paula Rego em Portugal, através das exposições na Galeria 111 e mantém uma amizade forte com a artista) e Pedro Bebiano Braga (comissário da exposição e profundo conhecedor da obra de Bordalo).

tertulia.jpg



publicado por Carlos Gomes às 19:35
link do post | favorito

DEPUTADO DO PAN PARTICIPA EM MARROCOS NO DEBATE SOBRE ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS

Alterações Climáticas: deputado do PAN em Marraquexe para a COP 22

O deputado do PAN – Pessoas-Animais-Natureza estará em Marraquexe de 14 a 18 de Novembro para participar na 22ª Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (COP 22).

André Silva acompanhará uma delegação nacional liderada pelo Primeiro-ministro, pelo Ministro do Ambiente e por vários representantes do Ministério dos Negócios Estrangeiros, contando ainda com deputados dos vários grupos parlamentares, numa conferência que tem como missão anunciada a concretização do acordo mundial contra o aquecimento global – o Acordo de Paris –, que entrou em vigor este mês depois te ter sido aprovado o ano passado na COP 21.

A presença de André Silva surge no seguimento das inúmeras intervenções e posicionamentos do partido em matérias ambientais. Desde que está representado no Parlamento, o PAN tem vindo alertar para políticas nacionais ineficientes e contraditórias no combate à Recessão Ecológica.

“Os governos que têm liderado o país têm primado por destruir os nossos ativos ecológicos com o desnecessário Plano Nacional de Barragens, a expansão gasífera e petrolífera, os apoios à agricultura agrotóxica e à agropecuária intensiva, tendo como agravante os acordos transnacionais, nomeadamente o TTIP e o CETA, irónica e falsamente promovidos como decisivos para combater as alterações climáticas, mas que só contribuirão para a diminuição da biodiversidade e para o aumento da emissão e impacto dos Gases com Efeito de Estufa”, explica o deputado do PAN.

Apesar de em Setembro ter votado a favor da Proposta de Resolução do Governo para a aprovação do Acordo de Paris, o partido teme que este não passe de um mero ato simbólico, uma vez que não define compromissos claros nem assegura uma meta que garanta um futuro seguro para o clima.

“A tão necessária revolução climática não se coaduna com o atual sistema extractivista, mas sim com uma nova narrativa cultural e a económica que encare este desafio como uma oportunidade única e muito curta de revertermos o estado avançado de destruição em que o planeta se encontra. Será uma excelente oportunidade para aprender mais sobre estas matérias que estão no centro da agenda do PAN e espero regressar mais otimista sobre os compromissos nacionais e internacionais nesse sentido”, reforça André Silva.



publicado por Carlos Gomes às 15:38
link do post | favorito

BANDAS FILARMÓNICAS DESFILAM EM LISBOA NAS COMEMORAÇÕES DO DIA DA RESTAURAÇÃO DA INDEPENDÊNCIA NACIONAL

Já está definido o elenco de grupo e bandas que participarão no próximo Desfile Nacional de Bandas Filarmónicas 1º de Dezembro.

Estimamos um total de 1.700 músicos, nos 34 grupos que desfilarão, no próximo dia 1 de Dezembro, na Avenida da Liberdade e Praça dos Restauradores:

- 2 grupos de percussão, do Seixal e de Mondim de Basto;

- a Banda do Exército;

- 31 bandas filarmónicas dos seguintes municípios: Lisboa, Madalena do Pico, Santa Maria da Feira, Moura, Amares, Vila Nova de Famalicão, Macedo de Cavaleiros, Mirandela, Castelo Branco, Covilhã, Oleiros, Vila Velha de Ródão, Figueira da Foz, Oliveira do Hospital, Évora, Tavira, Seia, Alcobaça, Pedrógão-Grande, Alenquer, Mafra, Gavião, Portalegre, Valongo, Mação, Tomar, Almada, Viana do Castelo, Santa Comba Dão e Sernancelhe.

Iremos divulgando, aqui, detalhes do programa.

14992073_1151675611606225_5912447411384582698_n (2).jpg



publicado por Carlos Gomes às 14:41
link do post | favorito

RÁDIO DO FOLCLORE PORTUGUÊS ENTREVISTA PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS

A Rádio do Folclore Português (RFP) vai no próximo dia 10 de Novembro, a partir das 21 horas, entrevistar o sr. Fernando Ferreira da Silva, Presidente da Federação do Folclore Português.

14908227_1204266466286002_452672566524650657_n (1).jpg

Trata-se de mais uma edição do Programa “Conversas ao Serão”, revelando-se de grande oportunidade e interesse dado o aproximar das eleições para os órgãos sociais daquela entidade que, aliás, estão a gerar grande controvérsia em torno da alegada apresentação de várias listas candidatas.

A polémica tem vindo a atingir níveis jamais imaginados em relação àquela instituição que não se afiguram favoráveis ao movimento associativo do folclore português. E, atendendo às afirmações bastante contundentes proferidas recentemente em Carta Aberta pelo Presidente da Federação do Folclore Português, a qual tivemos oportunidade de divulgar, esta entrevista está a despertar enorme curiosidade e interesse.



publicado por Carlos Gomes às 14:18
link do post | favorito

Domingo, 6 de Novembro de 2016
MARATONA DO FOLCLORE JUNTA MEIA CENTENA DE RANCHOS EM S. JOÃO DA TALHA

Perto de meia centena de grupos folclóricos de todo o país atuaram durante este fim-de-sema no Pavilhão José Correia, em São João da Talha. A iniciativa foi do Rancho Folclórico do Bairro da Fraternidade e contou com o apoio da Câmara Municipal de Loures e das juntas de freguesia da localidade.

14958814_1832636390332996_1968095456_n.jpg

As imagens que apresentamos registam a atuação do grupo organizador a quem coube a abertura e o encerramento do festival.

O Rancho Folclórico do Bairro da Fraternidade, de São João da Talha, no concelho de Loures, foi constituído em 7 de julho de 1989, já lá vão 27 anos!

Ao longo da sua existência, este grupo tem suscitando alguma controvérsia no seio do associativismo folclórico, sendo frequentemente acusado de não representar condignamente os usos e costumes de outras épocas. Uma das críticas que frequentemente lhe são dirigidas tem a ver com a forma despudorada como, durante as suas atuações, as moças exibem a sua intimidade, atitude que não correspondia à mentalidade das gerações mais antigas.

De igual modo, este formato de festival também tem suscitado bastantes críticas por parte de muitos grupos folclóricos e pessoas ligadas a esta área cultural. Não obstante, a organização tem logrado contar com a participação de um elevado número de grupos folclóricos nesta iniciativa que realiza anualmente.

Fotos: Francisco Pardal

15007604_1832636366999665_1630276876_o.jpg



publicado por Carlos Gomes às 23:48
link do post | favorito

FOLCLORE AQUECE INVERNO EM OEIRAS

O Rancho Folclórico “Os Minhotos” da Ribeira da Lage – Oeiras deu um extraordinário salto qualitativo na sua representação

Os “Minhotos” da Ribeira da Lage levaram hoje a efeito o I Festival de Inverno que terminou há instantes, no Centro Cultural da Ribeira da Lage, no concelho de Oeiras. Além do grupo anfitrião, participaram ainda o Rancho Folclórico e Etnográfico de Reboreda – Vila Nova de Cerveira, o Rancho Folclórico e Etnográfico de São Joaninho – Santa Comba Dão e o Rancho Folclórico das Piçarras – Vendas Novas.

Lage-Festival-Inverno 076.JPG

Para surpresa geral de todos quantos tiveram o privilégio de assistir ao espetáculo, o Rancho Folclórico “Os Minhotos” da Ribeira da Lage apresentou-se como uma imagem renovada, uma melhor apresentação em palco, uma exibição isenta de erros notórios e melhor trajado do ponto de vista do rigor e autenticidade. Estamos perante um rancho folclórico que está a trilhar um caminho de aperfeiçoamento que por certo prestigiará cada vez mais o Minho na região de Lisboa onde se encontra sediado.

O público que não se cansou de aplaudir a sua atuação, encheu por completo o salão do Centro Cultural da Ribeira da Lage. E, aquela localidade do concelho de Oeiras, despertou ao som das mais alegres rapsódias do nosso folclore e vestiu-se com as mais vivas cores dos trajes das lindas moças do Minho. Porque onde os minhotos se encontram existe festa a valer!

A atuação em palco dos ranchos folclóricos foi antecedida de um desfile pelas artérias da localidade que S. Pedro, por marotice, resolveu abençoar com uns borrifos de água lançados por uma nuvem que por ali passava ocasionalmente.

Como é habitual, esta iniciativa contou com a presença do Presidente da Junta de Freguesia de Porto Salvo, sr, Dinis Penela Antunes, que inclusivamente acompanhou o desfile à sua dianteira, transmitindo aos minhotos e a todos os participantes o seu apoio empenhado.

Mantendo a tradição, a organização levou desta vez a leilão uma cabra. Recorde-se que, em anteriores eventos, foram leiloados um leitão e um portentoso galo, ocasião que proporciona alguns momentos de pura diversão.

Entretanto, o Rancho Folclórico “Os Minhotos” da Ribeira da Lage, que tem em carteira uma série de novidades, prepara mais uma iniciativa que esperamos vir a anunciá-la muito brevemente.

Lage-Festival-Inverno 009.JPG

Lage-Festival-Inverno 010.JPG

Lage-Festival-Inverno 020.JPG

Lage-Festival-Inverno 023.JPG

Lage-Festival-Inverno 025.JPG

Lage-Festival-Inverno 042.JPG

Lage-Festival-Inverno 049.JPG

Lage-Festival-Inverno 089.JPG

Lage-Festival-Inverno 096.JPG

Lage-Festival-Inverno 239.JPG

Lage-Festival-Inverno 244.JPG

Lage-Festival-Inverno 248.JPG

Lage-Festival-Inverno 262.JPG

Lage-Festival-Inverno 264.JPG

Lage-Festival-Inverno 273.JPG

Lage-Festival-Inverno 052 (1).JPG

Lage-Festival-Inverno 053 (1).JPG

Lage-Festival-Inverno 054.JPG

Lage-Festival-Inverno 061.JPG

Lage-Festival-Inverno 062.JPG



publicado por Carlos Gomes às 22:23
link do post | favorito

ALHOS VEDROS REALIZA NOITE DE FOLCLORE

received_1444005355617338 (1).jpeg



publicado por Carlos Gomes às 10:00
link do post | favorito

Sábado, 5 de Novembro de 2016
FESTIVAL DA CASTANHA JUNTA BEIRÕES EM OEIRAS

14794128_1173229922760273_270502494_n (1).jpg



publicado por Carlos Gomes às 20:17
link do post | favorito

TEATRO MARIA VITÓRIA APRESENTA "O SUPER MARCELO"

O "Super Marcelo" está presente no novo espetáculo do Teatro Maria Vitória "Parque à Vista"!

Venha assistir às suas recomendações literárias e tenha momentos hilariantes recheados de gargalhadas!

Se até o Presidente está presente, do que está à espera?

Marque já o seu lugar nesta formidável Revista à Portuguesa!

RESERVAS:

Geral - 213 475 454

Bilheteira - 213 461 740

Email - teatromv@sapo.pt

HORÁRIOS DO ESPETÁCULO:

De Quinta-Feira a Domingo às 21:30H

Sábado e Domingo também às 16:30H

14962742_1257705464285899_5692590308541705313_n.jpg


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 11:46
link do post | favorito

FOLCLORISTAS DEBATEM EM ALMARGEM DO BISPO REZAS, MEZINHAS E MEDICINA TRADICIONAL

14590332_1171209626266963_7281256329144017285_n.jpg



publicado por Carlos Gomes às 09:58
link do post | favorito

OEIRAS REALIZA NA LAGE FESTIVAL DE FOLCLORE

14370287_1190500604326940_4788530454045455937_n (3).jpg



publicado por Carlos Gomes às 09:44
link do post | favorito

REDE PORTUGUESA DE MOINHOS REALIZA CURSO INTENSIVO DE MOLINOLOGIA

CURSO INTENSIVO DE MOLINOLOGIA – 25 a 27 de Novembro

Inscrições limitadas até 15 de Novembro (folheto de inscrição e condições em anexo)

A pedido de vários membros da Rede Portuguesa de Moinhos (RPM), vai ser organizado um curso intensivo de molinologia de um só fim-de-semana (25 a 27 de Novembro) no centro do país, rentabilizando custos de deslocações (aconselha-se a partilha de carros e existe estação de comboios a 3 Km do local pelo que o Intercidades é também uma opção) e possibilitando melhor acesso a partir de todos os pontos do país.

Aproveitando a época baixa, a organização reservou as instalações do Solar do Morgadio, em Santa Comba Dão, com condições especiais e em exclusivo para o grupo de formação da RPM, o que permitirá um ambiente familiar e de grande proximidade entre todos os participantes, muitos deles amigos e conhecidos de longa data nestas andanças dos moinhos tradicionais portugueses.

A organização espera que, além de um bom programa de formação em molinologia este seja um fim-de-semana bem passado com uns serões à lareira e uns passeios de pausa pela vasta propriedade do solar ou pelo lago da Agueira na Srª da Ribeira, mesmo ali ao lado.

Não podia faltar a ida ao moinho e desta vez para mexer e aprender a por em funcionamento na Ribeira dos Aldrogãos. O mesmo moinho e padaria de onde virá o pão centeio do pequeno-almoço, misturado com os doces de frutos da quinta e o queijo fresco de cabra feito na aldeia, ou para molhar ao almoço no azeite produzido na quinta e regar a coisa com um Dão de excelência uma vez que estaremos na região demarcada.

Enfim, amigos, moinhos e boa companhia são o que se espera neste fim-de-semana que será certamente memorável…

cmol1 (1).jpg

cmol2 (1).jpg



publicado por Carlos Gomes às 09:32
link do post | favorito

Sexta-feira, 4 de Novembro de 2016
“24 HORAS DE FOLCLORE” JUNTA EM S. JOÃO DA TALHA PERTO DE MEIA CENTENA DE GRUPOS FOLCLÓRICOS

Perto de meia centena de grupos folclóricos de todo o país começam amanhã a atuar no Pavilhão José Correia, em São João da Talha, numa autêntica maratona de “24 horas de folclore” que se prolongam até ao dia seguinte. A iniciativa é do Rancho Folclórico do Bairro da fraternidade e conta com o apoio da Câmara Municipal de Loures, juntas de freguesia e rádios locais daquela localidade.

317820_114475315320281_7265540_n

A abertura e o encerramento do festival serão feitos pelo grupo anfitrião, mais precisamente pela componente infantil e adulta do Rancho Folclórico do Bairro da Fraternidade.

O grupo anfitrião – o Rancho Folclórico do Bairro da Fraternidade, de São João da Talha, no concelho de Loures, foi constituído em 7 de julho de 1989 – já lá vão 27 anos!

Ao longo da sua existência, este grupo tem suscitando alguma controvérsia no seio do associativismo folclórico, sendo frequentemente acusado de não representar condignamente os usos e costumes de outras épocas. Uma das críticas que frequentemente lhe são dirigidas tem a ver com a forma despudorada como, durante as suas atuações, as moças exibem a sua intimidade, atitude que não correspondia à mentalidade das gerações mais antigas.

De igual modo, este formato de festival também tem suscitado bastantes críticas por parte de muitos grupos folclóricos e pessoas ligadas a esta área cultural. Não obstante, a organização conta com a participação de um elevado número de grupos folclóricos.

14718611_652411738255096_3208055103168430852_n (1).jpg



publicado por Carlos Gomes às 22:30
link do post | favorito

“REFÚGIO”, DE KADYPSLON, EM PRÉ-VENDA

Depois do EP “Pandemonium” (2013) e do primeiro single “Malta Perdida” é a vez do mais recente trabalho discográfico do rapper lisboeta Kadypslon ser editado. De seu nome “Refúgio”, este é um álbum que já está em regime de pré-venda em exclusivo no iTunes e Amazon e que, até ao final de 2016, estará em todos os postos de venda tradicionais.

Kadypslon_ Refúgio- Artwork.png

Depois de uma década de ausência este regresso ao mundo do hip hop é o reflexo das suas experiências, vivências e maturidade, numa das maiores apostas da Music In My Soul para o último trimestre de 2016.

Nascido em meados dos anos 90 nos subúrbios de Lisboa, em Santo António dos Cavaleiros, Kadypslon descobriu por volta dos 14 anos a paixão pela poesia e pelo movimento hip hop. Durante cinco anos foi aperfeiçoando o seu dom juntamente com dois primos, até que decidiu emigrar, devido à falta de condições e oportunidades no seu país.

Atualmente a residir em Peterborough, em Inglaterra, e depois de quase dez anos de paragem, Kadypslon decidiu voltar a dedicar-se à música, agora com toda outra maturidade, garra e perspetiva.

Em 2010 gravou a sua primeira demo com seis faixas promocionais. Três anos mais tarde disponibilizaria o seu primeiro projeto, intitulado “Pandemonium”, que refletia um resumo de experiências passadas narradas na primeira pessoa. Em Dezembro edita o seu primeiro longa-duração, que recolhe influências de boom bap e gravita em torno da temática da consciência urbana.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 21:51
link do post | favorito

”RODA GIGANTE”, O DEBUTE DE PEDRO NASCENTE

De Porto Alegre, Brasil, chega-nos o jovem cantautor Pedro Nascente que caminha nos passos de Bob Dylan, Beatles ou Johnny Cash por uma folk rock que ora se preenche de tons psicadélicos, ornamentos blues ou por ecos da música country.

Pedro Nascente_ promo.jpg

“Roda Gigante” é a primeira amostra revelada do EP “A Princesa”, lançado em Agosto último e disponível para escuta nas principais plataformas de streaming e para download gratuito no site do músico. Construído à base de violão, piano e harmónica, o tema questiona a atual sociedade de informação, chegando até nós com o selo da Music For All.

Pedro Nascente é um orgulhoso filho do distinto ano de 1997, tendo nascido em Porto Alegre, no Brasil. Transmite o seu talento através da música, caminhando nas estradas do Folk/Rock, do Blues e do Country.

O seu percurso no mundo da música teve início em 2015 quando se aventura no lançamento do seu primeiro disco. A gravação e produção decorreu na sua própria habitação, local onde

desde 2013 criava faixas sob o pseudónimo Peter Frost. Com o título “Old Lagoon” as 14 faixas cantadas em inglês foram distribuídas física e digitalmente.

Até que, subitamente, a actualidade política e social atraíram Pedro para marés nunca antes navegadas: cantar em língua portuguesa. Esses polémicos acontecimentos foram conjugados com o avançado grau dos estudos de Pedro Nascente na área de Produção Fonográfica, o que o levar a sonhar mais alto e a dar o passo seguinte: a gravação e produção profissional dos seus próprios temas. Entre novas versões de temas antigos e outros criados de raiz nessa mesma altura surgiu o álbum “Delírios Sob A Noite Sem Cor” – um disco pessoal e intenso onde o Brasil, e os brasileiros, são o(s) protagonista(s) ao longo de 11 temas folk gravados em apenas três meses.

No final de 2015 realizou-se não só ao lançamento do disco como também as primeiras apresentações ao vivo. Com a chegada de 2016 surgiu um novo desafio: uma residência mensal no espaço Olé Armazém Mexicano, desta vez em parceria com Franco Bittencourt. A dupla levou a cabo o espectáculo “Delírios, Folk e Rock” com reportório do próprio Nascente e reinterpretações de grandes clássicos intemporais do folk, rock, blues e country.

O Verão de 2016 marca uma nova fase na carreira de Pedro Nascente: muniu-se de Gabriel Ost e de Roger Drumm e formou a sua nova banda de apoio, os Lençóis Freáticos, cabendo ao primeiro a bateria e ao segundo o contrabaixo e as vozes, assumindo ele próprio a voz, a guitarra e a boa e velha harmónica.

Uma nova sessão de gravação e produção, conduzidas uma vez mais pelo próprio, viu nascer o EP “A Princesa”, que agora chega a Portugal através da chancela da Music For All. Num registo algo distante daquele com que se estreou em 2015 surgem cinco temas de folk/rock psicadélico onde a guitarra marca o compasso e as letras acutilantes captam toda a nossa atenção.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 21:48
link do post | favorito

Quinta-feira, 3 de Novembro de 2016
PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS DIRIGE CARTA ABERTA AOS FOLCLORISTAS

13726813_123112668127094_7208093751775092223_n (1).jpg

Exmos Senhores Elementos dos Órgãos Sociais da Federação do Folclore Português

Exmos Senhores Coordenadores e Elementos dos Conselhos Técnicos Regionais da Federação do Folclore Português

Exmos Senhores Presidentes da Direção dos Agrupamentos de Folclore Associados da Federação do Folclore Português

Caras Amigas e Caros Amigos,

Recebam antes de mais os meus mais respeitosos e cordiais cumprimentos extensivos a Todos os elementos dos Vossos Agrupamentos de Folclore.

Quem me conhece sabe que não sou Homem de meias palavras ou de meias verdades. Quem me conhece sabe que a Educação que me foi dada no berço me incutiu valores de Humanidade, Respeito, Educação e Honra. Assim sendo, porque os valores anteriores me são muito caros, porque “quem não se sente não é filho de boa gente”, e porque nos últimos dias (quase semanas) tenho ouvido muitas “meias verdades” e muitos “ditos de caserna”, tenho a esclarecer o seguinte:

1-   É falso que tenha rejeitado ser candidato nas próximas eleições para os Órgãos Sociais da Federação do Folclore Português (FFP) - triénio 2017-2019;

Ao contrário do que alguns têm feito querer, não só com meias verdades mas também com mentiras descaradas, nunca afirmei que não seria candidato às próximas eleições; o que afirmei, não só de forma formal aos meus colegas de Direção, de viva voz em reunião de 27 de Agosto, e em memorando escrito a 29 de Agosto, foi tão só que naquele momento “não tinha intenção de se voltar a candidatar” (sic). Talvez a sede de protagonismo, de alguns, e o incómodo de uma hipotética candidatura minha, a outros, tenha causado lapsos de memória ou erros de interpretação auditiva que tenham extrapolado para “o Presidente não é candidato”;

2-    É falso que enquanto Presidente da Direção da FFP, em plenos poderes de intervenção e ação executiva tal como consagrado nos Estatutos e Regulamento Geral Interno da Instituição, tenha faltado a alguma das minhas obrigações estatutárias;

Ao contrário do que se tem feito querer, desta feita não com meias verdades mas com mentiras descaradas, nunca faltei a nenhum dos meus compromissos enquanto responsável maior da FFP. Poderão argumentar que estive afastado da vida ativa da instituição durante quase ano e meio. Tenho que admitir ser verdade. Contudo, também em abono da verdade, esse afastamento foi por motivos de saúde e efetivamente não estava no pleno poder das minhas competências estatutárias, competências essas que haviam sido delegadas num dos Vice-Presidentes;

3-   É falso que enquanto Presidente da Direção da FFP tenha faltado à palavra e não comparecido a compromissos para os quais havia confirmado presença;

Nos passados dias 29 e 30 de Outubro, em Gouveia, foi referido no Encontro Nacional dos Conselheiros Técnicos, que faltei deliberadamente a dois compromissos importantes que me havia comprometido a participar, a saber: reunião de Direção - a 1 de Outubro, e reunião preparatória do Encontro Nacional de Conselheiros Técnicos - a 8 de Outubro. Acontece que a minha ausência em ambos os compromissos foi justificada, no dia 1 de Outubro pelo falecimento do meu irmão, no dia 8 de Outubro, por compromissos já assumidos (sabendo os colegas com muita antecedência que eu tinha compromissos assumidos para os dias 8, 15 e 22 de Outubro. Na reunião de 1 de Outubro, alteraram para o dia 8 a reunião já agendada para o dia 10).

Esta situação é grave, é muito grave! Não só uma das datas foi escolhida propositadamente sabendo da minha indisponibilidade, como na apresentação da lista candidata às próximas eleições no referido Encontro, o candidato a presidente afirmou que o meu irmão não tinha falecido, difamando-me perante dezenas de pessoas dizendo que eu tinha mentido deliberadamente para justificar a minha ausência. Não pode valer tudo!

Mais informo que não sou responsável, como quiseram fazer crer do cancelamento do Congresso Nacional, solicitei a seguir à reunião do dia 8, que me informassem das decisões tomadas, não recebi qualquer resposta. O mentiroso aqui não sou eu!

Caros Amigos, o momento é sério, solene e decisivo. A nossa Instituição vive um momento determinante na sua História de mais de 40 anos em prol da defesa e valorização do movimento folclórico nacional. Nunca uma Direção da FFP tinha sido tão desleal para com o seu Presidente. Nunca uma Direção tinha mentido descarada e vergonhosamente para desacreditar o seu Presidente. Nunca um Presidente tinha sido esvaziado das suas obrigações estatutárias e regulamentares para justificar o avanço de uma lista concorrente aos Órgãos Sociais em que apenas o responsável maior é “decapitado” como se fosse ele a razão de todos os males.

Compreende-se agora a notícia “plantada” na última edição do Jornal “Folclore”: “lista opositora a Fernando Ferreira” (sic), e “a lista concorrente (...) conta com todos os dirigentes do mandato que então termina, à exceção de Fernando Ferreira, Paulo Vieira e o coordenador do Conselho Técnico do Alentejo, Florêncio Cacete” (sic).

Impressionante! A lista candidata não é em prol da FFP ou do movimento, é “opositora” à minha pessoa! Esquecer-se-ão as pessoas que, durante a minha ausência, estes elementos tiveram ano e meio para trabalhar e pôr em prática as suas ideias? O que fizeram, então? Onde estavam as ideias, os projetos, as concretizações?

Caricato! Apenas 16 anos depois de entrarmos no século XXI, e após uma mão cheia de atos eleitorais, é que se pretende uma “Federação renovada para o século XXI” (sic)??? Como se pode pretender uma “Federação renovada” se as caras são as mesmas? Se as ideias não existem? Se a lista candidata é de “consensos” (sic) e não de projeto?

Grave! Deturpa-se um memorando, passam-se informações confidenciais de reuniões de Direção da FFP à imprensa, mente-se descaradamente e coloca-se em causa a palavra e honra do Presidente da FFP, transmite-se a ideia de que ele fugiu às suas responsabilidades e se isentou das suas obrigações. E para quê? Para saciar a sede de poder e protagonismo. Para denegrir a imagem de um Presidente ainda em funções, para que ele sinta vontade de se esconder e não seja, como pretendem, candidato a novo mandato?

Caros Amigos, nunca como antes me sinto tão revigorado, tão determinado e tão obstinado em levar ao fim um projeto que em tempos idealizei juntamente com o nosso saudoso e fundador Augusto Gomes dos Santos, para a nossa Instituição e para o movimento folclórico nacional.

Quero agradecer as inúmeras manifestações de carinho e de compreensão pela situação vivida que tenho recebido de Norte a Sul do nosso país. Quero agradecer, e registo com renovada confiança, os inúmeros votos de força e encorajamento para encabeçar uma nova lista candidata aos Órgãos Sociais da FFP para o triénio 2017-2019. Não posso, em abono da verdade, da lealdade e da amizade, ser insensível aos inúmeros pedidos de figuras de proa do nosso Folclore para que essa lista seja uma realidade. Encontro-me neste momento em período de reflexão tendo até dia 11 de Novembro para oficializar essa lista candidata perante o Senhor Presidente da Mesa da Assembleia Geral da FFP.

Tal como afirmei nos dias 27 e 29 de Agosto, não posso neste momento afirmar que serei candidato. Porém, uma coisa é certa: caso decida ser candidato, não será contra ninguém! Caso decida ser candidato, será com a noção da responsabilidade do que é ser Presidente de uma grande Instituição e não porque me sinto excluído ou ofendido com a deslealdade brutal que fui vítima! Caso decida ser candidato, será com um projeto claro, objetivo, inclusivo e calendarizado! Uma equipa jovem, dinâmica, com ideias, com projetos e, acima de tudo, frontal, leal e unida!

Apresento-vos novamente os meus melhores cumprimentos extensivos a Todos os elementos dos vossos Agrupamentos de Folclore.

Grato pela atenção, cordialmente sou,

Fernando Ferreira da Silva



publicado por Carlos Gomes às 22:30
link do post | favorito

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA EXPÕE FOTOGRAFIA SOBRE AS RUÍNAS DE CONÍMBRIGA

convite_A MEMÓRIA DAS PEDRAS_01.jpg



publicado por Carlos Gomes às 20:26
link do post | favorito

BAIXA DA BANHEIRA RECEBE FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA

Extensão DocLisboa – Festival Internacional de Cinema passa pelo Fórum Cultural – Baixa da Banheira

Nos dias 4, 12 e 25 de novembro, o Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, vai receber uma Extensão do DocLisboa – Festival Internacional de Cinema, este ano, com a Retrospetiva “Terrorismo e Representação”

Doc Lisboa Sicherheit.jpg

O fenómeno do terrorismo foi representado de forma plural na história do cinema, muitas vezes até de forma premonitória. Foi, inclusive, um problema cinematográfico, no sentido em que forçou cineastas a repensarem o seu cinema perante os diferentes acontecimentos. É deste esforço e das estratégias cinematográficas inventadas pelos cineastas que esta retrospetiva falará.

Da Alemanha ao Canadá, passando pelo Bangladesh, os filmes apresentados colocam o problema do terrorismo, antes de mais, como um desafio às comunidades, mas também ao cinema.

Incluem-se, neste conjunto, obras realizadas por membros de diferentes lutas armadas que viram no cinema espaço de reflexão, mas também de elaboração ideológica.

Assim, no dia 4pelas 21:30h, vai ser exibido o filme “Segurança Interna – Innere Sicherheit”, de Christian Petzold. Um casal de alemães, com um passado de terroristas de esquerda, escondeu-se no Algarve com a filha, vivendo com normalidade um quotidiano de segredo. Uma série de acontecimentos provoca o regresso à Alemanha e ao confronto com as ações passadas. A adolescente debate-se com o crescimento. A Alemanha de hoje resulta desta caixa de Pandora que é o seu passado.

“As Ordens – Les Ordres”, de Michel Brault, é o filme que vai passar na tela do Fórum Cultural, no dia 12 de novembro, pelas 21:30h, baseado em relatos de cidadãos presos sem acusação durante o estado de exceção declarado pelo governo canadiano, na crise de 1970, no Quebeque. “Não tínhamos dinheiro suficiente para filmar tudo a cores (…), as cenas da prisão foram filmadas a cores, porque as pessoas comuns não conhecem as cores da prisão.” Michel Brault.

Para encerrar a passagem do Festival Internacional do Cinema pelo concelho, vão ser exibidos, também no auditório do Fórum Cultural, no dia 25 de novembro, pelas 21:30h, o filme “United Red Army (The Young Man Was… Part1)”, de Naeem Mohaiemen, a curta “Johnson & Co. e a Campanha Contra a Pobreza”, de Hartmut Bitomsky“United Red Army” é uma história dos movimentos de esquerda através da experiência dos movimentos radicais dos anos 1970, no Bangladesh. O episódio da aterragem em Daca, do voo JAL 472, sequestrado pelo Exército Vermelho UnidoJjaponês, é apresentado numa sequência de suspense, tendo como ponto de partida as gravações das conversas entre os sequestradores e a torre de controlo. O filme é antecedido pela curta-metragem de Hartmut Bitomsky (1968), inspirada pelo imaginário do cinema mudo, com Brecht e Straub como padrinhos: “Como comparar Berlim Ocidental e o Vietname? Partilhamos alguma coisa? Temos de nos apropriar das ferramentas de conhecimento e juntarmo-nos aos explorados? Temos de pegar em armas e lutar? Não inventámos a violência, a violência é que nos inventou”. (retirado do filme).

O preço dos bilhetes para cada um dos filmes é de 3,05 euros.

Reserva de bilhetes:

Fórum Cultural José Manuel Figueiredo

Rua José Vicente, Baixa da Banheira

Tel. 210888900

Horário da Bilheteira:

De 3ª a sábado – 14:30h às 19:30h

Dias de espetáculo e cinema – uma hora antes do início do espetáculo ou sessão

Os bilhetes podem ainda ser reservados, através do telefone 210 888 900, no horário de funcionamento da bilheteira. As reservas podem ser levantadas, no máximo, até 1h antes do início do espetáculo, com um limite de cinco bilhetes por reserva.

Compra de bilhetes online:

http://ticketline.sapo.pt

http://pt-pt.facebook.com/cmmoita

E nos postos de venda aderentes: http://ticketline.sapo.pt/pagina/postosdevenda

Doc Lisboa Johnson.jpg

Doc Lisboa Orders.jpg



publicado por Carlos Gomes às 10:59
link do post | favorito

Quarta-feira, 2 de Novembro de 2016
LISBOETAS AGUARDAM REGRESSO DE D. SEBASTIÃO À ESTAÇÃO DO ROSSIO

Mais de meio ano decorrido desde que um idiota resolveu escalar a fachada da estação de comboios do Rossio para fazer uma selfie, provocando a destruição da estátua do rei D. Sebastião, os lisboetas continuam a aguardar que ali seja colocada uma réplica da referida escultura.

À falta de um habitat adequado à sua sobrevivência, os monumentos nacionais continuam a ser alvos apetecíveis de alguns primatas que frequentemente decidem trepá-los e neles fazer toda a espécie de porcarias, desde a feitura de pichagens e a satisfação das necessidades mais básicas do mundo animal até à pura vandalização.

Os serviços públicos bem se esforçam por afastar os pombos cujas sujidades provocam a corrosão do calcário mas ainda não providenciaram as medidas consideradas necessárias para os proteger dos símios. Até lá, os lisboetas aguardam o regresso de D. Sebastião, porventura numa manhã de nevoeiro!

Foto: Manuel Santos



publicado por Carlos Gomes às 20:36
link do post | favorito

PAN ABSTÉM-SE NA VOTAÇÃO DO ORÇAMENTO DE ESTADO

Orçamento de Estado 2017: Abstenção do PAN na generalidade por mais medidas que garantam o bem-estar das gerações futuras e o ambiente

  • Privilegia indústrias altamente poluentes que externalizam os seus custos para a saúde de todos os portugueses, para as gerações futuras e para o ambiente
  • É necessária uma viragem consciente no que respeita à subserviência aos interesses dos lobbiese das grandes corporações
  • Propostas do PAN para melhorar Orçamento de Estado serão debatidas na especialidade

O PAN - Pessoas-Animais-Natureza vai abster-se na votação do Orçamento do Estado na generalidade. O partido reconhece bastantes pontos positivos no documento, com um esforço para dar continuidade à trajetória de reposição de rendimentos às famílias e assegurar direitos sociais, contudo identificou falta de visão em várias áreas estruturais que não pode acompanhar. Para o partido este orçamento mantém a linha de rumo do último e continua a privilegiar indústrias altamente poluentes que externalizam os seus custos para a saúde de todos os portugueses, paras as gerações futuras e para o ambiente e não assume compromissos com a mudança de paradigma que é preciso começar a construir.

O PAN acredita que não é possível resolver os graves problemas sociais sem resolver a recessão ecológica em que vivemos. A redistribuição do rendimento, com o objetivo de reduzir as desigualdades, começa por uma mudança de paradigma estrutural que nem a esquerda, nem a direita, estão preparadas para dar resposta e que se prende com uma viragem consciente no que respeita à subserviência aos interesses dos grandes lobbies e das grandes corporações.

Pese embora o investimento em sectores estratégicos o PAN está preocupado com o forte desinvestimento no Ambiente com um corte de 10,5%, num montante de 178M€.

“E incompreensível que um Orçamento de Estado, em plena crise climática tenha um corte desta magnitude. Também a proteção do bem-estar animal, uma causa que todos os partidos no parlamento dizem defender, não encontra neste Orçamento nenhum avanço que materialize as declarações de intenções com que se adornam os discursos políticos. Observamos que no que toca a políticas ambientais e energéticas a direita e a esquerda mostram-se idênticas revelando posições imediatistas e uma incapacidade para políticas e compromissos de longo prazo” reforça André Silva.

A renovação gradual das frotas públicas de transportes pesados de passageiros e automóveis através da aquisição de veículos elétricos, apoios aos municípios para construção ou requalificação de Centros de Recolha Oficial de Animais – CROAs, também denominados canis, o aumento da taxa de Iva aplicada aos produtos fitofarmacêuticos e fertilizantes e a eliminação da isenção do Imposto Sobre Produtos Petrolíferos (ISP) que sejam utilizados na produção de eletricidade, são algumas das várias propostas do PAN que serão debatidas na especialidade.

A expectativa é de que a nova matriz que o PS tem defendido, mais aberta a novas ideias e formas de trabalhar em conjunto, seja também estendida ao PAN e se espelhe no processo de negociação e acolhimento das medidas do PAN para o Orçamento de Estado de 2017



publicado por Carlos Gomes às 10:46
link do post | favorito

Terça-feira, 1 de Novembro de 2016
CEMITÉRIOS SÃO GALERIAS DE ARTE FUNERÁRIA E PANTEÃO DE FIGURAS ILUSTRES

Os municípios deveriam organizar roteiros culturais de modo a dar a conhecer a História e a arte que ali se guarda

Desde as suas origens, o Homem procurou sempre superar a sua própria morte, constituindo essa uma das essências de todas as religiões. Através de determinados ritos garantia a viagem eterna para uma nova vida, colocando-se na posição fetal ou levando consigo a moeda com que haveria de pagar a Caronte a travessia para o Hades.

Ourem30JUL11 124

As antas e dolmens, as lanternas etruscas, as pirâmides egípcias e as técnicas de mumificação não são mais do que expressões de arte funerária de diferentes civilizações de épocas distintas que são atualmente estudadas e conservadas, classificadas como património cultural.

Durante muitos séculos, entre nós, o sepultamento era feito no interior das igrejas ou no terreno adjacente considerado campo santo. Ainda atualmente se conservam em muitos locais as pedras tumulares com as respetivas inscrições e, não raras as vezes, brasões de família. Nalguns casos, porém, uma certa falta de sensibilidade para a necessidade de se preservar o património tem levado à destruição das sepulturas existentes no interior das igrejas e capelas com a realização de obras alegadamente de melhoramento.

Em 1835, passou a ser proibido o enterro dentro das igrejas, decisão que juntamente com outras medidas tomadas pelo governo de Costa Cabral vieram a estar na origem da Revolução da Maria da Fonte.

Durante o século XIX, fortemente marcado pelo Romantismo, a arte funerária regista um grande desenvolvimento que se traduz na construção de grandes jazigos repletos de esculturas e motivos arquitetónicos, o emprego de novos símbolos associados nomeadamente a profissões e a obediências maçónicas, figuras alegóricas, motivos vegetalistas e uma profusão de epitáfios.

Com efeito, a arte funerária reflete a visão do cosmos e a interpretação da vida e da morta feita a partir de um determinado contexto histórico, social e ideológico, revelando a estrutura social e a mentalidade da sociedade em que a mesma foi produzida. Devido ao seu elevado interesse patrimonial e cultural, alguns cemitérios tornaram-se visitas obrigatórias e estão incluídas nos roteiros turísticos como sucede com o cemitério de Pére Lachaise, em Paris, ou o cemitério dos Prazeres, em Lisboa, onde se encontram magníficas obras de arte e em cujos jazigos repousam os restos mortais dos nossos mais ilustres poetas e outras figuras ilustres.

No dia em que muitos lisboetas vão aos cemitérios visitar as sepulturas dos seus entes queridos já falecidos, o BLOGUE DE LISBOA deixa aqui a sugestão para que aquele espaço de meditação seja também visto noutra perspetiva, contemplando as obras de arte, procurando decifrar os símbolos e descobrindo as figuras notáveis que ali repousam, algumas das quais marcaram em suas vidas o desenvolvimento da sociedade local.

Ourem30JUL11 130



publicado por Carlos Gomes às 10:35
link do post | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

PAN INSTA GOVERNO A INTER...

PAN CONTESTA ENCONTRO EM ...

PAN ENTREGA LISTA DE CAND...

ESTAÇÃO BAIXA-CHIADO CELE...

COMUNIDADE ROMENA DA REGI...

INVESTIGAÇÃO DA UNIVERSID...

ALFRAGIDE REALIZA FESTIVA...

PAN ANUNCIA CABEÇAS DE LI...

METRO DE LISBOA PROMOVE C...

PAN FAZ BALANÇO DA LEGISL...

FAMÍLIAS NAVEGAM NO METRO...

PORTO DE LISBOA APRESENTA...

PROLONGAMENTO ORIENTE / A...

PAN CONSEGUE MAIS DIREITO...

PAN INTEGRA DELEGAÇÕES DO...

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

PAN ACUSA PSD, CDS E PCP ...

PAN CONSEGUE QUE OS ESTUD...

SINTRA: TERRUGEM RECEBEU ...

ACABOU O PRAZO INTERNUPCI...

PAN GARANTE 1ª VICE-PRESI...

METROPOLITANO DE LISBOA A...

PAN QUESTIONA MINISTRO SO...

CASA DO CONCELHO DE ARCOS...

FOLKLOURES'19 CELEBRA A A...

METRO DE LISBOA ASSINALA ...

PAN QUESTIONA COBRANÇA DE...

TOMAR ESTÁ EM FESTA!

COMUNIDADE MOLDAVA CONFRA...

COMUNIDADE MOLDAVA CONFRA...

SARDINHADA JUNTA TOMARENS...

PAN PROPÕE PROJETO-PILOTO...

PARLAMENTO EUROPEU: PAN E...

FOLKLOURES'19: VEM AÍ A G...

PROF. DOUTORA TERESA SOEI...

FEIRA INTERNACIONAL DO AR...

PROF. DOUTORA TERESA SOEI...

FEIRA INTERNACIONAL DE AR...

METRO DE LISBOA CELEBRA 7...

PAN CELEBRA MÊS ARCO-ÍRIS

PAN QUER QUE GOVERNO APRO...

FIA RECEBE ARTESANATO DE ...

GENTES DE ARGANIL TRAZEM ...

BELAS REALIZA FESTIVAL DE...

FESTA DA AMIZADE JUNTA MI...

SINTRA: BELAS REALIZA FES...

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

OEIRAS: PEDREIRA ITALIANA...

CASA DO CONCELHO DE PENAC...

GENTES DE ARGANIL TRAZEM ...

arquivos

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds