Blogue de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Lisboa e arredores
Quarta-feira, 11 de Abril de 2018
PEDRO TAVARES AO VIVO, NO AUDITÓRIO DE MOSCAVIDE

Pedro Tavares prepara-se para uma noite absolutamente inesquecível! O Auditório de Moscavide promete ser pequeno para receber todos os que querem ver, e ouvir, ao vivo um dos grandes tenores portugueses da atualidade. Tudo isto a 14 de abril, a partir das 21h, com o apoio da Music For All. Os bilhetes estão à venda por 8€ para crianças (dos 6 aos 12 anos) e por 10€ para adultos.

Pedro Tavares_Promo

Recorde-se que o solista da Banda Sinfónica da PSP revelou recentemente “Poeta e Sonhador”, primeira amostra de um álbum cantado maioritariamente em português, “Em Cantos”, registo que sucede a “Un Dia Llegará”. O próximo sábado é, assim, um dia privilegiado para conhecer os êxitos do passado e os sucessos do futuro.

14.04 | Auditório de Moscavide, 21h, Adultos: 10€, Crianças dos 6 aos 12 anos: 8€

Pedro Tavares nasceu em Lamego, corria o ano de 1966. A entrada no mundo da música acontece aos 15 anos na ordem de São Francisco Xavier, continuando posteriormente no Conservatório Regional de Loures em solfejo e piano. Apenas com 16 anos integra o Coro de Santo António dos Cavaleiros como Tenor.

Aos 19 anos entra para o Teatro Nacional de São Carlos nas aulas de educação vocal, tendo trabalhado durante nove anos com o maestro Cortes Medina. Em 2001, frequenta um Master Class de Canto realizado pela Escola Profissional de Música de Almada com o professor e maestro Helmut Lips. Um ano depois, participa num Workshop de Canto Gregoriano, em Évora, organizado pela Escola de Música da Sé de Évora. Posteriormente, teve ainda aulas de aperfeiçoamento do canto lírico. Em 2003, viria a integrar a Banda Sinfónica da P.S.P a convite do Subintendente Ernesto Esteves, maestro à data.

A solo ou enquanto solista da Banda Sinfónica da P.S.P, já atuou em palcos como o Teatro Maria Matos, o Teatro S. Luís, o Teatro da Trindade, a Casa da Música, o Centro Cultural de Belém, a Fundação Calouste Gulbenkian ou o Auditório Municipal de Gijón (Astúrias, Espanha). Nota ainda para a participação em alguns eventos especiais como a 9ª Sinfonia de Beethoven com o Coro do Teatro Nacional de São Carlos, no Mosteiro dos Jerónimos, na cerimónia dos 500 anos das Relações Luso-Nipónicas.

Atualmente, Pedro Tavares prepara-se para editar o álbum “Em Cantos”. Cantado maioritariamente em português, este registo é apresentado pelo tema original “Poeta e Sonhador”, estando prevista a edição para breve através da Music For All. Este registo sucede a “Un Dia Llegará”, grande sucesso onde Pedro surpreendeu cantando na língua espanhola.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 16:44
link do post | favorito

ESTUDANTES DE ÉVORA TAMBÉM QUEREM ACABAR COM GARRAIADA NA QUEIMA DAS FITAS

Movimento de Estudantes "Pelo fim da garraiada na queima das fitas de Évora" pede votação justa e democrática

  • Estudantes questionam a legitimidade dos resultados da assembleia magna e pedem votações em urna;
  • Votações sobre a realização de um referendo acerca da continuidade da garraiada na Queima das Fitas não foram claros nem transparentes;
  • A divulgação tardia desta assembleia magna pela Associação de Estudantes condicionou a mobilização para a participação.

Inspirados pelos movimentos de estudantes do Porto e de Coimbra que optaram por suspender a garraiada académica da Queima das Fitas, alguns estudantes da Universidade de Évora criaram um movimento para debater o polémico tema das garraiadas académicas.

Em causa está a legitimidade dos resultados da assembleia magna de dia 3 de Abril que teve início às 22h e que se prolongou pela madrugada de quarta-feira. Sobre se este assunto, da continuidade ou do fim da garraiada na Queima das Fitas, deve ser referendado entre os estudantes, à semelhança do que aconteceu em Coimbra, foram feitas duas votações com critérios diferentes e resultados diferentes, sendo que ao longo do processo várias pessoas saíram da sala. O movimento de estudantes "Pelo fim da garraiada na queima das fitas de Évora" que tem como porta-voz o estudante de Medicina Veterinária Rui Mendonça, afirma que esta “falta de transparência e de rigor no processo de votação coloca em causa os valores de representatividade, de participação pública e de liberdade de expressão subjacentes á democracia” e propõe que o assunto volte a ser votado em assembleia magna com um sistema de voto em urna.

De acordo com o Porta Voz do movimento “um conjunto de circunstâncias impediu que o resultado [da votação sobre o referendo na última assembleia magna] fosse fidedigno" uma vez que, na primeira votação, deu "110 votos a favor da realização do referendo, 107 contra e seis abstenções. Sendo que o SIM para o referendo ser realizado ganhava, porém foram registados na segunda votação 124 votos contra o referendo e 117 a favor do mesmo. Os alunos gostariam de ver respondidas várias questões nomeadamente, "Como é que houve esta disparidade de resultados? E de onde é que surgiram mais pessoas de uma votação para a outra se saíram pessoas entre as votações".

Neste momento o movimento está a recolher assinaturas para convocar uma assembleia magna de estudantes que vote, novamente, a realização de um referendo sobre a continuidade da garraiada na Queima das Fitas. Para a convocação de uma assembleia magna de estudantes da UÉ extraordinária são necessárias as assinaturas de 10% dos cerca de 7.500 alunos da academia. A Queima das Fitas em Évora vai ter lugar este ano de 25 de maio a 02 de junho, mas a garraiada ainda não tem data de realização prevista.

A atual direção da associação académica decidiu incluir a realização do referendo sobre a garraiada na ordem de trabalhos desta assembleia magna para lançar a discussão sobre o assunto, aproveitando o referendo realizado sobre este tema na Universidade de Coimbra, a 13 de março.

A AAUE (Associação Académica da Universidade de Évora), divulgou em comunicado no passado dia 31/03/2018, que se realizaria uma Assembleia Magna Extraordinária no dia 03/04/2018 (três dias após a divulgação). Tal viola o período mínimo de divulgação de oito dias de antecedência.  A deficiente divulgação por parte da AAUE condicionou a mobilização de estudantes que se interessam pelo tema (votar sobre a realização de um referendo para perceber se a garraiada continua a fazer parte do cartaz da Queima das Fitas, ou não).

No espaço de 6 dias este movimento conta já com mais de mil e trezentos seguidores, o que demonstra que a participação de pouco mais de 200 pessoas na assembleia não é representativa do número de estudantes que se preocupam com o assunto, e conta já com 818 assinaturas, mais do que as necessárias. A entrega está marcada para dia 12, quinta-feira pelas 17:30 no edifício da Associação Académica da Universidade de Évora (Rua Diogo Cão nº21, 7000-872 Évora) pelo Porta-voz do movimento e mais alguns alunos colaboradores.



publicado por Carlos Gomes às 16:18
link do post | favorito

“LATE NIGHT”, QUANDO O SONHO SE TORNA MÚSICA D’A ENGRENAGEM

Até há alguns anos a música instrumental ficava incógnita, sendo ignorada em detrimento de tantas outras criações comerciais. Felizmente hoje a situação inverteu-se, tendo o nicho conquistado um espaço mediático que é seu por direito. É aqui que entra A Engrenagem, quinteto agora representado pela Music For All, projeto muito particular da cena musical brasileira.

A Engrenagem_Promo

Navegam pela música instrumental mas deixam à vista as influências Pop, Funk e Jazz através das quais pautam as suas criações. No currículo têm um EP e um álbum de originais (“Imaginante”, 2015; “Da Janela”, 2017) tendo recentemente espantado Brasília com o projeto 360º “Era para ser relax…” (2018).

Ao longo destes anos já brilharam por palcos brasileiros e suecos, abrindo mesmo para a reputada banda internacional Snarky Puppy no Circo Voador, Rio de Janeiro. Ao público português apresentam-se com “Late Night”, single instrumental que conquista e faz sonhar, a integrar no próximo EP, e que no verão mostrarão ao vivo nos palcos portugueses.

É da combinação única de Henrique Alvim (guitarra), Pedro Miranda (baixo), Renato Galvão (bateria), Felipe Viegas (teclados) e Filipe Togawa (sintetizador) que nasce a obra de arte que o quinteto chamou de A Engrenagem. Aqui existem experiências musicais. Existe Rock. Existe a prova de que Brasília é muito mais do que pensávamos.

Existe uma paixão por cantar, e tocar, o Brasil de forma moderna e atual. Existem cores, sentimentos e emoções. No fundo, existe música na verdadeira aceção da palavra. O destino já os tinha levado a palcos como o do Prémio Rodrigo Melo Franco de Andrade ou o Savassi Festival 2014 quando surgiu o primeiro registo de originais. O EP “Imaginante” foi editado em 2015, contou com três temas inéditos e foi uma importante alavanca nesta fase da banda.

O ano seguinte traria uma reviravolta inesperada. Rumaram à Suécia e por lá iniciaram as gravações do próximo registo de originais. Em pleno processo de gravações dão nas vistas no Örebro Musik Festivalen 2016, na já referida Suécia, assumindo-se assim como um dos projetos musicais mais peculiares que o Brasil exportou nos últimos anos.

Já 2017 traria consigo “Da Janela”, um novo capítulo dourado da história d’A Engrenagem. Ao longo de dez temas originais a banda espalha magia, incentiva ao sonho e conquista um lugar no coração de todos os amantes de música instrumental com propostas arrojadas.

Novo ano equivale a…novas aventuras musicais. Sob o nome “Era pra ser relax…” nasceu um projeto único em Brasília. De um lado havia “música para a cabeça”, do outro “música para o corpo”. Pelo meio brilhou o formato 360º e a voz da convidada Ellen Oléria, destacando-se ainda as intervenções visuais do artista plástico Hieronimus do Vale.

Mas A Engrenagem não se detém. As ideias fluem. Os ritmos brotam. As sonoridades misturam-se, criando paisagens sonoras até aí inexistentes. É assim que surge “Late Night”, o primeiro single do próximo EP da banda. Produzido por Daniel Santiago, e com edição prevista para a primeira metade de 2018, o novo registo precede uma digressão nacional com a Music For All, no próximo verão, que os vai trazer pela primeira vez aos palcos portugueses.

                               Citação de Octávio Schwenck Amorelli – Traços (2017):

“Ængrenagem é sobretudo um estudo de experimentação que mostra o crescimento de Brasília muito além do rock, uma música que transborda imagens coloridas, fluidez de luzes esfumaçadas e produção impecável…”

Citação da Hanada Katsuaki  - Latina Co. (2017):

"It is a work that seems to tell us the arrival of the new generation of Brazilian Instrumental Music, please be sure to pay attention.”


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 16:14
link do post | favorito

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS REÚNE CONSELHEIROS TÉCNICOS EM ENCONTRO NACIONAL

30623684_1598417676874516_5187512213263789083_n



publicado por Carlos Gomes às 10:07
link do post | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

METRO DE LISBOA LANÇA NOV...

CASAS REGIONAIS REÚNEM-SE...

GREVE PARCIAL PARALISA ME...

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE L...

QUEIXA CRIME DO PAN PELO ...

JOVENS FOLCLORISTAS REÚNE...

PAN QUER IMPEDIR CONFINAM...

CASA CERVEIRENSE COMEMORA...

MINHOTOS LEVARAM A LOURES...

AQUÁRIO VASCO DA GAMA, SE...

LOURES REALIZA HOJE DESFO...

GOVERNO ACOLHE PROPOSTAS ...

METRO ORGANIZA VISITA GUI...

ALFRAGIDE RECEBE CANTARES...

RIO DE MOURO É TERRA SALO...

O QUE SE PASSA COM OS POS...

PAN PROPÕE MEDIDAS CONTRA...

JOHN HOWARD EXPÕE FOTOGRA...

VÃO OS MUNÍCIPES DE SINTR...

METRO LANÇA CAMPANHA EMOC...

PAN QUER MAIS INCENTIVOS ...

MINHOTOS EM LOURES REALIZ...

PAN QUER ACABAR COM A POB...

PAN QUESTIONA APOIO DO IS...

METRO DE LISBOA PROMOVE V...

ALTO DO MOINHO VAI AOS FA...

SUSANA TERESO ENSINA A PI...

MACANITAS DE TERCENA ORGA...

METRO QUER CLIENTES SATIS...

METRO DÁ MÚSICA AOS LISBO...

PARTIDO "OS VERDES" EXIGE...

MINHOTOS EM LISBOA RECRIA...

MINHOTOS EM LISBOA DESFOL...

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

PARÓQUIAS DA PÓVOA DE SAN...

PARTIDO "OS VERDES" QUER ...

PAN QUESTIONA EMISSÕES DE...

PARTIDO "OS VERDES" DEFEN...

CASA DO CONCELHO DE ARCOS...

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

PARÓQUIAS DA PÓVOA DE SAN...

PAN QUER RÓTULOS DE AZEIT...

PAN EXIGE ESCLARECIMENTOS...

RIO DE MOURO: ISTO NÃO É ...

MARVILA DÁ VOZ AO FADO

PAN AGENDA INICIATIVAS PO...

GOESES PEREGRINAM À ANTIG...

JÁ SE CIRCULA DE BICICLET...

METRO FAZ CAMPANHA JUNTO ...

MINHOTOS FAZEM PROCISSÃO ...

arquivos

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds