Blogue de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Lisboa e arredores

Segunda-feira, 14 de Março de 2016
PARTIDO PAN QUESTIONA GARRAIADA ACADÉMICA

PAN contacta Conselho de Veteranos da Universidade de Coimbra sobre as práticas da Garraiada Académica

O PAN, Pessoas- Animais-Natureza, acaba de abrir um diálogo positivo e construtivo com o Conselho de Veteranos da Universidade de Coimbra acerca das atividades académicas relacionadas à Garraiada que se realiza durante a Queima das Fitas desta Academia.

Enquanto cidade representante de uma sociedade cosmopolita, Coimbra sempre se colocou na vanguarda das grandes transformações socioculturais e avanços civilizacionais vividos em Portugal. O partido considera que a cidade e a academia, à semelhança da iniciativa da sua congénere do Porto, podem também posicionar-se na linha da frente no que diz respeito ao bem-estar e à proteção animal.

As práticas da Garraiada Académica não se enquadram neste quadro de pensamento e de atuação e são já várias as posições a favor da não existência de ações de violência gratuita para com os animais associadas a eventos académicos. É relevante notar que, como tem vindo a público, a Academia do Porto se prepara para abolir uma prática idêntica nos festejos da Queima das Fitas do Porto.

De referir ainda que esta prática tem elevados custos que nunca são cobertos em termos de receita. Estes fundos poderão ser melhor capitalizados em eventos alternativos e sem violência. Dos contactos realizados existe abertura e vontade, por parte do Conselho de Veteranos para alterar estas práticas, apesar de ainda não ser para este ano, por já existirem bilhetes vendidos para as festividades. O PAN acredita que este será um primeiro passo para o acompanhamento de uma mudança civilizacional que muitos portugueses têm vindo a pedir.



publicado por Carlos Gomes às 11:22
link do post | favorito

Segunda-feira, 29 de Fevereiro de 2016
PARTIDO PAN QUESTIONA TAUROMAQUIA

PAN lança o segundo ciclo de conferências sobre "Políticas Públicas de Bem-Estar Animal”. Primeira Sessão a 5 de Março: “O impacto da tauromaquia nas crianças e jovens”

Nos próximo dia 5 de Março o PAN – Pessoas – Animais – Natureza lança o segundo ciclo de conferências "Políticas Públicas de Bem-Estar Animal".

Uma iniciativa, lançada em Março do ano passado, que reúne vozes com interesse nesta causa. Estas conferências, de participação gratuita e acessível a todos, convidam à participação de representantes de organismos públicos, investigadores, professores universitários, representantes de outras forças políticas, representantes de poder central e local, oradores estrangeiros, entre outras personalidades relevantes nestas áreas.

No próximo Sábado, 5 de Março, pelas 15h00, a sede do PAN (Av. Almirante Reis 81)

O Deputado André Silva vai abrir a primeira conferência deste ciclo subordinada ao tema: “O impacto da tauromaquia nas crianças e jovens”. Neste encontro participam representantes da Comissão Nacional de Protecção das Crianças e Jovens em Risco (Armando Leandro), da Universidade de Lisboa (Fernando Araújo), da Sociedade Portuguesa para a Educação Humanitária (Mariana Crespo), da Plataforma Basta (Sérgio Caetano) e da Fundação Franz Weber (Anna Mulà).

Este novo ciclo pretende dar continuidade ao trabalho de proximidade com os cidadãos já iniciado pelo PAN, promover o debate das questões relacionadas com os direitos dos animais, dar conhecimento das políticas comunitárias, locais ou nacionais, consciencializar a população e estimular os participantes a reflectir sobre o papel de todos nós na protecção dos animais.



publicado por Carlos Gomes às 17:02
link do post | favorito

Quarta-feira, 27 de Janeiro de 2016
PARTIDO PAN AGUARDA RESPOSATA DO GOVERNO ACERCA DO REGULAMENTO DO ESPETÁCULO TAUROMÁQUICO E UTILIZAÇÃO DE AMIANTO EM EDIFÍCIOS PÚBLICOS

O PAN – Pessoas – Animais – Natureza aguarda respostas do governo a duas questões colocadas pelo Deputado André Silva, no exercício do seu direito de questionar entidades públicas para que, desta cooperação, melhor decorra o exercício das suas funções.

800

Em primeiro lugar e, considerando que não existem dados que permitam aferir se o regulamento do Espetáculo Tauromáquico (Decreto-Lei n.º 89/2014) está, ou não, a ser cumprido, o PAN questionou a Inspeção Geral das Atividades Culturais (IGAC) sobre o número de contraordenações registadas, arquivadas e com decisão de aplicação de coima desde a entrada em vigor deste regulamento.

Com esta questão o PAN considera oportuno apurar do cumprimento do presente Regulamento pelos promotores dos espetáculos tauromáquicos e demais entidades, desde a sua entrada em vigor, nomeadamente por via da contabilização do número de contraordenações registadas até à data, para efeitos de averiguar da consciencialização das referidas entidades para o cumprimento da legislação aplicável. 

A segunda questão foi colocada pelo PAN ao Ministério do Ambiente e prende-se com o levantamento de edifícios, instalações e equipamentos públicos com Amianto e com a aplicação do previsto na Lei n.º 2/2011, de 9 de Fevereiro.

O PAN pretende apurar se existe algum interlocutor que reúna toda a informação disponível sobre os edifícios e equipamentos com amianto e que coordene de alguma forma o trabalho que tem sido desenvolvido e qual o calendário para diligências futuras, com vista ao levantamento definitivo do amianto de todas as unidades que o contenham.



publicado por Carlos Gomes às 17:23
link do post | favorito

Sexta-feira, 8 de Janeiro de 2016
PROTOIRO APRESENTA A TEMPORADA TAURINA DE 2015 EM NÚMEROS

A temporada tauromáquica de 2015 saldou-se por um balanço bastante positivo. Caracterizou-se por um aumento global de 1.8% de espectadores nas praças de touros do nosso país (462.000), tal como pelo aumento do número médio de espectadores nas corridas de toiros (2415).

75009_516468958387495_1219458441_n

Realizaram-se 233 espectáculos, menos 17 que em 2014 (250). As corridas de toiros (161) aumentaram o seu peso representando 69% dos espectáculos tauromáquicos, mais 3% que em 2014. As exportações de touros (335) aumentaram 62% face a 2014 contribuindo positivamente para o saldo da balança comercial portuguesa.

As transmissões televisivas (7) continuaram a revelar um excelente desempenho com um acumulado de cerca de 3 milhões de telespectadores e picos de 700 mil espectadores por transmissão, num exemplo cabal de serviço público, chegando a liderar as audiências em vários momentos.

Realizaram-se espectáculos em todo o país com excepção dos distritos de Braga, Vila Real e região autónoma da Madeira. O distrito de Lisboa liderou em número de espectáculos (33), sendo Albufeira a cidade com mais espectáculos (23). A região dos Açores lidera a média de ocupação das praças em corridas de toiros (75%). A região Centro-Norte continua a liderar no continente (71%).

Na elaboração deste resumo estatístico foram usados como fontes os dados da Associação Nacional de Toureiros (ANDT) e a Associação Portuguesa de Criadores de Toiros de Lide (APCTL), sendo cruzados entre si. Obtemos assim resultados rigorosos e que espelham a totalidade da actividade do setor cultural taurino, pois os dados compilados pela Inspeção Geral das Actividades Cultural (IGAC) não retratam toda a realidade taurina portuguesa.

Outras fontes: Pordata, ICA (Instituto do Cinema e Audiovisual) e GFK/CAEM (Audiências).

Foram contabilizados todos os espetáculos públicos em que foram lidadas pelo menos uma rês brava de lide. Análise Detalhada Analisando a assistência de público às praças, no ano de 2015, registou-se um aumento de espectadores para os 462.000, um aumento de 1.8% face a 2014. Registou-se também um aumento do nº médio de espectadores por espetáculo, em particular nas corridas de touros, passando dos 2240 espectadores por espectáculo em 2014, para os 2415 espectadores por espectáculo em 2015, um aumento médio de aproximadamente 175 espectadores por corrida.

Em Portugal continental e ilhas realizaram-se 233 espetáculos, menos 17 que em 2014. Destes, e analisando por tipologia de espetáculo, destacam-se as Corridas de Touros, com 69% do total dos espetáculos realizados, com um aumento de 3% face a 2014. Comparando o número médio de espectadores por espectáculo noutro sectores culturais, como o teatro, cinema ou ópera, o número médio de espectadores por corridas de toiros, vemos que que aqueles ficam a uma grande distância dos números das corridas de toiros, com uma média de 2415 espectadores por corrida.

O teatro tem um número médio de 146 espectadores por sessão (dados Pordata 2014), enquanto o cinema tem um número médio de 20 espectadores por sessão (dados 2014 Instituto do Cinema e Audiovisual) e a Ópera tem um número médio de 336 espectadores por sessão (dados Pordata 2014).

Em 2015 foram transmitidas 7 corridas de toiros pela RTP1, tendo estas transmissões registado um acumulado médio de cerca de 3 milhões de telespectadores, com picos de 700 mil espectadores por transmissão, mostrando a grande adesão dos portugueses a este tipo de espectáculo.

A tauromaquia tem uma expressão nacional com espectáculos de norte a sul do país, passando pelos Açores. Realizam-se espectáculos taurinos em todos os distritos com excepção de Vila Real, Braga e a Região Autónoma da Madeira. O distrito com mais espectáculos em 2015 foi Lisboa com 33 espectáculos.

A cidade com mais espectáculos realizados em 2015 foi Albufeira, com 23 espectáculos, seguida de Lisboa com 13 espectáculos e Angra do Heroísmo com 8 espectáculos.

Em relação à percentagem média de ocupação das praças em Corridas de Toiros, os Açores registam a maior média de ocupação no país com uma média de 75%. A região Centro-Norte lidera este indicador em Portugal continental com com 71%, seguido da região do Alentejo com 67%. Em termos de crescimento deste indicador, destacam-se a região do Alentejo com uma subida de 11%, seguindo-se o Centro-Norte com 5%.

Por distrito Viseu e Guarda lideraram com uma taxa de 100% e os Açores com 75%. O escalafon (ranking) de actuações de Cavaleiros Tauromáquicos foi liderado por Luís Rouxinol e Marcos Bastinhas, com 44 actuações e Joaquim Bastinhas, com 33 actuações. Paco Velasquez liderou o escalafón dos Matadores de Toiros com 6 actuações seguido por Manuel Dias Gomes e Pedrito de Portugal com 3 actuações.

Os Forcados Amadores de Cascais lideraram a sua categoria com 25 actuações, seguidos pelos Amadores do Ribatejo, com 23 actuações, e os Amadores de Santarém com 21. Josué Salvado, com 54 actuações, Diogo Costa, com 52, e Ricardo Raimundo, com 52, ocuparam os primeiros postos do escalafon dos Bandarilheiros.

Quanto aos Novilheiros Diogo Peseiro liderou com 6 actuações, seguido de João Augusto Moura e Joaquim Ribeiro “Cuqui” com uma actuação. João Martins liderou o top dos Novilheiros Praticantes com 11 actuações, “Parreirita Cigano” e Luís Rouxinol Jr., o top de Cavaleiros Praticantes, com 17 actuações. João Oliveira liderou na categoria de Bandarilheiros Praticantes com 29 actuações. Quanto às Empresas, o ranking foi liderado pela Touros das Sesmarias com 24 espectáculos organizados, seguida da Aplaudir com 21 e a S.R.U Campo Pequeno com 13.

As Ganadarias que mais lidaram em Portugal foram a ganadaria Passanha, que lidou 66 toiros, seguida da ganadaria Pinto Barreiros, com 49, e Falé Filipe, com 44. Contabilizando também as corridas lidadas fora de Portugal, o ranking ganadeiro é liderado pela ganadaria Passanha, com 89 toiros lidados, seguida da ganadaria Murteira Grave e de Pinto Barreiros com 49 reses lidadas.

Os Directores de Corrida com mais corridas dirigidas foram Agostinho Borges, com 41 espectáculos dirigidos, Marco Gomes, com 28 espectáculos e Lourenço Luzio com 24. A tauromaquia contribui de forma muito positiva para o saldo da balança comercial (exportações – importações), já que em 2015 as exportações de touros de lide (335) superaram significativamente as importações (25). Em 2014 o valor das exportações foi de 207 touros.

Esta variação anual das exportações, representa um aumento de 62%, pelo que este valor compara com os melhores resultados de outros sectores de atividade em Portugal no ano de 2015. Em 2015 ocorreram 10 mudanças de categoria profissional onde se destaca o novo cavaleiro profissional António D’Almeida e os bandarilheiros profissionais João Diogo Duarte e Pedro Vicente.



publicado por Carlos Gomes às 20:46
link do post | favorito

Sexta-feira, 4 de Dezembro de 2015
PROTOIRO REAGE ÀS DECLARAÇÕES DO PRIMEIRO-MINISTRO SOBRE TAUROMAQUIA

António Costa ataca a cultura tauromáquica e os direitos e liberdades fundamentais dos Portugueses.

O Sr. Primeiro-Ministro, António Costa, proferiu esta quarta-feira, no parlamento português, declarações gravíssimas e inadmissíveis, atentatórias da cultura portuguesa e dos direitos e liberdade dos cidadãos portugueses. Defendeu o  Sr. Primeiro Ministro a possibilidade de proibições à actividade tauromáquica nos municípios portugueses, por pressão do Partidos dos Animais, partido que representa apenas 0,6% dos eleitores portugueses.

75009_516468958387495_1219458441_n

Tais declarações constituem um enorme atentado à cultura, identidade, direitos  e liberdades fundamentais dos cidadãos, sendo absolutamente inadmissíveis, vindas de um primeiro ministro que se quer credível e respeitado. Estas declarações levantaram indignação em vários setores da sociedade portuguesa e, levaram mesmo, à desfiliação de membros do partido socialista. 

Esta posição revela, antes de mais, um total desconhecimento da legalidade e da importância da tauromaquia no nosso país e para os portugueses. É o próprio estado que define no Decreto-Lei 89/2014 de 11 Junho, que “a Tauromaquia é nas suas diversas manifestações, parte integrante do património da cultura popular portuguesa” sendo esta área tutelada pelo Ministério da Cultura.  Ora, o acesso à cultura é um direito fundamental e constitucionalmente protegido, sendo ilegal e inconstitucional qualquer tentativa de impedimento de acesso dos cidadãos à cultura. A serem implementadas as medidas proferidas, tal constituiria uma grave violação dos direitos, liberdades e garantias constitucionais dos portugueses. 

Em democracia o respeito pelas diferenças e liberdades culturais, não se faz com proibições nem limitações ilegais de direitos, mas sim, deixando aos cidadãos a responsabilidade de fazerem as suas escolhas em total liberdade. Isso sim é o respeito pela legalidade e pela democracia, num país de direito e evoluído, no século XXI. Quer o Sr. Primeiro Ministro, António Costa, ser responsável pelo atentado a direitos e liberdades fundamentais dos portugueses? É esta a sua proposta de governação?

Estas declarações revelam um absoluto desconhecimento da importância económica da tauromaquia portuguesa, que movimenta milhões de pessoas anualmente no nosso país, entre corridas e tauromaquias populares, o que se traduz em muitos milhões de euros de impacto directo e indirecto na economia portuguesa, quer no interior, quer nas regiões urbanas, com forte impacto na criação a manutenção de emprego. Quer o Sr. Primeiro Ministro, António Costa, ser responsável pela criação de desemprego e pobreza? Quer o Sr. Primeiro Ministro ser responsável por ataques ilegais à liberdade do exercício do trabalho e de empresa? Quer o Sr. Primeiro Ministro, António Costa, ainda, ser responsável pela destruição da coesão territorial do nosso país? É esta a sua proposta de governação?

Estas declarações revelam absoluto desconhecimento da importância do impacto ecológico da criação do toiro bravo, em liberdade, na biodiversidade da lezíria e do montado. Animal que usufrui de uma criação com os máximos níveis de bem-estar animal, muito acima dos padrões europeus, e é um património genético nacional, único no mundo. Quer o Sr. Primeiro Ministro, António Costa, ser responsável pela extinção do touro bravo? Quer o Sr. Primeiro Ministro ser responsável pela destruição de ecossistemas e biodiversidade que florescem em redor do toiro bravo? Quer o Sr. Primeiro Ministro, António Costa, ser responsável pela destruição de séculos de património genético nacional? É esta a sua proposta de governação?

Além do mais, segundo estudo da Eurosondagem, sabemos que a 86,1% dos portugueses não defende qualquer proibição relativa às touradas; que 32,7% dos portugueses são aficionados, sendo que só 11% são antitaurinos, além de que 65,3% acha que seria muito grave o desaparecimento da tradição taurina para a identidade nacional. 

Perante a opinião dos portugueses, e as gravíssimas consequências das declarações proferidas, temos a certeza que o Sr. Primeiro Ministro, António Costa, e, o Partido Socialista, terão a clarividência de não atacar os milhões de aficionados portugueses, onde se encontraram muitos eleitores efectivos e potenciais do Partido Socialista, nem seguir num caminho de ilegalidades de onde só poderão sair derrotados. Temos a certeza que a legalidade, o respeito e o bom-senso irão prevalecer. 

ProToiro

Federação Portuguesa de Tauromaquia

www.touradas.pt 



publicado por Carlos Gomes às 22:38
link do post | favorito

Terça-feira, 1 de Dezembro de 2015
PROTOIRO LANÇA PORTAL PEDAGÓGICO SOBRE TAUROMAQUIA EM PORTUGAL

Foi ontem lançado o primeiro portal pedagógico e promocional dedicado às TOURADAS (www.touradas.pt), que foi desenvolvido pela ProToiro, Federação Portuguesa de Tauromaquia. O trabalho fotográfico é da autoria do fotógrafo Francisco Romeiras.

75009_516468958387495_1219458441_n

Trata-se de um portal único no seu género, e destina-se ao grande público, com o grande objectivo fornecer informação credível e rigorosa sobre todo o universo cultural da Tauromaquia Portuguesa. De uma forma simples e despretensiosa, qualquer pessoa, independente de ser aficionado, curioso ou de não gostar de corridas de touros, poderá encontrar informação esclarecedora sobre os principais temas desta arte. 

O site gira em torno de oito grandes eixos temáticos que são o Toiro, a Tourada, a História da Tauromaquia, os Intervenientes, as Touradas na Cultura, as Touradas em Números, as Razões para ser Aficionado e as principais Mentiras sobre as Touradas. Cada um destes temas é aprofundando de uma forma muito simples, através de perguntas e respostas. 

Além disto, estão também disponíveis Galerias de imagens e vídeos que ilustram vários destes temas. O site contará ainda com uma Agenda das corridas em Portugal, passando a ser um local de consulta fácil da agenda taurina portuguesa, durante a temporada. Na área de Notícias irão ser publicados os principais factos relativos à defesa e promoção da Festa, além da comunicação institucional da ProToiro. O site possui ainda uma loja onde os aficionados poderão adquirir alguns livros de tauromaquia, aos quais se irão somar outros artigos brevemente. 

Este é somente o ponto de partida do site, uma vez que este irá ser constantemente actualizado e aumentado, pelo que vários aspectos da cultura taurina que ainda não estão contemplados, virão a estar presentes, brevemente. 

Com este lançamento a ProToiro espera dar um forte contributo para a promoção da cultura taurina e para o esclarecimento da opinião pública sobre a temática das corridas de toiros, que é um dos traços marcantes da identidade de Portugal, e que muitas vezes são atacadas com base na ignorância. Agora já não ha razão para que assim seja. 

Protoiro

Federação Portuguesa de Tauromaquia

Portal Touradas_Home

Portal Touradas_Entrada_2

Portal Touradas_Entrada



publicado por Carlos Gomes às 19:41
link do post | favorito

Quinta-feira, 29 de Outubro de 2015
PARTIDO PAN CONGRATULA-SE PELO FIM DO FINANCIAMENTO Á TAUROMAQUIA

Aprovada legislação que impede a utilização de fundos europeus para o financiamento da tauromaquia. O fim dos subsídios às práticas tauromáquicas é um dos eixos prioritários do programa eleitoral do PAN

O Parlamento Europeu aprovou ontem uma emenda aos fundos da Política Agrária Comum que cessa a alocação de verbas europeias para o financiamento de actividades tauromáquicas que impliquem “actividades letais para os animais” dentro da arena.

De acordo com dados do Partido Verde Europeu a União Europeia gasta, por ano cerca de 129 milhões de euros em subsídios para os criadores de touros de lide e para o mundo da tauromaquia, através dos financiamentos da Política Agrícola Comum (PAC). Por este motivo o texto apresentado por este partido especifica que não é permitido usar os créditos da PAC, nem outros.

Esta decisão votada em Estrasburgo obteve 438 votos a favor, 55 abstenções e 199 votos contra e adverte que um financiamento deste tipo “constitui uma violação do Convénio Europeu de protecção dos animais em explorações de gado (Directiva 98/58/EC) ”.

Em setembro deste ano o PAN – Pessoas-Animais-Natureza - viu aprovada na Assembleia Municipal de Lisboa uma moção que solicita à Assembleia da República a clarificação, por via legislativa e de forma incontestável, das atribuições municipais à proibição de actos de violência contra animais, incluindo touradas.

A abolição das touradas é um dos eixos prioritários do programa eleitoral do PAN para as Legislativas 2015. O partido tem-se mostrado firme contra os actos violentos a que são sujeitos estes animais, violência que continua a ser financiada com dinheiros públicos e legitimada por várias vias tendo em conta o entretenimento.

“Acompanhando a evolução civilizacional e ética que acredito que Portugal exige, iremos sempre mostrar o nosso total repúdio em relação à existência das touradas e eventos semelhantes. Os portugueses têm o direito cultural de se divertirem, mas não à custa de sofrimento e morte de animais. Não havendo legislação que proíba as touradas, urge um trabalho cada vez maior de sensibilização da sociedade, trabalho que o PAN tem tomado como prioritário”, comenta o deputado e porta-voz do PAN André Silva.

“Até porque trinta e sete anos depois da Declaração Universal dos Direitos dos Animais da UNESCO, queremos que Portugal pare de pertencer à lista dos poucos países europeus que promovem o sofrimento animal nas touradas”, reforça André Silva.



publicado por Carlos Gomes às 15:28
link do post | favorito

Terça-feira, 15 de Setembro de 2015
PAN QUER TRANSFERIR PARA OS MUNICÍPIOS COMPETÊNCIAS PARA PROIBIR AS TOURADAS E CIRCOS COM ANIMAIS

Assembleia Municipal de Lisboa aprova moção proposta pelo PAN que capacita municípios à proibição de violência contra animais

Moção pede a atribuição competências municipais em relação à proibição de atos de violência contra animais, incluindo touradas e representa momento histórico na luta pelos direitos dos animais em Portugal

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza viu hoje aprovada na Assembleia Municipal de Lisboa uma moção que solicita à Assembleia da República a clarificação, por via legislativa e de forma incontestável, das atribuições municipais à proibição de atos de violência contra animais, incluindo touradas.

Esta iniciativa veio reforçar uma moção já apresentada pelo PAN pela proibição das touradas em Junho do ano passado e que foi reprovada por apenas três votos de diferença. A votação desta tarde contou com votos contra do CDS, a abstenção do PCP; 10 abstenções pelo PS com os restantes deputados deste partido a votarem a favor. Todos os outros deputados da AML votaram favoravelmente.

"Este é mais um momento histórico na luta pelos direitos dos animais em Portugal, uma vez que, caso a Assembleia da República cumpra o pedido, os municípios terão autonomia para sancionar atos de violência contra animais, o que se deverá refletir em novas políticas de bem-estar em prol dos animais, de companhia, assim como proibição de circos com animais e de espetáculos tauromáquicos", refere André Silva, porta-voz do PAN.

A moção aprovada será agora enviada para a Assembleia da República, que deverá clarificar esta posição, uma vez que, a competência dos municípios em áreas como a educação, a cultura, tempos livres, ambiente e promoção do desenvolvimento integral, evidentemente, o direito de promover o bem-estar animal, de sancionar actos de violência contra animais e de sujeitar a autorização diversas atividades que envolvem animais (conforme aliás resulta expressamente da Lei n.º 92/95, de 12 de Setembro), promovendo, também por essa via, o desenvolvimento social, cultural e ético do respetivo município.



publicado por Carlos Gomes às 18:46
link do post | favorito

Terça-feira, 1 de Setembro de 2015
O FIM DA “TAUROPATIA”

O BLOGUE DE LISBOA agradece a colaboração do Partido PAN (Pessoas-Animais-Natureza), traduzido na oferta do artigo de opinião da Drª Bebiana Cunha, psicóloga na Câmara Municipal de Matosinhos e candidata por aquele partido às próximas eleições legislativas.

Perante actuações de violência gratuita é uma obrigação cívica manifestarmo-nos, seja quando se apedrejam mulheres adúlteras, se abandonam ou recusam pessoas à sua sorte no mar mediterrâneo, se constatam modelos de escravatura e/ou quando se usa violência sobre outros seres, sob a capa de uma terminologia de espectáculo, arte ou cultura. Assim, utilizam-se conceitos como espectáculo ou arte para designar o aprisionar de um touro e/ou outros animais numa arena, onde o condenam à tortura e ao sofrimento. Em boa verdade, independentemente de ser considerado arte ou espectáculo, uma injustiça é sempre uma injustiça, independentemente dos adornos estéticos que lhe sejam dados. De uma vez por todas há que colocar um juízo moral sobre aquilo que se considera tradição e construir uma sociedade mais justa, onde a forma como tratamos os animais, nos possa orgulhar do elevado grau ético da nossa sociedade. Nenhuma tradição pode encobrir a maldade e a crueldade.

Muitas vezes procura-se desvirtuar os motivos do protesto, colocando o enfoque em quem protesta, em vez de ser colocado nos actos de tortura: dispostos a sacrificar a vida, a destruir a integridade física e psicológica de seres sencientes/conscientes, sem o menor arrependimento moral, compaixão ou empatia. Como sabemos, os estudos psicológicos e sociológicos têm indicado efeitos bastante nefastos da tauromaquia, concluindo que a pedagogia da violência é altamente prejudicial ao desenvolvimento humano. Não obstante, a educação tem sido descurada.

Numa perspetiva histórica encontramos momentos de culto, respeito, eventualmente admiração ou medo por estes animais, tendo-se transitado para momentos de crueldade e subjugação, onde o ser humano faz o pior de si: perde a sua humanidade.

É de esperar que a mudança gradual de mentalidades causada pelo Movimento (Inter)nacional de defesa dos animais proporcione uma mudança neste espaço de agressão psicossocial chamado tourada, uma vez que se trata de algo completamente inútil para os nossos interesses vitais, causa sofrimento gratuito a seres sencientes/conscientes, e é de uma violência cénica brutal. É dever do governo de um país dar este salto civilizacional contribuindo para a evolução da sociedade, protegendo e educando os seus filhos para o respeito, a dignidade, a compaixão e a empatia.

Bebiana Cunha

Cabeça-de-lista pelo PAN, no distrito do Porto, nas Legislativas de 2015, a 04 de Outubro, dia internacional do animal.



publicado por Carlos Gomes às 18:42
link do post | favorito

Quinta-feira, 20 de Agosto de 2015
ALCOCHETE: APOSENTO DO BARRETE VERDE COMEMORA 71 ANOS DE EXISTÊNCIA



publicado por Carlos Gomes às 11:55
link do post | favorito

Quinta-feira, 21 de Maio de 2015
RIBATEJO VIVE A FESTA BRAVA



publicado por Carlos Gomes às 00:31
link do post | favorito

Quinta-feira, 14 de Maio de 2015
MOITA ESTÁ EM FESTA NA FEIRA DE MAIO

Feira de Maio inicia ciclo de festividades no concelho da Moita

Está prestes a iniciar-se a época das festas populares no concelho da Moita. A Feira Regional de Maio, na vila da Moita, arranca o ciclo das festividades que percorrem todas as freguesias, já entre os dias 21 e 24 de maio.

Largada de Toiros

No programa deste ano, não faltam as tradicionais largadas de toiros, na Avenida Dr. Teófilo Braga, uma corrida de toiros, um Festival Taurino, o IV Campeonato Maneio em Velocidade, a exposição e desfile de carros antigos e clássicos, o Espaço de Gastronomia Local, onde irá ter lugar o IV Almoço da Feira, e os habituais divertimentos, com diferentes carrosséis.

A animação vai ser preenchida com o espetáculo “Nascer para a Dança”, Noite de Fados com António Pinto Bastos, o espetáculo “Cantigas da Rua”, a atuação do Grupo Coral Alentejano “O Sobreiro” e o espetáculo de encerramento com a Academia Musical da Moita. A Charanga Musical do Huga Huga do Rosário e os “Peña Kalimotxo” vão ser os protagonistas da animação de rua, em dois dias distintos.

Peças d’Arte

O Pavilhão Municipal de Exposição volta a abrir as portas, de 22 a 24, à “Peças D’Arte” – III Feira de Antiguidades, Velharias e Artesanato. Esta feira, com entrada gratuita, pode ser visitada no dia 22, das 20:00h às 24:00h, no dia 23, das 14:00h às 24:00h, e no dia 24, das 10:00h às 19:00h.

11ªBiofesta

Inserida também no programa da Feira de Maio está a Biofesta – 11ª Mostra de Projetos e Produtos Biológicos, no dia 24 de maio, das 10:30h às 18:00h, no Largo Conde Ferreira, na Moita, este ano, dedicada à Batata.

No Posto de Turismo Municipal, na Moita, pode também apreciar a exposição coletiva “Artes do Tejo. A Paga da Praia”. No âmbito desta exposição, no dia 23 de maio, a partir das 21:00h, o calafate, o ferreiro, o carpinteiro, o mestre das velas e o pintor, profissões tradicionais do Tejo, vão recuperar um barco tradicional, junto ao Posto de Turismo (Rua Machado Santos).

Os programas da Feira de Maio e da Biofesta estão disponíveis para consulta em www.cm-moita.pt.

Almoço da Feira

Programação da Feira de Maio 2015

Nota de Abertura

Vamos cumprir a tradição com mais uma edição da Feira de Maio.

Os tempos que atravessamos continuam difíceis, contudo esta comissão de festas empenhou-se para proporcionar um programa de atividades diversificadas, mantendo as suas fortes características e enraizadas tradições.

Chegou o momento da diversão, do convívio, de reencontrar amigos.

Estamos seguros do êxito que a participação dos Moitenses e dos forasteiros que nos visitam, dará á nossa Feira de Maio.

Queremos também registar o nosso profundo agradecimento pelo empenho, colaboração e contributo do Município da Moita e seus trabalhadores; Comércio Local; agentes económicos; movimento associativo; feirantes e restante comunidade para o sucesso da Feira de Maio edição 2015.

Bem hajam!

A Comissão Coordenadora das Festas do Município da Moita:

Ana Rita Recto I Clarisse Santos I João Gregório I Joaquim Marques I João Panoias I Luís Augusto I Luís Pascoeiro I Nuno Oliveira

Quinta-feira, 21 de Maio

21:00H            Abertura Oficial da Feira Franca, Carroceis e Divertimentos, com salva de morteiros. Noite do Carrocel e do Divertimento Infantil.

21:00H            Abertura do Espaço da Gastronomia, na Rua Cinco de Outubro.

21:30H            Espectáculo “Nascer para a Dança”

            Com a participação do Grupo de Dança Hip-Hop “Dance Culture”; da Creche, Jardim-de-infância e ATL “O Varino” e da Creche, Jardim-de-infância e ATL “O CHARLOT” da Santa Casa da Misericórdia de Alhos Vedros;

Sexta-feira, 22 de Maio

21:00H            Salva de Morteiros.

21:00H            Abertura do Espaço da Gastronomia, na Rua Cinco de Outubro.

21:00H            Abertura da Feira: - PEÇAS D`ARTE - III FEIRA DE ANTIGUIDADES, VELHARIAS E ARTESANATO, no Pavilhão Municipal de Exposições. (Organização CMM).

22:00H            Grandiosa Noite de Fado com António Pinto Bastos, acompanhado por Dinis Lavos na Guitarra Portuguesa, Mário Estorninho na Viola e João Penedo na Viola Baixo. Palco nas escadarias da Câmara Municipal, Praça da República.

23:30H            Arruada com a Charanga musical Huga - Huga do Rosário

24:00H            Encerramento da - PEÇAS D`ARTE - III FEIRA DE ANTIGUIDADES, VELHARIAS E ARTESANATO, no Pavilhão Municipal de Exposições. (Organização CMM).

24:00H            1ª Largada de Toiros na Av. Dr. Teófilo de Braga

Sábado, 23 de Maio

08:00H            Alvorada com Salva de Morteiros.

09:00H            Passeio de Bicicleta “Pedalada à Beira Tejo” - NaturalMoita (Organização CMM).

10:30H            2ª Largada de Toiros na Av. Dr. Teófilo de Braga.

11:00H            Exposição de Carros Antigos e Clássicos, na Praça da República. (Organização Histórico Automóvel Clube Entre Tejo e Sado)

12:00H            Abertura do Espaço da Gastronomia, na Rua Cinco de Outubro.

14:00H            Abertura da Feira: - PEÇAS D`ARTE - III FEIRA DE ANTIGUIDADES, VELHARIAS E ARTESANATO, no Pavilhão Municipal de Exposições. (Organização CMM).

15:00H            Desfile de Carros Antigos e Clássicos - Início na Praça da República. (Organização Histórico Automóvel Clube Entre Tejo e Sado).

16:00H            Animação de rua pela Companhia Il Cataldo (Itália) – “Que está cozinhando?”, no âmbito da 20ª Edição de “Sementes – Mostra Internacional de Artes para o Pequeno Público”, na Praça da República. (Organização CMM).

17:00H            Festival Taurino, na Praça Daniel do Nascimento. (Organização: Escola de Toureio e Tauromaquia da Moita)

21:00H            Salva de Morteiros.

21:00H            "Estaleiro da Minha Praia"  O Calafate, o Ferreiro, o Carpinteiro, o Mestre das Velas e o Pintor vão recuperar um barco tradicional, junto ao Posto de Turismo Municipal, Rua Machado Santos. (Organização: Centro Náutico Moitense).

22:30H            Espetáculo Musical com “Cantigas da Rua”, no palco da Praça da República

24:00H            Encerramento da - PEÇAS D`ARTE - III FEIRA DE ANTIGUIDADES, VELHARIAS E ARTESANATO, no Pavilhão Municipal de Exposições. (Organização CMM).

Domingo 24, de maio

8:00H  Alvorada com Salva de Morteiros.

10:00H            Abertura da - PEÇAS D`ARTE - III FEIRA DE ANTIGUIDADES, VELHARIAS E ARTESANATO, no Pavilhão Municipal de Exposições. (Organização CMM)

10:00H            3ª Largada de Toiros na Av. Dr. Teófilo de Braga.

10:30H            Abertura do Espaço Biofesta – 11º Mostra de Projetos e Produtos Biológicos. (Organização CMM - ver programa específico)

11:30H            Atuação da Bateria de Samba da Sociedade Filarmónica Recreio e União Alhos Vedrense, no espaço Biofesta

13:00H            IV Almoço da Feira, no Espaço da Gastronomia, na Rua Cinco de Outubro e zonas adjacentes. Participe e inscreva-se já nos restaurantes aderentes! Ver folheto descritivo.

15:00H            Animação de rua com “Peña Kalimotxo”

15:30H            VI CAMPEONATO MANEIO EM VELOCIDADE (Prova amadora adaptada da Equitação de Trabalho) Organização Associação dos Romeiros da Tradição Moitense. No campo do União Futebol Clube Moitense.

16:00H            Cante Alentejano (Património Imaterial da Humanidade), atuação pelo Grupo “O Sobreiro”, no espaço Biofesta

17:00H            Grandiosa Corrida de Toiros, na Praça Daniel do Nascimento.

18:00H            Encerramento do Espaço Biofesta 2015.

19:00H            Encerramento da - PEÇAS D`ARTE - III FEIRA DE ANTIGUIDADES, VELHARIAS E ARTESANATO, no Pavilhão Municipal de Exposições. (Organização CMM)

21:00H            Salva de Morteiros

21:30H            Espetáculo de Encerramento com "Academia Musical da Moita" no Palco da Praça da Republica. (Apoio: Junta de Freguesia da Moita)

24:00H            Encerramento da Feira de Maio de 2015

Frases a Constar no Programa

Este Programa poderá ser alterado por qualquer motivo imprevisto.

Festas a Nossa Senhora da Boa Viagem de 11 a 20 de Setembro de 2015 - Visite-nos!

Durante a Feira de Maio visite a exposição ARTES DO TEJO: "A PAGA DA PRAIA" que decorre de 11 a 29 de Maio na galeria do Posto Municipal de Turismo na Rua Machado Santos, nº 35. (Organização CMM e Centro Náutico Moitense)

A Comissão Organizadora das Festas do Município da Moita não se responsabiliza por quaisquer danos ou prejuízos ocorridos durante a feira.

A participação em eventos taurinos poderá por em causa a integridade física dos aficionados. Divirta-se em segurança e seja consciente dos perigos inerentes à festa brava.

Os toiros das largadas serão fornecidos pela Casa Agrícola Santo Toiro do Exmo. Sr. Dilário Cavaco.

Conheça todas as novidades. Visite a Página da CMM em, www.cm-moita.pt e páginas de facebook da Comissão de Festas (www.facebook.com/festasdamoita) e Município da Moita (https://www.facebook.com/cmmoita).

Peças d'Arte



publicado por Carlos Gomes às 14:38
link do post | favorito

Sábado, 2 de Maio de 2015
BENFIQUISTAS VÃO AOS TOUROS AO MONTIJO



publicado por Carlos Gomes às 16:52
link do post | favorito

Quinta-feira, 11 de Setembro de 2014
HÁ TOURADA NA MOITA!



publicado por Carlos Gomes às 00:00
link do post | favorito

Quinta-feira, 3 de Julho de 2014
VILA FRANCA DE XIRA VIVE FESTAS DO COLETE ENCARNADO



publicado por Carlos Gomes às 09:03
link do post | favorito

Sexta-feira, 20 de Junho de 2014
ALCOCHETE VAI AOS TOIROS!



publicado por Carlos Gomes às 23:31
link do post | favorito

Domingo, 4 de Maio de 2014
A TAUROMAQUIA NAS ARTES PLÁSTICAS

A tauromaquia é um espetáculo de lide de touros bravos que consiste na arte de lidar a pé ou a cavalo, envolvendo ainda toda a componente que se encontra relacionada com o toureio, desde o processo de criação dos animais até à conceção do traje, a escolha e publicitação do cartel e toda a panóplia de cerimoniais que estão associados ao espetáculo propriamente dito.

tourada-anne-marie-nivoulies-de-pierrefort

O termo tauromaquia provém do grego ταυρομαχία e quer dizer “combate de touros”, remontando as suas origens aos primórdios da humanidade na Península Ibérica, encontrando-se primitivamente associado a ritos sacrificiais dos povos celtiberos.

Também do ponto de vista estético, a tauromaquia exerceu sempre enorme fascínio no Homem, sendo a estela de Clunia, na região de Burgos, em Espanha, a mais antiga representação que se conhece da lide de um guerreiro com um touro. Escritores, compositores e artistas plásticos de todas as épocas e das mais variadas correntes estéticas inspiraram-se na tourada para conceberam magníficas obras de arte. Pintores célebres como Francisco Goya, Pablo Picasso, Édouard Manet e outros nossos contemporâneos como Anne-Marie Nivouliés de Pierrefort, José Carlos Marcos e António Guimarães Santos retrataram de forma magistral a corrida de touros, como se pode constatar através das imagens que reproduzimos.

Tourada- Goya

tourada2

Toureiro

ogaaad5bkki-4ltdvcbrczvrbd7m_adgphtr1a3iqpkw-xajap

4063567_HPIM0454

800px-Edouard_Manet_073_(Toter_Torero)

guernica



publicado por Carlos Gomes às 18:10
link do post | favorito


mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13
14

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

PAN QUESTIONA MINISTRO SO...

PAN NÃO VAI EM TOURADAS

PAN ALCANÇA IMPORTANTE VI...

MOITA VAI AOS TOIROS!

PAN NÃO QUER TOURADAS NO ...

PAN LISBOA PROMOVE DEBATE...

PAN CONSIDERA FALSAS ESTA...

PAN REPUDIA DIA DA TAUROM...

PAN QUESTIONA ILEGALIDADE...

IVA DA TOURADA REDUZ PARA...

PAN QUESTIONA APOIO DO IS...

PAN EXIGE ESCLARECIMENTOS...

PAN VAIA ESPANHA PROTESTA...

PAN QUER QUE OS TOUREIROS...

VAI HOJE A VOTAÇÃO NA ASS...

PAN QUER ACABAR COM AS TO...

PAN QUER ACABAR COM AS TO...

ALCOCHETE REALIZA FESTIVA...

PAN QUER ACABAR COM AS CO...

ESTUDANTES DE ÉVORA TAMBÉ...

PAN APLAUDE DECISÃO DOS E...

MOITA LARGA TOIROS NA PRA...

ISTO NÃO É TRADIÇÃO: É CR...

PAN NÃO VAI EM TOURADAS

PAN PARTICIPA EM MADRID E...

CHEGARAM AS FESTAS DA MOI...

MOITA ANUNCIA PROGRAMA DA...

TRADICIONAL CORRIDA DO FO...

MOITA REALIZA NOVILHADA P...

FESTAS DA MOITA ANUNCIAM ...

ALCOCHETE VIBRA COM A FES...

ALCOCHETE ANUNCIA FESTAS ...

ALCOCHETE ANUNCIA FESTAS ...

ALCOCHETE ANUNCIA FESTAS ...

PARTIDO “OS VERDES” PROPÕ...

ALCOCHETE ANUNCIA FESTAS ...

PAN PROPÕE REDUÇÃO DE IVA...

ALCOCHETE ANUNCIA FESTAS ...

ALCOCHETE ANUNCIA FESTAS ...

ALCOCHETE ANUNCIA FESTAS ...

MOITA REALIZA CORRIDA DE ...

MOITA REALIZA FEIRA DE MA...

PAN VOLTA A ATACAR DIREIT...

PAN AVANÇA COM PROPOSTAS ...

ALCOCHETE HOMENAGEIA O FO...

PROIBIÇÃO DA TAUROMAQUIA ...

FINANCIAMENTO PÚBLICO DA ...

ALCOCHETE REALIZA FESTA D...

HOJE HÁ TOURADA NA PRAÇA ...

ALCOCHETE TEM PARQUE INFA...

arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds