Blogue de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Lisboa e arredores

Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2016
FILIPE LA FÉRIA SURPREENDE NO TEATRO POLITIEMA


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 14:00
link do post | favorito

Segunda-feira, 8 de Fevereiro de 2016
"REPÚBLICA DAS BANANAS" OFERECE ALMOÇO ROMÂNTICO NO SOLAR DOS PRESUNTOS

Semana de São Valentim na República das Bananas!

Antecipando o dia 14 de Fevereiro, dia de São Valentim, o Teatro Politeama celebra esta semana com muito glamour.

A República das Bananas estará em festa e nos espectáculos de Quarta, Quinta e Sexta-feira - dia 10, 11 e 12 de Fevereiro - será sorteado um jantar romântico para duas pessoas, no restaurante O Solar dos Presuntos.

O Solar dos Presuntos é um dos números apresentado na República das Bananas que, com muito humor, conta com a participação de Rita Ribeiro e o José Raposo nos papeis de anfitriões deste clássico restaurante de Lisboa. Com telão do Mestre Costa Reis, por este número passam ainda algumas figuras públicas como Pinto da Costa, General José Eduardo dos Santos ou Duarte Lima.

Ao longo desta semana, A República das Bananas estará também presente nas redes sociais com pequenos depoimentos alusivos à Semana dos Namorados, convidando os espectadores a virem ao Teatro Politeama. Rita Raposo, José Raposo, Anabela, Paula Sá, Ricardo Castro, Bruna Andrade, João Duarte Costa, Patrícia Resende, Ricardo Soler, David Mesquita e Paulo Miguel serão os protagonistas.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 20:59
link do post | favorito

Quinta-feira, 4 de Fevereiro de 2016
MINHOTOS OCUPAM EM LISBOA TEATRO NACIONAL D. MARIA II

12661749_1130029990348280_6456436413344791164_n



publicado por Carlos Gomes às 00:00
link do post | favorito

Quarta-feira, 3 de Fevereiro de 2016
MINHOTOS "OCUPAM" TEATRO NACIONAL D. MARIA II

Comédias do Minho ocupam Teatro Nacional D. Maria II dias 4 e 21 de fevereiro

A estreia de “Os doze pares de França”, com encenação de João Pedro Vaz, marca o arranque da ‘Ocupação Minhota’ pelas Comédias do Minho no Teatro Nacional D. Maria II, entre 4 e 21 de fevereiro, cuja apresentação decorre esta quinta-feira, às 18h00, no seu Salão Nobre.

Comédias do Minho

 

Vitor Paulo Pereira, na qualidade de presidente da Direção das Comédias do Minho, dará a conhecer os propósitos da ‘Ocupação Minhota’, que leva ao D. Maria II uma reflexão sobre todo um território, em registo de grande profanidade.

Recorde-se que as Comédias do Minho surgiram em 2003, envolvendo os cinco municípios do vale do Minho: Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Valença e Vila Nova de Cerveira, pelo que esta ‘Ocupação Minhota’ faz do D. Maria II o sexto concelho das Comédias do Minho em 2016, palco para mais uma celebração de um novo entrudo minhoto, através de um auto popular, teatro para crianças e jovens, uma exposição, um documentário e jornadas de trabalho e paladar, regadas por alguns dos melhores vinhos do mundo.

A festa minhota começa também com a inauguração da exposição Mutantes e a apresentação pública da Programação 2016, com intervenções de Miguel Honrado, Presidente do Conselho de Administração TNDM II, Tiago Rodrigues, Diretor Artístico TNDM II, João Pedro Vaz, Diretor Artístico CdM, José Teixeira, Administrador da VentoMinho (Mecenas CdM) e Vítor Paulo Pereira, Presidente do Município de Paredes de Coura e da Direção CdM.



publicado por Carlos Gomes às 18:17
link do post | favorito

Terça-feira, 12 de Janeiro de 2016
GRUPO DE TEATRO LEVA À CENA NA MOITA A PEÇA "SUSY, LILI E NÉNÉ"

Na Baixa da Banheira: Projéctor Grupo de Teatro apresenta “Susy, Lili e Néné” no Fórum Cultural

No dia 22 de janeiro, pelas 21:30h, o Projéctor Grupo de Teatro leva a cena, no Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, o espetáculo “Susy, Lili e Néné”, com encenação de Luciano Barata.

 Teatro Susy, Lilie Nene

“Uma comédia, nem sempre cómica, que carateriza a história de três amigas do liceu, após 20 anos de ausência. Depois de se contactarem entre si, através das redes sociais, marcam um encontro para casa de uma delas, para recordar os velhos tempos. Depois, entre conversas, recordações do passado e acontecimentos do presente, as três descobrem peripécias em comum, inclusive que cada uma acabou por ser a responsável pelo fim do casamento da outra…”

Os bilhetes, no valor de 3,66 euros, estão já disponíveis na bilheteira do Fórum Cultural. Reserve já os seus bilhetes!

Ficha artística:

Título Original – Fulana, Beltrana e Sicrana

Autor - Paulo Scaldassy

Cartaz - Lilia Pinto

Ponto - Fátima Gonçalves

Tradução e Encenação - Luciano Barata

Interpretação:

Suzy – Suzete Calado

Lili – Lília Pinto

Nené – Inês Nunes

Duração: 65 min.

Destinatários: geral, M/12 anos

Horário da Bilheteira: 

De 3ª a sábado – 14:30h às 19:30h 

Dias de espetáculo e cinema  – uma hora antes do início do espetáculo ou sessão.

Os bilhetes podem ainda ser reservados, através do telefone 210 888 900, no horário de funcionamento da bilheteira. As reservas têm de ser levantadas, no máximo, até 1h antes do início do espetáculo, com um limite de cinco bilhetes por reserva.



publicado por Carlos Gomes às 20:40
link do post | favorito

Quarta-feira, 16 de Dezembro de 2015
TEATRO "OS ZECAS" LEVA À CENA "PELOTÃO CONDENADO" NA BAIXA DA BANHEIRA

Teatro pelo Projeto “Os Zecas”: “Pelotão Condenado” em cena no Fórum Cultural na Baixa da Banheira

A peça “Pelotão Condenado”, com adaptação de Luciano Barata, baseada na obra de Alfonso Saste, “Esquadra para a Morte”, vai ser levada a cena, pelo Grupo de Teatro “Os Zecas”, no auditório do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, no dia 19 de dezembro, pelas 21:30h.

Teatro Pelotão

A história desenrola-se durante a 2ª Guerra Mundial, num lugar fronteiriço entre países beligerantes, cujos protagonistas são soldados condenados, de ambos os sexos, que compõem uma esquadra e que são enviados para um posto avançado, com a finalidade de fazerem explodir um campo minado e assim impedir o avanço das tropas inimigas, pondo, ao mesmo tempo, fim às suas próprias vidas. É esse o seu castigo. Mas com o decorrer dos dias, todos os planos acabam por ser tremendamente alterados.

A entrada é gratuita mediante reserva antecipada e levantamento de bilhetes.

Horário da Bilheteira:

De 3ª a sábado – 14:30h às 19:30h

Dias de espetáculo e cinema – uma hora antes do início do espetáculo ou sessão.
Os bilhetes podem ainda ser reservados, através do telefone 210 888 900, no horário de funcionamento da bilheteira. As reservas têm de ser levantadas, no máximo, até 1h antes do início do espetáculo, com um limite de cinco bilhetes por reserva.



publicado por Carlos Gomes às 21:14
link do post | favorito

Quarta-feira, 2 de Dezembro de 2015
AVÔ CANTIGAS VAI À MOITA

Na Baixa da Banheira: Avô Cantigas ao vivo no Fórum Cultural

O Avô Cantigas sobe ao palco do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, no dia 8 de dezembro, pelas 15:30h, num espetáculo a não perder neste Natal, para ver em família.

Ao atingir os 34 anos de carreira, o Avô Cantigas apresenta-se ao vivo com um espetáculo que vai deliciar miúdos e graúdos. “A Cantiga do Avô Cantigas”, “Fungagá da Bicharada”, “Fantasminha Brincalhão”, “O Popó do Papá”, são exemplos do seu reportório que vai dos grandes clássicos aos sucessos mais recentes. O patusco velhote promete colher a carinhosa atenção dos jovens papás e mamãs de hoje que poderão viajar às suas infâncias onde já escutavam o Avô Cantigas de então.

Este é também um espetáculo efervescente e muito participativo; a comunicação entre o palco e a plateia será uma constante, com uma alegria contagiante. A divertir educando e a educar divertindo, o Avô Cantigas regressa com uma produção cheia de boa música, sempre acompanhada de muita fantasia.

Bilhetes:

Menores de 12 anos – 1,84 euros; Maiores de 12 anos – 3,05 euros

Horário da Bilheteira:

De 3ª a sábado – 14:30h às 19:30h

Dias de espetáculo e cinema – uma hora antes do início do espetáculo ou sessão.

Os bilhetes podem ainda ser reservados, através do telefone 210 888 900, no horário de funcionamento da bilheteira. As reservas têm de ser levantadas, no máximo, até 1h antes do início do espetáculo, com um limite de cinco bilhetes por reserva.



publicado por Carlos Gomes às 17:34
link do post | favorito

Terça-feira, 17 de Novembro de 2015
MOITA REALIZA FESTA DA MARIONETA

“Contos do Mundo” encerra Festa da Marioneta no concelho da Moita

A Festa da Marioneta, dinamizada pela Artemrede – Teatros Associados, despede-se do concelho da Moita no dia 21 de novembro, pelas 16:00h, no auditório do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, com o espetáculo “Contos do Mundo”, pelo Teatro Figura.

Contos do Mundo

Este teatro de marionetas é criado a partir de alguns contos de Hans Christian Andersen (“A Princesa e a Ervilha”, “A Menina dos Fósforos” e “O Patinho Feio”) que abordam questões como a antítese da vida e da morte, temas muito presentes na obra deste autor dinamarquês.

As marionetas são construídas a partir de elementos do quotidiano, de forma a potenciar e a estimular o imaginário e a criatividade dos espetadores.

Funis, regadores, caixas de madeira, cestos de vime, compressor de ar e escovas são alguns dos elementos que assumem as personagens de princesa, rainha, menina, avó, patinho, ganso, galinha, cão, entre outros.

“Contos do Mundo” tem a duração aproximada de 45 minutos e é dirigido a crianças maiores de 4 anos e suas famílias. Os bilhetes, no valor de 1,84 euros, para menores de 12 anos, e de 3,05 euros para maiores de 12 anos, estão disponíveis na bilheteira do Fórum Cultural.



publicado por Carlos Gomes às 21:52
link do post | favorito

Terça-feira, 10 de Novembro de 2015
FESTIVAIS INATEL COM CASA CHEIA NO TEATRO ARMANDO CORTEZ EM LISBOA

Nos dias 7 e 8 de novembro, foram eleitos os vencedores de um programa alargado de festivais, organizados pela Fundação INATEL, perante uma plateia com lotação esgotada, em cada iniciativa.

Grupo_Alfandega_da_Fe_680

O Teatro Armando Cortez (Casa do Artista), em Lisboa, foi o local escolhido para a realização das finais nacionais das iniciativas “Festival INATEL da Canção”, “Os Melhores Talentos Portugueses” e o “Festival INATEL”, que reuniram trabalhos apresentados por Centros de Cultura e Desporto associados da Fundação.

Perante uma sala com lotação esgotada durante as três iniciativas, subiram ao palco um total de 300 artistas, apresentando espetáculos de etnografia, música, teatro, dança e variedades, numa viagem pelos diferentes distritos e regiões de Portugal.

A ACAFE - Associação de Cantares de Alfândega da Fé, sagrou-se vencedora do “Festival INATEL da Canção”, pelo distrito de Bragança, que apresentou o “Hino a Alfândega da Fé”.

08112015-Photo.Jose¦ü FradeDSC00708_327834

Já na iniciativa “Os Melhores Talentos Portugueses”, o primeiro prémio foi entregue ao Sport Operário Marinhense, de Leiria, com a peça teatral “Gota de Mel”, numa adaptação de Norberto Barroca e tradução de António Pedro.

Por último, no “Festival INATEL” o Coro de Câmara do Conservatório de Música de Ourém e Fátima, em representação do distrito de Santarém, conquistou o primeiro prémio com “September”, da autoria de Martin Carbow.

Para além dos grupos referidos, participaram ainda Centros de Cultura e Desporto em representação da Região Autónoma dos Açores e dos distritos de Aveiro, Bragança, Évora, Guarda, Lisboa, Portalegre, Porto, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu.

Em cada uma das iniciativas, a apreciação dos trabalhos em palco foi realizada por votação, por três painéis de jurados convidados para o efeito, compostos por, respetivamente, António Pinto Basto, Rui Baeta e Yola Dinis, Carlos Quintas, Cláudio Hochman e Dulce Guimarães, e, por último, Fernando Pereira, Ludgero Mendes e Wanda Stuart.

Foram considerados critérios como o conteúdo, a criatividade da apresentação, a coerência do espetáculo no âmbito de cada festival, a cenografia, o guarda-roupa/figurinos, a encenação/dramatização e a caracterização do elenco.

De acordo com a Fundação INATEL, deseja-se, com estas iniciativas, envolver a participação de grupos regionais numa mostra singular de talentos locais, valorizando-se o trabalho cultural das coletividades, assim como o incentivo de atividades representativas das características populares de cada zona/região em competição.

Reconhecido o grande valor artístico e cultural de qualquer dos trabalhos apresentados em palco, é de valorizar, sobretudo, o grande empenho e a dedicação com que todos os grupos se apresentaram em Lisboa e se envolveram nos projetos.

Fotos: José Frade

07112015-Photo.Jose¦ü FradeDSC_6452_327278



publicado por Carlos Gomes às 11:32
link do post | favorito

Quinta-feira, 5 de Novembro de 2015
INATEL LEVA ETNOGRAFIA, MÚSICA E TEATRO À CASA DO ARTISTA

Teatro Armando Cortez recebe festivais de talentos nacionais | Fim-de-semana cultural, de 7 a 8 de novembro, que reúne etnografia, música e teatro em palco. Festivais INATEL elegem melhores trabalhos

O Teatro Armando Cortez receberá, no próximo fim-de-semana, um programa alargado de festivais, organizado pela Fundação INATEL, que conta com 14 distritos/regiões autónomas em competição.

No próximo sábado, dia 7 de novembro, o Teatro Armando Cortez (Casa do Artista), em Lisboa, receberá as Finais Nacionais das iniciativas “Os Melhores Talentos Portugueses” e “Festival INATEL da Canção”, nas quais participam grupos culturais e recreativos de Centros de Cultura e Desporto filiados da Fundação INATEL.

No dia 8, decorrerá ainda a 3ª edição do “Festival INATEL”, que apresenta uma mostra de costumes e tradições dos distritos e regiões de Portugal, nas mais diferentes áreas de expressão.

Em competição estão os distritos/regiões de Aveiro, Bragança, Coimbra, Évora, Guarda, Leiria, Lisboa, Portalegre, Porto, Santarém, Viana do Castelo, Vila Real, Viseu e ainda São Miguel (Açores).

Os espetáculos, de carácter amador, incluem-se em, pelo menos, uma das seguintes áreas temáticas: Etnografia, Música/Canto; Teatro; Dança e Variedades.

A seleção dos premiados será feita através de votação de um painel de júris nomeado para o efeito, composto por Fernando Pereira, Carlos Quintas, Wanda Stuart, Dulce Guimarães, Cláudio Hochman e Ludgero Mendes, entre outros agentes das áreas da produção e criação cultural.

Serão considerados critérios como o conteúdo, a criatividade/originalidade da apresentação, a coerência do espetáculo no âmbito do festival, a cenografia, o guarda-roupa/figurinos, a encenação/dramatização e a caracterização do elenco.

Estão apurados para as finais dos festivais os seguintes grupos concorrentes:

Os Melhores Talentos Portugueses: D’orfeu Associação Cultural (Aveiro), Associação de Amigos Unidos pelo Escoural (Évora), Casa do Povo de Canaviais (Évora), Sport Operário Marinhense (Leiria), Grupo Etnográfico de Areosa (Viana do Castelo).

Festival INATEL da Canção: Rancho Folclórico S.Tiago de Lobão (Aveiro), Acafe - Associação de Cantares de Alfândega da Fé (Bragança), Sociedade Recreativa e Dramática Eborense (Évora), Grupo Desportivo e Cultural dos Trabalhadores da Imprensa Nacional Casa Da Moeda (Lisboa), Orfeão de Portalegre (Portalegre), Grupo Cultural Recreativo de Santo Amaro de Azurara (Viseu).

Festival INATEL: Associação Unojovens de Ponta Garça (Açores), Tuna Popular de Arganil (Coimbra), Associação da Orquestra Ligeira de Gouveia (Guarda), Associação Cultural e Recreativa Vallis Longus (Porto), Conservatório de Música de Ourém e Fátima (Santarém), Centro Desportivo, Recreativo e Cultural de Moreira (Viana do Castelo), Casa do Povo de Barqueiros (Vila Real).

De acordo com a Fundação INATEL, a iniciativa pretende envolver a participação de grupos regionais numa mostra singular de talentos locais, valorizando-se espetáculos considerados como representativos das características culturais de cada zona/região em competição.

Com o objetivo de envolver as comunidades locais na iniciativa, foram criadas viagens com saída prevista a partir de todas as capitais de distrito.

Um euro do valor pago por viagem reverterá a favor do projeto social “Mealheiro Solidário



publicado por Carlos Gomes às 11:05
link do post | favorito

Domingo, 18 de Outubro de 2015
LOURES: GRUPO UNIÃO LEBRENSE APRESENTA COMÉDIA PORTUGUESA



publicado por Carlos Gomes às 20:34
link do post | favorito

“CAÍDAS EM DESGRAÇA”: UMA COMÉDIA QUE ESTREIA NO AUDITÓRIO CARLOS PAREDES EM BENFICA


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 10:00
link do post | favorito

Terça-feira, 6 de Outubro de 2015
FESTA DA MARIONETA PASSA PELA MOITA

Entre 10 de outubro e 21 de novembro, o concelho da Moita volta a receber a Festa da Marioneta, da Artemrede, e a celebrar a arte das marionetas e das formas animadas, com a realização de espetáculos de teatro, dança e música para todas as idades. Ao todo, serão cinco espetáculos e uma exposição. O espetáculo “Descobridores”, para bebés e crianças até aos 5 anos, vai abrir a passagem da Festa da Marioneta pelo concelho, no dia 10 de outubro, no Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira.

FESTA DA MARIONETA PHOTO descobridores vania kosta

“Descobridores” é um espetáculo do Teatro e Marionetas de Mandrágora, com coprodução da Artemrede, que promete transportar o pequeno público numa viagem de cores, texturas e sons, em busca do significado da palavra maternidade em distintas culturas – Portugal, Brasil, Índia, Timor, África e China. Dirigido e interpretado por Filipa Mesquita, “Descobridores” tem música de Fernando Mota e criação plástica de Vânia Kosta, que assume também a autoria da Exposição “Descobridores – Uma Viagem Feita Por Ti”, um percurso visual e sensorial que explora a narrativa do espetáculo.

Inserido no Projeto “De Pequenino ao De Pequenote”, o espetáculo “Descobridores” tem lugar no dia 10 de outubro, com sessões às 15:30h (crianças dos 2 aos 5 anos) e 17:30h (bebés dos 0 aos 23 meses), no auditório de Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, com lotação máxima de 40 pessoas (20 bebés e 20 adultos). A entrada é gratuita, mediante inscrição prévia, através do telefone 210888900.

A exposição “Descobridores – Uma Viagem Feita Por Ti”, uma instalação têxtil, dirigida a bebés a partir dos 0 meses e crianças até aos 5 anos, que será inaugurada também no dia 10 de outubro, pelas 16:15h, pode ser visitada até dia 15 de outubro, na Galeria de Exposições do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira.

Para dia 18 de outubro, pelas 16:00h, também no Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, está marcado o espetáculo de dança, música e multimédia, “Papper Bubbles”, uma apresentação inédita em Portugal da companhia catalã Múcab Dans, num espetáculo que rompe com as fronteiras entre as linguagens artísticas e cruza dança, música e multimédia, envolvendo o público numa viagem alucinante pelo mundo das bolhas (de todos os formatos, tamanhos e materiais!). Uma iniciativa dirigida a crianças maiores de 3 anos e famílias.

A Festa da Marioneta’15 decorrerá até 21 de novembro e promete oferecer propostas artísticas diversas e de qualidade para todos os públicos, numa mostra que reúne múltiplas abordagens da arte da marioneta e do teatro de objetos e formas animadas. Consulte o programa completo em www.cm-moita.pt.

Programa da Festa da Marioneta’15 - Moita

10 DE OUTUBRO, ÀS 15:30H E ÀS 17:30H

TEATRO

FESTA DA MARIONETA

PROJETO DE PEQUENINO E DE PEQUENOTE

“DESCOBRIDORES”,

PELO TEATRO E MARIONETAS DE MANDRÁGORA

Auditório

Destinatários: bebés dos 0 meses aos 5 anos

15:30H – crianças dos 2 aos 5 anos

17:30H – bebés dos 0 aos 23 meses

No caso de irmãos com idades diferentes, devem ser colocados na sessão correspondente ao mais velho.

Duração: 40 minutos seguido de visita à exposição

Entrada gratuita mediante inscrição prévia a partir de dia 6 de outubro.

Lotação: 40 pessoas (20 bebés + 20 acompanhantes)

Teatro e Marionetas de Mandrágora

Criação e Interpretação: Filipa Mesquita

Criação Plástica: Vânia Kosta

Música: Fernando Mota e Rui Rebelo

Estrutura Cenográfica: Boca de Cão

Apoio à produção: Clara Ribeiro

Apoio à construção: enVide nefelibata, Joana Domingos, José Machado

Coordenação da exposição: Vânia Kosta

Agradecimentos: Mestre Ribeiro

Apoios à criaçãoCo-produção Artemrede

Apoio DGArtes

DE 10 A 15 DE OUTUBRO

EXPOSIÇÃO - INSTALAÇÃO TÊXTIL

FESTA DA MARIONETA

“DESCOBRIDORES UMA VIAGEM FEITA POR TI”,

PELO TEATRO E MARIONETAS DE MANDRÁGORA

Galeria de Exposições

Destinatários: família e crianças dos 0 meses aos 5 anos

Inauguração às 16:15H

Coordenação da exposição: Vânia Kosta

Apoios à criaçãoCo-produção Artemrede

18 DE OUTUBRO, 16:00H

DANÇA, MÚSICA E MULTIMÉDIA

FESTA DA MARIONETA

“PAPER BUBBLES”,

PELA MÚCAB DANS (ESP)

Auditório

Destinatários: Família | | M/3 anos

Duração: 55 min.

Bilhete: menores de 12 anos - 1,84 euros; Maiores de 12 anos - 3,05 euros

Lotação: 220 espetadores

Prémios

Melhor espetáculo para a infância - Feria de Teatro de Castilla - León Ciudad Rodrigo 2014

Autores: Múcab Dans Company

Direção: David Pinto

Coreografia / dança: Irina Martínez

Música: Joan Laporta

Cenário: Santi Cabús

Programador interativo: Marco Domenichetti, Joan Laporta

Processing programador: Marta Verde

Desenho de luz: Bernart Llunell

21 DE OUTUBRO, 10:30H

TEATRO

FESTA DA MARIONETA

“APARA O RAPAZ QUE VAI E VEM”

POR VALDEVINOS TEATRO DE MARIONETAS

Auditório

Destinatários: Escolas | Turmas do 1º Ciclo

Duração: 45 minutos

Lotação: 120 espetadores

Autor: Fernando Cunha

Guião, encenação: Fernando Cunha, Joaquim Guerreiro

Construção de Marionetas: Ana Pinto

Adereços: Ana Pinto, Fernando Cunha, Joaquim Guerreiro

Atores / manipulação: Ana Pinto, Fernando Cunha, Joaquim Guerreiro

Música: Norma Carvalho

Desenho de luz: Colectivo Valdevinos

Operação de Luz e Som: Ricardo Soares

Design gráfico: Norma Carvalho

Fotografia e vídeo: Ricardo Soares

Produção: Ana Pinto

31 DE OUTUBRO, 16:00H

TEATRO

FESTA DA MARIONETA

“PÁSSARO DA ALMA”,

PELA ASSOCIAÇÃO AQUI HÁ GATO

Auditório

Destinatários: Família | M/4 anos

Duração: 35 min.

Bilhete: Menores de 12 anos - 1,84 euros; Maiores de 12 anos - 3,05 euros.

Lotação: 80 espetadores

Texto original: Michal Snunit

Encenação / adaptação do texto: Sofia Vieira e Bruno Santos

Interpretação: Sofia Vieira

Desenho de luz: Bruno Santos

Cenografia e figurino: Joana Espinal e Sofia Vieira

21 DE NOVEMBRO, 16:00H

TEATRO DE MARIONETAS

FESTA DA MARIONETA - ARTEMREDE

“CONTOS DO MUNDO”,

PELO TEATRO FIGURA

Auditório

Destinatários: Família | M/4 anos

Duração: 45 min.

Bilhete: menores de 12 anos - 1,84 euros; Maiores de 12 anos - 3,05 euros

Lotação: 220 espetadores

Adaptação, encenação, marionetas e interpretação: José Ramalho

Música: Paulo Ferreira Lopes

Desenho de luz: Cláudia Rodrigues

Sonoplastia e videoplastia: José Pacheco



publicado por Carlos Gomes às 16:55
link do post | favorito

Terça-feira, 30 de Junho de 2015
GRUPO DE TEATRO "ZECAS" SOB AO PALCO NA MOITA

Teatro: “Os Limites da Liberdade” no auditório da Biblioteca da Moita

Depois da sua apresentação no palco do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, em abril, o Grupo de Teatro “Zecas” leva à cena o seu espetáculo “Os Limites da Liberdade”, no dia 3 de julho, pelas 21:30h, no auditório da Biblioteca Municipal Bento de Jesus Caraça, na Moita.

Teatro Os Limites da Liberdade

A peça é sustentada por uma narrativa de imagens e testemunhos sobre “o antes e o depois” de Abril de 1974, mas alterna com um discurso direto quando as personagens começam a ter vida própria, deixando-se envolver em pequenos conflitos de conteúdos e formas.

São abordados temas como a violência doméstica, a discriminação da mulher, vítima no acesso ao trabalho, a autoridade prepotente da família em relação aos filhos, a dependência da droga, as liberdades individuais, entre outros.

Este espetáculo, encenado por Luciano Barata, tem a duração de cerca de 60 minutos, é dirigido ao público em geral (maiores de 6 anos) e tem entrada gratuita.



publicado por Carlos Gomes às 18:16
link do post | favorito

Sexta-feira, 12 de Junho de 2015
RUSGA DE SÃO VICENTE DE BRAGA LEVA “O CASAMENTO MINHOTO”AO TEATRO DA TRINDADE EM LISBOA, NO DIA DE SANTO ANTÓNIO

É já amanhã, dia de Santo António, que a Rusga de São Vicente de Braga - Grupo Etnográfico do Baixo Minho, apresentará no Teatro da Trindade em Lisboa, o espectáculo sob a designação “Um Casamento Minhoto de inícios do século XX”.

Casamento Minhoto_03

Esta prestação da Rusga, insere-se no programa da cerimónia oficial das comemorações do 80º aniversário da Fundação Inatel, sob a designação “Grande Festa de Celebração”. Os momentos artísticos desta cerimónia, contarão com a participação de duas vozes femininas, a fadista Fernanda Paulo e Isabel Silvestre e ainda, de dois Centros de Cultura e Desporto (CCD’s) da Inatel, o Grupo de Cante Alentejano ‘Os Camponeses de Pias’ e a Rusga de São Vicente de Braga.

Casamento Minhoto_02

Este convite reveste-se de dupla e significativa importância. Por um lado, pelo facto da Rusga também se encontrar a comemorar os seus 50 anos de vida sob o lema: “50 anos, 05 temas”. Entrados no mês de Junho, mês do 50º aniversário da Rusga (1965/2015), dá-mos início ao 3º tema das comemorações, sob a designação, “Celebração e Memória”. Por outro, entendemos que este convite surge como, um reconhecimento ao trabalho que esta associação vem desenvolvendo em prol da defesa estudo e promoção da nossa cultura popular de tradição.

Casamentol Minhoto_04

O espectáculo temático ‘O Casamento Minhoto’, já foi apresentado na RTP 1, no programa ‘Praça da Alegria’, em Viana do Castelo e em Braga.

Casamento Minhoto_01



publicado por Carlos Gomes às 22:01
link do post | favorito

Segunda-feira, 8 de Junho de 2015
MOITA APRESENTA DANÇA E TEATRO NA BAIXA DA BANHEIRA

Dança e teatro físico “A Velha Ampulheta” no Fórum Cultural

No dia 13 de junho, pelas 21:30h, a Associação Passos e Compassos vai subir ao palco do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, com o seu espetáculo de dança/teatro físico “A Velha Ampulheta”.

Está vazia a velha ampulheta. A areia tornou-se pó e com ele o tempo voou, levando consigo a história e a humanidade.

Num cenário intemporal, duas personagens desconhecidas cruzam-se na busca da sua consciência. O encontro inesperado com a sua individualidade é-lhes oferecido pela descoberta de um objeto há muito desconhecido…

“A Velha Ampulheta” tem a duração de 40 minutos e é dirigido a maiores de 6 anos.

Os bilhetes custam 3,66 euros.

Horário da Bilheteira do Fórum Cultural: 

De 3ª a sábado – 14:30h às 19:30h 

Dias de espetáculo e cinema  – uma hora antes do início do espetáculo ou sessão.

Os bilhetes podem ainda ser reservados, através do telefone 210 888 900, no horário de funcionamento da bilheteira. As reservas têm de ser levantadas, no máximo, até 1h antes do início do espetáculo, com um limite de cinco bilhetes por reserva.  



publicado por Carlos Gomes às 17:14
link do post | favorito

Sexta-feira, 22 de Maio de 2015
EXTRA! DOIS ESPETÁCULOS ESPECIAIS DE «ROMEU E JULIETA - A REVOLTA» NO TEATRO TURIM

Vão ser apenas duas apresentações, nos dias 7 e 14 de junho, às 21h30, no Teatro Turim.

Depois de dois meses em cena em Loures e do sucesso nos Açores, o espetáculo chega agora a Lisboa para duas noites únicas no Teatro Turim.

São apenas duas apresentações, a lotação é muito limitada. Comecem já a reservar!

Reservas: reservas@teatroturim.com ou pelos telefones 916041447 ou 217 606 666

Duração aproximada do espetáculo: 50 minutos

William Shakespeare condenou Romeu e Julieta a um amor impossível. Agora, os dois jovens dizem “basta”. Depois de alguns séculos, Romeu e Julieta revoltam-se contra o autor que lhes deu vida e forçam uma viragem na sua história, vergados, porém, às regras que lhes estão impostas pelo texto universal de Shakespeare. Esta é uma comédia em torno da história de amor mais famosa do Teatro, uma desconstrução completa dos dois protagonistas.qui você adiciona texto.

É um texto puramente cómico, a espaços absurdo, com uma intenção clara de divertir, sem cair na ridicularização de nada, antes aproveitando coisas que julgamos importantes para as desconstruir. Esta proximidade entre o divertimento e as referências literárias e teatrais é algo que vemos como essencial neste trabalho.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 20:41
link do post | favorito

Sexta-feira, 15 de Maio de 2015
GRUPO DE TEATRO AMADOR LEVA À CENA “RATOS E HOMENS” NA BAIXA DA BANHEIRA

Teatro no Fórum Cultural – Baixa da Banheira. “Ratos e Homens” de John Steinbeck

“Ratos e Homens”, de John Steinbeck, é o espetáculo que o Grupo de Teatro Amador Ensaiarte vai levar ao palco do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, no dia 22 de maio, pelas 21:30h.

Homens e Ratos

Os homens como nós, que trabalham nas herdades, são os camaradas mais solitários do Mundo. Não têm família. Não pertencem a lugar algum. Chegam a uma herdade e trabalham até juntarem algum dinheiro e depois vão à cidade e deitam-no fora e então não têm outro remédio senão entrar noutra herdade. Não podem esperar nada do futuro. Vi centenas de homens e cada um deles com um pedaço de terra na cabeça. Nenhum desgraçado conseguiu sequer comprar um naco de terra. Ficam só com ela na cabeça... só a têm na cabeça. Um homem fica louco quando não tem ninguém. Não importa quem...apenas uma companhia. Uma pessoa sente-se tão só que até fica doente.

Mas connosco é diferente! Porque... eu te tenho para cuidar de mim e tu me tens a mim para cuidar de ti...” – John Steinbeck

Este espetáculo de teatro tem a duração de 105 minutos e é dirigido a maiores de 12 anos. Os bilhetes, no valor de 3,66 euros, estão disponíveis na bilheteira do Fórum Cultural.

Horário da Bilheteira: 

De 3ª a sábado – 14:30h às 19:30h 

Dias de espetáculo e cinema  – uma hora antes do início do espetáculo ou sessão.

Os bilhetes podem ainda ser reservados, através do telefone 210 888 900, no horário de funcionamento da bilheteira. As reservas têm de ser levantadas, no máximo, até 1h antes do início do espetáculo, com um limite de cinco bilhetes por reserva.  



publicado por Carlos Gomes às 15:53
link do post | favorito

Segunda-feira, 11 de Maio de 2015
TEATRO DO MAR CONTA “A LENDA DO MENINO DA GRALHA” NO FÓRUM CULTURAL DA BAIXA DA BANHEIRA

Teatro para toda a família no Fórum Cultural – Baixa da Banheira

No dia 16 de maio, pelas 16:00h, o Teatro do Mar sobe ao palco do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, com o espetáculo “A Lenda do Menino da Gralha (ou a História do Menino que Vivia no Meio do Mar e Queria Ter Asas…)”, dirigido a toda a família (crianças maiores de 4 anos).

Teatro A Lenda do Menino da Gralha

O Teatro do Mar, dando prossecução ao seu projeto de resgatar elementos da identidade cultural da região de Sines, e desenvolvendo uma dramaturgia inspirada na história, mitos e contos tradicionais desta região, baseou-se numa lenda da freguesia de Porto Covo, em concreto da Ilha do Pessegueiro – “A Lenda do Menino da Gralha” – para criar o seu espetáculo, recuperando assim, para as novas gerações, parte do património imaterial do concelho.

A lenda e os factos históricos associados são reinventados de uma forma fictícia e poética, dando origem à criação de um texto dramatúrgico original, da autoria de Julieta Aurora Santos, o que vem enriquecer o património artístico da Companhia e da região.

A história é narrada por uma personagem onírica, a Maresia, uma figura central que suspende na cintura da sua extensíssima saia de mar, uma ilha. É o espírito daquele mar, como testemunha de todos os acontecimentos, quem nos conta as aventuras do menino e da sua amiga gralha, na Ilha do Pessegueiro. Uma história sobre o desejo de liberdade e paz num mundo que tende a desaparecer. As ruínas do fortim e a ameaça real de submersão da ilha surgem como elementos simbólicos de uma memória que se pretende recuperar e perpetuar.

O preço dos bilhetes é de 1,84 euros para menores de 12 anos e de 3,05 euros para maiores de 12 anos.

Horário da Bilheteira: 

De 3ª a sábado – 14:30h às 19:30h 

Dias de espetáculo e cinema  – uma hora antes do início do espetáculo ou sessão.

Os bilhetes podem ainda ser reservados, através do telefone 210 888 900, no horário de funcionamento da bilheteira.As reservas têm de ser levantadas, no máximo, até 1h antes do início do espetáculo, com um limite de cinco bilhetes por reserva.  



publicado por Carlos Gomes às 18:12
link do post | favorito

Sexta-feira, 24 de Abril de 2015
TEATRO DO ELEFANTE APRESENTA NA MOITA A PEÇA “LUZ DE PAPEL”

“De Pequenino” no Fórum Cultural – Baixa da Banheira

Teatro “Luz de Papel” para bebés

O Projeto “De Pequenino” de maio vai ser dedicado ao teatro, no dia 2, às 15:30h e às 17:00h, no auditório do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, com o espetáculo “Luz de Papel”, pelo Teatro do Elefante.

De Pequenino-001

Estreia do espetáculo-jogo que parte de imagens projetadas que criam sucessivas e surpreendentes composições visuais. A sobreposição de formas e padrões dá origem a imagens complexas que estimulam as capacidades criativas de todos os espetadores.

A projeção é realizada em vários écrans, sobre diversos materiais e texturas, como por exemplo o corpo da atriz, que se relaciona com os elementos virtuais. Esta relação é desenvolvida quer no campo da corporalidade, quer pela integração da expressão e comunicação vocais.

Os caminhos são infindáveis e as histórias intermináveis neste projeto que propõe aos bebés um olhar pleno de liberdade criativa e de exploração de universos sensoriais.

“Luz de Papel” é dirigido a bebés entre os 3 e os 36 meses, sendo a lotação limitada a 20 bebés e dois acompanhantes por sessão. As inscrições, gratuitas, deverão ser efetuadas através do T: 210888900.



publicado por Carlos Gomes às 22:43
link do post | favorito

Terça-feira, 7 de Abril de 2015
MOITA APRESENTA “OS LIMITES DA LIBERDADE”

“Os Limites da Liberdade” no palco do Fórum Cultural – Baixa da Banheira

No dia 10 de abril, pelas 21:30h, o Grupo “Zecas” vai subir ao palco do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, com o espetáculo de teatro “Os Limites da Liberdade”.

A peça é sustentada por uma narrativa de imagens e testemunhos sobre “o antes e o depois” de Abril de 1974, mas alterna com um discurso direto quando as personagens começam a ter vida própria, deixando-se envolver em pequenos conflitos de conteúdos e formas.

Os temas abordados circulam em volta da violência doméstica; da discriminação da mulher, vítima no acesso ao trabalho; da autoridade prepotente da família em relação aos filhos; da dependência da droga; das liberdades individuais, entre outros.

Este espetáculo, encenado por Luciano Barata, tem a duração de cerca de 60 minutos, é dirigido ao público em geral (maiores de 6 anos) e tem entrada gratuita.



publicado por Carlos Gomes às 22:55
link do post | favorito

Segunda-feira, 30 de Março de 2015
MOITA MOSTRA RESULTADOS DAS OFICINAS DE TEATRO

Resultado das oficinas de teatro: “Agora, Faz Tu!” mostra-se ao público em geral no Vale da Amoreira

No dia 4 de abril, pelas 21:30h, no Centro de Experimentação Artística, no Vale da Amoreira, os participantes nas Oficinas “Agora, Faz Tu!”, dinamizadas por Rui catalão, no âmbito da Quinzena da Juventude, vão mostrar o resultado do que aprenderam e produziram ao longo de oito sessões.

“Agora, Faz Tu!” funcionou como uma verdadeira caixa de ferramentas para aprender a fazer peças – isto é, para aprender a escrever um texto, para aprender a encená-lo e para aprender a usar os diferentes materiais de cena de modo a apresentar essa peça.

O trabalho de cena é como um laboratório de formas de vida. Nesse laboratório que é o palco, podemos projetar o que queremos ser; podemos encenar o que já fomos; podemos encenar como estamos e como nos sentimos, ou como vemos o mundo à nossa volta; podemos projetar como viver em grupo. Podemos enfim elaborar sobre todas as coisas que nos importa fazer e pensar, num contexto protegido, onde a experimentação e o erro são controláveis. E podemos fazer isto tudo partilhando-o com os outros!

A entrada é gratuita.



publicado por Carlos Gomes às 19:46
link do post | favorito

Quinta-feira, 26 de Março de 2015
MOITA ASSINALA DIA MUNDIAL DO TEATRO

Câmara da Moita assinala Dia Mundial do Teatro com “A Taberna do Vale” e “Memórias Partilhadas”

Para comemorar o Dia Mundial do Teatro, a Câmara Municipal da Moita sugere dois espetáculos de teatro, no dia 28 de março: “A Taberna do Vale”, pelo Ao Luar Teatro Regional da Serra do Caldeirão, e “Memórias Partilhadas”, pelo Teatro de Montemuro – Coprodução do Teatro Regional da Serra de Montemuro e Teatro D. Maria II.

Memórias partilhadas ©Filipe Ferreira_15

“A Taberna do Vale” vai subir ao palco do Clube Recreativo Sport Chinquilho Arroteense, em Alhos Vedros, às17:00h. Esta comédia de costumes serranos é trazida ao concelho da Moita pela Câmara Municipal da Moita, em parceria com a Junta de Freguesia de Alhos Vedros e tem entrada gratuita.

No mesmo dia, mas à noite, pelas 21:30h, o auditório do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, recebe “Memórias Partilhadas”. Este espetáculo tem também entrada gratuita.

Sinopse – “A Taberna do Vale”, dia 28 de março, 17:00h, Clube Recreativo Sport Chinquilho Arroteense:

Nobre estabelecimento, negócio de família gerido por Cândido, filho único e solteiro da D. Dolores. Local onde tem lugar o comentário e o julgamento de tudo o que acontece na Aldeia.

Assim corre a vida na lanterna dos esquecidos, no farol dos perdidos, no centro cultural da aldeia, na casa do povo dos bailes, tribuna de assuntos públicos, balcão da má-língua, o mundo visto de uma taberna de Aldeia por figuras comuns e de assinalável particularidade.

Uma comédia de costumes serranos, muito divertida e musical.

Sinopse – “Memórias Partilhadas”, dia 28 de março, 21:30h, Fórum Cultural José Manuel Figueiredo:

Três objetos: um lápis, uma carteira e uma almofada. Três monólogos que nos contam as histórias de objetos que têm muito para partilhar e que se ligam entre si de uma forma ou de outra.

“O Lápis”, de Abel Neves

A caneta é mais poderosa que uma espada ou, no caso de Delfim, que um lápis.

Com um lápis, pode-se destravar o mundo. É a espada da verdade. Pode-se transportar um navio para a segurança, pode-se tomar banho de ervas no Montemuro – pode-se colmatar uma lacuna ou esconder-se na floresta. Bem, pode-se, pela mão de Delfim e com a imaginação de Delfim.

“Uma Carteira Vazia”, de Therese Collins

O que há na carteira de uma pessoa diz-nos muito sobre ela. A escolha de uma carteira de uma pessoa diz-nos muito sobre ela. Anna tem um fascínio por carteiras, não pode deixá-las sozinhas, especialmente as das outras pessoas. Se está tão fascinada por elas, por que não pode abrir a carteira da sua mãe falecida?

“A Almofada de Penas de Cuco”, de Peter Cann

Em 1966, existiam dois amigos, Adão e Fábio, que faziam tudo juntos. Em 1966, houve um Campeonato do Mundo e Eusébio agraciava o jogo. Em 1966, um dos amigos apaixonou-se. E tudo mudou.

O que fazes se nunca mais vires o teu único e verdadeiro amigo? O que fazes para que as coisas voltem a ser como eram antes dela chegar?

O que não deves fazer é dar ao teu amigo uma almofada de penas de cuco.

A Taberna do Vale



publicado por Carlos Gomes às 10:14
link do post | favorito

Quinta-feira, 19 de Março de 2015
MOITA REALIZA OFICINA DE TEATRO PARA JOVENS

Oficinas de Teatro para Jovens “Agora, Faz Tu!” no Centro de Experimentação Artística – Vale da Amoreira

Estão a decorrer, até ao dia 1 de abril, no Centro de Experimentação, no Vale da Amoreira, as Oficinas de Teatro para Jovens, “Agora, Faz Tu!”, dinamizadas por Rui Catalão, no âmbito da Quinzena da Juventude.

“Agora, Faz Tu!” é uma caixa de ferramentas para aprender a fazer peças, ou seja, para aprender a escrever um texto, para aprender a encená-lo, e para aprender a usar os diferentes materiais de cena de modo a apresentar essa peça. Porque é que importa aprender a fazer uma peça? Podia ser um manual de instruções de como fazer todas essas possíveis peças, mas não é! É uma caixa de ferramentas que oferece uma série de modelos de trabalho, com os seus processos e mecanismos, e oferece também acompanhamento (na forma de oficinas de trabalho e reuniões periódicas com sugestões para desbloquear e dar continuidade ao trabalho). Mas a sua principal mais valia é permitir que o grupo de trabalho aprenda a organizar-se, a ganhar sentido de responsabilidade e fazer por si mesmo, tomando decisões próprias, aprendendo a fazer e a ganhar consciência de como fazer. Os modelos apresentados são assim pontos de partida para que, posteriormente, o grupo possa usá-los e alterá-los de acordo com as suas necessidades, de modo a encontrar o modelo que melhor se adequa à dinâmica de grupo.

O resultado das oficinas “Agora, Faz Tu!” será apresentado no dia 4 de abril, pelas 21:30h, no Centro de Experimentação Artística, no Vale da Amoreira.

Estas Oficinas de Teatro são dirigidas a jovens dos 15 aos 25 anos e os interessados ainda podem participar, contactando o Gabinete da Juventude, através do T: 211 810 030 ou o email: juventude@mail.cm-moita.pt.

Horários das Oficinas:

20 março – das 18:00h às 21:00h

21, 26, 27, 30 e 31 março – das 15:00h às 18:00h

1 de abril – das 15:00h às 18:00h.



publicado por Carlos Gomes às 11:06
link do post | favorito

Quarta-feira, 11 de Março de 2015
INATEL PROMOVE CURSO DE LUZ E SOM PARA TEATRO


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 23:51
link do post | favorito

Quarta-feira, 11 de Fevereiro de 2015
TEATRO SOBE AO PALCO NA BAIXA DA BANHEIRA

“Manu ao Sabor do Vento” no Fórum Cultural – Baixa da Banheira

Espetáculo de teatro para assistir em família

A tarde do dia 21 de fevereiro vai ser dedicada à família, no Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, com o espetáculo de teatro/clown, “Manu ao Sabor do Vento”, a partir das 16:00h, por Manuel Amarelo.

Teatro Clown

“Manu ao Sabor do Vento” é um espetáculo clown contemporâneo, onde a música e o gesto substituem a palavra, numa viagem que explora o universo cómico e poético.

De dentro de um tronco de uma oliveira milenar, ouvem-se os ruídos de um amanhecer diferente, de mais um dia alegre, puro, inocente e atabalhoado, cheio de peripécias e surpresas.

Manu anda pelo mundo, um mundo onde as flores são gigantes e as pessoas vivem felizes cada dia que passa. As pequenas coisas atingem proporções grandiosas. Do saco de serapilheira que transporta consigo, saem as mais estranhas e hilariantes situações que decide partilhar com o mundo. Da “vassouira” ao “trombadidjóculo”, passando pela “mesa de gala” e o especial amigo “passaroco”, entre outros, concilia técnicas como a manipulação de objetos, a comédia física, a mímica e a música.

O personagem é intemporal e o espetáculo uma constante evolução surgindo ao longo dos tempos, novas narrativas e aventuras.

Este espetáculo é dirigido a famílias (crianças a partir dos 4 anos) e os bilhetes custam 3,05, para maiores de 12 anos, e de 1,84, para menores de 12 anos.

Horário da Bilheteira: 

De 3ª a sábado – 14:30h às 19:30h 

Dias de espetáculo e cinema  – uma hora antes do início do espetáculo ou sessão.

Os bilhetes podem ainda ser reservados, através do telefone 210 888 900, no horário de funcionamento da bilheteira.

As reservas têm de ser levantadas, no máximo, até 1h antes do início do espetáculo, com um limite de cinco bilhetes por reserva.



publicado por Carlos Gomes às 22:00
link do post | favorito

Quinta-feira, 8 de Janeiro de 2015
COMÉDIA MUSICADA “A TERRA DOS CARECAS” SOB AO PALCO NO FÓRUM CULTURAL DA BAIXA DA BANHEIRA

O humor negro neozelandês está de volta, desta vez com um filme assinado por um realizador emigrante português que irá estar em digressão pelo País. “A Terra dos Carecas” é um misto de comédia negra, sátira social e drama distópico e vai ser exibido no dia 16 de janeiro, pelas 21:30h, no auditório do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, com a presença do realizador Bernie Rao.

Bernie Rao A Terra dos Carecas

Sinopse

Num futuro próximo, o primeiro-ministro neozelandês faz passar, sem explicação, uma lei polémica e radical, tornando a calvície num crime grave. A única salvação para os calvos parece ser um mítico lugar, escondido algures numa floresta, chamado “A Terra dos Carecas”, onde, supostamente, os calvos podem viver em liberdade. Uma comédia dramática que sugere que a liberdade é sempre uma ilusão.

Ficha Técnica:

Nova Zelândia, 2014

Classificação Etária: M/12

Duração: aproximadamente 100 minutos

Produção, Argumento e Realização: Bernie Rao

Elenco: Murray Davidson, Alasdair Johnston, Chris Jacobs, Steven Macnamara, Danielle Van der Linde, Andrew Cook, Kimberly Buchan.

Co-Produção: Icon Digital (Macau), Portugal, Itália

A entrada é gratuita.



publicado por Carlos Gomes às 00:00
link do post | favorito

Sexta-feira, 21 de Novembro de 2014
MOITA RECEBE ENCONTRO DE TEATRO E DANÇA

Município da Moita volta a receber Festival ExpressArte – Encontro de Teatro e Dança

O Município da Moita volta a receber o Festival ExpressArte – XV Encontro de Teatro e Dança, no dia 27 de novembro, com espetáculos às 10:30h e 14:30h, no auditório da Biblioteca Municipal Bento de Jesus Caraça, na Moita.

CARTAZ Festival Expressarte.jpg

Promovido pelo Centro de Animação Jovem da APPACDM – Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental, este encontro reúne, anualmente, várias associações de apoio a pessoas portadoras de deficiência que utilizam as Artes com fins terapêuticos, de diversão e inclusão social e outros grupos amadores e profissionais da região, fomentando a troca de experiências e aprendizagens.

Desde 2008, a Câmara Municipal da Moita apoia o Festival ExpressArte que promove o trabalho artístico de cidadãos portadores de deficiência como instrumento facilitador da inclusão social e também o envolvimento de várias associações.

Programa do Festival ExpressArte – XV Encontro de Teatro e Dança:

10:30h

Espetáculo: Mundo Encantado”, por Move-TE

APPACDM de Setúbal – CAO2

Sinopse: Viagem ao mundo encantado, através de dramatização de algumas músicas da Disney.

Espetáculo: “Emoções”, por Diverte e Dança

APPACDM de Setúbal

Sinopse: Conjunto de coreografias e ritmos que têm por objetivo mostrar as diversas emoções que se experimentam numa relação a dois.

14:30h

Espetáculo: Comédia a l’(a)parte, por Grupo Teatro Puzzle - CAJ

APPACDM de Setúbal

Sinopse: “O prazer de fingir, “é isso que veem fazer ao teatro... ver coisas a fingir” um grupo de atores que fazem teatro e relembram como ainda podemos rir e pensar ao mesmo tempo. Como uma peça pode ter uma mensagem e aparte termos a comédia ou vice-versa.

Espetáculo: Percussão, Por Grupo de Percussão – CAJ

APPACDM de Setúbal



publicado por Carlos Gomes às 13:54
link do post | favorito

Terça-feira, 18 de Novembro de 2014
FÓRUM CULTURAL DA BAIXA DA BANHEIRA APRESENTA A PEÇA DE TEATRO “UMA PEQUENA HISTÓRIA DO MUNDO”

29 de novembro, Baixa da Banheira

Teatro no Fórum Cultural: “Uma Pequena História do Mundo”

“Uma Pequena História do Mundo”, assim se chama o espetáculo de teatro que a ESTE – Estação Teatral vai levar à cena, no dia 29 de novembro, pelas 21:30h, no auditório do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira.

Uma Pequena História do Mundo

Sinopse:

Quando Pat O'Donnell, sentado no chão, descamisado e com a gravata à banda, atira um maço de notas ao ar e tomba redondo para trás com um copo vazio na mão e Toni Zito reconhece que, para se vencer na vida, há que ter a cabeça, os músculos e a coragem do patrão, que está ali deitado no chão, ficamos a saber que há uma pequena história do mundo que todos conhecem e que ainda assim precisa de ser contada.

A Estação Teatral explora cada vez mais o espaço, a plasticidade dos corpos em ação no espaço, a arte da encenação e a linguagem da sua "ideia de teatro": a centralidade do trabalho do ator, a totalidade da sua expressão, a síntese, o desdobramento, o encontro e a convicção de que o teatro, enquanto manifestação do humano, é cada vez mais necessário.

O espetáculo de teatro “Uma Pequena História do Mundo” tem a duração de 65 minutos e é dirigida a maiores de 12 anos. Os bilhetes, no valor de 6,09 euros, podem ser adquiridos no Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira.

Horário da Bilheteira: 

De 3ª a sábado – 14:30h às 19:30h 

Dias de espetáculo e cinema  – uma hora antes do início do espetáculo ou sessão.

Os bilhetes podem ainda ser reservados, através do telefone 210 888 900, no horário de funcionamento da bilheteira.

As reservas têm de ser levantadas, no máximo, até 1h antes do início do espetáculo, com um limite de cinco bilhetes por reserva.



publicado por Carlos Gomes às 20:23
link do post | favorito

Segunda-feira, 17 de Novembro de 2014
MARIONETA TEM FESTA NA MOITA

10154941_10153298726038154_3417032444523013971_n



publicado por Carlos Gomes às 20:39
link do post | favorito

Sexta-feira, 7 de Novembro de 2014
BAIXA DA BANHEIRA APRESENTA ESPETÁCULO DE TEATRO E DANÇA

Fórum Cultural – Baixa da Banheira

“Sopa de Jerimu”: teatro e dança para ver em família A ARTEMREDE – Teatro Associados apresenta, no dia 15 de novembro, às 16:00h, no auditório do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, o espetáculo de teatro e dança “Sopa de Jerimu”, pela Circulando.

Sopa de Jerimu

Sinopse:

“Sopa de Jerimu” é um espetáculo a solo para uma mulher e várias abóboras… então já não é a solo! Estão lá a menina, a porqueira, a chila, a bolina, a cabaça, todas diferentes e todas abóboras.

Na sua cozinha, esta mulher convive com as abóboras, ouve-lhes os segredos e mergulha em si, descobrindo coisas que não conhecia.

No final, o público é convidado a visitar a cozinha, o espaço cénico e a desvendar as relíquias de abóbora guardadas em gavetas.“Sopa de Jerimu” é um espetáculo para toda a família (crianças com mais de seis anos), tem a duração de 50 minutos e a lotação máxima de 70 espetadores.

O preço dos bilhetes é de 1,84 euros, para menores de 12 anos, e 3,05 euros, para maiores de 12 anos.

Horário da Bilheteira:

De 3ª a sábado – 14:30h às 19:30h

Dias de espetáculo e cinema – uma hora antes do início do espetáculo ou sessão.

Os bilhetes podem ainda ser reservados, através do telefone 210 888 900, no horário de funcionamento da bilheteira.

As reservas têm de ser levantadas, no máximo, até 1h antes do início do espetáculo, com um limite de cinco bilhetes por reserva



publicado por Carlos Gomes às 09:05
link do post | favorito

Sábado, 1 de Novembro de 2014
MOITA APRESENTA ESPETÁCULO “QUEM QUER SER SARAMAGO?”

“Quem Quer Ser Saramago?” para ver na Biblioteca da Moita

No dia 7 de novembro, a partir das 21:00h, a Biblioteca Municipal Bento de Jesus Caraça, na Moita, recebe três iniciativas distintas: a abertura da exposição “Lenços da Liberdade”, da Universidade da Terceira Idade do Barreiro, em colaboração com a Junta de Freguesia da Moita, a apresentação da Revista “Vértice”, no âmbito do Projeto Oficina Saramago Barreiro/Moita, e o espetáculo de promoção da Leitura “Quem quer ser Saramago?”, pela Andante – Associação Artística.

quem quer ser saramago

Sinopse do espetáculo “Quem Quer Ser Saramago?”

“A grande e decisiva arma é a ignorância. É bom que eles nada saibam, nem ler, nem escrever, nem contar, nem pensar, que considerem e aceitem que o mundo não pode ser mudado, que este mundo é o único possível, tal como está, que só depois de morrer haverá paraíso…” José Saramago in Levantado do Chão. Agora, mais do que nunca, as palavras de José Saramago ajudam-nos a compreender, a lutar e a ultrapassar os tempos conturbados em que vivemos.

“Quem Quer Ser Saramago?”, uma viagem contra a crueldade, a humilhação e a mentira, guiada pela “Voz” e pela obra do único Nobel da Literatura em língua portuguesa, com destino a um mundo mais digno, justo e verdadeiro.

Entrada gratuita.



publicado por Carlos Gomes às 00:00
link do post | favorito

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014
BAIXA DA BANHEIRA REALIZA FESTA DA MARIONETA

No Fórum Cultural – Baixa da Banheira. Festa da Marioneta com espetáculos para toda a família

O concelho da Moita volta a receber a Festa da Marioneta, durante o mês de novembro, com dois espetáculos e uma exposição para toda a família. A Festa da Marioneta é uma iniciativa da ARTEMREDE – Teatros Associados.

Marioneta

“Não Toquem nas Minhas Mãos” é o espetáculo marcado para o dia 9 de novembro, às 11:00h, no auditório do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira. Neste espetáculo, da Companhia Valeria Guglietti, da Argentina, as sombras chinesas encontram-se com o cinema mudo, a marioneta, o humor e a música, para criar uma coleção de histórias cheias de graça que fascinarão todo o tipo de público. Desde o princípio dos tempos que o homem tem convivido com a sua sombra. Começou a brincar com as suas mãos desenhando formas efémeras. Tornada arte pelos chineses há milhares de anos, as Sombras percorreram o mundo através dos tempos. “Não Toquem nas Minhas Mãos” é dirigido a crianças com mais de 3 anos e famílias.

No dia 22 de novembro, pelas 16:00h, o Teatro e Marionetas de Mandrágora sobe ao palco do auditório do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, com o espetáculo “Casa dos Ventos”. Este espetáculo, para crianças maiores de quatro anos e famílias, narra uma viagem de duas personagens que pretendem manter a sua forma de estar, o seu espaço de afetos e emoções num mundo em transformação. Numa grande cidade, Alba e Maria tentam atravessá-la, carregando um moinho de vento às costas na procura de uma nova colina que lhes garanta um local para viverem. Mas a cidade respira, oprime e fascina. A casa parte da procura da integração das memórias pessoais e coletivas na vida quotidiana, olhando para os legados tradicionais como a possibilidade de construir a imagem de um futuro próprio, repleto de memórias e tradições reinventadas.

Os bilhetes (menores de 12 anos - 1,84 euros; Maiores de 12 anos - 3,05 euros) para ambos os espetáculos estão disponíveis no Fórum Cultural, na Baixa da Banheira.

Entre 4 e 29 de novembro, a Galeria de Exposições do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, recebe a exposição itinerante do Museu da Marioneta, composta por 13 painéis e alguns exemplares do acervo daquele museu, nomeadamente sombras chinesas, máscaras do Sri-Lanka e do Bali, marionetas de fios e de luva, entre outros. Ao visitar esta exposição, vai ter a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a história da marioneta e as especificidades deste tipo de teatro, acessível a todos os públicos e de todas as idades.

A entrada é gratuita.

Horário da Bilheteira:

De 3ª a sábado – 14:30h às 19:30h

Dias de espetáculo e cinema  – uma hora antes do início do espetáculo ou sessão.

Os bilhetes podem ainda ser reservados, através do telefone 210 888 900, no horário de funcionamento da bilheteira. As reservas têm de ser levantadas, no máximo, até 1h antes do início do espetáculo, com um limite de cinco bilhetes por reserva.



publicado por Carlos Gomes às 19:32
link do post | favorito

Quarta-feira, 29 de Outubro de 2014
ALCÂNTARA APRESENTA UMA COMÉDIA FADISTA



publicado por Carlos Gomes às 15:27
link do post | favorito

Quarta-feira, 1 de Outubro de 2014
BAIXA DA BANHEIRA RECEBE KARL MARX

Comemorações dos 40 anos do 25 de Abril: Teatro: “Marx na Baixa” sobe ao palco do Fórum Cultural

No ano em que se assinala os 40 anos do 25 de Abril, a Câmara Municipal da Moita apresenta o espetáculo de teatro “Marx na Baixa”, no dia 10 de outubro, às 21:30h, no auditório do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira.

Fonte CMMoita Marx na Baixa

E se o homem barbudo de há dois séculos, vestindo um fato e gravata, carregando uma mala, talvez de livros, talvez de ideias, aterrasse em Portugal? E se esse homem fosse Karl Marx que, para reivindicar o direito a limpar o seu nome, veio cá abaixo, mais propriamente à Baixa?

Este é o mote de “Marx na Baixa”, um espetáculo que mostra o lado mais humano do filósofo alemão. Uma mesa, duas cadeiras e quatro ou cinco adereços são o que Marx precisa para marcar um encontro com os portugueses e nos enviar para uma viagem tão histórica como íntima, tão política como sentimental, tão profunda como irresistivelmente hilariante. Esta peça foi preparada a partir do texto “Marx in Soho”, de Howard Zinn.

A entrada é gratuita, mediante reserva antecipada dos bilhetes.

Horário da Bilheteira: 

De 3ª a sábado – 14:30h às 19:30h 

Dias de espetáculo e cinema  – uma hora antes do início do espetáculo ou sessão.

Os bilhetes podem ainda ser reservados, através do telefone 210 888 900, no horário de funcionamento da bilheteira.As reservas têm de ser levantadas, no máximo, até 1h antes do início do espetáculo, com um limite de cinco bilhetes por reserva.



publicado por Carlos Gomes às 23:46
link do post | favorito

Segunda-feira, 29 de Setembro de 2014
LIVRO PIONEIRO SOBRE TEATRO DE REVISTA À PORTUGUESA

Apresentação em Lisboa, dia 11 de Outubro, na Desassossego  

Helena Ferreira, mestre em Ciências da Comunicação da Universidade do Minho, apresenta no dia 11 de Outubro, às 15h30, na Livraria Desassossego de Lisboa, a obra “Ver não Custa, o que Custa é Saber Ver”, que resulta de um estudo sobre a comunicação visual do teatro de revista à portuguesa. O livro será apresentado pelo historiador Jorge Trigo, e terá como orador convidado Hélder Freire Costa, empresário do Teatro Maria Vitória.

A investigação desenvolvida no âmbito do mestrado em Publicidade e Relações Públicas teve como principal objetivo a análise de cartazes, panfletos e outros suportes visuais associados ao teatro de revista à portuguesa do Parque Mayer, em Lisboa, durante o período compreendido entre 1926 e 2011. “Se este género é essencialmente de crítica social e política, o que nos revela a sua comunicação visual? As conclusões mostram que esta funciona ela própria como critica político-social, surgindo como primeiro ‘cartão-de-visita’ junto da população, uma vez que apresenta as peças antes da estreia”, explica a autora da obra de 220 páginas editada pela Chiado Editora.

Das 71 imagens de publicidade analisadas, surgiram seis categorias: ‘Machismo: a mulher como objeto de prazer’, ‘Representação das províncias ultramarinas’, ‘Presença do Zé Povinho’, ‘Cultura popular’, ‘Cenas, locais e produtos do quotidiano’ e ‘O Parque Mayer, os seus teatros e o Teatro de Revista’. “A crítica social e, principalmente, política é muito mais evidente e visível a partir do 25 de Abril de 1974, como se pode verificar pela presença assídua do Zé Povinho. Nos materiais de divulgação, a crítica é visível, direta e sem subterfúgios”, acrescenta Helena Ferreira.

Para além de permitir um maior entendimento da comunicação visual do teatro de revista à portuguesa, este estudo pioneiro contribuiu para uma melhor compreensão da história e da sociedade portuguesa, já que as imagens reproduzem e comunicam o ambiente sociopolítico de cada época. Jorge Trigo, no prefácio, refere que "a análise sócio-semiótica que Helena Ferreira faz à comunicação visual da Revista à Portuguesa constitui uma autêntica novidade" e Hélder Freire Costa considera que esta obra é “um grande livro sobre o Teatro de Revista”.  

Helena Carla Gonçalo Ferreira, de 45 anos, é natural de Angola. Viveu durante grande parte da sua vida em Trás-os-Montes, tendo exercido funções de assistente técnica durante 16 anos num hospital público desta região. Atualmente reside em Valongo, no Porto. É licenciada em Psicologia Organizacional – Vertente Recursos Humanos pelo Instituto Superior de Línguas e Administração de Bragança, pós-graduada em Gestão das Organizações sem Fins Lucrativos pela Porto Business School e mestre em Ciências da Comunicação – Publicidade e Relações Públicas pela UMinho. Helena Ferreira é ainda autora de alguns trabalhos científicos na área da comunicação e do marketing público e não lucrativo. 

convite2 (4)


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 21:17
link do post | favorito

Quarta-feira, 3 de Setembro de 2014
TEATRO POLITEAMA APRESENTA REVISTA "PORTUGAL À GARGALHADA"


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 14:51
link do post | favorito

Quinta-feira, 17 de Julho de 2014
REVISTA À PORTUGUESA REGRESSA AO POLITEAMA

 

 


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 12:26
link do post | favorito

Quinta-feira, 10 de Julho de 2014
LISBOA: TEATRO SÃO LUÍZ RECEBE COMÉDIAS DO MINHO



publicado por Carlos Gomes às 14:51
link do post | favorito

Terça-feira, 8 de Julho de 2014
COMÉDIAS DO MINHO SOBE AO PALCO NO TEATRO SÃO LUÍS, EM LISBOA

A Associação Comédias do Minho vai estar no São Luiz, em Lisboa, nos próximos dias 17 a 20 de Julho, com espetáculos dos cinco municípios do vale do Minho, incluindo no dia 19 às 21h00 o espetáculo "Chão" que conta com a participação dos Mão Morta e de cerca de 60 mulheres de Paredes de Coura.

Nos dias 19 e 20 entre os espetáculos haverá "arraial minhoto" à porta do Teatro São Luiz, em Lisboa.

A Associação Comédias do Minho, situada no Vale do Minho, nasceu em 2003, fruto do investimento e da colaboração de cinco municípios - Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Valença e Vila Nova de Cerveira - e do Teatro Noroeste (posteriormente substituído pela Caixa de Crédito Agrícola) como membro associado, para dar corpo a uma companhia de teatro profissional. 

A Associação Comédias do Minho propõe-se dotar o vale do Minho de um projeto cultural próprio, adaptado à sua realidade socioeconómica e, portanto, com um enfoque especial no envolvimento das populações, a partir da construção de propostas de efetivo valor participativo e simbólico, para as comunidades a que se dirigem.

Partindo da prática teatral, a Associação Comédias do Minho propôs-se desenvolver uma atividade cujo principal objetivo consistisse na captação de públicos, assente numa estreita relação com as comunidades locais procurando, através da criação e da difusão de uma oferta teatral regular inédita na região, colmatar algumas das lacunas que caracterizam as regiões do interior, nomeadamente as resultantes do forte isolamento a que as mesmas estão sujeitas.



publicado por Carlos Gomes às 20:06
link do post | favorito

INATEL PROMOVE CONCURSO DE NOVOS TEXTOS DE TEATRO

O início do período de entrega das obras a concurso da 18ª edição INATEL / Teatro Novos Textos 2014. O prazo de entrega dos textos decorará até ao dia 14 de Outubro.

Para informações adicionais os números a contactar são 21 115 5751 | 739 (Teatro da Trindade) | 21 002 7150 (Sede) | cultura@inatel.pt

O concurso Fundação INATEL/TEATRO NOVOS TEXTOS tem como intuito estimular novos autores para a escrita de textos originais em língua portuguesa promovendo e divulgando novos valores literários na área do Teatro.

O presente concurso rege-se pelo seguinte regulamento:

  1. 1.      O Concurso INATEL/TEATRO-NOVOS TEXTOS realiza-se na presente edição com a atribuição de dois prémios:

- Grande Prémio Fundação INATEL            2.000,00 €

- Prémio Miguel Rovisco                               1.000,00 €

             - Caso o júri delibere conceder menção honrosa, será atribuído uma estada de duas noites para duas pessoas, regime APA, em época média ou baixa numa unidade hoteleira da Fundação INATEL, à escolha, a usufruir até 30 de Novembro de 2015.

1.1.               Não serão atribuídos prémios ex aequo.

1.2.               O Prémio “MIGUEL ROVISCO” destina-se a galardoar o melhor trabalho de jovens autores até 25 anos de idade que, expressamente na folha de rosto do texto, a ele indiquem concorrer. Acresce que, no interior do envelope fechado referido no ponto 9 deste regulamento, deverá ser incluída uma fotocópia do Bilhete de Identidade / Cartão do Cidadão.

1.3.               Os critérios para atribuição dos Prémios são da responsabilidade do Júri, reservando-se a este o direito de não atribuir algum ou ambos os prémios, se a qualidade dos trabalhos apresentados assim o impuser.

1.4.               Os Prémios, uma vez atribuídos, serão comunicados no sítio Internet da Fundação INATEL e entregues aos premiados, em sessão pública. Apenas os premiados serão notificados.

  1. 2.      As obras premiadas serão publicadas em 1ª Edição pela Fundação INATEL.
  2. 3.      O Grupo vencedor do Concurso Nacional de Teatro Amador 2014 levará a cena, uma das obras premiadas, a escolher pelo Grupo e com a aprovação da Fundação INATEL, espetáculo esse dirigido por um encenador profissional. A apresentação do texto selecionado pelo CCD terá lugar no Teatro da Trindade, em data a definir pela Direção do Teatro da Trindade.
  3. 4.      Podem concorrer autores de qualquer nacionalidade, desde que os trabalhos sejam redigidos em língua portuguesa.
  4. 5.      No caso dos não Beneficiários da INATEL deverá ser paga uma inscrição no valor de 15 €. Os Beneficiários da Fundação INATEL o valor da inscrição é de 5€. Os originais só serão aceites acompanhados do respetivo pagamento. O valor da inscrição é correspondente a uma só obra, pelo que caso sejam apresentadas várias obras por autor, cada uma corresponderá a uma inscrição.
  5. 6.      Cada pseudónimo deve corresponder a uma só obra. As várias obras do mesmo autor devem corresponder pseudónimos diferentes.
  6. 7.      Os trabalhos apresentados terão de ser inéditos, podendo tratar-se de textos individuais ou em co-autoria, não podendo, até à decisão do Júri do Concurso, ser levados ao conhecimento do público sob quaisquer formas (Encenação, edição, etc.).
  7. 8.      Os originais a concurso podem ser de qualquer género teatral e de tema livre, devendo, no entanto, permitir pela sua extensão, a realização de um espetáculo de duração não superior a 90 minutos.
  8. 9.    Cada autor deverá apresentar três (3) exemplares da obra, assinados com pseudónimo e dactilografados com formatação específica: em formato A4, com tipo de letra Arial (12), espaçamento de 1,5 entre linhas, encadernação em argolas ou prensagem a quente e devidamente numerados.

Deverá apresentar-se igualmente em envelope fechado, indicando, no exterior, o respetivo pseudónimo, nome da peça e nome do certame; e no interior, a identificação do autor (título da obra, nome, morada e contacto telefónico).

  1. 10.  Os trabalhos devem ser entregues ou enviados para Fundação INATEL, sito na Calçada de Sant’Ana, 180 - 1169-062 Lisboa.

O prazo de entrega dos mesmos terá lugar entre 1 de Julho a 14 de Outubro de 2014.

  1. 11.  As candidaturas apresentadas são avaliadas por um Júri nomeado pela INATEL e composto por três (3) membros que são os seguintes:

- Claúdia Lucas Chéu – Dramaturga.

- Diogo Dória – Ator / Encenador.

- Maria José Pascoal – Atriz / Encenadora.

  1. 12.  As decisões do Júri são irrecorríveis.
  2. 13.  Os originais não reclamados no prazo de 30 dias após a data da divulgação dos prémios serão inutilizados a fim de se preservar a característica do ineditismo.
  3. 14.  Serão excluídas todas as candidaturas que não preencham os requisitos solicitados nos pontos anteriores, comprometendo-se os autores a concordar com as condições apresentadas neste regulamento.
  4. 15.  Os casos omissos neste regulamento serão apreciados e decididos pelo Conselho de Administração da Fundação INATEL e da sua decisão não haverá recurso.

tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 15:54
link do post | favorito


mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13
14

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

RIO DE MOURO VAI HOJE AO ...

LISBOA LEVA VINHOS À CENA...

“A CEIA DO MARQUÊS” VAI S...

FUNDÃO: 'FILHAS DO MONTE'...

BETO COVILLE LEVA À CENA ...

“DESTINO INCERTO” SOBE À ...

SOCIEDADE HISTÓRICA DA IN...

“A CEIA DO MARQUÊS” – UM ...

ALCOCHETE LEVA À CENA A P...

2º CAPÍTULO – GALARDOADA ...

NOVA LOUCURA DE LA FÉRIA ...

TEATRO POLITEAMA APRESENT...

CASA DO ARTISTA LEVA À CE...

“A BILHA QUEBRADA” SOBE A...

MUSEU NACIONAL DE ARQUEOL...

VIANA DO CASTELO REPRESEN...

JOGO DOS TRONOS – TEMPORA...

COMPANHIA DE TEATRO DE AL...

BELAS RECEBE CLUEDO TEATR...

TEATRO ARMANDO CORTEZ APR...

LISBOA RECEBE COMÉDIA BRA...

MOITA COMEMORA DIA MUNDIA...

MOITA ESTREIA MOSTRA DE T...

ORQUESTRA DA ACADEMIA DE ...

HISTÓRIAS DE PAPELÃO REGR...

TEATRO MARIA VITÓRIA APRE...

TEATRO MARIA VITÓRIA APRE...

REVISTA À PORTUGUESA REGR...

MARILYN MONROE SOBE AO PA...

TEATRO EXTREMO APRESENTA ...

REVISTA À PORTUGUESA AIND...

JOSÉ JORGE LETRIA APRESEN...

EUROPA, EUROPA! TEATRO & ...

TEATRO POLITEAMA LEVA À C...

TEATRO POLITEAMA ESTREIA ...

TEATRO POLITEAMA ESTREIA ...

TEATRO POLITEAMA ESTREIA ...

TEATRO POLITEAMA REALIZA ...

FILIPE LA FÉRIA LEVA “O M...

TEATRO POLITEAMA ESTREIA ...

COMÉDIA SOBE AO PALCO DO ...

TEATRO POLITEAMA LEVA À C...

ATOR MANUEL JOÃO VIEIRA E...

ESCOLA SECUNDÁRIA LEAL DA...

"MEMORIAL DO CONVENTO" DE...

TARZAN ESTÁ NO TEATRO POL...

TEATRO DO NOROESTE APRESE...

FILIPE LA FÉRIA ESTREIA N...

TEATRO "A BARRACA" APRESE...

AMADORA VENCE CONCURSO NA...

arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds