Blogue de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Lisboa e arredores
Terça-feira, 23 de Setembro de 2014
INSTITUTO HIDROGRÁFICO PUBLICA LIVRO SOBRE O CONVENTO DAS TRINAS DO MOCAMBO

O Instituto Hidrográfico acaba de publicar a obra “O Convento das Trinas do Mocambo. Da Capela de Nossa Senhora da Soledade a sede do Instituto Hidrográfico”. Esta publicação resulta da mostra Fotográfica “Um Lugar de Memória. Convento das Trinas do Mocambo” que o Instituto Hidrográfico levou a efeito no passado mês de abril, no âmbito das comemorações oficiais do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios.

Conforme é referido no próprio livro, com esta iniciativa “procura-se preservar a memória histórica de um património cultural e arquitetónico que se encontra à guarda do Instituto Hidrográfico, dando-o a conhecer através de um conjunto de gravuras, postais, mapas e fotografia com devido interesse documental que tem vindo a ser recolhidas, divulgação que complementa as visitas culturais que habitualmente se realizam a este espaço que constitui um Lugar de Memória da cidade de Lisboa”

O Convento das Trinas do Mocambo teve a sua origem num aglomerado de casas que, em 1657, foi pelo casal flamengo Cornélio Wandali e Martha de Bóz legado por disposição testamentária à Ordem Hospitalar da Santíssima Trindade do Resgate dos Cativos. Reza o referido testamento que …as casas que tinha no Mocambo e a ermida que lhe tinha acrescentado fossem pera se acomodar alli um mosteyro de freyras da Ordem da Sanctíssima Trindade, e pêra fabrica do dito convento e sustento das Religiosas deyxava seos bens.

O termo Mocambo constitui um antigo topónimo que nos remete para a época em que, naquele sítio, existiu uma pequena póvoa de casebres habitados por população de origem africana, o qual viria no século XIX a dar origem a bairro típico da Madragoa habitado por gente varina, assim apelidada por ser oriunda de Ovar.

A Ordem Hospitalar da Santíssima Trindade do Resgate dos Cativos foi criada em 1198, por S. João da Mata e S. Félix de Valois. Esta congregação, com o propósito de angariar dinheiro para proceder ao resgate dos fiéis cristãos que, uma vez capturados, entravam nas redes árabes do tráfico de escravos, estabeleceu-se em Portugal por volta do início do século XIII, sabendo-se que já em 1219 existia um convento trinitário em Santarém.

Ao Convento das Trinas do Mocambo pertenceram também os casais da Boavista e de Buenos-Ayres os quais, na sequência do terramoto de 1755, por “aforamentos de chãos de terras”, deram origem ao atual bairro da Lapa.

A partir de 1878, passaram a habitar o edifício as religiosas da Ordem das Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição, aqui tendo permanecido até à implantação da República, altura em que a congregação foi extinta e muitas religiosas foram forçadas a abandonar o país. Nele viveu Maria Clara do Menino Jesus, fundadora desta Ordem, recentemente beatificada.

Desde 1910, o antigo Convento das Trinas teve as mais diversas utilizações, tendo sido sujeito a numerosas alterações e em risco de completa ruína. Em 1969, um violento incêndio ocorrido nas instalações do Ministério da Marinha, situadas na rua do Arsenal e Largo do Corpo Santo, desalojou o Instituto Hidrográfico, tendo-se a partir de então este órgão da Marinha Portuguesa instalado no edifício do antigo Convento das Trinas do Mocambo, constituindo sua preocupação a preservação do património histórico e artístico que se encontra à sua guarda.

Classificado desde 1943 como Imóvel de Interesse Público, o antigo Convento das Trinas do Mocambo reúne um valioso espólio artístico, nomeadamente painéis azulejares dos séculos XVIII e XIX, conservando ainda magníficos espaços conventuais dignos de visita.

O antigo Convento das Trinas do Mocambo encontra-se aberto a visitas de grupos, mediante marcação prévia através do tel: 210 943 287 ou por e-mail:rp@hidrografico.pt. A entrada é gratuita.

O livro “O Convento das Trinas do Mocambo. Da Capela de Nossa Senhora da Soledade a sede do Instituto Hidrográfico” pode ser adquirido na Loja do Navegante, um espaço aberto ao público nas suas instalações.



publicado por Carlos Gomes às 21:16
link do post | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11


20
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

METROPOLITANO DE LISBOA A...

BLOGUE DE LISBOA FAZ PARC...

FIA LISBOA – HÁ MAIS DE 3...

PAN REDUZ PEGADA ECOLÓGIC...

ARROZ DE CABIDELA JUNTA M...

DURIENSES EM CARNAXIDE RE...

MUSEU BORDALO PINHEIRO É ...

PAN NÃO VAI EM TOURADAS

LISBOA RECEBEU GALA DO CI...

PORTUGUESES NÃO CONFIAM N...

CONVENTO DOS CARDAES ASSI...

PAN VAI DAR UMA VASSOURAD...

EDP LISBOA A MULHER E A V...

PAN QUER PROTEGER CAVALOS...

CASA DO MINHO EM LISBOA L...

PAN FAZ CAMPANHA ELEITORA...

PAN ALCANÇA IMPORTANTE VI...

LISBOA É CAPITAL DO REGIO...

LISBOA É A CAPITAL DO ART...

SANTANA LOPES E PAULO SAN...

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

GRUPO MUNICIPAL DO PAN IN...

PAN NÃO QUER BEATAS NA RU...

REGIONALISMO EM MOVIMENTO...

PAN APRESENTA DECLARAÇÃO ...

ASSOCIAÇÃO DAS CASAS REGI...

MINHOTOS LEVAM FOLCLORE À...

PAN QUER QUE O GOVERNO DE...

V FESTA DAS COLECTIVIDADE...

MINHOTOS LEVAM FOLCLORE A...

CASTRO DAIRE ABRAÇA LISBO...

NO MÊS DE MAIO A MAGIA DA...

TENOLOGIA FOTÓNICA DA UNI...

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

METRO DE LISBOA E CÂMARA ...

CASA DO CONCELHO DE ARCOS...

PAN QUER DIREITO DE VOTO ...

PAN QUER LÍNGUA GESTUAL P...

OEIRAS: RANCHO FOLCLÓRICO...

PAN REALIZA EM LISBOA CON...

METROPOLITANO DE LISBOA A...

PAN PROMOVE MEGA AÇÃO DE ...

METRO DE LISBOA CELEBRA D...

JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃ...

MINHOTOS EM LISBOA CELEBR...

MOITA VAI AOS TOIROS!

COMUNIDADE MOLDOVA RECEBE...

CANTORA MOLDOVA ADRIANA O...

TOMARENSES REÚNEM-SE EM L...

25 DE ABRIL NÃO FOI SÓ CR...

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds