Blogue de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Lisboa e arredores
Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017
METROPOLITANO DE LISBOA APROVA PLANO DE CONTINGÊNCIA

Condições climatéricas levam à aplicação de medidas para promover eficiência hídrica

O Metropolitano de Lisboa aprovou um plano de contingência, face às condições climatéricas registadas durante o ano de 2017 e à consequente redução das reservas hídricas em Portugal, que engloba um conjunto de medidas com o objetivo de promover a eficiência hídrica na empresa e, deste modo, contribuir para a minimização da redução das reservas hídricas, em resultado das alterações climáticas e do elevado consumo de água na sociedade em geral.

As medidas incluídas neste plano de contingência reforçam outras ações já implementadas pelo Metropolitano de Lisboa, desde 2013, no âmbito do projeto de redução do consumo de água na empresa e que permitiu uma redução muito significativa do consumo de água (31,6% comparando 2016 com 2012), sendo que a poupança acumulada nos últimos quatro anos foi de 99.397 m3.

Face ao caráter de emergência perante a situação atual das reservas hídricas em território nacional, este plano define sete medidas, a implementar a curto prazo e outras sete medidas, a implementar a médio prazo, mediante a análise da viabilidade económica, considerando o respetivo impacto na organização, custos envolvidos e poupanças previstas.

As medidas de curto prazo preveem ações, que já se encontram em fase de implementação, designadamente a suspensão da rega dos espaços verdes nos Parques de Material e Oficinas, a suspensão das lavagens programadas em galeria, a adoção de práticas de redução da quantidade de água utilizada nas lavagens das estações e, ainda, a contratação de prestação de serviços de deteção de fugas não superficiais, bem como medidas a implementar, com a maior brevidade possível, como a criação de um número de telefone interno para reporte de fugas e diminuição da periodicidade da lavagem de material circulante.

Como medidas a médio prazo, este plano prevê a reformulação paisagística dos Parques de Material e Oficinas, a instalação de redutores de caudal em todas as torneiras e chuveiros, a substituição gradual de torneiras existentes por torneiras automáticas com sensor e o estudo da colocação em funcionamento do furo existente no PMO III para rega e lavagens, entre outras.

O Metropolitano de Lisboa é certificado em Qualidade e Ambiente, pelas normas NP EN ISO 9001:2008 e NP EN ISO 14001:2012, adotando todas as práticas sustentáveis com que se comprometeu, implementando outras medidas que contribuam para a sua atuação sustentável.

A responsabilidade social empresarial do Metropolitano de Lisboa, nas vertentes da Qualidade e do Ambiente, nas componentes económica, social e ambiental são as vias para a melhoria contínua da sua atividade, bem como um contributo para a sustentabilidade e para o bem-estar social. Este contributo passa, prioritariamente, pela satisfação das exigências dos seus clientes e das normas estatutárias e regulamentares, otimizando, de forma adequada, os recursos disponíveis.


tags:

publicado por Carlos Gomes às 21:12
link do post | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29


posts recentes

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

PAN VÊ APROVADA PROPOSTA ...

DEPUTADO ANDRÉ SILVA (PAN...

PAN APOIA AGRICULTURA BIO...

DEPUTADA DO PAN INTERVÉM ...

TEATRUA: MOSTRA DE TEATRO...

UNIVERSIDADE DE AVEIRO DE...

SATISFAÇÃO DOS CLIENTES D...

PAN APRESENTA 233 MEDIDAS...

INVESTIGAÇÃO DA UNIVERSID...

PORTO DE LISBOA MAIS VERD...

PAN PEDE DEMISSÃO DO PRES...

PAN PEDE ESCLARECIMENTOS ...

JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃ...

METRO RENOVA BANCOS DAS C...

EURODEPUTADO DO PAN QUEST...

METRO AMPLIA ESTAÇÃO DE A...

MILHAR E MEIO DE ATLETAS ...

JANEIRAS E REIS NO NORTE ...

ARGANILENSES EM LISBOA DE...

METRO DE LISBOA: 60 ANOS ...

RIO DE MOURO: PARA QUANDO...

BLOGUE DE LISBOA DESEJA B...

NOVOS CORPOS SOCIAIS TOMA...

UNESCO RECONHECE FEDERAÇÃ...

PAN QUER QUE TITULARES DE...

PAN ANTECIPA MEDIDAS DO O...

METRO DE LISBOA ACOLHE AL...

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

PAN QUESTIONA COMISSÃO EU...

DESCARBONIZAÇÃO DA ECONOM...

METRO CELEBRA O NATAL

PARLAMENTO EUROPEU DECLAR...

PAN QUER DESCENTRALIZAÇÃO...

PAN MANTÉM DIÁLOGO COM A ...

BANDAS FILARMÓNICAS DESFI...

PAN LISBOA QUER MAIS COND...

PEV DEFENDE SUBSÍDIO PARA...

PAN AVANÇA COM PROPOSTAS ...

SKY PRINCESS É A ÚLTIMA E...

PAN QUER DEBATER O REGIME...

MUSEU BORDALO PINHEIRO IN...

PAN QUER GARANTIR CARTÃO ...

METRO E INSTITUTO SUPERIO...

PAN QUESTIONA ALEMANHA SO...

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

GOESES DANÇAM NA CASA DAS...

PAN TOMA POSIÇÃO EM RELAÇ...

PAN QUER DESPENALIZAR EUT...

PAN QUER CORREDORES E ABR...

arquivos

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds