Blogue de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Lisboa e arredores
Quinta-feira, 20 de Julho de 2017
PARLAMENTO APROVA PROPOSTA DO PAN QUE REVOLUCIONA O COMÉRCIO DE ANIMAIS
  • Será criado um registo de criadores
  • Anúncios de venda de animais de companhia e transmissão de propriedade passam a estar sujeitos a determinados requisitos
  • Animais selvagens deixam de poder ser comercializados através da Internet
  • Os estabelecimentos comerciaisestão impedidos de expor os animais em montras ou vitrinas
  • Coimas mais duras para o incumprimento

Foi hoje ontem aprovada no parlamento a proposta de lei do PAN - Pessoas Animais Natureza – que regula o comércio de animais de companhia em estabelecimentos comerciais e através da internet e proíbe a venda online de animais selvagens, com os votos a favor de todos os partidos e a abstenção do CDS.

Esta lei estabelece um registo de criadores. Estes devem comunicar a sua atividade à Direcção-Geral de Veterinária (DGAV) que irá gerar um número de identificação, pessoal e intransmissível e que irá disponibilizar, no seu site, os nomes dos criadores comerciais de animais de companhia e respetivo município de atividade e número de identificação.

Os anúncios de venda de animais de companhia passam a estar sujeitos a determinados requisitos de validade, tendo que indicar a idade dos animais; tratando-se de cão ou gato, a indicação se é animal de raça pura ou indeterminada, sendo que, tratando-se de animal de raça pura deve obrigatoriamente ser referido o número de registo no livro de origens português; o número de identificação eletrónica da cria e da fêmea reprodutora; o número de inscrição de criador e o número de animais da ninhada. Os cães e gatos só podem ser considerados de raça pura se tiverem inscritos no livro de origens português, caso contrário são identificados como cão ou gato de raça indeterminada e no caso de anúncios de animais de raça indeterminada é proibida qualquer referência a raças no texto do anúncio.

A transmissão de propriedade de animal de companhia passa também a ter que cumprir uma série de requisitos como a declaração de cedência ou contrato de compra e venda do animal e respetiva fatura, ou documento comprovativo da doação; comprovativo de identificação eletrónica do animal, desde que se trate de cão ou gato; declaração médico-veterinária que ateste que o animal se encontra de boa saúde e apto a ser vendido e informação de vacinas e historial clínico do animal.

Os animais selvagens deixam de poder ser vendidos através da Internet. A compra e venda de animais selvagens apenas pode ser realizada junto dos criadores ou em estabelecimentos comerciais devidamente licenciados para o efeito, não podendo estes, em qualquer caso, ser expostos em montras ou vitrinas que confrontem com espaços exteriores à loja, permitindo que sejam visíveis fora desta.

A legislação muda também no que respeita ao local de venda. Os animais de companhia podem ser publicitados na internet mas a compra e venda dos mesmos apenas é admitida no local de criação ou em estabelecimentos devidamente licenciados para o efeito, sendo expressamente proibida a venda de animais por entidade transportadora. O transporte de animais de companhia na sequência de transmissão onerosa ou gratuita só pode ser realizado por entidade transportadora desde que esta se faça acompanhar dos documentos.

E para além disso deixaremos de ver animais de companhia nas montras ou vitrinas visto que os estabelecimentos devidamente licenciados para o efeito passam a estar impedidos de o fazer.

As contraordenações puníveis pelo diretor-geral de Alimentação e Veterinária, que antes eram de 25 euros, passam a agora a ser de um montante mínimo é de 200 euros e máximo de 3740 euros.

“Este é um passo decisivo para aumentar a proteção de animais de companhia e selvagens, sinal evidente de que conseguimos trazer mudanças efetivas à sociedade e tornar consequente uma conquista alcançada este ano no ordenamento jurídico português: os animais já não são coisas com a aprovação do Novo Estatuto Jurídico dos Animais. Que deixem de o ser nas nossas consciências e que sejam tratados com a responsabilidade e dignidade que merecem. Com esta lei pretende-se também diminuir as compras de animais por impulso e reduzir o número de animais abandonados”, afirma André Silva, Deputado do PAN.



publicado por Carlos Gomes às 11:16
link do post | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11


20
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

CASA DO MINHO REALIZA EM ...

CASAS REGIONAIS EM LISBOA...

METROPOLITANO DE LISBOA A...

BLOGUE DE LISBOA FAZ PARC...

FIA LISBOA – HÁ MAIS DE 3...

PAN REDUZ PEGADA ECOLÓGIC...

ARROZ DE CABIDELA JUNTA M...

DURIENSES EM CARNAXIDE RE...

MUSEU BORDALO PINHEIRO É ...

PAN NÃO VAI EM TOURADAS

LISBOA RECEBEU GALA DO CI...

PORTUGUESES NÃO CONFIAM N...

CONVENTO DOS CARDAES ASSI...

PAN VAI DAR UMA VASSOURAD...

EDP LISBOA A MULHER E A V...

PAN QUER PROTEGER CAVALOS...

CASA DO MINHO EM LISBOA L...

PAN FAZ CAMPANHA ELEITORA...

PAN ALCANÇA IMPORTANTE VI...

LISBOA É CAPITAL DO REGIO...

LISBOA É A CAPITAL DO ART...

SANTANA LOPES E PAULO SAN...

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

GRUPO MUNICIPAL DO PAN IN...

PAN NÃO QUER BEATAS NA RU...

REGIONALISMO EM MOVIMENTO...

PAN APRESENTA DECLARAÇÃO ...

ASSOCIAÇÃO DAS CASAS REGI...

MINHOTOS LEVAM FOLCLORE À...

PAN QUER QUE O GOVERNO DE...

V FESTA DAS COLECTIVIDADE...

MINHOTOS LEVAM FOLCLORE A...

CASTRO DAIRE ABRAÇA LISBO...

NO MÊS DE MAIO A MAGIA DA...

TENOLOGIA FOTÓNICA DA UNI...

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

METRO DE LISBOA E CÂMARA ...

CASA DO CONCELHO DE ARCOS...

PAN QUER DIREITO DE VOTO ...

PAN QUER LÍNGUA GESTUAL P...

OEIRAS: RANCHO FOLCLÓRICO...

PAN REALIZA EM LISBOA CON...

METROPOLITANO DE LISBOA A...

PAN PROMOVE MEGA AÇÃO DE ...

METRO DE LISBOA CELEBRA D...

JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃ...

MINHOTOS EM LISBOA CELEBR...

MOITA VAI AOS TOIROS!

COMUNIDADE MOLDOVA RECEBE...

CANTORA MOLDOVA ADRIANA O...

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds