Blogue de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Lisboa e arredores

Quinta-feira, 11 de Outubro de 2018
JOHN HOWARD EXPÕE FOTOGRAFIA EM LISBOA INSPIRADO EM FERNANDO PESSOA

“O Livro do Desassossego” inspira exposição fotográfica de John Howard Wolf em Lisboa

Apaixonado pela obra de Fernando Pessoa e pela fotografia, o norte-americano John Howard Wolf, a residir em Portugal desde 1977, expõe na Clínica GIGA Saúde as fotos do seu trabalho "Nirvana do Carteiro" e que resultam de uma interpretação pessoal de “O Livro do Desassossego”.

edf

Está patente desde o dia 1 de outubro, na Clínica GIGA Saúde, na Av. 5 de Outubro, 293 B/C, a exposição fotográfica de John Howard Wolf, “Nirvana do Carteiro", baseada em “O Livro do Desassossego” de Fernando Pessoa.

John Howard Wolf, Doutorado da Universidade de Pittsburgh, é um reconhecido especialista no Iluminismo Espanhol, com diversos trabalhos publicados no Reino Unido, França, Espanha Polónia, Hungria e Japão. Desde que reside em Portugal, é um apaixWolf é um dos associados do movimento fotográfico The SheMouse Event. As suas fotografias de actores, músicos de jazz, ou modelos, foram publicadas em livros, ou utilizadas como capas de diversas obras.

Nesta sua série, o Autor procura ir ao encontro do próprio Fernando Pessoa na medida em que a fotografia e a observação figuravam muito na mente daquele, nas suas visões e nos seus sonhos.

John Wolf estará no GIGA a apresentar o seu trabalho no próximo dia 22 de Outubro, pelas 18,30 h.

edf



publicado por Carlos Gomes às 11:02
link do post | favorito

Sexta-feira, 29 de Junho de 2018
METRO ACOLHE EXPOSIÇÃO DO MUSEU CALOUSTE GULBENKIAN

Quatro estações com obras expostas até fevereiro de 2019

No âmbito do seu 70.º aniversário, que se assinala ao longo deste ano de 2018, o Metropolitano de Lisboa, em parceria com o Museu Calouste Gulbenkian, apresenta uma exposição que pretende dar a conhecer algumas das obras mais emblemáticas das coleções do Museu Calouste Gulbenkian.

Capturar1

As exposições patentes nas estações do Metro de Lisboa apresentam diversas reproduções de obras de autores como Lalique, Renoir, Amadeo de Souza-Cardoso ou José de Almada Negreiros, convidando os portugueses e turistas a (re)visitar um dos mais emblemáticos museus de arte contemporânea de Portugal, aberto 365 dias por ano e com cerca de meio milhão de visitantes diários.

Até fevereiro de 2019, esta exposição estará presente nas estações Baixa-Chiado, Aeroporto, Oriente e Terreiro do Paço nas seguintes datas:

Embora não faça parte desta itinerância, o Metro de Lisboa convida-o, também, a visitar a estação Saldanha (linha vermelha) cuja intervenção artística é dedicada a José de Almada Negreiros, um dos autores desta exposição.

O Metropolitano de Lisboa reafirma o seu objetivo no sentido de continuar a promover a cultura e a mobilidade sustentável, seguindo os melhores padrões de qualidade, segurança e eficácia económica, social e ambiental, através da aposta em novas formas de fidelização e de captação de novos clientes.



publicado por Carlos Gomes às 02:17
link do post | favorito

Quinta-feira, 7 de Junho de 2018
MUSEU BORDALO PINHEIRO INAUGURA EXPOSIÇÕES DE CERÂMICA

Dia 7 de Junho, 5ª feira, às 18h30, Museu Bordalo Pinheiro inaugura na Sala da Paródia,

Suite para 13 bules e uma bailarina, exposição de cerâmica de Ana Jacinto Nunes.

“Rafael Bordalo Pinheiro é uma referência incontornável no imaginário da artista. Como sucede com tantos portugueses, também ela, ainda pequenina, se deixou espantar pelo Mestre, através das peças de cerâmica que enfeitavam ou serviam em casa de família. Foi seduzida pelas formas e pelas cores e aceitou, de boa vontade, trabalhá-las numa dança experimental e humorada, a convite do Museu Bordalo Pinheiro”

Sobre a artista: http://www.anajacintonunes.com/

Dia 8 de Junho, 6ª feira, 18h30, Vamos ouvir a primeira conversa sobre a exposição Formas do Desejo, a Cerâmica de Rafael na colecção do Museu Bordalo Pinheiro.

image

Proveniências - histórias sentimentais na cerâmica de Rafael Bordalo Pinheiro, por Susana Madeira.

A conversa é o resultado da tese de mestrado da autora e será sobre o historial da proveniência da coleção de cerâmica, os intervenientes e diferentes formas de incorporação, mostrando como a composição da colecção é, em grande parte, feita de peças que carregam um peso afectivo muito grande.

unnamed



publicado por Carlos Gomes às 20:19
link do post | favorito

Quinta-feira, 17 de Maio de 2018
MUSEU DE MARINHA EXPÕE “CARVALHO ARAÚJO – A VIDA PELA PÁTRIA”

De 18 de maio até 11 de novembro, estará em exibição no Museu de Marinha a exposição temporária “Carvalho Araújo – A vida pela Pátria”, que conta a história deste Oficial de Marinha morto em combate durante a Grande Guerra, sendo este o ano em que se comemora o centenário da sua morte.

image002

A exposição sobre aborda várias vertentes da história do militar, desde a sua vida pessoal, passando pelo seu percurso militar e político, onde se destaca ter sido nomeado Governador da província de Inhambane, em Moçambique. Outro tema em destaque será o combate que lhe tirou a vida com apenas 37 anos, a 14 de outubro de 1918, ao comando do NRP Augusto de Castilho.

Inaugurada a 18 de maio, data em que se comemora o aniversário do nascimento de Carvalho Araújo, a exposição temporária decorrerá até 11 de novembro e estará inserida no normal circuito da visita ao Museu de Marinha.

Saiba mais em: goo.gl/m8joZ9

Mantenha-se a par de todas as novidades da Comissão Cultural de Marinha em:

http://ccm.marinha.pt/pt



publicado por Carlos Gomes às 09:23
link do post | favorito

Quinta-feira, 12 de Abril de 2018
MUSEU DE MARINHA EXPÕE SOBRE A GRANDE GUERRA

O Museu de Marinha vai inaugurar no próximo dia 18 de abril, às 17 horas, uma exposição dedicada à participação da Marinha Portuguesa na I Guerra Mundial, intitulada “A Marinha na Grande Guerra”.

image001

Com o deflagrar do conflito armado que se generalizou entre as principais potências europeias em 1914, Portugal viu-se perante o desafio de manter uma posição de não-beligerância, assegurando de igual modo a soberania sobre os territórios nacionais. À Marinha Portuguesa competiu a salvaguarda dos interesses do Estado nas águas nacionais, na metrópole e nas colónias, garantindo a defesa e vigilância dos portos, da navegação e das principais vias de comunicação marítima.

E, passados cem anos, o grande desafio da exposição passa por manter a memória de todos aqueles que, em terra e no mar, intervieram e participaram na Grande Guerra, entre 1914 e 1918, alguns inclusive com o sacrifício da própria vida, garantindo dessa forma a defesa de Portugal.

A exposição é temporária e estará em exibição entre 18 de abril e 11 de novembro de 2018. De salientar que a exposição é gratuita, na medida em que visitar a exposição permanente do Museu de Marinha, que custa entre 3,25€ e 6,50€, dará também acesso a visitar a exposição temporária, sem qualquer custo adicional.



publicado por Carlos Gomes às 09:50
link do post | favorito

Quinta-feira, 5 de Abril de 2018
METRO DE LISBOA ACOLHE EXPOSIÇÃO DE PARQUES E MONUMENTOS DE SINTRA

No âmbito das comemorações do 70.º aniversário da sua fundação, o Metropolitano de Lisboa tem vindo a realizar diversas iniciativas nas suas estações que se prolongam ao longo do corrente ano.

Como resultado de uma parceria estabelecida entre o Metropolitano de Lisboa e a Parques de Sintra – Monte da Lua, todos os clientes do Metro poderão ter acesso gratuito a uma exposição fotográfica itinerante que se realizará em diversas estações de metro, com rotatividade mensal, sob a temática dos Parques e Monumentos da Paisagem Cultural de Sintra.

A mostra, que conta com cerca de 36 fotografias, já está patente no Metropolitano de Lisboa e está este mês na estação Marquês de Pombal, e circulará pelas estações Santa Apolónia (30.Abril), Aeroporto (01.Junho), Baixa Chiado (02.Julho), Cais do Sodré (01.Agosto), Entre Campos (31.Agosto), Oriente (01.Outubro) e São Sebastião (31.Outubro), até ao final de novembro de 2018.

As imagens selecionadas para ilustrar cada um dos espaços (Parque e Palácio da Pena, Palácio Nacional de Sintra, Parque e Palácio de Monserrate, Palácio e Jardins de Queluz, Castelo dos Mouros, Chalet da Condessa d’Edla, Convento dos Capuchos, a Abegoaria e a Escola Portuguesa de Arte Equestre), procuram mostrar perspetivas menos óbvias e convencionais dos Parques e Monumentos de Sintra, de forma a suscitar a curiosidade do público e dos clientes Metro.

Dar a conhecer a riqueza do Património natural e arquitetónico de Sintra, situado a 30 minutos de Lisboa, e relembrar a importante relação entre a utilização de transportes públicos e a consequente redução de emissões de CO2, são alguns dos principais objetivos desta parceria.

O Metropolitano de Lisboa reafirma o seu esforço no sentido de continuar a promover a mobilidade sustentável, seguindo os melhores padrões de qualidade, segurança e eficácia económica, social e ambiental, através da aposta em diversas formas de fidelização e de captação de novos clientes.



publicado por Carlos Gomes às 18:06
link do post | favorito

Quarta-feira, 14 de Março de 2018
KIKO MARIA EXPÕE NA ÁREA DE SERVIÇO DA GALP NA A5

Kiko Maria 2018: Exposição e autógrafos na A5

A poucos dias do arranque oficial da sua temporada 2018 no Circuito do Estoril, onde estará a participar na ronda inaugural do FIM CEV nos dias 24 e 25 de Março, Kiko Maria tem em exposição na área de serviço da GALP na A5 (direcção Lisboa-Cascais) a moto de competição que irá utilizar em 2018 no campeonato nacional da especialidade.

unnamed

O jovem piloto lisboeta irá competir no arranque da temporada internacional na concorrida e competitiva European Talent Cup, categoria reservada a pilotos com idade compreendida entre os 14 e os 17 anos, e na próxima sexta-feira dia 16 irá mesmo realizar uma sessão de autógrafos entre as 17h30m e as 19h30m junto à sua moto, que continuará exposta até dia 17 no interior da área de serviço.

Actualmente a treinar em Valência junto da sua equipa Kiko Maria irá igualmente estar na apresentação oficial do FIM CEV na próxima sexta-feira ás 11 horas nos Paços do Concelho da Câmara Municipal de Cascais, estando igualmente agendada uma sessão de autógrafos para as 18 horas de dia 24 de Março no Cascaishopping, bem junto ao Circuito do Estoril. Duas semanas de intensa actividade promocional e técnica, habituais no arranque de um novo ano desportivo



publicado por Carlos Gomes às 15:24
link do post | favorito

Domingo, 4 de Março de 2018
PINTOR ARCUENSE MUTES LEVA “MANIFESTAÇÕES DE DESORDEM CUBISTA À GALERIA BAAG EM LISBOA

Exposição é inaugurada no próximo dia 10 de Março

Nos dias de hoje o papel de promover uma exposição de obras de arte é de extrema importância. Tanto para o prestígio do espaço de exposição como para o sucesso da exposição em si. Surge assim a baag, uma galeria de arte que se preocupa com todos os detalhes dos projectos artísticos que expõe e com a sua divulgação, o que a tornam uma mais-valia para o artista. Situada em Lisboa, a galeria possui um espaço generoso e sugestivo, dividido em dois níveis, facilitando a exposição de projectos de vários artistas, individual ou colectivamente. Com um círculo de artistas formado e em constante crescimento, surge Mutes.

aa (1)

A pintura de Mutes remete-nos para o mundo primordial das infâncias do homem, onde a cor comunica com os nossos sentidos e as formas livres nos falam da vida e das lutas entre as sombras e a luz dos desejos. Cada figura que nasce numa tela de Mutes conta-nos uma história, grita-nos as injustiças da nossa sociedade, mostra-nos a luta entre o ter e o ser, aponta o dedo denunciador das elites e do seu poder, revela-nos o cinzentismo da alta finança em confronto com a miséria dos explorados e a alienação das massas pelos media e pelas novas tecnologias. Absorver todos os signos das figuras de Mutes não é um exercício fácil, ele obriga o observador a fazer um exercício de desconstrução do real imediato para o real exposto, a simbiose entre a animalidade dos desejos obscuros e os desejos sonhados.

 A primeira percepção da obra de Mutes ou é conquistada de imediato ou é assimilada após várias observações, onde se vai descobrindo cada figura, cada detalhe conforme Mutes se vai revelando na sua visão do mundo pictórico em percursos tortuosos da exposição que faz dos mundos dentro do mundo para onde nos encaminha e do qual somos parte e figurantes.

Mas depois de nos conquistar e de nos introduzir nesse mundo dentro dos seus mundos, depois de assimilarmos os contornos da cor em simbiose com os ritmos, sentimo-nos parte dessas histórias, actores e participantes de um mundo sonhado e mutante onde a cor é signo de esperança e de alegria fraterna.

Mutes (César de Barros Amorim) nasce em França, Margny Les Compiegne em 1976, regressa a Portugal em 1986, reside actualmente em Arcos de Valdevez. È pintor autodidacta, expõe com regularidade desde 2004. Está representado em diversas colecções nacionais e estrangeiras em vários Continentes, é amante do Cubismo. Já ultrapassou mais de uma centena de exposições, nacionais e Internacionais. Já expôs na Suíça, Suécia, Espanha, Itália, Inglaterra, Alemanha e França, estes Países que já vão fazendo parte da sua (pegada) Artística. Em Outubro de 2016 recebeu o Prémio Art Prize Picasso no Museu do Louvre em Paris, entre outros em território nacional.

Amante do movimento cubista, explora e cria uma coleção que denomina de (Des) Cubismo Contornismo.

Apresentará a sua primeira exposição individual na baag no próximo dia 10 de Março. A galeria baag fica situada na Rua João de Freitas Branco 16 Loja D, 1500-359 Lisboa.



publicado por Carlos Gomes às 16:16
link do post | favorito

Terça-feira, 6 de Fevereiro de 2018
FEIRA INTERNACIONAL DE LISBOA APRESENTA ELEMENTOS DE DECORAÇÃO

image011



publicado por Carlos Gomes às 20:44
link do post | favorito

Domingo, 28 de Janeiro de 2018
DINOSSAUROS INVADEM CORDOARIA NACIONAL

Exposição está patente até ao próximo dia 18 de Março

Pensavas que os dinossauros estavam extintos há 65 milhões de anos? Nãããão! Acabam de voltar, mais vivos que nunca! Invadiram a Cordoaria Nacional

DSCF7708

Bípedes e quadrúpedes, herbívoros e carnívoros… centenas de espécies de dinossauros povoaram a Terra. Os mais famosos estão todos no Dinossauros Alive!, mexendo-se e rugindo de forma assustadora. E tu não só podes vê-los de perto como vais ficar a conhecer montes de histórias divertidas sobre eles!

Entre mais de 50 dinossauros, estão à tua espera o Triceratops, acompanhado das suas crias, o Oviraptor (sabias que este nome significa “ladrão de ovos”?), a Maiassaura (“lagarto boa mãe”) e o Alossauro, que viveu em Portugal.

Vais ficar fascinado com o longo pescoço do simpático Braquiossauro (sabias que ele chegava a ter 20 metros de altura?). Mas há um momento em que o teu coração vai começar a bater bem depressa, quando enfrentares o terrível Tiranossauro Rex (T-Rex, para os amigos), um dos maiores carnívoros que habitou a Terra e que é conhecido como o rei dos dinossauros.

Cara a cara com estes gigantes, vais sentir-te pequeno, muito pequeno! Mas atenção: não te deixes apanhar!

Fonte: http://www.dinossauros-alive.com/

Fotos: Carlos Gomes

DSCF7711

DSCF7718

DSCF7721

DSCF7724

DSCF7730

DSCF7731

DSCF7736

DSCF7743

DSCF7748

DSCF7749

DSCF7750

DSCF7754

DSCF7758

DSCF7760

DSCF7762



publicado por Carlos Gomes às 15:56
link do post | favorito

Domingo, 14 de Janeiro de 2018
AMADORA INAUGURA EXPOSIÇÕES QUE RETRATAM OCUPAÇÃO HUMANA DO TERRITÓRIO

A Câmara Municipal da Amadora inaugurou ontem no Núcleo Museográfico do Casal da Falagueira as exposições “Antes da Amadora” e “Amadora Rural”, que fazem parte da exposição permanente deste espaço e cuja museografia foi revista. Estas mostras retratam as primeiras ocupações humanas do atual território da Amadora.

26231585_1668391079871221_8241922961577783285_n

Além de contar com seis áreas expositivas, no âmbito do património local, o Núcleo Museográfico do Casal da Falagueira possui uma loja, uma biblioteca especializada em Arqueologia, de consulta direta e um arquivo de jazidas.

Proporciona, igualmente, diversas atividades como visitas guiadas ao Património Histórico e Arqueológico do Município, o projeto pedagógico “Museu em ação”, bem como o projeto “Escola Aberta do Património”, com a realização de palestras, para outro tipo de público.

Com este manancial tão vasto é possível facultar, quer ao visitante, quer ao estudante, ou mesmo ao investigador externo, uma outra visão das gentes e do território que hoje é a Amadora, com o intuito de lhes transmitir um sentimento de pertença.

Fotos: Manuel Santos

26219579_1668390889871240_2599975201760384909_n

26219705_1668390476537948_6875530906325050704_n

26230029_1668391139871215_3392993139273817112_n

26230140_1668391243204538_5777011754624276127_n

26230498_1668391076537888_3135457615703795983_n

26231200_1668390233204639_3585417240123896742_n

26231210_1668390473204615_830058322090638152_n

26231401_1668390323204630_7245452356010052369_n

26231833_1668390343204628_1880269414496749952_n

26239156_1668390906537905_6555124580185698291_n

26239310_1668390409871288_7433095742438171892_n

26239466_1668390903204572_2364445893755052444_n

26730612_1668391253204537_8992109982519283638_n

26730833_1668390163204646_1666221720925623947_n

26733909_1668391333204529_4765686720415883524_n

26814930_1668390236537972_1554723517690369286_n

26904253_1668390766537919_8736333616421642270_n



publicado por Carlos Gomes às 15:18
link do post | favorito

Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017
MUSEU BORDALO PINHEIRO INAUGURA EXPOSIÇÃO DE CERÂMICA DO MESTRE

Inauguração da exposição Forma do Desejo: a cerâmica de Rafael na colecção do Museu Bordalo Pinheiro

Na 5ª feira, dia 14, às 18.30, vamos inaugurar no Museu Bordalo Pinheiro a exposição Formas do Desejo, a cerâmica de Rafael na colecção do Museu Bordalo Pinheiro.

Imagem da Exposição

É uma grande exposição com as melhores obras de Bordalo, que geralmente estão guardadas nas reservas, mostradas com uma abordagem diferente das peças, através da sua Forma, Tema e Função.

... e , como este mail só para amigos, fique também a saber que vamos ter um catering servido pelo restaurante sírio Tayybeh, para ficarmos à conversa com os amigos depois de ver a exposição.

Mais ainda: o catálogo será eum exceente presente de Natal.

Uma grande exposição, digo eu que não sou suspeito…



publicado por Carlos Gomes às 20:55
link do post | favorito

Sexta-feira, 17 de Novembro de 2017
MUSEU DO ORIENTE LEVA PROPAGANDA CHINESA A LEIRIA

Exposição na Casa-Museu João Soares inaugura esta sexta-feira

Depois de ter estado em exposição no Museu do Oriente, “Cartazes de Propaganda Chinesa – A Arte ao serviço da Política” mostra-se, a partir de 17 de Novembro, na Casa-Museu João Soares, em Cortes, Leiria.

poster 03

Organizada em torno de seis núcleos – Mao Zedong e os Heróis da Revolução Comunista; a Luta de Classes; as Políticas do Partido Comunista Chinês; as Pinturas de Ano Novo; Cultura Popular e Diversidade Étnica da China; e as Lutas Revolucionárias Internacionais – esta exposição é uma organização conjunta da Fundação Oriente, a Fundação Mário

Soares e a Câmara Municipal de Leiria, que dá a conhecer um conjunto cartazes de propaganda chinesa produzidos entre 1959 e 1981.

Estes documentos históricos acompanham o período que vai da campanha política de Mao Tse Tung, designada o Grande Salto em Frente, à criação das Comunas Populares e o fim da Revolução Cultural. Nos cartazes estão ilustrados os temas mais correntemente abordados à época, como a glorificação do presidente Mao e dos heróis comunistas, a prosperidade da economia, a luta contra o imperialismo, a felicidade do povo e o poder do exército.

Com o objectivo de mostrar ao povo o caminho a seguir, os cartazes tinham tiragens de dezenas de milhares de exemplares, fazendo parte do quotidiano do povo chinês. Na sua maioria, anteviam o futuro radioso da China comunista, com o Presidente Mao a conduzir o país à felicidade e glória.

poster 08

 



publicado por Carlos Gomes às 20:01
link do post | favorito

Terça-feira, 31 de Outubro de 2017
MUSEU DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA EXPÕE OBJETOS DE BERNARDINO MACHADO

“Boa Viagem, Senhor Presidente! De Lisboa até à Guerra” fica patente ao público entre 8 de novembro e 4 de março

Em outubro de 1917, o presidente da República Bernardino Machado efetuou aquela que foi a primeira viagem de Estado ao estrangeiro. Para a jovem República Portuguesa, que tinha sido implantada em 1910 este foi um momento marcante e fundamental para o tão desejado reconhecimento internacional.

12

Passados 100 anos, a viagem vai ser recordada numa exposição promovida pelo Museu da Presidência da República com a colaboração do Museu Bernardino Machado, de Vila Nova de Famalicão. A mostra vai ser inaugurada no próximo dia 7 de novembro, no Palácio da Cidadela de Cascais, com as presenças do Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, e do Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha.

A mostra ficará patente ao público entre 8 de novembro e 4 de março.

Intitulada “Boa Viagem, Senhor Presidente! De Lisboa até à Guerra”, a exposição conta com mais de meia centena de objetos, documentos e fotografias cedidas pelo Museu Bernardino Machado. Entre os objetos destaque para o chapéu, tipo cartola, e para a bengala de Bernardino Machado. As fotografias, mais de vinte, retratam vários episódios da viagem que durou 18 dias.

Bernardino Machado partiu da Estação do Rossio, foi recebido pelo Rei Afonso XIII de Espanha, o Presidente Raymond Poincaré de França, o Rei Jorge V de Inglaterra, Alberto I da Bélgica, e visitou os militares do Corpo Expedicionário Português mobilizados na Primeira Guerra Mundial.

Famalicense por adoção, Bernardino Machado foi presidente da República Portuguesa por duas vezes e foi também uma das principais figuras da I República.

O Museu Bernardino Machado que completou recentemente 15 anos está instalado no Palacete Barão da Trovisqueira, um majestoso edifício do século XIX, localizado bem no centro da cidade de Vila Nova de Famalicão. Para além da divulgação e valorização da figura de Bernardino Machado, o Museu tem vindo a destacar-se na organização de diversos eventos e na produção de documentos que têm sido essenciais para investigadores e historiadores.

1



publicado por Carlos Gomes às 17:19
link do post | favorito

Sábado, 21 de Outubro de 2017
MUSEU BORDALO PINHEIRO INAUGURA EXPOSIÇÃO JUNTO AOS PAÇOS DO CONCELHO

O Museu Bordalo Pinheiro inaugurou ontem a exposição “Rafael Bordalo Pinheiro na Baixa”, no Largo de São Julião, junto aos Paços do Concelho, numa cerimónia que contou com a orientação do seu responsável, Dr. João Alpuim Botelho.

22549838_1588286367881693_4244570869607441880_n

O primeiro dia de exposição contou também com uma oficina de manguito, pelo próprio Zé Povinho.

Trata-se de uma exposição divertida, apresentada no centro da cidade do próprio Bordalo Pinheiro e da sua personagem Zé Povinho. Na realidade, um convite a que, após a exposição, visitem o Museu Bordalo Pinheiro e conheçam a obra do genial artista.

Fotos: Manuel Santos

22519145_1588282061215457_4387133934127137659_n

22519192_1588283287882001_2299088522911739506_n

22528092_1588282044548792_4973656599296486755_n

22528170_1588282984548698_8390339560851365100_n

22539759_1588282577882072_2063909411378493230_n

22540208_1588281657882164_6701498405589330923_n

22549640_1588285367881793_778950968943903845_n

22549961_1588283257882004_5936718188368900813_n

22550006_1588286684548328_5074360016478822077_n

22550043_1588283807881949_4303706662867256897_n

22555198_1588282877882042_6748140694117234987_n

22687756_1588285777881752_414406538025072609_n

22728682_1588281977882132_1186628427101185915_n

22728815_1588283041215359_6616204426816026693_n

22728850_1588285711215092_2445729999343120876_n



publicado por Carlos Gomes às 11:24
link do post | favorito

Segunda-feira, 9 de Outubro de 2017
FIL ESTÁ PREPARADA PARA ARRANQUE DE NOVA TEMPORADA DE FEIRAS E EVENTOS

Intercasa, SIL – Salão Imobiliário de Portugal, LxD – Lisboa Design Show e Vintage Festival, em simultâneo em mais de 40.000 m2 de espaço

tudo a postos para o arranque da nova temporada de feiras e eventos na FIL, com a Intercasa, o SIL, o LxD e o Vintage Festival a abrirem o calendário pós-Verão a partir de 18 de Outubro. A rentrée irá ocupar os quatro pavilhões da FIL e áreas exteriores, numa área de mais de 40.000 m2 de espaço, de animação, curiosidade e negócio. Em 2016, a simultaneidade destes eventos contou com mais de 1.000 empresas, entidades e presenças individuais e recebeu 50.000 visitantes.

12800225_978286208918559_3181432279760753148_n

São quatro os eventos que abrem mais uma época de negócio e lazer para público e profissionais, na FIL, e que decorrem em simultâneo dada a sintonia que os une para os players dos sectores envolvidos e para o grande público que, após uma temporada de descanso, pretendam renovar, adquirir ou dar novos ares aos seus lares.

Na Intercasa, uma feira emblemática já com 40 anos, estarão expostas as últimas tendências para decoração de interiores e exteriores de modo a dar às pessoas ideias para novos visuais e usos aos seus espaços, comprar mobiliário e utensílios de decoração para todos os estilos de vida, indo ao encontro das mudanças e ciclos de cada pessoa ou família. O espaço Ambiente & Tendências volta a desafiar arquitectos e decoradores de interiores para apresentarem em 11 espaços individuais as suas propostas acompanhadas da história/conceito, de modo a dar ao actual consumidor ideias de decoração e remodelação, podendo também saber onde encontrar determinado produto ou comprar directamente.

http://www.intercasa.fil.pt/

Para quem pretende adquirir, vender ou arrendar casa, o ponto de encontro anual para este propósito é o SIL – Salão Imobiliário de Portugal. O SIL é a plataforma de excelência para investidores, empresários, técnicos, organismos públicos e potencial público comprador, que analisa as oportunidades no mercado nacional e promove a internacionalização. Ao longo de cinco dias realizam-se também, para além do negócio de compra e venda em si, vários debates, workshops, conferências, bolsa de arrendamento, leilões, festa da família entre outros eventos programados dedicados à aprendizagem, networking e promoção de grandes negócios.

http://www.imobiliario.fil.pt/

O LxD – Lisboa Design Show design market, realiza a sua 8ª edição com mais de 300 designers e criativos, instituições de ensino, marcas emergentes e startups nacionais e internacionais e mais de 20 estilistas africanos, presentes no Africa Fashion. O LxD é o grande palco de promoção e de negócio nacional em quatro grandes áreas do design – Visual Design, Product Design, Fashion Design e Interior Design. Com uma agenda dinâmica, durante cinco dias, para além do network, apresentação de marcas e produtos, e venda directa, o LxD conta com uma vasta programação de actividades entre workshops de modelagem, costura e outros, Talks, conferências, pitchs e os ‘já famosos’ desfiles de estilistas africanos e portugueses, que apresentam as novas colecções na passerelle do LxD.

http://lisboadesignshow.fil.pt/

A cultura vintage está presente também num salão independente com o Vintage Festival, dando aos amantes e curiosos desta cultura o revivalismo adaptado aos nossos dias nas áreas da moda e acessórios, cosmética, gastronomia, música, coleccionismo, decoração e produtos domésticos. O Vintage Festival vai na sua 5ª edição e ninguém fica indiferente à diversidade de oferta, convívio, entretenimento e compras, com inspiração em épocas mais antigas, mas que se adaptam ou reutilizam às realidades actuais.

http://www.vintagefestival.fil.pt/



publicado por Carlos Gomes às 17:35
link do post | favorito

LISBOA RECEBE O MAIOR CERTAME NACIONAL DE DESIGN

O Lisboa Design Show – Design Market volta à FIL de 18 a 22 de Outubro

O Lisboa Design Show (LXD) é o  maior evento de design para as áreas  de produto, moda e interiores – Product DesignFashion Design e Interiors Design – actualmente realizado em Portugal.

20046521_1716153318413150_7758827286392747581_n

Considerado a plataforma de excelência para o lançamento de novos projectos, apresentação de novos conceitos e produtos, focado nos jovens designers, marcas emergentes e startups, reúne anualmente mais de 300 designers e marcas, recebendo mais de 55 000 potenciais compradores.

Além da área de exposição, durante os 5 dias de evento, apresentamos uma agenda dinâmica com Pitchs para as marcas, Talks, Conferências e inúmeros Desfiles de Moda.

Os desfiles de moda, TRENDS LXD para marcas e designers portugueses e o Africa Fashion para marcas e estilistas africanos são grandes momentos do evento, onde a criatividade dos estilistas surpreende a assistência.

Em cada edição, o Lisboa Design Show procura apresentar novos designers, novos projectos e conceitos. No que ao Africa Fashion diz respeito, as novidades são imensas.



publicado por Carlos Gomes às 16:33
link do post | favorito

Terça-feira, 3 de Outubro de 2017
MUSEU BORDALO PINHEIRO APRESENTA EXPOSIÇÃO LER LISBOA

Exposição Ler Lisboa | Museu Bordalo Pinheiro | 3 Outubro | 18h30

Partindo de uma ideia original de Patrícia Portela e Afonso Cruz, 20 escritores e 20 ilustradores percorreram os mais inesperados itinerários lisboetas dando a conhecer as diferentes cidades

que habitamos no Guia Ler e Ver Lisboa.

Na 3ª feira, dia 3, às 18.30 inauguramos uma exposição com serigrafias dos trabalhos de Alex Gozblau, Ana Ventura, André Carrilho, André Letria, António Jorge Gonçalves, Bárbara Assis Pacheco, Bernardo Carvalho, Goncalo Viana, João Fazenda, João Maio Pinto, Madalena Matoso, Maria Bouza, Paulo Galindro​,​ Rui Sousa, Teresa Lima, Tiago Albuquerque.

A não perder!

Uma parceria da EGEAC/comemoração dos 20 anos com as​ Edições Prado e o CPS – Centro Português de Serigrafia.

image002



publicado por Carlos Gomes às 03:29
link do post | favorito

Quinta-feira, 27 de Julho de 2017
MOITA EXPÕE MÁSCARAS AFRICANAS

20374344_10156412286973154_4410671276882257480_n.png



publicado por Carlos Gomes às 16:12
link do post | favorito

MUSEU DE MARINHA APRESENTA EXPOSIÇÃO TEMPORÁRIA SOBRE A AVIAÇÃO MILITAR PORTUGUESA

Grande Guerra 1914-1918

Nos cem anos da constituição dos Serviços de Aviação do Corpo Expedicionário Português, da ativação do Centro de Aviação Marítima de Lisboa e da projeção da Esquadrilha Expedicionária a Moçambique, evoca-se a criação da componente aérea nacional através de uma exposição temporária que retrata a ação da Aeronáutica Naval e Militar durante a Grande Guerra.

CapturarMMARIN.PNG

Apresente exposição insere-se na programação da Comissão Coordenadora da Evocação da I Guerra Mundial, sob coordenação da Comissão Histórico-Cultural da Força Aérea e com a colaboração da Comissão Cultural de Marinha, Comissão de História e Cultura Militar e da Liga dos Combatentes.

Localização: Museu de Marinha | Pavilhão das Galeotas | Praça do Império - Belém, 1400-206 Lisboa

Horários:

todos os dias das 10H00 às 18H ( Horário de Verão – 1 MAI A 30 SET)

todos os dias das 10H00 às 17H ( Horário de Inverno – 1 OUT A 30 ABR)

Data:

28 de Julho a 12 de Outubro de 2017



publicado por Carlos Gomes às 14:57
link do post | favorito

Quarta-feira, 12 de Julho de 2017
MUSEU BORDALO PINHEIRO TEM OFERTA CULTURAL DIVERSIFICADA

Agora três propostas de uma só vez do Museu Bodalo Pinheiro:

1 – A oficina Mesa Posta oficina gratuita de desenho e gravura por Joanna Latka, no fim de semana de 15 e 16 de Julho (14.30, 18.30) - neste caso, e porque está integrado num projecto europeu InNova_Museum, haverá prioridade para as idades ente os 18 e os 35 anos (inscrição obrigatória;

2 - Uma visita com Anísio Franco à Lisboa de Bordalono dia 18, às 18.30, a começar no Largo Rafael Bordalo Pinheiro, junto ao Chiado (gratuita, mas de inscrição obrigatória);

3 - A inauguração da exposição de desenhos dos urban Sketchers sobre a Lisboa de Bordalo, no dia 19 às 18.30, na Sala da Paródia do Museu.

Três programas divertidos para ficar a conhecer um bocadinho melhor a obra de Rafael Bordalo Pinheiro

eCardEXPOurbanSketchers.jpg

eCardPasseioLisboac-AnísioFranco.jpg

OficinaINNOVA 15-16Julho-2.jpg



publicado por Carlos Gomes às 21:21
link do post | favorito

Terça-feira, 11 de Julho de 2017
MUNICÍPIO DE LISBOA EVOCA ARQUITECTO VENTURA TERRA

convite_exposição Arq. Ventura Terra (1).jpg



publicado por Carlos Gomes às 10:31
link do post | favorito

Sábado, 17 de Junho de 2017
FOLKLOURES’17 EXPÕE CONCERTINAS NO MUSEU MUNICIPAL DE LOURES

O Museu Municipal de Loures inaugura no dia 24 de Junho a exposição temporária “A Evolução ds Concertina”, a qual ficará patente ao público, até ao dia 1 de Julho, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 (Excepto à Segunda-feira), com entrada gratuita. Os visitantes têm ainda a oportunidade de visitar a exposição permanente do Museu Municipal de Loures que inclui uma magnífica colecção de carroças tradicionais da região saloia.

Foto20141014160900995 (1).jpg

O Museu Municipal de Loures encontra-se instalado na Quinta do Conventinho, sita na Estrada Nacional, 8, em Santo António dos Cavaleiros, a escassos 4 quilómetros de Loures, um edifício conventual contruído na segunda metade do século XVI.

Constituído em 26 de julho de 1998, o Museu encontra-se instalado no 13.º convento dos frades franciscanos da Província de Santa Maria da Arrábida, apresentaposições de  exposições de temática arqueológica e etnográfica, com o intuito de dar a conhecer a realidade e a vivência das populações rurais do município de Loures, assim como a sua história. Possui duas salas de exposições, oficinas, reservas visitáveis, um centro de documentação especializado em história local, loja, cafetaria com esplanada, parque de estacionamento e acesso para pessoas com mobilidade reduzida.

O FolkLoures apresenta um programa cultural rico e diversificado que, sob o impulso e capacidade organizativa do Rancho Folclórico Verde Minho, catapulta o concelho de Loures para a ribalta da cultura tradicional portuguesa.

unnamedVerdeMinho

FOLKLOURES'17 - Encontro de Culturas

PROGRAMA

Dia 24 de Junho

- 16 horas. Inauguração da Exposição "A Evolução da Concertina". Museu Municipal de Loures.

A exposição está patente ao público, até ao dia 1 de Julho, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 (Excepto à Segunda-feira)

Entrada gratuita

- 16h30 horas. Palestra sobre "Usos e Costumes tradicionais da Região Saloia", pela Dr.ª Ana Paula de Sousa Assunção, a ter lugar no Auditório do Palácio dos Marqueses da Praia e Monforte, no dia 24 de Junho, pelas 15h30.

Dia 1 de Julho

- 16 horas. Feira de artesanato. Abertura de tasquinhas

- 20 horas. Espetáculo de folclore e recriações da cultura tradicional

- 24 horas. Sessão de encerramento com fogo-de-artifício

GRUPOS PARTICIPANTES

Associação Tira-me da Rua (ATR) – Brasil

Grupo Coral Os Ceifeiros de Cuba - Baixo Alentejo

Gupo Folclórico e Etnográfico Verde Minho – Minho

Grupo Folclórico “O Cancioneiro de Ovar” – Beira Litoral

Grupo Etnográfico Danças e Cantares da Nazaré – Estremadura

Associatia Miorita Portugalia – Moldávia

Rancho da União Cultural e Folclórica da Bobadela – Estremadura / Região Saloia

Grupo de Danças e Cantares da Madeira – Madeira

MUSEU MUNICIPAL DE LOURES EXPÕE “CARROÇAS DA REGIÃO SALOIA”

O Museu Municipal de Loures participa no FolkLoures’17 com a realização de uma exposição subordinada ao tema “A Evolução da Concertina”, a ter lugar nas instalações do próprio museu, com inauguração prevista no dia 24 de Junho, pelas 16 horas. A exposição tem entrada gratuita e ficará patente ao público, até ao dia 1 de Julho, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 (Excepto à Segunda-feira).



publicado por Carlos Gomes às 08:34
link do post | favorito

Domingo, 11 de Junho de 2017
ARTISTA ROMENO GHERGHE FIKL EXPÕE NO PALÁCIO DA AJUDA

“Fikl. Portuguese Storylines”

Exposição de pintura no Palácio Nacional da Ajuda

No fim-de-semana em que se celebra o dia de Portugal, nada melhor do que aproveitar e visitar um dos principais museus nacionais, o Palácio Nacional da Ajuda, onde está patente a exposição “Fikl. Portuguese Storylines” de Gheorghe Fikl, um dos mais conceituados pintores Romenos da actualidade.

Cartaz Fikl. Portuguese Storylines.jpg

À semelhança do que aconteceu com o projecto “Joana Vasconcelos” em 2013, o Palácio Nacional da Ajuda volta a integrar na sua colecção permanente, as obras de uma exposição temporária, criando ambientes de perfeita harmonia entre quadros e o cenário palaciano. Assim, e até 31 de Agosto, será possível conhecer as criações de Gheorghe Fikl e a simbologia do seu trabalho em “Fikl. Portuguese Storylines”.

Esta exposição surge no âmbito da celebração de 100 anos de relações diplomáticas luso-romenas, onde a Embaixada da Roménia, o Instituto Cultural Romeno, a Fundação Bonte e a Direção Geral do Património Cultural se uniram para trazer “Fikl. Portuguese Storylines”, de Gheorghe Fikl, ao público Português.

Gheorghe Fikl é um dos mais conceituados artistas romenos contemporâneos. Munido de uma mestria pictórica exemplar, Fikl cria um universo visual sumptuoso e perturbador através de uma série de composições com vários revestimentos simbólicos em que animais angustiantes e de grande porte - touros, pavões, cães e ovelhas - são estranhos ocupantes de espaços surrealistas, com um hedonismo violento e trágico, que proporciona tantos outros contextos de reflexão sobre a condição humana em tempo pessoal e histórico.

Aberta ao público até 31 de Agosto, no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, e parte integrante do programa ARCO Lisboa, a exposição reúne pinturas de tamanho monumental e obras digitais de importantes coleções privadas (coleção da Fundação Bonte, do Príncipe Carlos de Gales, entre outras), que serão apresentadas em Lisboa graças ao apoio oferecido pelo colecionador Alain Bonte.

A exposição estará aberta todos os dias, das 10h00 às 18h00 (última entrada às 17h30). À quarta-feira, o Palácio Nacional da Ajuda encontra-se encerrado.

Sobre o artista – Gheorghe Fikl

Gheorghe Fikl é um dos mais impressionantes artistas romenos contemporâneos pela crescente valorização do seu trabalho e interesse por parte dos colecionadores. Estudou na Universidade de Arte e Design de Cluj-Napoca (Roménia) e na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Oeste de Timisoara, sua cidade natal, tendo-se graduado em 1998 com uma tese que se encontra, desde essa altura, em exposição permanente naquela Faculdade. Incentivado pelo Professor Romul Nuţiu, Fikl formou-se inicialmente na área da experimentação e instalação, com trabalhos inovadores em técnicas mistas, de grande originalidade de ideia e de execução. Com exposições individuais de pintura e fotografia em Timisoara (incluindo a mais recente, no Museu Nacional de Arte, que contribuiu de forma decisiva para a candidatura vencedora da cidade a Capital Europeia da Cultura), Bucareste, Luxemburgo e Nova Iorque, Gheorghe Fikl destacou-se em leilões com transações valiosas, tendo, desta forma, entrado em importantes coleções privadas na Roménia, EUA, Portugal, Grã-Bretanha (incluindo a coleção do Príncipe Carlos de Gales), França, Andorra, Luxemburgo, Alemanha. Vive e trabalha em Timisoara, Roménia. Desde 2016 o artista é representado pela galeria AnnArt.



publicado por Carlos Gomes às 00:59
link do post | favorito

Quarta-feira, 31 de Maio de 2017
COMEMORAÇÕES DO DIA INTERNACIONAL DOS ARQUIVOS - VISITA GUIADA AO ARQUIVO HISTÓRICO DA MARINHA

No próximo dia 9 de Junho o Arquivo Histórico da Marinha  convida-o a celebrar o DIA INTERNACIONAL DOS ARQUIVOS partilhando a sua experiência, a importância do seu trabalho e constatando como a profissão do arquivista é variada e útil para todos.

.

Data(s): 9 de Junho de 2017

Horário(s): 10.30 às 11.30 horas e das 15.00 às 16.00 horas

Tipo de Evento: Visita guiada 

Título: Visita guiada ao Arquivo Histórico da Marinha (Biblioteca central da Marinha – Arquivo Histórico)

Descrição: O Arquivo Histórico da Marinha preserva a memória da Nação em todas as atividades ligadas à Marinha e ao Mar - pessoal, navios, organismos, etc. - em áreas geográficas diversificadas, ao longo dos últimos 300 anos, acervo que faz parte da Memória não só de Portugal, mas também de todos os povos com quem nos relacionamos. Reservas através do e-mailarquivo.historico@marinha.pt.

A visita inclui a exposição “Escravatura – Tráfico, Consciencialização e Combate”.

Local de realização: Arquivo Histórico - Edifício da Ex-Fábrica Nacional de Cordoaria - Rua da Junqueira, s/n, Lisboa

Organização: Biblioteca Central de Marinha – Arquivo Histórico

.

.



publicado por Carlos Gomes às 14:36
link do post | favorito

Quarta-feira, 24 de Maio de 2017
ESTAÇÃO BAIXA CHIADO ACOLHE EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA

O Metropolitano de Lisboa, como empresa socialmente responsável que visa difundir e promover ações culturais através da celebração de parcerias com diversas instituições, é um dos principais apoiantes da exposição fotográfica “"Ni'ei: há um momento atrás" de Sofia Yu, patente na estação Baixa Chiado até dia 31 de maio.

Trata-se de um ensaio fotográfico que documenta a vida dos Penan, uma tribo de coletores nómadas do Sudeste Asiático, e que regista momentos que retratam a evolução da civilização e as suas consequências, uma tendência que a fotógrafa procura seguir em todos os seus trabalhos que se concentram, sobretudo, nas culturas humanas ameaçadas pelo estilo de vida moderno, dentro e fora das sociedades ocidentais.

Com exposições já realizadas no Reino Unido, Portugal e Estados Unidos da América, Sofia Yu tem procurado manter a essência dos seus projetos através de diversos temas que comprovam visualmente que o sistema civilizacional poderá estar, de alguma forma, a afetar negativamente diversos povos e que não deverá ser implementado de forma idêntica, nas mais diversas culturas.

Através de apoios e parcerias deste tipo, o Metro de Lisboa promove a transversalidade cultural e uma efetiva integração das políticas culturais sectoriais, com vista a fomentar o interesse e a motivação para as criações artísticas que se revelem de especial qualidade e que se pretendem sejam amplamente difundidas.

14522838_10210786790128679_6663602431578664729_n

 

Metro a metro, transportamos com arte…

… metro a metro,  difundimos cultura!

Sofia Mota Yu nasce em Oeiras em 1982, filha de Pai Português (que em serviço militar conhecera a sua Mãe em Macau), Mãe Chinesa que nascera na era de Mao Tsé Tung e fugira para Hong Kong (parte inglesa).

Sofia frequentou a licenciatura em Serviço Social no Instituto Superior de Serviço Social – Lisboa. Posteriormente arrancou para novas paragens, dando lugar à sua maior paixão: viajar, o que fez durante 7 anos pelo mundo, visitando 46 países, intercalando lazer com projetos profissionais.

Considera-se Documentarista Visual, desenvolvendo trabalhos de Investigação e Documentário Fotográfico, como freelancer é assídua colabora com Organizações Não Governamentais, focando-se em temáticas como Direitos Humanos e Animais. Interessa-se pela construção e desenvolvimento da civilização, as suas consequências ambientais, o impacto que a mesma tem nos humanos e nos animais.



publicado por Carlos Gomes às 11:21
link do post | favorito

Terça-feira, 9 de Maio de 2017
PINTOR ROMENO GHEORGHE FIKL EXPÕE NO PALÁCIO NACIONAL DA AJUDA

“Fikl. Portuguese Storylines”. Exposição do pintor romeno Gheorghe Fikl. Palácio Nacional da Ajuda- 16 de maio - 31 de agosto

No âmbito da celebração de 100 anos de relações diplomáticas luso-romenas, a Embaixada da Roménia, o Instituto Cultural Romeno, a Fundação Bonte e a Direção Geral do Património Cultural apresentam a exposição “Fikl. Portuguese Storylines” de Gheorghe Fikl, entre 16 de maio e 31 de agosto, no Palácio Nacional da Ajuda.

EXPOROMEPALAJUDA (1).jpg

Gheorghe Fikl é um dos mais conceituados artistas romenos contemporâneos. Munido de uma mestria pictórica exemplar, Fikl cria um universo visual sumptuoso e perturbador através de uma série de composições com vários revestimentos simbólicos em que animais angustiantes e de grande porte - touros, pavões, cães e ovelhas - são estranhos ocupantes de espaços surrealistas, com um hedonismo violento e trágico, que proporciona tantos outros contextos de reflexão sobre a condição humana em tempo pessoal e histórico.

A justaposição de objetos encontrados, impressões, intervenções de pintura e fotografia despertou em Fikl um interesse particular pelas composições inesperadas e desestabilizadoras, pelo forte contraste associativo. E atualmente, esta é uma marca inconfundível da sua criação, em constante e subtil evolução.

Nas palavras de Ileana Pintilie, curadora de Fikl. Portuguese Storylines, “Fikl pinta com facilidade, com o prazer e a naturalidade de quem se entrega, numa paixão contida, dissimulada entre gestos de amor pelos objetos sumptuosos, portadores de identidade espiritual; pelos lugares e paisagens, que na alma lhe ficaram. As suas pinturas aparecem como cortes de um mundo escondido irreal, do além. As fastuosas composições parecem saídas de um sonho que se desenrola repetidamente nos mesmos lugares.”

Aberta ao público a partir de 16 de maio, no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, e parte integrante do programa ARCO Lisboa, a exposição reúne pinturas de tamanho monumental e obras digitais de importantes coleções privadas (coleção da Fundação Bonte, do Príncipe Carlos de Gales, entre outras), que serão apresentadas em Lisboa graças ao apoio oferecido pelo colecionador Alain Bonte.

A exposição estará aberta todos os dias, das 10h00 às 18h00 (última entrada às 17h30). À quarta-feira, o Palácio Nacional da Ajuda encontra-se encerrado.

Sobre o artista – Gheorghe Fikl

Gheorghe Fikl é um dos mais impressionantes artistas romenos contemporâneos pela crescente valorização do seu trabalho e interesse por parte dos colecionadores. Estudou na Universidade de Arte e Design de Cluj-Napoca (Roménia) e na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Oeste de Timisoara, sua cidade natal, tendo-se graduado em 1998 com uma tese que se encontra, desde essa altura, em exposição permanente naquela Faculdade. Incentivado pelo Professor Romul Nuţiu, Fikl formou-se inicialmente na área da experimentação e instalação, com trabalhos inovadores em técnicas mistas, de grande originalidade de ideia e de execução. Com exposições individuais de pintura e fotografia em Timisoara (incluindo a mais recente, no Museu Nacional de Arte, que contribuiu de forma decisiva para a candidatura vencedora da cidade a Capital Europeia da Cultura), Bucareste, Luxemburgo e Nova Iorque, Gheorghe Fikl destacou-se em leilões com transações valiosas, tendo, desta forma, entrado em importantes coleções privadas na Roménia, EUA, Portugal, Grã-Bretanha (incluindo a coleção do Príncipe Carlos de Gales), França, Andorra, Luxemburgo, Alemanha. Vive e trabalha em Timisoara, Roménia. Desde 2016 o artista é representado pela galeria AnnArt.



publicado por Carlos Gomes às 21:15
link do post | favorito

Sábado, 15 de Abril de 2017
PINTOR JOÃO MONIZ EXPÕE NO PALÁCIO DE S. BENTO

assemrepupint.jpg



publicado por Carlos Gomes às 16:37
link do post | favorito

Terça-feira, 4 de Abril de 2017
BIBLIOTECA CENTRAL DE MARINHA INAUGURA AMANHÃ EXPOSIÇÃO SOBRE A ESCRAVATURA

Escravatura: Tráfico, Consciencialização e Combate

No âmbito do evento Lisboa, Capital da Cultura Ibero-americana 2017, a Biblioteca Central de Marinha (BCM) apresenta a exposição denominada “Escravatura: Tráfico, Consciencialização e Combate”.

image001CCMESCRAV (1).jpg

Esta mostra vai ser inaugurada no próximo dia 5 de abril, no Torreão Central da Ex Fábrica Nacional de Cordoaria - Arquivo Histórico da Marinha. As visitas são gratuitas.

O tráfico escravo aceite e regulado pelo Governo, como atesta um passaporte que autoriza “o tráfico da escravatura nos portos do norte de África”, vai, aos poucos, encontrar resistência como mostra a diversa legislação em exibição, da qual o Estatutos da Sociedade Portugueza contra a Escravatura é exemplo. Relatórios de apreensões de navios negreiros, atestam a luta que era travada no mar, enquanto em terra, já no século XVI na sua Arte da Guerra do Mar, o padre Francisco Oliveira critica esta atividade. Sá da Bandeira, figura em destaque nesta mostra, empreendeu esforços incessantes para abolição de uma prática que lhe sobreviveu, como mostra uma série de fotografias de um relatório de 1902.

A exposição vai estar patente até dia 23 de junho no Arquivo Histórico (Junqueira), para depois transitar para as instalações da Biblioteca (Jerónimos), onde pode ser visitada entre os dia 28 de junho e 29 de setembro.

As visitas podem ser efetuadas entre as 10H00-12H00 e as 14H00-17H00, dos dias uteis.



publicado por Carlos Gomes às 16:26
link do post | favorito

Terça-feira, 21 de Março de 2017
MOITA PRESERVA MEMÓRIA DA TRADIÇÃO TÊXTIL NO CONCELHO

Livro e exposição:Câmara da Moita divulga história da indústria do vestuário no concelho

Foi com sala cheia e perante um grande interesse da assistência, composta por muitas ex-operárias das fábricas de têxteis, que a Câmara Municipal recordou a indústria do vestuário no concelho da Moita, no dia 18 de março, na antiga Fábrica Guston, em Alhos Vedros, e apresentou o trabalho de investigação “A Mulheres e o Trabalho: A Indústria de Vestuário no Concelho da Moita” que resultou num livro, num documentário e numa exposição.

As Mulheres e o Trabalho 1.jpg

“Foi nosso objetivo trazer aos dias de hoje uma realidade ainda muito presente: o que era Alhos Vedros à hora de almoço, o mar de gente que se espalhava pelas ruas, o dia-a-dia feito em torno das fábricas. Não conseguimos entender o que somos hoje sem perceber exatamente porque chegámos aqui”, afirmou o presidente da Câmara Municipal da Moita, Rui Garcia, na ocasião, lembrando ainda o encerramento das fábricas e as lutas que foram levadas a cabo. “Esta iniciativa é fundamentalmente uma homenagem da Câmara Municipal àqueles que lutaram pela Liberdade, pelos direitos e por uma sociedade mais justa para si e para as suas famílias. São vocês que nos inspiram”, concluiu Rui Garcia.

As Mulheres e o Trabalho 2.jpg

Luis Leitão, coordenador da União dos Sindicatos de Setúbal/CGTP-IN, procedeu à apresentação do livro “A Mulheres e o Trabalho: A Indústria de Vestuário no Concelho da Moita” que coloca em foco as operárias das fábricas de vestuário e confeções, na sua esmagadora maioria, mulheres, as suas recordações, episódios de vida, histórias de luta e resistência, os episódios de exploração que se viviam nas fábricas, o seu encerramento, o fim da indústria do vestuário, os despedimentos, a camaradagem e a solidariedade. O coordenador da União dos Sindicatos de Setúbal/CGTP-IN salientou “o papel destas mulheres, trabalhadoras da indústria têxtil, nas conquistas que são hoje uma realidade, como as 40 horas de trabalho”, e destacou ainda esta obra pelo “contributo que dá à história do movimento sindical no nosso distrito”.

Imagens da Memória

Na mesma iniciativa, foi também dado a conhecer o projeto “Imagens da Memória”, um espaço na Internet criado pela Câmara Municipal da Moita para partilha de memórias comuns na rede social facebook. Este grupo no facebook, que conta já com mais de 150 participantes, pretende ir ao encontro da história de um património coletivo e proporcionar partilhas, valorizando o diálogo. “Começámos pela indústria do vestuário, mas pretendemos abranger outras atividades e temas, como a cortiça, as festividades. Aceitem o nosso desafio e o nosso convite e adiram ao Imagens da Memória”, apelou Vitor Mendes, técnico e investigador da Câmara Municipal, na apresentação do projeto.

As Mulheres e o Trabalho 3.jpg

Seguiu-se a assinatura do protocolo de custódia do acervo documental que constitui o fundo arquivístico do antigo Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Corticeira do Sul, celebrado entre o Município da Moita, a União dos Sindicatos de Setúbal e o Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias de cerâmica, cimentos e similares, construção, madeiras, mármores e cortiça do Sul e Regiões Autónomas (STCCMCS). Este acervo, entregue à guarda da Câmara Municipal da Moita, é composto por documentos originais de grande relevância histórica. A Câmara Municipal procederá ao tratamento arquivístico, preservação e posterior divulgação deste acervo documental.

A iniciativa terminou com a abertura da exposição “A Mulheres e o Trabalho: A Indústria de Vestuário no Concelho da Moita”, no Moinho de Maré de Alhos Vedros. Esta exposição pode ser visitada até ao final do mês de abril, de quinta-feira a domingo, das 14:30h às 18:00h, e nos meses de maio e junho (até 18 de junho), de quinta-feira a domingo, das 15:00h às 19:00h.

As Mulheres e o Trabalho - Capa do Livro.jpg



publicado por Carlos Gomes às 21:52
link do post | favorito

Segunda-feira, 20 de Março de 2017
PINTORES MUTES DE ARCOS DE VALDEVEZ E MIGUEL MOREIRA E SILVA DE BRAGANÇA EXPÕEM EM LISBOA

Exposição de Pintura (Contrastes) de Mutes  & Miguel Moreira e Silva, na Vernissage, de 19 de Abril a 31 de Maio

Contraste é a base da comunicação visual, permitindo a distinção dos elementos em relação ao espaço circundante existente, na diferenciação dos seus tons de luz. Nesta Exposição de Pintura de nome CONTRASTES apresentada por Mutes & Miguel Moreira e Silva no dia 19/04/2017 com vernissage pelas 18.30, na Galeria Europa América, situada na Avenida Marquês de Tomar, 1B 1050-152, em LISBOA é bem visível a diferença nas propriedades visuais de cada um, contrastando - se na obra de ambos.

mmmm.jpg

 

Mutes nasce em França, Margny Les Compiegne em 1976, regressa a Portugal em 1986, reside atualmenteem Arcos de Valdevez. È pintor autodidata, expõe com regularidade desde 2004. Está representado em diversas coleções nos vários Continentes, ultrapassando mais de uma centena de exposições nacionais e internacionais. Através da sua arte somos transportados para um mundo de histórias contadas através da tela, onde é possível ver uma certa crítica social, religiosa e política m alguns dos trabalhos. São figuras mutantes com predominância de fortes e atrativos campos pictóricos, que nos fazem viajar num mundo imaginário, danças de uma mão que desenha de forma despreocupada, usando o (DES) Cubismo como forma de se afirmar. Organiza e projecta várias exposições, foi fundador e curador dos colectivos de pintura, M4K1, Um Coletivo no Individual, H.e.x.a e M.O.C.A. Frequentou alguns ateliês onde aprendeu técnicas do contornismo, acabando por fundir com a sua forma de fazer Cubismo.

- Rompendo com os padrões estéticos que primam pela perfeição das formas na busca da imagem realista, nesta minha coleção designada (Des) Cubismo Contornismo, busco a desestruturação da obra em todos os seus elementos. Decompondo a obra em partes, através de figuras mutantes imaginárias, contornando-a nas suas dimensões, numa superfície plana, sob estranhas e variadas formas com o predomínio de linhas curvas e retas, numa estruturação das figuras e dos objetos desajustados, movimentando-os em torno de si próprios através da sua fragmentação, dando abertura e apresentando todos os seus lados num plano frontal em relação ao espectador.

Miguel Moreira e Silva nasceu em 1967, vive e desenvolve o seu trabalho em Bragança. Licenciado em Animação e Produção Artística desenvolve regularmente os seus trabalhos artísticos desde 1992, expõe de forma permanente em Bragança na galeria História e Arte e no Museu Ibérico da Máscara e do Traje, desde 2007.

Sobre as obras: Os seus trabalhos deambulam entre múltiplas técnicas das quais se destaca a pintura, assemblage e a escultura. Nas telas, o autor explora o contraste das cores cheias que se aplicam sobre figuras humanas. As figuras, tratadas como personagens tipo refletem distintas tipologias de propaganda e aparato, denunciando os diferentes atributos e técnicas que em diferentes tempos e espaços provocaram o mesmo efeito de “fa stupire”. A assemblage constitui uma técnica recorrente na experimentação artística de Miguel Silva que lhe permite explorar o ecletismo dos elementos que as incorporam traduzindo uma atitude livre de categorizações, espaço confortável para a prática do autor. Todos os detalhes estabelecem uma forte carga emocional entre eles e entre o todo que supõe o seu conjunto. São narrativas, episódios pessoais, memórias, diários visuais onde a plasticidade dos objetos e a carga simbólica das formas assumem o valor lexical do registo. O autor mistura elementos que sugerem o ritual, a catarse como processo de exorcismo. Confronta-nos o pesadelo e a agressividade na angulosidade e dureza de materiais. A uniformização das composições é sugerida na envolvência sanguínea que cobre a superfície dos objetos reunidos."

17308944_10212175363202066_8691960637568137303_n.jpg



publicado por Carlos Gomes às 21:32
link do post | favorito

Sábado, 11 de Março de 2017
FOLKLOURES’17: MUSEU MUNICIPAL DE LOURES EXPÕE “CARROÇAS DA REGIÃO SALOIA”

O Museu Municipal de Loures participa no FolkLoures’17 com a realização de uma exposição subordinada ao tema “Carroças da Região Saloia”, a ter lugar nas instalações do próprio museu, com inauguração prevista no dia 24 de Junho, pelas 16 horas. A exposição tem entrada gratuita e ficará patente ao público, até ao dia 1 de Julho, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 (Excepto à Segunda-feira).

12999062_12-dig (30) (1).jpg

Ainda no dia 24 de Junho, a Historiadora e Museóloga Prof. Doutora Ana Paula de Sousa Assunção profere uma palestra subordinada ao tema “Usos e Costumes Tradicionais da Região Saloia”, a ter lugar no Auditório do Museu.

O Museu Municipal de Loures encontra-se instalado na Quinta do Conventinho, sita na Estrada Nacional, 8, em Santo António dos Cavaleiros, a escassos 4 quilómetros de Loures, um edifício conventual contruído na segunda metade do século XVI.

Constituído em 26 de julho de 1998, o Museu encontra-se instalado no 13.º convento dos frades franciscanos da Província de Santa Maria da Arrábida, apresentaposições de  exposições de temática arqueológica e etnográfica, com o intuito de dar a conhecer a realidade e a vivência das populações rurais do município de Loures, assim como a sua história. Possui duas salas de exposições, oficinas, reservas visitáveis, um centro de documentação especializado em história local, loja, cafetaria com esplanada, parque de estacionamento e acesso para pessoas com mobilidade reduzida.

O FolkLoures apresenta um programa cultural rico e diversificado que, sob o impulso e capacidade organizativa do Rancho Folclórico Verde Minho, catapulta o concelho de Loures para a ribalta da cultura tradicional portuguesa.

romaria_senhor_serra_f3



publicado por Carlos Gomes às 00:25
link do post | favorito

Quarta-feira, 1 de Março de 2017
PINTORA CLOTILDE FAVA EXPÕE NO PALÁCIO DE SÃO BENTO

image003assrep.jpg



publicado por Carlos Gomes às 19:02
link do post | favorito

Quinta-feira, 3 de Novembro de 2016
ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA EXPÕE FOTOGRAFIA SOBRE AS RUÍNAS DE CONÍMBRIGA

convite_A MEMÓRIA DAS PEDRAS_01.jpg



publicado por Carlos Gomes às 20:26
link do post | favorito

Segunda-feira, 24 de Outubro de 2016
ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA EXPÕE "ROSTOS DE TIMOR"

CONVITE_expo_AntonioCotrim.jpg



publicado por Carlos Gomes às 19:45
link do post | favorito

Sábado, 15 de Outubro de 2016
EXPOSIÇÃO "GOA - ENTRE A HISTÓRIA E A MEMÓRIA" TERMINA NO DIA 31 DE OUTUBRO NA GALERIA-MUSEU DE SÃO ROQUE EM LISBOA

14606375_1100754490001884_2063839322961783773_n.jpg

14681820_1100754486668551_6470349284291520844_n.jpg



publicado por Carlos Gomes às 20:01
link do post | favorito

Domingo, 28 de Agosto de 2016
PORTUGAL EXPÕE CARTOGRAFIA NO URUGUAI

Exposição Cartográfica Portuguesa em Rivera, no Uruguai

No âmbito do estreitamento dos laços culturais entre o departamento de Rivera e a Embaixada de Portugal, foi inaugurada em 21 de julho no museu do património de Rivera, a amostra cartográfica " Portugal na região platina, séculos XVIII e XIX ", contando com o apoio da Câmara do comércio uruguaio portuguesa.

13680760_10154511837643641_2729354407185360321_n (1).jpg

A amostra, organizada pelo exército português, contém 24 mapas, considerados os mais significativos da coleção da Direção dos Serviços de Engenharia do Exército Português.

Além de proporcionar o conhecimento de alguns aspetos da Cartografia Militar Portuguesa dos séculos XVIII e XIX, a exposição pretende homenagear uma etapa esquecida da história da ciência em Portugal.

"Portugal na região platina, séculos XVIII e XIX" estará em exibição até 31 de agosto.



publicado por Carlos Gomes às 00:41
link do post | favorito

Terça-feira, 7 de Junho de 2016
MUSEU BORDALO PINHEIRO EXPÕE "AS SARDINHAS DO POVO"

Sardinhas do Povo, amanhã, 4a feira, no Museu Bordalo Pinheiro.

SARDINHAS DO POVO. lançamento da edição

A Contraprova - Atelier de Gravura e o Museu Bordalo Pinheiro têm o prazer de vos convidar para o lançamento da edição "Sardinhas do Povo", na quarta-feira, 8 de Junho, às 19h. A exposição estará patente no Museu Bordalo Pinheiro até ao dia 22 de Junho.

Artistas participantes desta edição:

Alexandre Jorge

Ana Neto

Artur Madeira

Cristiana Fernandes

Daniela Crespi

Diogo de Calle

Joanna Latka

Luís Fernandes

Marcela Manso

Paula Almozara

Renata Bueno

Ricardo Campos

Sofia Morais

Susana Romão

BLOG_sardinhaspovo.jpg



publicado por Carlos Gomes às 22:13
link do post | favorito

Sexta-feira, 4 de Março de 2016
MUSEU DE MARINHA REALIZA EXPOSIÇÃO SOBRE O APRESAMENTO DE NAVIOS ALEMÃES EM PORTUGAL



publicado por Carlos Gomes às 14:08
link do post | favorito

Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2016
EXPOSIÇÃO COLETIVA APRESENTA EM LISBOA FOTOGRAFIA, PINTURA E ESCULTURA

aaaaaaxxxxx



publicado por Carlos Gomes às 10:22
link do post | favorito

Terça-feira, 2 de Fevereiro de 2016
MUSEU BORDALO PINHEIRO EM LISBOA MOSTRA A ALEGRIA E CORES DO MINHO

Viana do Castelo é um festival de cores e movimento, onde o folclore vianense é rei e, neste caso concreto, a festa maior da cidade: a Romaria d'Agonia.

12661959_1017927411601476_5720198346217774682_n

Para aguçar o apetite, mostramos um cartaz em exposição alusivo às Festas da Cidade de Viana do Castelo, em 1934.

Não espere por Agosto para entrar no espírito.

Visite o Museu Bordalo Pinheiro, em Lisboa, e deixe-se contagiar pela linguagem modernista de Luís Filipe.

Vai ver que vale a pena!

O vianense João Alpuim Botelho, anterior diretor do Museu do Traje em Viana do Castelo, é atualmente o responsável pelo Museu Bordalo Pinheiro, em Lisboa.



publicado por Carlos Gomes às 20:11
link do post | favorito

Terça-feira, 26 de Janeiro de 2016
ESCULTOR RICARDO TOMÁS EXPÕE "FEMINILIDADES" EM LISBOA



publicado por Carlos Gomes às 11:17
link do post | favorito

Sexta-feira, 22 de Janeiro de 2016
MUSEU BORDALO PINHEIRO EVOCA 111 ANOS DA MORTE DO SEU PATRONO

O Museu Borballo Pinheiro vai assinalar os 111 anos da morte de Rafael Bordalo Pinheiro com uma conversa sobre liberdade de expressão porque, também no seu tempo, Bordalo teve de se debater contra a censura da Lei das Rolhas.

Chamamos à conversa Estúpidos? Maldosos? Semanais! numa referência ao epíteto do jornal satírico Hara Kiri, antecessor o Charlie Hebdo.

Vamos sentar à mesma mesa uma artista plástica, Joana Estrela, uma jornalista, Sara Figueiredo Costa, um advogado, Manuel Pedroso de Lima e uma museóloga, Maria Vlachou. O moderador vai ser o crítico de banda desenhada Pedro Moura.

No Museu Bordalo Pinheiro, no dia 23, sábado, às 5 da tarde.



publicado por Carlos Gomes às 19:50
link do post | favorito

Terça-feira, 15 de Dezembro de 2015
SECRETÁRIA DE ESTADO DA INCLUSÃO DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA VISITA MUSEU BORDALO PINHEIRO

A Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Dra Ana Sofia Antunes, participa hoje na inauguração, no Museu Bordalo Pinheiro, da exposição "Aqui Há Gatos", em cerimónia que tem lugar às 15 horas.

Trata-se de uma exposição e venda que resulta de uma colaboração entre os Serviços Educativos do Museu Bordalo Pinheiro e a CEDEMA - Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Mentais Adultos.

O Museu Bordalo Pinheiro sente uma enorme responsabilidade pelo que esta presença representa em termos da importância que os Museus podem ter como instituições inclusivas por excelência.



publicado por Carlos Gomes às 09:33
link do post | favorito

Terça-feira, 3 de Novembro de 2015
NUNO QUARESMA INAUGURA EXPOSIÇÃO DE DESENHO E PINTURA NA GALERIA “MARIAS DO AÇÚCAR” EM LISBOA

A Equipa do MARIAS DO AÇÚCAR e o artista plástico Nuno Quaresma inauguram no próximo dia 7 de Novembro, pelas 19h, no seu espaço situado na Travessa de S. José, junto à Praça das Flores, em Lisboa, a exposição de desenho e pintura intitulada ANTOLOGIA.

MARIAS DO AÇÚCAR é uma empresa jovem, com um cariz dinâmico e vontade de transformar pequenas ou grandes ideias em açúcar, com um portefólio na área do Cake Design que é vasto e que conta já com uma coleção variada de bolos decorados e artísticos.

ANTOLOGIA foi a síntese escolhida, do trabalho de Nuno Quaresma, para expor neste espaço que faz de todos os seus cantos e recursos, um apelo irresistível aos nossos sentidos.

ANTOLOGIA é uma história contada na primeira pessoa e versa sobre esta última década, as suas mudanças e convulsões, sintetizada ora em obras críticas, ora no desiderato possível, das emoções sentidas, numa iconografia com recurso à representação figurativa e tónica nos valores do Humanismo.



publicado por Carlos Gomes às 21:17
link do post | favorito

Quarta-feira, 7 de Outubro de 2015
PEDRO BATISTA APRESENTA EM LISBOA EXPOSIÇÃO “CHASING CLOUDS”

A 4 de Novembro, pelas 19h00, no Museu Nacional de História Natural e da Ciência, Pedro Batista apresenta “Chasing Clouds”, uma exposição que estará patente na Sala do Veado durante um mês.

CAAEF6A1-D5C6-4DC7-AF30-3D1D4239FF08

O potencial da mente humana é infinito e apenas restringido pelos limites exigentes da realidade. Mas quando lhe é dada liberdade, a mente assume um papel de liderança, sobrepondo-se às barreiras e fronteiras que lhe são conhecidas, revelando universos compreensíveis apenas para ela própria. “Chasing Clouds” é uma ode aos subterfúgios usados pela mente humana, de forma consciente ou inconsciente, quando o seu detentor sente a necessidade de se refugiar, desafiar ou superar.

Partindo da sua própria experiência, Pedro Batista apresenta um conjunto de trabalhos que refletem o que acontece quando o imaginário se sobrepõe à razão criando cenários onde reina a fantasia e o surrealismo. É com estes cenários que “Chasing Clouds” desafia o espectador a encontrar a diferença entre a ilusão e a realidade numa viagem pontuada por utopias, sonhos e delírios, onde o banal não tem lugar e o impossível se torna a norma.

Pedro Batista nasceu em 1980, com um interesse nato pela pintura. No entanto, foi no meio da cultura e atmosfera urbana da década de 90, combinado com o facto de ser um skater entusiasta, que Pedro Batista encontrou a liberdade necessária para se exprimir e seguir a arte de forma profissional.

Obteve a Licenciatura em Design de Comunicação, em Lisboa, seguindo-se um Programa de Residência de Verão na Escola de Artes Visuais de Nova Iorque, onde explorou, desenvolveu e aperfeiçoou técnicas. Em 2010, muda-se para Berlim durante 6 meses para uma imersão e introspeção artística que consolidou a sua paixão pela pintura.

Estas duas experiências, em diferentes contextos internacionais, proporcionaram-lhe a oportunidade de repensar sua prática de trabalho do ponto de vista formal, contribuindo para a sua contextualização no panorama internacional.

Desde então, Pedro já participou em inúmeras exposições individuais e coletivas em Lisboa, Açores, Dinamarca, e Nova Iorque. Reside e trabalha atualmente em Lisboa.



publicado por Carlos Gomes às 18:58
link do post | favorito

Quinta-feira, 17 de Setembro de 2015
CONVENTO DOS CARDAES EXPÕE FOTOGRAFIA DE RICARDO JUNQUEIRA



publicado por Carlos Gomes às 13:00
link do post | favorito

Terça-feira, 15 de Setembro de 2015
MUSEU BORDALO PINHEIRO INAUGURA EXPOSIÇÃO “LUÍS FILIPE E A FARSA DA VIDA”

Luís Filipe (1887 – 1949) foi um dos pioneiros do Modernismo em Portugal, ainda nos tempos da monarquia, que o Museu Bordalo Pinheiro dá a conhecer com a exposição Luís Filipe, A Farsa da Vida.

image001

A exposição acompanha o seu percurso artístico:

- os primeiros anos em Coimbra, com o despertar da sua consciência política e social, onde publicou o jornal A Farça (1909 - 10) que foi dos primeiros a mostrar desenhos modernistas em Portugal;

-os anos que se seguiram à implantação da República, com uma forte presença nos jornais com desenhos acentuadamente políticos, anticlericais e denunciadores de situações de injustiça social;

-por fim os desenhos da sua vida adulta, em Viana do Castelo, com caricaturas de figuras locais e representações da cor e movimento do folclore, sempre com um olhar humorístico.

A exposição apresenta também autocaricaturas e obras que outros artistas do grupo de Coimbra lhe dedicaram, como Cristiano Cruz e Almada Negreiros.

Um fantástico artista que o Museu Bordalo Pinheiro ajuda a descobrir. Vai valer a pena!



publicado por Carlos Gomes às 17:02
link do post | favorito

Quarta-feira, 9 de Setembro de 2015
ALHOS VEDROS APRESENTA EXPOSIÇÃO DE PINTURA

Em Alhos Vedros: Moinho de Maré acolhe aguarelas “Navegar é Preciso”

“Navegar é Preciso” é o nome da exposição de aguarela de Francisco Moura que vai estar patente entre 12 e 27 de setembro, no Moinho de Maré, em Alhos Vedros.

Exp Navegar é Preciso 2

O artista, Francisco Moura, escreve:

“O importante é navegar. Por isso, navego nas telas, nos pincéis e nas cores como forma de preservar a memória popular que me rodeia.

Esta minha pintura é uma marca, um esforço histórico, de forma a permitir que o rio que passa na minha terra se veja: Canoas, Varinos, Fragatas, Catraios…lutando a favor ou contra o vento… Navegar é preciso…”.

Esta mostra pode ser visitada, gratuitamente, aos sábados, entre as 15:00h e as 19:30h.



publicado por Carlos Gomes às 15:35
link do post | favorito

Sexta-feira, 4 de Setembro de 2015
MOITA EXPÕE FOTOGRAFIAS DE ANA TEIXEIRA

Exposição de fotografia “Romarias Aqui no Coração da Vida”

A partir do dia 10 de setembro e até ao dia 8 de outubro, a Biblioteca Municipal Bento de Jesus Caraça, na Moita, vai receber a exposição de fotografia “Romarias Aqui no Coração da Vida”, de Ana Teixeira.

Nesta mostra, vão estar expostas fotografias das imagens de Nossa Srª da Boa Viagem, padroeira da Moita, e de Nossa Srª D’Aires, padroeira de Viana do Alentejo, além de muitas outras que nos transportam ao simbolismo do sagrado e do profano muito presente nas romarias que a artista captou através da sua objetiva.

No dia 19 de setembro, está agendada para as 15:30h, uma visita guiada à exposição, pela artista Ana Teixeira, seguida de uma mesa redonda sobre o sagrado e o profano, temas principais desta mostra, uma iniciativa aberta ao público em geral.

A exposição “Romarias Aqui no Coração da Vida” pode ser visitada no horário normal da biblioteca: de terça-feira a sábado, das 10:00h às 19:00h.

A entrada é gratuita.



publicado por Carlos Gomes às 16:12
link do post | favorito


mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

JOHN HOWARD EXPÕE FOTOGRA...

METRO ACOLHE EXPOSIÇÃO DO...

MUSEU BORDALO PINHEIRO IN...

MUSEU DE MARINHA EXPÕE “C...

MUSEU DE MARINHA EXPÕE SO...

METRO DE LISBOA ACOLHE EX...

KIKO MARIA EXPÕE NA ÁREA ...

PINTOR ARCUENSE MUTES LEV...

FEIRA INTERNACIONAL DE LI...

DINOSSAUROS INVADEM CORDO...

AMADORA INAUGURA EXPOSIÇÕ...

MUSEU BORDALO PINHEIRO IN...

MUSEU DO ORIENTE LEVA PRO...

MUSEU DA PRESIDÊNCIA DA R...

MUSEU BORDALO PINHEIRO IN...

FIL ESTÁ PREPARADA PARA A...

LISBOA RECEBE O MAIOR CER...

MUSEU BORDALO PINHEIRO AP...

MOITA EXPÕE MÁSCARAS AFRI...

MUSEU DE MARINHA APRESENT...

MUSEU BORDALO PINHEIRO TE...

MUNICÍPIO DE LISBOA EVOCA...

FOLKLOURES’17 EXPÕE CONCE...

ARTISTA ROMENO GHERGHE FI...

COMEMORAÇÕES DO DIA INTER...

ESTAÇÃO BAIXA CHIADO ACOL...

PINTOR ROMENO GHEORGHE FI...

PINTOR JOÃO MONIZ EXPÕE N...

BIBLIOTECA CENTRAL DE MAR...

MOITA PRESERVA MEMÓRIA DA...

PINTORES MUTES DE ARCOS D...

FOLKLOURES’17: MUSEU MUNI...

PINTORA CLOTILDE FAVA EXP...

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA E...

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA E...

EXPOSIÇÃO "GOA - ENTRE A ...

PORTUGAL EXPÕE CARTOGRAFI...

MUSEU BORDALO PINHEIRO EX...

MUSEU DE MARINHA REALIZA ...

EXPOSIÇÃO COLETIVA APRESE...

MUSEU BORDALO PINHEIRO EM...

ESCULTOR RICARDO TOMÁS EX...

MUSEU BORDALO PINHEIRO EV...

SECRETÁRIA DE ESTADO DA I...

NUNO QUARESMA INAUGURA EX...

PEDRO BATISTA APRESENTA E...

CONVENTO DOS CARDAES EXPÕ...

MUSEU BORDALO PINHEIRO IN...

ALHOS VEDROS APRESENTA EX...

MOITA EXPÕE FOTOGRAFIAS D...

arquivos

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds