Blogue de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Lisboa e arredores

Quarta-feira, 24 de Abril de 2019
MINHOTOS EM LISBOA CELEBRAM PASCOELA

57504410_1954404548003315_1809467922213502976_n.jpg



publicado por Carlos Gomes às 00:36
link do post | favorito

Terça-feira, 16 de Abril de 2019
PAN ESTREIA DOCUMENTÁRIO SOBRE DEFESA DOS ANIMAIS

Quinta-feira, 18 de Abril, às 20h45, PAN e líder do Partido Holandês pelos Animais organizam estreia portuguesa do documentário #Powerplant

  • Presença e debate com Marianne Thieme, líder do Partij voor de Dieren e Francisco Guerreiro, cabeça de lista do PAN às Europeias 2019
  • Documentário apresenta a forte ligação entre as Alterações Climáticas, a pecuária intensiva e o consumo de produtos animais
  • Dieta baseada em vegetais pode prevenir até 8 milhões de mortes por ano
  • Rede de partidos humanistas, ecologistas e de defesa dos direitos e proteção dos animais está a crescer na Europa

O Espaço PAN Porto recebe a estreia portuguesa do documentário #Powerplant na próxima quinta-feira, dia 18 de abril, pelas 20h45 na Rua do Barão de Forrester 783. A entrada é livre mediante inscrição (https://forms.gle/jVi3NZTXyT3SxkmV8). Lançado em 2019, o documentário #Powerplant transmite uma forte ligação entre as Alterações Climáticas, a pecuária intensiva e o consumo de produtos animais. Marianne Thieme, líder do Partido Holandês pelos Animais, foi a primeira figura política a abordar este tema no filme "Meat the Truth" em 2007, levantando questões que se tornaram ainda mais pertinentes desde então. Mais recentemente laçaram o documentário “Sea The Truth” (2011) e “One Single Planet” (2015).

Publicações da Universidade de Oxford indicam que a transição para uma dieta baseada em vegetais pode prevenir até 8 milhões de mortes por ano em 2050 e, à escala global, pode levar a poupanças milionárias para a sociedade. A adoção de uma alimentação à base de vegetais pode reduzir até 73% as emissões de gases de efeito estufa e devolver à natureza 76% do território utilizado atualmente para a produção de bens alimentares. Além de cientistas, o documentário também mostra artistas, chefs e empreendedores famosos, que comprovam que a nutrição à base de plantas é sustentável, saudável e uma opção viável para o futuro.

Na Europa, segundo a Greenpeace, o impacto financeiro da indústria da pecuária absorve entre 18% a 20% do orçamento comunitário. Isto equivale entre 28.5 e 32.6 mil milhões de euros. E no território, cerca de 71% da terra arável na Europa está direcionada direta ou indiretamente para a pecuária, sendo que apenas entre 10% a 30% do que o gado come é convertido em proteína animal consumida pelos cidadãos.

Os dados demonstram que a pecuária destrói o ambiente, é estruturalmente ineficiente na gestão de recursos naturais já escassos, mantém-se como um sorvedouro do dinheiro público e nunca fornecerá os alimentos necessários para esta sociedade. Por tal, é fundamental direcionar estes recursos, naturais e financeiros, para a expansão de culturas vegetais e frutícolas em modo biológico, ajudando assim os produtores na sua transição e garantindo que não só a saúde pública como o ambiente e os animais são protegidos. É precisamente este caminho de sustentabilidade que o PAN quer implementar com a eleição de um Eurodeputado, integrando a família dos Verdes Europeus.

Francisco Guerreiro, Cabeça de Lista do PAN às Eleições Europeias do próximo dia 26 de maio junta-se a Marianne Thieme, líder do Partij voor de Dieren// Party for the Animals que elegeu pela primeira vez uma representante europeia em 2014 para uma discussão aberta com o público. A União Europeia tem sido um dos blocos geopolíticos que mais tem avançado na proteção e na consagração dos direitos ou do bem-estar dos animais, tal como em legislação ambiental. Tal facto deve-se em grande parte à emergência e crescimento de partidos políticos com visões integradas sobre sustentabilidade e preservação dos ecossistemas. Em 2014, o PAN realizou a sua primeira candidatura ao Parlamento Europeu inserido no movimento Euro Animal 7, um conjunto de sete partidos ditos "animalistas" que advogava pela proteção e promoção dos direitos dos animais no seio do Projeto Europeu.

Esta rede de partidos humanistas, ecologistas e em defesa dos direitos e proteção dos animais tem estado em crescimento e reúne atualmente 11 partidos, vindos dos Países Baixos, Bélgica, França, Alemanha, Espanha, Portugal, Itália, Suécia, Finlândia, Chipre e Reino Unido. Têm sido estreitados laços e definidas estratégias para garantir o reforço da responsabilidade legal, social e cívica de todos e todas para com os animais.



publicado por Carlos Gomes às 15:16
link do post | favorito

Domingo, 31 de Março de 2019
OEIRAS: FOLCLORE DESFILA NA RIBEIRA DA LAGE EM PORTO SALVO

O Rancho Folclórico "Os Minhotos” da Ribeira da Lage, sediado na Freguesia de Porto Salvo, no concelho de Oeiras levou hoje a efeito com grande êxito mais uma edição do Encontro de Tradições que teve lugar no Centro Cultural da Ribeira da Lage. Uma iniciativa que, com sempre, contou com a presença simpática do Presidente da Junta de Freguesia de Porto Salvo, Dr Dinis Antunes.

DSCF4044 (1).JPG

A festa contou também com a participação do Rancho Folclórico Infantil e Juvenil Santa Clara-Nova e Gomes Aires – Almodôvar (Baixo Alentejo) e do Rancho Folclórico de Nossa Senhora das Neves – Manique de Baixo (Região Saloia) em substituição do Rancho Folclórico As Lavadeiras da Ribeira da Lage que não pode estar presente devido ao estado de luto do seu presidente.

DSCF4032.JPG

O espectáculo recriou o ambiente doméstico em casa do lavrador, em véspera de domingo com missa dominical seguida de festa na aldeia, uma representação que animou e divertiu o público. E, para leiloar, mantendo a tradição de anos anteriores, calhou este ano a sorte a dois preciosos láparos.

DSCF4104 (1).JPG

A Ribeira da Lage é uma localidade da freguesia de Porto Salvo, no concelho de Oeiras, a escassa distância de Lisboa, devendo o seu nome a um dos afluentes do rio Tejo que nasce na serra de Sintra.

Corria ano de 1978 quando um grupo de minhotos que aí residiam e trabalhavam decidiu juntar-se para confraternizar, preservar as suas raízes culturais e dar a conhecer o folclore da nossa região. Assim nasceu o Rancho Folclórico “Os Minhotos” da Ribeira da Lage.

A partir de então, não mais pararam de dançar os viras e as chulas, as rosinhas e as cana-verdes. Exibem trajes domingueiros e de trabalho, de mordoma e de dó, traje da Areosa e à vianesa. São perto de meia centena de componentes que se repartem ainda pela tocata onde não falta o bombo e a concertina, os ferrinhos e o reco-reco, a viola e o cavaquinho. E, como não podia deixar de ser, muita alegria que é apanágio das gentes do Minho!

O Rancho Folclórico "Os Minhotos” da Ribeira da Lage foi fundado no dia 8 de Março do ano de 1978 na localidade da Ribeira da Lage, por um grupo de pessoas oriundas do Minho e que nessa altura residiam e trabalhavam no Concelho de Oeiras.

O objetivo deste, é divulgar o tradicional folclore e as tradições minhotas pelo país. Ao longo do ano são vários os Eventos promovidos pelo grupo entre os quais o Encontro de Tradições, o Festival de Inverno, o Aniversário do Rancho e um Encontro de Consertinas.

Entre o repositório que apresentam destacamos as Chulas, as Cana Verdes, os Viras e outras músicas que fazem parte da tradição do Alto Minho e que este grupo divulga de norte a sul de Portugal.

Este grupo é formado por cerca de 45 elementos entre dançarinos e tocata. A tocata é composta por diversos instrumentos musicais oriundos do Minho, tais como a concertina, as castanholas, o bombo, os ferrinhos, o cavaquinho, a viola, o reco-reco e a pandeireta.

Os trajes representados são oriundos do Alto Minho e representam os mais variados concelhos e freguesias da região.

Quem são actualmente os seus dirigentes?

Assembleia Geral: Presidente: Carmindo Manuel Carvalho Sousa

Vice-presidente: Rui Manuel Carvalho Palhais

Secretário: Maria Isabel Lopes de Oliveira

Direção: Presidente: Susana Cristina de Jesus Teixeira

Secretário: Carlos Nobre Justo

Tesoureiro: Rosa Maria Miranda de Oliveira

1º Vogal: Teresa Guerra Cardoso Pintado

2º Vogal: Agostinho Miguel Pintado

Conselho Fiscal: Presidente: Maria Ernestina de Jesus Gonçalves

Secretária: Maria do Ceu da Silva Covas Justo

Relator: Isabel Maria Oliveira dos Santos

DSCF4067.JPG

DSCF4013.JPG

DSCF4016.JPG

DSCF4017.JPG

DSCF4018.JPG

DSCF4019.JPG

DSCF4020.JPG

DSCF4021.JPG

DSCF4024.JPG

DSCF4027.JPG

DSCF4028.JPG

DSCF4034.JPG

DSCF4035.JPG

DSCF4043.JPG

DSCF4049.JPG

DSCF4059.JPG

DSCF4075.JPG

DSCF4108.JPG

DSCF4124.JPG

DSCF4140 (2).JPG

DSCF4145 (2).JPG



publicado por Carlos Gomes às 21:51
link do post | favorito

Segunda-feira, 25 de Março de 2019
FOLKLOURES’19 ESTÁ EM MARCHA - LOURES VIRA CAPITAL DO FOLCLORE!

O Grupo Folclórico Verde Minho segue em frente com a organização de mais uma grandiosa edição do FolkLoures – Encontro de Culturas, a ter lugar em Loures no próximo dia 6 de Julho. Todos os grupos e entidades participantes que já se haviam comprometido com a organização, asseguraram a sua participação no evento.

Cartaz-2019 (20).jpg

 



publicado por Carlos Gomes às 18:27
link do post | favorito

Terça-feira, 12 de Março de 2019
MAFRA REALIZA 1º ENCONTRO DE CONCERTINAS

54520870_344624982819384_4514023667616710656_n (1).jpg



publicado por Carlos Gomes às 21:11
link do post | favorito

Segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2019
ALMOÇO DE LAMPREIA JUNTA MINHOTOS EM LISBOA

52436957_1861821290594975_8043261662687395840_n.jpg



publicado por Carlos Gomes às 09:10
link do post | favorito

Sábado, 9 de Fevereiro de 2019
CHINESES COMEMORAM ANO NOVO... E OS MINHOTOS JUNTAM-SE À FESTA!

A comunidade chinesa festeja a entrada do Ano Novo que em 2019 tem o “Porco de Terra” como o animal do Zodíaco. É, porventura, a mais grandiosa festa de uma comunidade imigrante que se realiza em Portugal. E, mostrando o seu espírito de abertura e simpatia, contou com a participação do Grupo Folclórico Verde Minho em representação da comunidade minhota radicada na região de Lisboa.

IMG_8628.JPG

As celebrações deste ano têm maior escala e importância uma vez que neste ano se comemora o 40º aniversário do estabelecimento das relações diplomáticas entre Portugal e a República Popular da China e ainda o 20º aniversário da transferência da administração de Macau.

O Porco de Terra é o animal e o elemento do Ano Novo Chinês 2019. O Porco é o animal do zodíaco cuja energia vai ser prevalecente durante 2019, juntamente com a Terra, o elemento do ano.

O calendário chinês rege-se pelos ciclos lunares em conjugação com a posição do sol, iniciando-se na noite de lua nova mais próxima do dia em que o sol passa pelo décimo grau de Aquário. As representações dos doze animais do horóscopo a que correspondem os anos no calendário chinês possuem a sua origem na lenda segundo a qual, os doze animais se apresentaram a Buda, correspondendo ao seu chamamento.

Ascende a mais de vinte mil o número de chineses que vivem em Portugal, oriundos principalmente da província de Cantão em virtude da sua proximidade com Macau, constituindo uma comunidade pacífica e trabalhadora, dedicada sobretudo ao comércio e com uma presença considerável na nossa região.

Fotos: Teotónio Gonçalves

51720808_2208653449452007_1475186524461989888_n.jpg

51346388_2208653679451984_2274391058194366464_n (1).jpg

IMG_8662.JPG

IMG_8665.JPG

 

IMG_8660.JPG



publicado por Carlos Gomes às 17:53
link do post | favorito

Sexta-feira, 8 de Fevereiro de 2019
MINHOTOS DESFILAM EM LISBOA NO CORTEJO DO ANO NOVO CHINÊS

CapturarcHINAcARTAZ (4).PNG



publicado por Carlos Gomes às 21:49
link do post | favorito

Segunda-feira, 4 de Fevereiro de 2019
SARRABULHO EM LOURES JÁ CHEGOU À BÉLGICA

SARRABULHO DE PONTE DE LIMA JUNTOU DOIS PRESIDENTES EM LOURES

O Sarrabulho à moda de Ponte de Lima, juntou ontem Domingo no Refeitório municipal de Loures os dois autarcas, designadamente Victor Mendes e o anfitrião, Bernardino Soares.

04022019 (1).jpg

Foi a segunda vez que o prato típico “ desceu” até aos arredores de Lisboa, a convite do Grupo Folclórico Verde Minho, presidido por Teotónio Gonçalves, por iniciativa dum grupo de restaurantes do Sarrabulho de Ponte de Lima: Casa de S. Sebastião, na freguesia de S. Pedro de Arcos; Fátima Amorim e Sonho do Capitão, na Correlhã, e Solar do Taberneiro, na vila.

No salão duas centenas de comensais apreciaram a iguaria, onde para além dos autarcas, também se fizeram representar as confrarias do Vinho Arinto de Bucelas e a dos Gastrónomos do Minho, Casa do Concelho de Ponte de Lima em Lisboa, Mesa da Santa Casa da Misericórdia de Loures e comunicação social do concelho e de Odivelas.

Como entradas, o Chef Paulo Santos e o anfitrião Teotónio Gonçalves, selecionaram a alheira de galo da Minhofumeiro, e o Folar Limiano, da vila de Ponte de Lima. Aliás, o seu produtor, o Chef Vítor Lima deslocou-se ao evento para apresentar o seu produto, o qual associado aos vinhos limianos, da Casa da Cuca, em Moreira de Lima, e da Adega Cooperativa local, Loureiros e Vinhão, deliciaram os participantes.

No tempo de discursos, os elogios foram vários, destacando-se os dos autarcas de Ponte de Lima agradecendo estas iniciativas de “ promover o nosso Sarrabulho, proporcionando estes encontros e dar os Parabéns às cozinheiras que propositadamente aqui se deslocaram”, e ao município de Loures por acolher o encontro e disponibilizar instalações e funcionários. Por seu turno, o colega Bernardino Soares, agradeceu o convite, com “ um grande agradecimento de Loures a estas cozinheiras e produtores que aqui vieram proporcionar uma excelente refeição às gentes de Loures e outros convidados”, e estamos certos que vamos cooperar mais com Ponte de Lima, a partir de hoje, “ no âmbito da cultura popular “, rematou Teotónio Gonçalves, Presidente do Grupo Verde Minho, elogiou a equipa que veio cozinhar: Paulo Santos, Goretti Bezerra, Cassilda Quezado e Fátima Amorim, e ainda apoio dois amantes da cozinha tradicional, os jovens Filipe Matos, bancário e eng º Rui Melo.

Para garantia da autenticidade do Sarrabulho, foram de Ponte de Lima para Loures, carnes e enchidos, designadamente 40 quilos de rojões, 15 quilos de sanguínea,10 quilos de galinhas caseiras, outros tantos de vitela e igual de vaca, 10 coladas de porco, belouras e tripas que depois de fatiadas totalizaram mais de trezentas porções ou rodelas, etc.

Tito Morais / https://www.luso.eu/



publicado por Carlos Gomes às 14:47
link do post | favorito

Domingo, 3 de Fevereiro de 2019
LOURES FOI HOJE A CAPITAL DO SARRABULHO À MODA DE PONTE DE LIMA

O Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, Engº Víctor Mendes e o Presidente da Câmara Municipal de Loures, Dr. Bernardino Soares, sentaram-se è mesma mesa, em Loures, para apreciar a mais afamada iguaria gastronómica de Ponte de Lima – o arroz de sarrabulho com rojões! – e partilharam o lugar cimeiro do evento.

DSCF3796 (2).JPG

O Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima teceu hoje os mais rasgados elogios ao Grupo Folclórico Verde Minho ao ponto de considerá-lo o “embaixador” de Ponte de Lima na região de Lisboa. São palavras que cairam fundo no coração dos minhotos e cujo sentimento deve ser correspondido com amor e dedicação, constituindo um estímulo a todos quantos têm afeição pela nossa região – a causa é generosa e jamais deve estar à espera de proveitos materiais que desvirtuam as finalidades a que nos propomos.

DSCF3771.JPG

O Engº Víctor Mendes representou em Loures a Capital do Sarrabulho. Por sua vez, o Dr. Bernardino Soares representou o concelho anfitrião, agradecendo-se o afável acolhimento e a honra da sua presença neste evento.

No evento, registamos ainda a presença do vereador João Calado, da Câmara Municipal de Loures, o Professor Dr. Manuel Antunes da Afurna e do Museu Etnográfico de Vilarinho da Furna, representantes das confrarias de gastrónomos do Minho e do Arinto de Bucelas, diversos presidentes e assessores de freguesias do concelho de Loures que indesculpavelmente temos dificuldade em identificar e, naturalmente, o Comendador Adelino Tito Morais a quem em primeiro lugar se deve o êxito da iniciativa, sem desprimor para o sr. Teotónio Gonçalves, Presidente do Grupo Folclórico Verde Minho, principal motor desta organização.

DSCF3813.JPG

A revista “Loures-Odivelas-Magazine” esteve presente na pessoa do sr Artur Lucena e a Rádio do Folclore Português, na impossibilidade do Dr. Sérgio da Fonseca em estar presente por motivos de saúde, fez-se representar pelo seu colaborador Carlos Gomes, Administrador do BLOGUE DO MINHO. Por seu turno, o Dr Daniel Café, Presidente da Federaçãod o Folclore Português, ausente no estrangeiro, dirigiu uma mensagem a todos os presentes, a qual já publicámos no BLOGUE DO MINHO.

A cantina da Câmara Municipal de Loures foi pequena para acolher todos quantos quiseram participar nesta jornada regionalista em promoção da gastronomia limiana. E, como é natural, nem os limianos faltaram à chamada!

De Ponte de Lima vieram os melhores cozinheiros dos mais afamados restaurantes. E, com eles trouxeram nada menos do que 40 kg de rojões. 10 kg de vitela, 10kg de galinha caseira, 10kg de pá de porco, 135 alheiras de galo, 7 coladas de porco, 15 kg de chouriça sanguínea, 17 kg de tripa, 350 rodelas de beloura, 12 folares limianos e… água da mais cristalina que pode ser captada em Ponte de Lima!

Em relação aos vinhos, o almoço de arroz de sarrabulho com rojões à moda de Ponte de Lima foi regado com os melhores e mais apreciados do Minho, entre eles o apaladado vinho verde loureiro e o vinhão da Casa da Cuca, de Moreira do Lima, vinhos verdes da Adega de Ponte de Lima e reservas do afamado restauranto “Sonho do Capitão”, da Correlhã.

DSCF3730.JPG

O tão apreciado Folar Limiano, uma especialidade de produto salgado produzido em Ponte de Lima, foi degustado como entrada, acompanhando com a alheira de galo. O Chef Victor Lima veio apresentar aos comensais o folar limiano. E, à semelhança do ano anterior, o arroz de sarrabulho com rojões conquistou os paladares daqueles que ainda não conheciam tão requintada quanto saborosa e divinal especialidade limiana, qual manjar de requinte inigualável que convida a uma visita a Ponte de Lima.

E como não podia deixar de suceder, em festa minhota não faltou o folclore, com a actuação do Grupo Folclórico Verde Minho e cantares ao desafio entre Teotónio Gonçalves e o exímio cantador Loureiro de Barcelos.

E, entre minhotos e lourenses fica um desejo comum – que para o próximo ano, por esta ocasião, volte a repetir-se esta inicitiva que foi do agrado de todos – e de divulgação de Ponte de Lima e da sua gastronomia tradicional. Um autêntico almoço limiano em terras da região saloia de Loures. Até lá, vão ter lugar surpresas que já estão a fazer crescer água na boca e, em breve, contamos divulgar!

DSCF3736.JPG

DSCF3787 (2).JPG

DSCF3790.JPG

DSCF3811.JPG

DSCF3835.JPG

DSCF3861.JPG

DSCF3864.JPG

DSCF3871 (2).JPG

DSCF3824.JPG



publicado por Carlos Gomes às 19:52
link do post | favorito

Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2019
QUEM NUNCA PROVOU O DELICIOSO ARROZ DE SARRABULHO COM ROJÕES À MODA DE PONTE DE LIMA VAI TER AGORA OPORTUNIDADE DE O SABOREAR… EM LOURES, NO PRÓXIMO DIA 3 DE FEVEREIRO!

Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, engº Víctor Mendes, vai estar presente

Estão quase esgotadas as inscrições para o almoço de arroz de sarrabulho com rojões à moda de Ponte de Lima e a alheira de galo, numa iniciativa do Grupo Folclórico Verde Minho em parceria com os restaurantes de Ponte de Lima. Resta pouco mais de uma dezena de lugares vagos mas ainda vai a tempo de se inscrever!

IMG_6274

A iniciativa vai ter lugar no próximo dia 3 de Fevereiro em Loures, a ter lugar na cantina da Câmara Municipal de Loures.

Sob a experiente batuta do Chefe Paulo Santos, da Casa de S. Sebastião, na freguesia limiana de S. Pedro de Arcos, espera-se uma adesão bem mais superior à verificada no ano passado. Os comensais vão ter a oportunidade de saborear uma das requintadas obras do paladar da gastronomia minhota e portuguesa em geral – o arroz de sarrabulho com rojões à moda de Ponte de Lima!

IMG_6307

Trata-se, realmente, de uma iniciativa a não perder e cuja inscrição não deve ser relegada para mais tarde… os contactos são os seguintes:

- Teotónio Gonçalves – 964 006 657

- Mário Oliveira – 914 080 246

CapturarAlmoçoSarrabulho2019



publicado por Carlos Gomes às 08:24
link do post | favorito

Terça-feira, 8 de Janeiro de 2019
VAI HAVER SARRABULHO EM LOURES... À MODA DE PONTE DE LIMA!

Estão quase esgotadas as inscrições para o almoço de arroz de sarrabulho com rojões à moda de Ponte de Lima e a alheira de galo, numa iniciativa do Grupo Folclórico Verde Minho em parceria com os restaurantes de Ponte de Lima. Mas, praticamente metade das inscrições já estão asseguradas, devendo as mesmas ficarem esgotadas dentro de pouco tempo!

IMG_6307

A iniciativa vai ter lugar no próximo dia 3 de Fevereiro em Loures, a ter lugar na cantina da Câmara Municipal de Loures.

Sob a experiente batuta do Chefe Paulo Santos, da Casa de S. Sebastião, na freguesia limiana de S. Pedro de Arcos, espera-se uma adesão bem mais superior à verificada no ano passado. Os comensais vão ter a oportunidade de saborear uma das requintadas obras do paladar da gastronomia minhota e portuguesa em geral – o arroz de sarrabulho com rojões à moda de Ponte de Lima!

Trata-se, realmente, de uma iniciativa a não perder e cuja inscrição não deve ser relegada para mais tarde… os contactos são os seguintes:

- Teotónio Gonçalves – 964 006 657

- Mário Oliveira – 914 080 246

CapturarAlmoçoSarrabulho2019



publicado por Carlos Gomes às 23:01
link do post | favorito

Domingo, 16 de Dezembro de 2018
IGREJA MATRIZ DE LOURES RECEBEU CANTARES TRADICIONAIS AO MENINO JESUS

Cantares ao Menino Jesus juntou minhotos, beirões e durienses na Igreja Matriz de Loures

Terminou há instantes em Loures o anunciado encontro de cantares tradicionais ao Menino Jesus.

DSCF3597

Neste evento participaram o Grupo de Folclore das Terras da Nóbrega – Alto Minho; o Grupo de Danças e Cantares do Alto do Moinho – Douro Litoral; o Rancho Folclórico da Ribeira de Celavisa – Arganil; o Rancho Tradicional de Cinfães e, naturalmente o anfitrião Grupo Folclórico Verde Minho – Alto Minho.

DSCF3594

DSCF3637

DSCF3613 (2)

DSCF3614

DSCF3624

DSCF3583

DSCF3647

DSCF3654

DSCF3675

DSCF3686

DSCF3691

DSCF3696

DSCF3665 (2)



publicado por Carlos Gomes às 18:52
link do post | favorito

IGREJA MATRIZ DE LOURES RECEBE HOJE CÂNTICOS TRADICIONAIS AO MENINO JESUS

Minhotos, durienses e beirões rumam amanhã a Loures para cantar ao Menino Jesus, em moldes tradicionais. A festa tem lugar a partir das 15 horas, na Igreja Matriz de Loures.

Neste evento vão participar o Grupo de Folclore das Terras da Nóbrega – Alto Minho; o Grupo de Danças e Cantares do Alto do Moinho – Douro Litoral; o Rancho Folclórico da Ribeira de Celavisa – Arganil; o Rancho Tradicional de Cinfães e, naturalmente o anfitrião Grupo Folclórico Verde Minho – Alto Minho.

Layout 1



publicado por Carlos Gomes às 12:13
link do post | favorito

Sexta-feira, 7 de Dezembro de 2018
PADRE HIMALAYA VIVEU NA AMADORA

PADRE HIMALAYA NASCEU HÁ 150 ANOS EM ARCOS DE VALDEVEZ

O Padre Manuel Himalaya, um dos maiores cientistas e visionários portugueses da viragem do século XIX, nascido em Arcos de Valdevez, faz este domingo, dia 9 de Dezembro, 150 anos. É uma figura de grande importância para o concelho arcuense e para a região, que deixou a sua marca por vários países do mundo, como França, EUA ou Argentina, sempre em busca de novas abordagens científicas e de conhecimento.

padre-himalaya-four-solaire-sorede

Em Agosto, e de forma a homenagear o Padre Manuel Himalaya, no ano em que completaria 150 anos de vida, o Município de Arcos de Valdevez iniciou as obras de intervenção na antiga Escola do 1º Ciclo, onde serão criadas as “Oficinas de Criatividade Himalaya”, uma plataforma de promoção da ciência educativa, tendo nas crianças, jovens e famílias o seu principal público-alvo.

O percurso excecional deste homem, que culminou em 1904 com o Grande Prémio da Exposição Internacional de St. Louis, nos EUA, é a base de desenvolvimento do projeto, que incorporará um espaço documental e biográfico sobre o próprio Himalaya, recorrendo a tecnologia de última geração, e diversas salas e espaços dedicados à exploração e descoberta das Ciências, com destaque para o uso do Sol, com a fantástica máquina solar, o Pirelióforo, e das múltiplas áreas do Conhecimento abrangidas pelo investigador, como a Ecologia e a Eco sustentabilidade, numa visão verdadeiramente holística. O projeto global tem um investimento de 1,5 milhões de euros e será realizado com recurso a fundos comunitários.

Para o Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves, este é um projeto que também tem outra extensão, como o percurso na ecovia e pontos-chave conectados com a sua presença, como a casa onde nasceu, viveu e o cemitério que o alberga, todos na freguesia de Cendufe;

De referir também que, anteriormente a autarquia inaugurou a requalificação do Parque Infantil da Ponte Nova, que também se centra no Padre Himalaya.

Para João Esteves este é mais um investimento no concelho e na criação de um espaço de oportunidades, de conhecimento e aprendizagens, que irá contribuir para o desenvolvimento sustentável de Arcos de Valdevez.

HIIM_3d - Cópia

HIM 3D 2 - Cópia

IMG_2362



publicado por Carlos Gomes às 18:42
link do post | favorito

Terça-feira, 4 de Dezembro de 2018
LOURES VAI OUVIR CANTARES TRADICIONAIS AO MENINO JESUS NA IGREJA MATRIZ

Layout 1



publicado por Carlos Gomes às 20:35
link do post | favorito

Sábado, 1 de Dezembro de 2018
MINHOTOS EM LISBOA CANTAM AMANHÃ AO MENINO EM ALFRAGIDE

46492214_10213370725568769_1258373951134892032_n



publicado por Carlos Gomes às 10:06
link do post | favorito

Quarta-feira, 28 de Novembro de 2018
MINHOTOS EM LOURES CANTAM AO MENINO JESUS

Layout 1



publicado por Carlos Gomes às 22:05
link do post | favorito

BANDAS FILARMÓNICAS DESFILAM EM LISBOA NAS COMEMORAÇÕES DO DIA DA RESTAURAÇÃO DA INDEPENDÊNCIA EM 1640

45596868_1963312017109243_6967114987714117632_n



publicado por Carlos Gomes às 21:51
link do post | favorito

MINHOTOS EM LISBOA CANTAM AO MENINO EM ALFRAGIDE

46492214_10213370725568769_1258373951134892032_n



publicado por Carlos Gomes às 06:58
link do post | favorito

Domingo, 25 de Novembro de 2018
CASA DO CONCELHO DE ARCOS DE VALDEVEZ JUNTA ARCUENSES EM LISBOA

Marvila recebeu festa minhota no salão do Vale Fundão
A festa hoje foi minhota à boa maneira das gentes da nossa região. A Casa do Concelho de Arcos de Valdevez festejou hoje mais um aniverário do seu Rancho Folclórico e do seu Grupo de Cavaquinhos.

DSCF3065
Na zona oriental de Lisboa, a Freguesia de Marvila acolheu uma vez mais a comunidade arcuense em ambiente de festa, a que não faltou sequer o Presidente da autarquia, sr. José António Videira.

DSCF3092
Ao palco subiram o Grupo de Cavaquinhos da Casa do Concelho de Arcos de Valdevez – não confundir com uma simples rusga! – o impagável tocador e cantador arcuense Daniel Sousa e, a encerrar a festa em ambiente familiar, o Rancho Folclórico da Casa do Concelho de Arcos de Valdevez.
Entretanto, anuncia-se para breve a realização de um encontro de Cantares ao Menino cujos pormenores contamos divulgar em breve.

DSCF3096

DSCF2999

DSCF3001

DSCF3005

DSCF3027 (2)

DSCF3039

DSCF3053

DSCF3094



publicado por Carlos Gomes às 21:49
link do post | favorito

MINHO EM FESTA NO ANTIGO MUSEU DOS COCHES

Acabou há instantes as comemorações dos 95 anos da Casa do Minho em Lisboa e 75 anos do seu Rancho Folclórico. O local não podia ser mais prestigiante – o antigo Picadeiro Real onde durante mais de um século serviu para guardar algumas da mais preciosas relíquias portuguesas – os coches reais – que fazem do Museu Nacional dos Coches um exemplar único a nível mundial.

46505806_2030031737042800_9141832044085510144_n

Sobre um palanque propositamente instalado naquele magnífico local, eis que actuaram o Rancho Folclórico da Casa do Minho, o Grupo Folclórico de São Torcato – Guimarães e o Rancho Folclórico da Associação de Vilarinho das Quartas – Soajo (Arcos de Valdevez) e ainda o fadista Rui Vaz.

Fotos: RFPTV

46519167_2030030947042879_7837328297355640832_n

46519576_2030031650376142_8025327953728503808_n

46519750_2030031347042839_4970842372108713984_n

46519896_2030032100376097_1656665982392860672_n

46520175_2030031547042819_5389378993709383680_n

46521375_2030030857042888_8895685436832219136_n

46522533_2030031107042863_4184590227085459456_n

46522533_2030031783709462_4479523196055322624_n

46522551_2030031600376147_6548181287796998144_n

 

46728345_2030031897042784_2609144051944914944_n

46801465_2030030827042891_1256267269676204032_n

46855643_2030031497042824_1051304103096877056_n

46932494_2030031053709535_6738691395504046080_n



publicado por Carlos Gomes às 00:48
link do post | favorito

Sábado, 24 de Novembro de 2018
BOMBOS DE ATEI (MONDIM DE BASTO) RUFAM EM LISBOA

O Grupo de Bombos de Atei, de Mondim de Basto, volta a descer à capital para mais uma estrondosa arruada. Trata-se das comemorações da Restauração da Independência Nacional que vão decorrer no próximo dia 1 de Dezembro.

995564_554677041279480_134704387_n.jpg

A sua atuação tem o condão de impressionar os lisboetas, sobretudo quando na Praça dos Restauradores fazem troar os seus bombos e caixas a um ritmo alucinante bem característico das tradições da região d’Entre-o-Douro-e-Minho. De novo, eles vão seguramente abrilhantar o desfile deste ano, fazendo estremecer a cidade com o rufar dos seus bombos.

Entretanto, em jeito de convite, deixamos aqui algumas imagens da sua atuação nas comemorações de 2013.

1456693_554676907946160_133028337_n.jpg

VAMOS ENCHER A AVENIDA DA LIBERDADE

O Movimento 1º de Dezembro lançou a ideia deste grandioso Desfile e mobilizou por todo o país, com o apoio dos seus delegados e da Confederação Musical Portuguesa, diferentes bandas e municípios. É possível realizá-lo graças ao apoio da Câmara Municipal de Lisboa e à capacidade de organização da EGEAC. A iniciativa conta também com o endosso da SHIP - Sociedade Histórica da Independência de Portugal, que o incluiu no Programa Oficial das Comemorações do 1º de Dezembro, e com a colaboração da CMP – Confederação Musical Portuguesa. Agradecemos também o apoio facultado pelo "Recheio" e pelo "Amanhecer", assim como a cobertura e transmissão pela RTP.

994990_554676971279487_179089566_n.jpg

O Desfile Nacional de Bandas Filarmónicas "1º de Dezembro" foi um êxito em 2012, 2013, 2014, 2015, 2016 e 2017. Será êxito maior em 2018.

14h30 - Concentração junto ao Monumento aos Mortos da Grande Guerra, na Avenida da Liberdade (ao Cinema S. Jorge)

15h00 - Início do Desfile

16h30 - Concentração final, na Praça dos Restauradores, e Apoteose Final com interpretação conjunta por 1.900 músicos dos três hinos: Hino da Maria da Fonte, Hino da Restauração e Hino Nacional.

17h00 - Fecho e desmobilização das bandas

Nesta 7ª edição, desfilarão as seguintes bandas e grupos, aqui ordenados por géneros e por ordem alfabética dos distritos e concelhos respectivos:

GRUPOS DE PERCUSSÃO:

  • Tocándar (Marinha Grande)
  • Grupo de Bombos de Atei (Mondim de Basto)

BANDA NACIONAL:

  • Banda de Música da Força Aérea

BANDAS FILARMÓNICAS:

  • La Filarmónica de Olivenza (Olivença)
  • Banda Velha União Sanjoanense (Albergaria-a-Velha - São João de Loure)
  • Banda da Sociedade Filarmónica União Mourense "Os Amarelos" (Moura)
  • Associação Filarmónica Vilarinhense de Vilarinho de Castanheira (Carrazeda de Ansiães)
  • Banda Filarmónica de Felgar (Torre de Moncorvo)
  • Associação Filarmónica Retaxense (Castelo Branco)
  • Sociedade Filarmónica de Tinalhas (Castelo Branco)
  • Sociedade Filarmónica Oleirense (Oleiros)
  • Banda Filarmónica da União de Aldeia de João Pires (Sociedade Recreativa e Musical) - com o Grupo de Cantares de Pedrógão de São Pedro (Adufes) (Penamacor)
  • Associação Filarmónica Progresso Pátria Nova de Coja (Arganil - Coja)
  • Associação Filarmónica de Arganil (Arganil)
  • Banda de Ançã | Phylarmónica Ançanense (Cantanhede)
  • Associação Filarmónica Liberalitas Julia (Évora)
  • Banda da Sociedade Filarmónica Corvalense (Reguengos de Monsaraz)
  • Sociedade Filarmónica Artistas de Minerva (Loulé)
  • Sociedade Filarmónica Bendadense (Sabugal - Bendada)
  • Banda Academia de Santa Cecília (de São Romão) (Seia)
  • Sociedade Filarmónica Turquelense (Alcobaça)
  • Sociedade Filarmónica Alvaiazerense de Santa Cecília (Alavaiázere)
  • Centro Cultural Azambujense (Azambuja)
  • Banda 14 de Janeiro de Elvas (Elvas)
  • Associação Musical da Várzea (Amarante - Várzea)
  • Sociedade Musical 1.º de Agosto - Banda de Música de Coimbrões (Gaia - Coimbrões)
  • Sociedade Filarmónica de Crestuma (Gaia - Crestuma)
  • Associação Filarmónica 1º Dezembro Cultural e Artística Vilarense Reis Prazeres (Ourém - Fátima)
  • Sociedade Velha Filarmónica Riachense (Torres Novas - Riachos)
  • Sociedade Filarmónica Progresso Matos Galamba (Alcácer do Sal)
  • Banda Musical do Concelho de Sabrosa (Sabrosa)
  • Sociedade Musical 2 de Fevereiro - Banda de Santar (Nelas - Santar)
  • Sociedade Filarmónica Fraternidade de São João de Areias (Santa Comba Dão)
  • Filarmónica Recreio de Santa Bárbara (Terceira - Angra do Heroísmo)
  • SFUCO – Sociedade Filarmónica União e Capricho Olivalense (Lisboa)

Será um total de 35 entidades, integrando 2 grupos de percussão, 1 banda nacional militar e 32 bandas filarmónicas civis.

Cerca de 1900 músicos, provenientes dos mais diversos pontos do país, irão descer a Avenida da Liberdade para celebrar Portugal, a Independência nacional e a Restauração, através de uma merecida homenagem a esta prática musical e à importante acção formativa e cívica das bandas filarmónicas.

Tendo como ponto de partida o monumento aos Mortos da Grande Guerra, o desfile descerá até à Praça dos Restauradores, para uma interpretação conjunta final das Bandas participantes, sob a direcção do Maestro Capitão António Rosado, da Banda de Música da Força Aérea.

Ao longo do desfile, serão interpretadas várias marchas.

A apoteose final, com os músicos de todas as bandas formados em parada junto ao Monumento aos Restauradores, consiste na interpretação sequencial, como se de uma só orquestra se tratasse, dos Hino da Maria da Fonte, Hino da Restauração e Hino Nacional.

1474516_554676757946175_602656305_n.jpg

1466168_554676871279497_677670197_n.jpg



publicado por Carlos Gomes às 09:49
link do post | favorito

Sexta-feira, 23 de Novembro de 2018
ANTIGO MUSEU DOS COCHES RECEBE AMANHÃ FESTA MINHOTA

IMG-20181108-WA0005



publicado por Carlos Gomes às 09:12
link do post | favorito

Quinta-feira, 22 de Novembro de 2018
VAI HAVER SARRABULHO EM LOURES... À MODA DE PONTE DE LIMA!

PONTE DE LIMA LEVA A LOURES ALHEIRA DE GALO E ARROZ DE SARRABULHO À MODA DE PONTE DE LIMA E O GRUPO FOLCLÓRICO VERDE MINHO ANIMA A FESTA

Estão quase esgotadas as inscrições para o almoço de arroz de sarrabulho com rojões à moda de Ponte de Lima e a alheira de galo, numa iniciativa do Grupo Folclórico Verde Minho em parceria com os restaurantes de Ponte de Lima. Mas, praticamente metade das inscrições já estão asseguradas, devendo as mesmas ficarem esgotadas dentro de pouco tempo!

IMG_6307

A iniciativa vai ter lugar no próximo dia 3 de Fevereiro em Loures, a ter lugar na cantina da Câmara Municipal de Loures.

Sob a experiente batuta do Chefe Paulo Santos, da Casa de S. Sebastião, na freguesia limiana de S. Pedro de Arcos, espera-se uma adesão bem mais superior à verificada no ano passado. Os comensais vão ter a oportunidade de saborear uma das requintadas obras do paladar da gastronomia minhota e portuguesa em geral – o arroz de sarrabulho com rojões à moda de Ponte de Lima!

Trata-se, realmente, de uma iniciativa a não perder e cuja inscrição não deve ser relegada para mais tarde… os contactos são os seguintes:

- Teotónio Gonçalves – 964 006 657

- Mário Oliveira – 914 080 246

CapturarAlmoçoSarrabulho2019

IMG_6274



publicado por Carlos Gomes às 23:47
link do post | favorito

GRUPO FOLCLÓRICO VERDE MINHO EDITA EM LIVRO CONFERÊNCIA DO DR. AUGUSTO FLOR ACERCA DO ASSOCIATIVISMO E FOLCLORE

O Grupo Folclórico Verde Minho acaba de editar em livro a palestra proferida em Loures pelo Dr Augusto Flor, Presidente da Confederação Portuguesa das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto, subordinada ao tema “Rodopiando entre a tradição e a inovação – o Folclore como causa”.

Capturarcccr

Do livro do Doutor Augusto Flor transcrevemos o respectivo prefácio:

O associativismo popular tem as suas origens no liberalismo e, sobretudo, na intervenção do Partido Republicano e da Maçonaria como uma forma de influenciar as camadas populares para a sua causa. Assim nasceram inúmeras agremiações culturais e recreativas que se dedicaram às mais variadas actividades, desde a instrução ao ensino musical através das bandas filarmónicas, o teatro, desporto, à beneficiência e à cultura e recreio.

Criadas sobretudo a partir de meados do século XIX, muitas dessas colectividades de desporto, cultura e recreio surgiram a partir de grupos excursionistas, almoçaristas e recreativos que surgiam nas tabernas de minhotos e galegos nos bairros antigos de Lisboa, do qual ainda se guardam magníficos quadros que aí permaneciam expostos.

As chamadas “casas regionais” surgem com o advento da industrialização, em Portugal verificada a partir da segunda metade do século XIX, no período que ficou historicamente conhecido por “Regeneração” e “Fontismo”, época em que por circunstâncias várias se registam enormes levas de gentes dos meios rurais para as grandes cidades e até para o estrangeiro, aproveitando as novas vias de comunicação ferroviárias.

Por sua vez, o associativismo folclórico aparece como uma natural consequência dessa migração interna, produzida pelas gentes migradas na ânsia de preservar a sua identidade – em território nacional ou no estrangeiro! – transmitindo o legado aos seus descendentes e cultivando o afecto pela Pátria e a terra de origem.

Ora, por mais que rodopiemos entre a tradição e a inovação, a manutenção da nossa identidade jamais seria possível sem a preservação das nossas tradições, uma vez que a inovação pressupõe a sua alteração e adaptação às mudanças operadas pelo tempo e as transformações sociais e culturais.

IMG_8123



publicado por Carlos Gomes às 20:53
link do post | favorito

Domingo, 18 de Novembro de 2018
CASA DO MINHO EM LISBOA COMEMORA QUASE UM SÉCULO DE EXISTÊNCIA

IMG-20181108-WA0005



publicado por Carlos Gomes às 21:14
link do post | favorito

CARNAXIDE VIU DESFILAR FOLCLORE DO MINHO

Castanhas e Minho” – foi sob esta divisa que teve hoje lugar em Carnaxide, mais uma tarde de folclore.

O Salão Paroquial de Centro Cívico de Carnaxide, concelho de Oeiras, recebeu muitos minhotos que apreciaram a actuação do Grupo Folclórico da Associação Cultural e Recreativa de Conde – São Martinho – Guimarães, do Grupo Folclórico de Paço Vedro de Magalhães – Ponte da Barca e, naturalmente, do anfitrião Grupo de Folclore das Terras da Nóbrega, justamente considerado uma dos mais lídimos e representativos grupos folclóricos minhotos sediados em Lisboa.

DSCF2884 (2)

Com mais de 5 anos de existência, o Grupo de Folclore das Terras da Nóbrega foi constituído na região de Lisboa por um punhado de minhotos e seus descendentes, oriundos na sua maior parte dos concelhos que outrora constituíam as Terras da Nóbrega, predominantemente os concelhos de Ponte da Barca e Vila Verde, precisamente a região frequentemente designada por “Alto Minho Interior”.

DSCF2925

O evento que hoje teve lugar contou com a participação de representantes de outros grupos folclóricos minhotos e casas regionais sediadas na região de Lisboa, para além de autoridades locais, num claro gesto de reconhecimento pela importância e trabalho desenvolvido do Grupo de Folclore das Terras da Nóbrega sob a orientação experiente do engenheiro Artur Brito. A apresentação coube ao Dr. Carlos Cardoso, personalidade bem conhecida do associativismo e do folclore no concelho de Oeiras.

DSCF2915 (2)

DSCF2873

DSCF2909

DSCF2929

DSCF2936 (3)

DSCF2962

DSCF2964

DSCF2974

DSCF2985

DSCF2927 (2)



publicado por Carlos Gomes às 19:38
link do post | favorito

Sábado, 17 de Novembro de 2018
BOMBOS DE LAVACOLHOS RUFAM NO FOLKLOURES’19

Iniciativa do Grupo Folclórico Verde Minho com o apoio da Câmara Municipal de Loures, no âmbito do FolkLoures’19

O Grupo de Bombos de Lavacolhos – Fundão vai participar no Festival intercultural que terá lugar no dia 6 de Julho de 2019. A próxima edição do FolkLoures decorre de 29 de Junho a 6 de Julho de 2019, e incluirá conferências, exposições, feira de produtos tradicionais e um festival de folclore a ter lugar no Parque da Cidade, em Loures.

CapturarLavacolhos

Os Bombos de Lavacolhos constituem um verdadeiro cartão-de-visita da aldeia de Lavacolhos, do concelho do Fundão e, de uma maneira geral, dos usos e costumes da região da Beira Baixa. Trata-se essencialmente de um grupo de animação de rua, constituído por três bombos, duas caixas, pífaro e coro.

Os bombos são de tais dimensões que necessitam de ser apoiados sobre a coxa esquerda do tocador enquanto este caminha, lançando-o por vezes bem alto, o que torna a sua execução muito peculiar conferindo-lhe um ritmo marcial.

Na construção do bombo usam preferencialmente peles de burro, deixando sempre à vista pedaços de pêlo mal rapado.

Layout 1



publicado por Carlos Gomes às 20:28
link do post | favorito

Quarta-feira, 14 de Novembro de 2018
GRUPO DE FOLCLORE DAS TERRAS DA NÓBREGA ORGANIZAM EM CARNAXIDE TARDE DE FOLCLORE MINHOTO

45009561264_debd16c18c_b



publicado por Carlos Gomes às 21:09
link do post | favorito

Domingo, 11 de Novembro de 2018
COUVADA JUNTA MINHOTOS EM LISBOA

Os minhotos que vivem na região de Lisboa encontram-se neste instante reunidos à volta da mesa, na Casa do Minho, a degustar um dos mais apreciados pratos que outrora faziam parte da ementa habitual dos nossos lavradores – a couvada à minhota!

cof

A seguir, a festa é animada pelo rancho folclórico, ao toque da concertina e com a exuberante alegria que caracteriza as gentes do Minho.

A couvada constitui desde sempre um dos pratos mais apreciados do lavrador minhoto. Mal começava o Outono e com ele as longas noites passadas à lareira, as couves faziam parte da alimentação diária do pobre camponês. Juntava-lhe as batatas, o feijão, a chouriça e, de um modo geral, um pouco de tudo quanto a lavoura lhe oferecesse. Era um verdadeiro manjar dos deuses.

Remonta ao século IV Antes de Cristo a origem da couve, altura em que os gregos a descobriram na região da Jônia e dela se surpreenderam pelos seus poderes medicinais, para além das suas virtudes culinárias. Porém, foram os romanos que a trouxeram para a Península Ibérica e nos deram a conhecer, passando a constituir o género de verdura mais consumida até aos finais da Idade Média.

Rica em fibras, iodo, cálcio, potássio, enxofre, magnésio e ômega 3; além de vitaminas A, B1, B2, B6, C e K, a couve é uma hortaliça da família Brassicaceae, constituindo um alimento de baixa caloria, desde sempre utilizado no tratamento de doenças estomacais, tendo vindo com o tempo a revelar-se como um excelente anti-inflamatório, antibiótico e anti-irritante natural, aplicado no combate a gripes, problemas hepáticos, renais e menstruais; artrite, bronquite, hemorroidas, úlceras e pedras nos rins e, na medicina alternativa, como vermífugo, para evitar ressacas, e até mesmo para baixar a febre, quando aplicada em forma de cataplasma.

Conhecida na Galiza por “verça”, a variedade de couve-galega é no Minho responsável por uma das melhores iguarias da cozinha tradicional portuguesa – o caldo verde – considerada uma das 7 maravilhas da gastronomia de Portugal!

O paladar constitui um dos sentidos que o minhoto sempre conserva e o mantém permanentemente ligado ao seu rincão natural, ao seu pedaço de Minho. E, na capital, a Casa do Minho faz jus à sua tradicional divisa: Uma boa mesa para uma boa política regionalista!

cof

IMG-20181111-WA0009



publicado por Carlos Gomes às 14:57
link do post | favorito

Sábado, 10 de Novembro de 2018
EXPOSIÇÃO NO PANTEÃO NACIONAL EVOCA SIDÓNIO PAIS

No centenário da morte do 4º Presidente da República Portuguesa, o Panteão Nacional organiza a exposição 'Sidónio Pais: o retrato do país no tempo da Grande Guerra', que inaugura no próximo dia 14 de novembro.

A mostra dá a conhecer os aspetos mais relevantes da vida e obra deste carismático professor, militar e político, tomando como cenário o Portugal da época. Inclui exemplares de pintura, escultura, têxteis e publicações de alguns dos mais importantes museus, palácios e monumentos portugueses.

Pode ser visitada até 17 de março de 2019, nas salas de exposições temporárias, coro-alto e na nave central do monumento.

45748620_1619487434817347_3849330581812805632_n



publicado por Carlos Gomes às 10:26
link do post | favorito

Sexta-feira, 9 de Novembro de 2018
VIMARANENSES DANÇAM NO FOLKLOURES’19

Rancho do Centro Cultural e Recreativo de Moreira de Cónegos vai a Loures participar na próxima edição do FolkLoures – Encontro de Culturas

O Rancho do Centro Cultural e Recreativo de Moreira de Cónegos, de Guimarães, vai no próximo dia 6 de Julho participar no FolkLoures’19 – Encontro de Culturas, uma grandiosa iniciativa de cariz tradicional organizada pelo Grupo Folclórico Verde Minho em colaboração com a Câmara Municipal de Loures.

CapturarMConegos

Moreira de Cónegos é uma freguesia situada na zona sul do Concelho de Guimarães, situada na zona de transição entre este concelho e o de Santo Tirso, integrando ambos os concelhos uma região que do ponto de vista histórico e geo-etnográfico corresponde à antiga Comarca d’Entre-o-Douro e Minho.

Com base em recolhas e informações relacionadas com as vivências do povo de Moreira de Cónegos, o Rancho do Centro Cultural e Recreativo de Moreira de Cónegos representa com o maior rigor possível o modo de vida dos finais do Séc. XIX e início do séc. XX.

O Centro Cultural e Recreativo de Moreira de Cónegos foi fundado em 1983 com um Rancho Infantil.

Dois anos mais tarde, foi fundado o Rancho Adulto, que permitiu que as crianças e jovens do Rancho Infantil, à medida que fossem crescendo, transitassem para o Rancho adulto, dando continuidade à defesa e preservação das tradições, usos e costumes da nossa terra. O Rancho Adulto fez a sua primeira atuação em público em 23 de Novembro de 1986.

É composto por cerca de 45 elementos desde dançadores, a cantadores, elementos do coro e tocata.

Apresenta uma variedade de trajes representativa de diversas classes sociais à época como o Traje de Domingar, Traje de Lavradeira Rica, Traje de Festa, Traje de ver Deus, Traje de Noivos, Traje de Trabalho, Traje de Feira e Traje de Eira.

Do vasto repertório, destacam-se danças típicas como Malhões, Viras, Canas Verdes, Chulas e Vareiras.

O Rancho do Centro Cultural e Recreativo de Moreira de Cónegos é Sócio da INATEL e Sócio Efetivo da Federação de Folclore Português.



publicado por Carlos Gomes às 18:02
link do post | favorito

Quinta-feira, 8 de Novembro de 2018
CASA DO MINHO EM LISBOA FESTEJA 95 ANOS DE REGIONALISMO E 75 ANOS DE FOLCLORE - PELO MINHO E PELOS MINHOTOS! - NO ANTIGO PICADEIRO REAL ONDE ESTEVE INSTALADO O MUSEU NACIONAL DOS COCHES

45756878_2049185895102316_7602295381837217792_n



publicado por Carlos Gomes às 18:52
link do post | favorito

Terça-feira, 6 de Novembro de 2018
MINHOTOS EM LOURES FESTEJAM O S. MARTINHO

CapturarMAG



publicado por Carlos Gomes às 08:06
link do post | favorito

CASA DO MINHO EM LISBOA REALIZA ALMOÇO DA COUVADA

44595007_2090884684281563_1633277209701515264_n



publicado por Carlos Gomes às 08:03
link do post | favorito

GRUPO DE FOLCLORE DAS TERRAS DA NÓBREGA ORGANIZA EM CARNAXIDE TARDE DE FOLCLORE MINHOTO

45009561264_debd16c18c_b



publicado por Carlos Gomes às 07:43
link do post | favorito

Segunda-feira, 5 de Novembro de 2018
COUVADA JUNTA MINHOTOS EM LISBOA

44595007_2090884684281563_1633277209701515264_n



publicado por Carlos Gomes às 19:12
link do post | favorito

"CASTANHAS E MINHO" JUNTA MINHOTOS EM CARNAXIDE

45422938_1174628646022817_4597878364290678784_n



publicado por Carlos Gomes às 16:23
link do post | favorito

GRUPO FOLCLÓRICO VERDE MINHO FESTEJA EM LOURES O S. MARTINHO

CapturarMAG



publicado por Carlos Gomes às 14:26
link do post | favorito

MINHOTOS DE CERVEIRA CONFRATERNIZAM EM FERNÃO FERRO

O tradicional almoço da comunidade cerveirense radicada na região de Lisboa foi uma vez mais uma grandiosa jornada de confraternização regionalista a irmanar os naturais e descendentes do concelho de Vila Nova de Cerveira.

45556228_275518393169372_2946569773778993152_n

Mais de quatro centenas de pessoas juntaram-se ontem na Quinta da Valenciana, em Fernão Ferro, no concelho de Sesimbra, encontro que contou com a presença do Adjunto do Presidente da Câmara Municipal, Arquitecto Pedro Soares, e da Vereadora da Cultura, Drª Aurora Viães.

Para animar a festa veio directamente de Cerveira os Bombos de Sopo a que se juntou em Lisboa o Rancho Folclórico da Casa do Minho, instituição presidida por Paulo Duque, também ele cerveirense natural de Covas.

A iniciativa contou com a representação de todas as casas regionais minhotas e de outras regiões do país com quem a Casa Cerveirense mantém relações de proximidade, nomeadamente através da Associação das Casas Regionais em Lisboa (ACRL) da qual são filiadas.

Na ocasião, foi anunciada a abertura para os primeiros meses do ano que vem das novas instalações da Casa Cerveirense, para a qual se planeia convidar várias personalidades de relevo do seu concelho.

45582320_964346133760006_373554454152085504_n



publicado por Carlos Gomes às 14:07
link do post | favorito

Domingo, 4 de Novembro de 2018
OEIRAS: FOLCLORE AQUECE INVERNO NA LAGE

O Rancho Folclórico Os Minhotos da Lage levou hoje a efeito mais uma edição do “Festival de Inverno” que, em dia de frio e chuva, aqueceu o ambiente no Centro Cultural da Lage, Freguesia de Porto Salvo e concelho de Oeiras.

DSCF2793

Nele participaram, além do grupo anfitrião, o Grupo de Danças e Cantares de Barcelos e ainda o Rancho Folclórico e Etnográfico Os Camponeses de Arraiolos e o Rancho Folclórico Infantil e Juvenil Freguesia de Santa Clara-a-Nova e Gomes Aires – Almodôvar, vindos respectivamente do Alto e do Baixo Alentejo.

DSCF2761 (2)

Aos viras e chulas do Minho alternaram-se as saias, danças alegres tão características do Alto Alentejo. E o encontro de culturas traduziu-se num verdadeiro festival de amizade em torno das nossas tradições mais genuínas.

O sorteio constitui um momento divertido nos festivais de folclore organizados pelos Minhotos da Lage e, uma vez mais, não fugiu à regra: perante a assistência, um leitão grunhia à espera de ser leiloado!

DSCF2780 (2)

Em maré de entusiasmo, os minhotos da Lage não perdem pela demora e, no próximo dia 11 de Novembro – dia de S. Martinho – têm já agendado mais um grandioso evento que desta vez junta minhotos e saloios da região de Oeiras. Trata-se da iniciativa “Sopas de S. Martinho” que junta “Sopas & Petiscos – Música e Folclore” e que será animada pelo Rancho Folclórico As Lavadeiras da Ribeira da Lage, o Rancho Folclórico Os Minhotos da Ribeira da Lage e o grupo “Cant-O-Eiras”, a ter lugar no Centro Cultural da Lage.

DSCF2809 (2)

DSCF2771 (2)

DSCF2763 (2)

DSCF2795

DSCF2797

DSCF2772

DSCF2767

DSCF2776 (2)

DSCF2858 (2)

DSCF2766

DSCF2810

DSCF2811

DSCF2813

DSCF2851

DSCF2827



publicado por Carlos Gomes às 19:17
link do post | favorito

Domingo, 28 de Outubro de 2018
OEIRAS: FEIRA REGRESSA À LAGE DENTRO DE DUAS SEMANAS

O Presidente da Junta de Freguesia de Porto Salvo, Dr. Dinis Antunes, anunciou hoje no Centro Cultural da Lage que a feira vai regressar à localidade dentro de escassas semanas, logo que se reúnam as condições para o seu restabelecimento definitivo naquele local. Lembrou ainda que a mesma esteve em vias de ser extinta ao que a autarquia se opôs, conseguindo preservar a sua existência e o retorno à Lage.

DSCF2759

O autarca falava no âmbito do Encontro de Concertinas que hoje se realizou no Centro Cultural da Lage, numa iniciativa do Rancho Folclórico “Os Minhotos” da lage.

Outra das novidades que vai constituir uma surpresa é a transferência do parque infantil para um sítio mais apropriado.

De referir que a Junta de Freguesia de Porto Salvo tem vindo a realizar importantes melhoramentos na Lage, sendo visível a requalificação de toda a área envolvente ao Centro Cultural.

DSCF2756

DSCF2757

DSCF2758



publicado por Carlos Gomes às 19:01
link do post | favorito

OEIRAS: ENCONTRO DE CONCERTINAS JUNTOU MINHOTOS NA LAGE

Terminou há instantes o 7º Encontro de Concertinas organizado pelo Rancho Folclórico “Os Minhotos” da Lage, no concelho de Oeiras, o qual teve lugar no Centro Cultural da Lage. Trata-se de uma iniciativa que engrandece de não para ano e já se tornou uma referência na região de Lisboa entre a comunidade minhota.

DSCF2754 (2)

Contavam-se pelos dedos de uma só mão aqueles que, há três décadas atrás, sabiam tocar a concertina, situação que dificultava a actividade dos ranchos folclóricos. Porém, com o aparecimento destes convívios associados às “escolas de concertina” que têm sido fundamentais para a aprendizagem deste instrumento, quase não há minhoto que não saiba soltar dela os acordes de um vira ou de uma cana-verde, o suficiente para animar um bailarico bem ao nosso jeito.

O Presidente da Junta de Freguesia de Porto Salvo, Dr. Dinis Antunes, esteve presente neste convívio, dirigindo palavras afectuosas aos nossos conterrâneos que vivem naquela localidade. De resto, Susana Teixeira, Presidente do Rancho Folclórico “Os Minhotos” da Lage, não deixou de sublinhar a sua gentil presença em todas as iniciativas que levam a efeito.

DSCF2732

No próximo dia 4 de Novembro, a ter lugar no mesmo local, o Rancho Folclórico “Os Minhotos” da Lage leva a efeito no mesmo local o “Festival de Inverno” que conta com a participação para além do anfitrião, do Rancho Folclórico e Etnográfico Os Camponeses de Arraiolos, Grupo de Danças e Cantares de Barcelos, Rancho Folclórico Infantil e Juvenil da Freguesia de Santa Clara-a-Nova e Gomes Aires, de Almodôvar.

DSCF2699

DSCF2703

DSCF2712

DSCF2713

DSCF2714

DSCF2721

DSCF2723

DSCF2725 (2)

DSCF2727

DSCF2734

DSCF2749

DSCF2755 (2)



publicado por Carlos Gomes às 18:32
link do post | favorito

Sexta-feira, 26 de Outubro de 2018
COUVADA JUNTA MINHOTOS NA CASA DO MINHO EM LISBOA

44595007_2090884684281563_1633277209701515264_n



publicado por Carlos Gomes às 09:31
link do post | favorito

MINHOTOS DE CERVEIRA FESTEJAM ANIVERSÁRIO DA CASA CERVEIRENSE EM LISBOA

FB_IMG_15394484581416630



publicado por Carlos Gomes às 09:29
link do post | favorito

OEIRAS: ENCONTRO DE CONCERTINAS JUNTA MINHOTOS NA LAGE

42999702_1692277917567334_6305878006258728960_n



publicado por Carlos Gomes às 09:21
link do post | favorito

Quinta-feira, 25 de Outubro de 2018
CASA DO CONCELHO DE TOMAR PROMOVE CONFRATERNIZAÇÃO EM LISBOA

44836563_185413752374451_2789799443090636800_n



publicado por Carlos Gomes às 20:34
link do post | favorito

Terça-feira, 23 de Outubro de 2018
COUVADA JUNTA MINHOTOS NA CASA DO MINHO EM LISBOA

44595007_2090884684281563_1633277209701515264_n



publicado por Carlos Gomes às 18:39
link do post | favorito

Domingo, 14 de Outubro de 2018
CASA CERVEIRENSE COMEMORA 9 ANOS AO SERVIÇO DO REGIONALISMO

FB_IMG_15394484581416630



publicado por Carlos Gomes às 05:43
link do post | favorito


mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

14
15
17
20

21
26
27

28
29
30


posts recentes

MINHOTOS EM LISBOA CELEBR...

PAN ESTREIA DOCUMENTÁRIO ...

OEIRAS: FOLCLORE DESFILA ...

FOLKLOURES’19 ESTÁ EM MAR...

MAFRA REALIZA 1º ENCONTRO...

ALMOÇO DE LAMPREIA JUNTA ...

CHINESES COMEMORAM ANO NO...

MINHOTOS DESFILAM EM LISB...

SARRABULHO EM LOURES JÁ C...

LOURES FOI HOJE A CAPITAL...

QUEM NUNCA PROVOU O DELIC...

VAI HAVER SARRABULHO EM L...

IGREJA MATRIZ DE LOURES R...

IGREJA MATRIZ DE LOURES R...

PADRE HIMALAYA VIVEU NA A...

LOURES VAI OUVIR CANTARES...

MINHOTOS EM LISBOA CANTAM...

MINHOTOS EM LOURES CANTAM...

BANDAS FILARMÓNICAS DESFI...

MINHOTOS EM LISBOA CANTAM...

CASA DO CONCELHO DE ARCOS...

MINHO EM FESTA NO ANTIGO ...

BOMBOS DE ATEI (MONDIM DE...

ANTIGO MUSEU DOS COCHES R...

VAI HAVER SARRABULHO EM L...

GRUPO FOLCLÓRICO VERDE MI...

CASA DO MINHO EM LISBOA C...

CARNAXIDE VIU DESFILAR FO...

BOMBOS DE LAVACOLHOS RUFA...

GRUPO DE FOLCLORE DAS TER...

COUVADA JUNTA MINHOTOS EM...

EXPOSIÇÃO NO PANTEÃO NACI...

VIMARANENSES DANÇAM NO FO...

CASA DO MINHO EM LISBOA F...

MINHOTOS EM LOURES FESTEJ...

CASA DO MINHO EM LISBOA R...

GRUPO DE FOLCLORE DAS TER...

COUVADA JUNTA MINHOTOS EM...

"CASTANHAS E MINHO" JUNTA...

GRUPO FOLCLÓRICO VERDE MI...

MINHOTOS DE CERVEIRA CONF...

OEIRAS: FOLCLORE AQUECE I...

OEIRAS: FEIRA REGRESSA À ...

OEIRAS: ENCONTRO DE CONCE...

COUVADA JUNTA MINHOTOS NA...

MINHOTOS DE CERVEIRA FEST...

OEIRAS: ENCONTRO DE CONCE...

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

COUVADA JUNTA MINHOTOS NA...

CASA CERVEIRENSE COMEMORA...

arquivos

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds