Blogue de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Lisboa e arredores

Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2019
PORQUE É O FOLCLORE PORTUGUÊS EXCLUÍDO DA PROGRAMAÇÃO TELEVISIVA CONSIDERADA DE “SERVIÇO PÚBLICO”?

Desde os tempos do saudoso Pedro Homem de Melo, o folclore de Portugal foi excluído da programação televisiva, incluindo a que é designada por “serviço público”.

39467608_2028544700529475_6459950109642719232_n

Não queremos acreditar que os responsáveis pelas diferentes estações televisivas se envergonham do património do nosso povo e que a todos nos identifica. Mas a inexistência de um programa televisivo dedicado à divulgação do nosso folclore decerto não se justificará por falta de etnógrafos e apresentadores qualificados para o efeito.

A abertura da televisiva à iniciativa privada, com o aparecimento de novos canais televisivos, também não veio alterar a situação anteriormente existente.

A oferta caracteriza-se por programas cada vez mais degradantes e que vão contra os nossos valores civilizacionais. E, quando algo é apresentado, apenas serve para ridicularizar as nossas gentes como se de um bando de néscios se tratassem, achincalhar os seus costumes e fazer deles uma espécie de rábula do mais rasca que alguma vez foi representada no Parque Mayer.

A atitude de desprezo pelas tradições do nosso povo por parte da generalidade da comunicação social e, em particular, das estações de televisão, é algo que deve merecer o nosso mais veemente repúdio. E, como cidadãos contribuintes, exigir que a RTP preste um verdadeiro serviço público, deixando de discriminar o folclore português!



publicado por Carlos Gomes às 21:53
link do post | favorito

Quarta-feira, 30 de Agosto de 2017
RTP DISCRIMINA PODER LOCAL

A RTP vai transmitir uma série de 18 debates com os candidatos às Câmaras das 18 capitais de distrito de Portugal Continental. Os debates vão para o ar às 20H00 na RTP 3 com repetição no mesmo canal às 01H30 da madrugada. De 21 de agosto até 14 de setembro.

Sucede que não existem nem jamais existiram “câmaras de capitais de distrito” uma vez que, todos os concelhos do país possuem os seus órgãos autárquicos próprios – assembleia municipal e câmara municipal” – em representação das respectivas populações, com a mesma legitimidade das referidas 18 autarquias que não respondem pelas populações dos demais concelhos que fazem parte dos seus distritos.

Com este critério, a RTP discrimina 260 municípios do continente, para já não falar nos 30 municípios das regiões autónomas. E ainda diz que presta um serviço público!...

Capturarrtp



publicado por Carlos Gomes às 19:17
link do post | favorito

Quinta-feira, 29 de Dezembro de 2016
RTP2 MOSTRA OBRA DOS ARTISTAS PORTUGUESES

“Estou nas Tintas”: Apresentação do programa reúne artistas de várias gerações

Estreia a 6 de Janeiro de 2017 na RTP2 e é apresentado publicamente três dias antes, no dia 3 de Janeiro, na Galeria da Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa (FBAUL) com a presença de vários artistas portugueses de diferentes gerações. “Estou nas Tintas” é um programa sobre artes, produzido pela Provetouch e realizado por António de Almeida Lopes para a RTP.

EstouNasTintas_JulioPomar (1).jpg

Júlio Pomar, Cruzeiro Seixas, Eurico Gonçalves, Dalila D’Alte, Manuel Botelho, Ana Mesquita, Carlos Nogueira, Odeith e Nomen são alguns dos artistas entrevistados que estarão presentes na Galeria da FBAUL no dia 3 de Janeiro, às 18h30, para a apresentação pública do programa “Estou nas Tintas”, que estreia no dia 6 de Janeiro, às 21h, na RTP2, e que será uma celebração das obras e dos criadores portugueses.

Quem são os nossos artistas? Que obra têm? O que é que ela transmite ou representa? O que têm a dizer ao mundo? O que os move ou inspira? Estas foram algumas das linhas de orientação deste projecto, que vai dar a conhecer a vida e a obra de cerca de 80 dos mais importantes nomes da arte nacional.

Um ano depois do início das filmagens chega a hora de o partilhar com o público, que tem, desta forma, a oportunidade de entrar nas casas e nos ateliês de múltiplos artistas. A ambição dos autores é que esta série se torne um documento essencial da história da arte portuguesa, uma referência basilar para quem no futuro tiver interesse em conhecer uma parte significativa da nossa herança artística.

António de Almeida Lopes, realizador do programa “Repórteres de Palmo e Meio” e de campanhas como “Saúde com Sabor”, “Praia Limpa, Praia Segura” ou “Riscos e Rabiscos”, foi o autor da ideia e quem realizou o projecto – aprovado pela directora de programas da RTP2, Teresa Paixão – e Joaquim Luís Feijão o responsável pela Provetouch, a produtora que abraçou e embarcou nesta viagem durante sete meses.

EstouNasTintas_FotoPress (3).jpg

Voz aos artistas

“Essa frase ‘estou nas tintas’ é um exemplo de como o sentido que se pode dar às coisas pode ser muito diferente. Ninguém pense que tem a verdade absoluta.” – Júlio Pomar

 

“Pintar, para mim, é uma forma de estar vivo, é como respirar, comer…” – Diogo Navarro

 

“Picasso dizia que a arte limpa, do quotidiano, a poeira dos dias.” – Ana Mesquita

 

“Se a função do artista é a procura do belo, eu encontrei essa procura no corpo da mulher.” – Francisco Simões

 

“Nessa altura, comemorava-se a venda de um quadro, fosse de quem fosse.” – Gracinda Candeias

 

“Eu estou sempre apaixonada. Tento-me apaixonar nem que seja por um livro, por uma frase, pelo amanhecer…” – Tamara Alves

 

“Eu penso que a actividade artística se define, quer em pintura, quer no cinema, quer na literatura, seja onde for… é exactamente o repensar constantemente métodos, definições, objectivos, trajectórias…” – Jaime Silva

 

“Eu tenho pavor do óbvio e tento sempre fazer coisas inesperadas.” – José Costa Reis

 

“A técnica, no meu ponto de vista, é apenas um suporte ou um apoio para a concretização de um trabalho.” – Carlos Nogueira

 

“A pintura acaba por ser a nossa forma de nos expressarmos e acaba por ser o alfabeto da pessoa.” – Jorge Almeida

 

“Não temos um grande museu de arte portuguesa, por exemplo. Nós se quisermos ver a evolução da arte portuguesa, desde o princípio do século até hoje, onde é que vamos?” – Manuel Baptista

 

“O amor, a cultura, a poesia são realmente a coisa mais importante que nós temos, para agarrar com ambas as mãos com toda a força.” – Cruzeiro Seixas

 

“Qualquer fotógrafo é um contador de histórias.” – Joel Santos

 

“Os artistas portugueses, para mim, são mais uma dessas facetas que nós temos que ser capazes de valorizar, que fazem parte do nosso património.” – Manuel Botelho

 

“A arte é a zona mais criativa da natureza humana.” – Eurico Gonçalves

Lista de artistas convidados do programa

 

Pintores

 

Alexandre Alonso Clo Bourgard Cruzeiro Seixas David Levy Lima Diogo Navarro Eleutério Sanches Eurico Gonçalves Gabriela Carrascalão Gracinda Candeias Gustavo Fernandes Jaime Silva

Jorge Almeida Júlio Pomar Luís Noronha da Costa Madalena Raimundo Manuel Baptista Manuel Botelho Maria de Lurdes Oliveira Mário Rita Pedro Guimarães

 

Escultores

 

Carlos Nogueira Francisco Simões Frederico Elias Isabel Garcia Manuela Madureira Manuel Sousa Pereira Mestre José Rodrigues Rogério Timóteo Rui Matos Susana Piteira

 

Writers

 

Adalberto Brito (Youth One) Artur Silva (Bordalo II) Gustavo Teixeira (Mesk) João SAMINA Miguel Caeiro (RAM) Nuno Palhas (Third) Nuno Reis (Nomen) Oliveiros Júnior (Utopia) Sérgio Odeith

 

Ilustradores

 

Ana Mesquita João Saramago José Pereira Marco Mendes Rita Ravasco Sara Osório (Sara-a-Dias) Tamara Alves

 

Artistas plásticos

 

Ana Isabel Miranda Rodrigues António Canau Bernardete Moreira Cristiano Neves

Dalila D’Alte Joel Santos José Costa Reis José Pedro Alves Paula Bernardes Sérgio Santos

 

Outros especialistas

 

Ágata Rodrigues (Fundação José Rodrigues) Ana Roque António Soares Celine de Azevedo Cristina Ehrn David Brites Fernando Catarino Inês Almeida Professora Joana de Oliveira (Agrupamento de Escolas D. Carlos I – Sintra) José Esteves Maria Hortense Canelas Mizette Nielsen Mouralinda Serralha Nisha Narotomo Nuno Lima de Carvalho (Galeria de Arte – Casino Estoril) Sara António Matos (Atelier-Museu Júlio Pomar) Sérgio Pinheiro Telma Araújo Wilson Galvão

 

Colaboração especial

 

Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa Prof. Dalila D’Alte Prof. Eurico Gonçalves Prof. Jaime Silva Prof. Manuel Botelho Carlos Sanches (Músico) João Gil (Músico) José Cid (Músico)

 

Ficha Técnica

 

Direcção de Produção Joaquim Luís Feijão

 

Produção Rute Simão Carina Rodrigues António de Almeida Lopes

 

Entrevistas Beatriz Machado Carina Rodrigues Rute Simão

 

Textos Carina Rodrigues António de Almeida Lopes Rute Simão

 

Pesquisa António de Almeida Lopes Carina Rodrigues Rute Simão

 

Operadores de Câmara Fernando Silva Miguel Marques Ricardo Oliveira

 

Assistentes de Câmara Tomás Feijão Rodrigo Coutinho

 

Edição Afonso Brito Clemente Alves Joana Júdice

 

Técnico Responsável de Som Joaquim Luís Feijão

 

Apoio Técnico Carlos Loureiro Francisco Esteves

 

Locução Carina Rodrigues

 

Backoffice Fernando Pinheiro

 

Realização António de Almeida Lopes

 

Uma Produção PROVETOUCH

EstouNasTintas_DavidBrites (1).jpg



publicado por Carlos Gomes às 12:02
link do post | favorito

Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2016
RTP2 DÁ A CONHECER A OBRA DOS MAIORES VULTOS DA ARTE NACIONAL

“Estou nas Tintas”: O homem à frente da obra

O “Estou nas Tintas” estreia a 6 de Janeiro de 2017, às 21h00, e as expectativas são imensas. Durante 13 semanas, o programa produzido pela RTP2 vai dar a conhecer a vida e a obra de cerca de 80 dos mais importantes nomes da arte nacional.

EstouNasTintas_FotoPress (1).jpg

Dar voz à obra e ao criador foi o principal objectivo deste projecto, que tenta abordar as mais variadas formas de expressão artística e divulgar métodos, pensamentos e singularidades dos artistas plásticos portugueses.

Além de nomes incontornáveis – Júlio Pomar, Cruzeiro Seixas, José Costa Reis, Odeith e o Mestre José Rodrigues (que infelizmente partiu aos 79 anos em setembro passado, deixando-nos uma última recordação sua e da sua obra) são alguns dos convidados do programa –, o “Estou nas Tintas” pretende também dar destaque a novos nomes do panorama artístico português. António de Almeida Lopes, realizador de programas como “Saúde com Sabor”, “Praia Limpa, Praia Segura” ou “Riscos e Rabiscos”, foi o autor da ideia e quem realizou o projecto e Joaquim Feijão o responsável pela Provetouch, a produtora que abraçou e embarcou nesta viagem durante sete meses.

Um ano depois do início do projeto chega finalmente a hora de o partilhar com o público, que tem desta forma a oportunidade de entrar dentro das casas e dos ateliers de múltiplos artistas nacionais. A ambição dos autores é que esta série se torne um documento incontornável da história da arte nacional, uma fonte de informação basilar para quem no futuro tiver interesse em conhecer uma parte significativa da herança artística portuguesa.

Voz aos artistas

“Essa frase ‘estou nas tintas’ é um exemplo de como o sentido que se pode dar às coisas pode ser muito diferente. Ninguém pense que tem a verdade absoluta.” – Júlio Pomar

“Pintar, para mim, é uma forma de estar vivo, é como respirar, comer…” – Diogo Navarro

“Picasso dizia que a arte limpa, do quotidiano, a poeira dos dias.” – Ana Mesquita

“Se a função do artista é a procura do belo, eu encontrei essa procura no corpo da mulher.” – Francisco Simões

“Nessa altura, comemorava-se a venda de um quadro, fosse de quem fosse.” – Gracinda Candeias

“Eu estou sempre apaixonada. Tento-me apaixonar nem que seja por um livro, por uma frase, pelo amanhecer…” – Tamara Alves

“Eu penso que a actividade artística se define, quer em pintura, quer no cinema, quer na literatura, seja onde for… é exactamente o repensar constantemente métodos, definições, objectivos, trajectórias…” – Jaime Silva

“Eu tenho pavor do óbvio e tento sempre fazer coisas inesperadas.” – José Costa Reis

“A técnica, no meu ponto de vista, é apenas um suporte ou um apoio para a concretização de um trabalho.” – Carlos Nogueira

“A pintura acaba por ser a nossa forma de nos expressarmos e acaba por ser o alfabeto da pessoa.” – Jorge Almeida

“Não temos um grande museu de arte portuguesa, por exemplo. Nós se quisermos ver a evolução da arte portuguesa, desde o princípio do século até hoje, onde é que vamos?” – Manuel Baptista

“O amor, a cultura, a poesia são realmente a coisa mais importante que nós temos, para agarrar com ambas as mãos com toda a força.” – Cruzeiro Seixas

“Qualquer fotógrafo é um contador de histórias.” – Joel Santos

“Os artistas portugueses, para mim, são mais uma dessas facetas que nós temos que ser capazes de valorizar, que fazem parte do nosso património.” – Manuel Botelho

“A arte é a zona mais criativa da natureza humana.” – Eurico Gonçalves

Lista de artistas convidados do programa

Pintores

Alexandre Alonso

Clo Bourgard

Cruzeiro Seixas

David Levy Lima

Diogo Navarro

Eleutério Sanches

Eurico Gonçalves

Gabriela Carrascalão

Gracinda Candeias

Gustavo Fernandes

Jaime Silva

Jorge Almeida

Júlio Pomar

Luís Noronha da Costa

Madalena Raimundo

Manuel Baptista

Manuel Botelho

Maria de Lurdes Oliveira

Mário Rita

Pedro Guimarães

Escultores

Carlos Nogueira

Francisco Simões

Frederico Elias

Isabel Garcia

Manuela Madureira

Mestre José Rodrigues

Rogério Timóteo

Rui Matos

Susana Piteira

Writers

Adalberto Brito (Youth One)

Artur Silva (Bordalo II)

Gustavo Teixeira (Mesk)

João SAMINA

Miguel Caeiro (RAM)

Nuno Palhas (Third)

Nuno Reis (Nomen)

Oliveiros Júnior (Utopia)

Sérgio Odeith

Ilustradores

Ana Mesquita

João Saramago

José Pereira

Marco Mendes

Rita Ravasco

Sara Osório (Sara-a-Dias)

Tamara Alves

Artistas plásticos

Ana Isabel Miranda Rodrigues

António Canau

Bernardete Moreira

Cristiano Neves

Dalila D’Alte

Joel Santos

José Costa Reis

José Pedro Alves

Paula Bernardes

Sérgio Santos

Outros especialistas

Ágata Rodrigues (Fundação José Rodrigues)

Ana Roque

António Soares

Celine de Azevedo

Fernando Catarino

Inês Almeida

Professora Joana de Oliveira (Agrupamento de Escolas D. Carlos I – Sintra)

José Esteves

Maria Hortense Canelas

Mizette Nielsen

Mouralinda Serralha

Nisha Narotomo

Nuno Lima de Carvalho (Galeria de Arte – Casino Estoril)

Sara António Matos (Atelier-Museu Júlio Pomar)

Sérgio Pinheiro

Telma Araújo

Wilson Galvão

Colaboração especial

Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa

Prof. Dalila D’Alte

Prof. Eurico Gonçalves

Prof. Jaime Silva

Prof. Manuel Botelho Carlos Sanches (Músico)

João Gil (Músico)

José Cid (Músico)



publicado por Carlos Gomes às 15:46
link do post | favorito

Quinta-feira, 26 de Maio de 2016
ATOR MANUEL JOÃO VIEIRA ESTÁ EM FILMAGENS NO PARQUE EDUARDO VII

O ator Manuel João Vieira encontra-se neste momento em sessão de filmagens no topo do Parque Eduardo VII para a realização de mais um trabalho de ficção.

Amarrado a um candeeiro público e com os pés bem assentes numa papeleira, o ator incarna a personagem bíblica do ladrão que foi crucificado junto a Jesus Cristo, fazendo adivinhar mais uma sátira política inspirada nos evangelhos.

Numerosos populares aproximam-se com curiosidade para assistir à cena bizarra que está a ser rodada, contribuindo para a grande afluência de público a realização de mais uma edição da Feira do Livro de Lisboa, a escassas dezenas de metros daquele local.

ManuelJ.Vieira 003



publicado por Carlos Gomes às 18:10
link do post | favorito

Domingo, 1 de Maio de 2016
PARTIDO “OS VERDES” QUER MELHOR COBERTURA E ALARGAMENTO NA TDT

Os Verdes entregaram na Assembleia da República um Projeto de Resolução em que recomenda ao Governo amelhoria da cobertura da Televisão Digital Terrestre e o alargamento de todos os canais televisivos que integram o serviço público de televisão, por forma a garantir o cumprimento dos princípios da universalidade e da coesão nacional, da diversificação, da qualidade e da indivisibilidade da programação, do pluralismo e do rigor, da isenção e da independência da informação, bem como do princípio da inovação de um serviço público de televisão.



publicado por Carlos Gomes às 10:30
link do post | favorito

Quarta-feira, 27 de Abril de 2016
SEM FOLCLORE NA SUA PROGRAMAÇÃO A RTP NÃO PRESTA SERVIÇO PÚBLICO!

Enquanto estação de televisão estatal, deve a RTP prestar serviço público. Essa prestação deve passar pela divulgação da cultura tradicional do nosso povo, nomeadamente através da emissão de um programa que dê a conhecer as suas tradições de norte a sul do país, os seus usos e costumes, como é vulgar dizer-se, o folclore. Distantes vão os tempos em que o poeta Pedro Homem de Mello apresentava na RTP um programa dedicado ao folclore…. mas isso foi no “tempo da outra senhora”!

Porque não se unem os grupos de folclore de todo o país, incluindo os grupos de cante, para numa verdadeira demonstração da sua força e representatividade, desfilarem na avenida 5 de Outubro e concentrarem-se junto às instalações da RTP, procedendo à entrega de uma petição que reclame junto daquela estação pública o lugar que é devido ao folclore na sua programação? As centenas de milhares de pessoas que participam no associativismo folclórico também são cidadãos de pleno direito que contribuem com os seus impostos para a manutenção daquela estação televisiva!

Para que queremos uma estação de televisão pública se a mesma não serve para promover a nossa cultura ou seja, não presta o serviço público que os contribuintes dela esperam?



publicado por Carlos Gomes às 22:34
link do post | favorito

Segunda-feira, 3 de Agosto de 2015
LISBOA E CASCAIS RECEBEM EXPOSIÇÃO ITINERANTE QUE CELEBRA OS 50 ANOS DA TV GLOBO

Uma exposição itinerante que celebra os 50 anos da TV Globo vai chegar em breve a Lisboa e ao Estoril. O roadshow “Verão na Globo” vai instalar-se nestas duas localidades e estará de portas abertas a todos os que queiram conhecer a história da TV Globo e em particular os meandros das telenovelas da estação. A organização é da TV Globo e a iniciativa conta com o apoio das autarquias de Lisboa e Cascais.

Exposição TV Globo

No âmbito da história desta emissora brasileira, será possível ver figurinos originais de personagens das telenovelas mais populares, como a Carminha de “Avenida Brasil” ou a viúva Porcina de “Roque Santeiro”, assistir a telefilmes ao ar livre ou habilitar-se a ganhar prémios na “roda da sorte”, entre outras atividades.

“Esta iniciativa tem como objetivo levar um pouco da história da TV Globo e um pouco de diversão a todo o país, de Caminha a Faro. Vamos andar em onze cidades durante um mês. Vamos festejar os nossos 50 anos no verão português”, explicou Ricardo Pereira, diretor da TV Globo Portugal.

“Eu, enquanto Globo, já sinto que faço parte da família portuguesa. Desde a novela Gabriela, exibida em 1977, que jantamos com os portugueses através das nossas novelas e das nossas personagens”, frisou o diretor da TV Globo Portugal.

Além de Lisboa e Cascais, a exposição, que é transportada num camião TIR, passa por Vila Praia de Âncora, Setúbal, Lagos, Portimão, Faro, Viana do Castelo, Matosinhos, Aveiro e Figueira da Foz.



publicado por Carlos Gomes às 13:47
link do post | favorito


mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11


20
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

PORQUE É O FOLCLORE PORTU...

RTP DISCRIMINA PODER LOCA...

RTP2 MOSTRA OBRA DOS ARTI...

RTP2 DÁ A CONHECER A OBRA...

ATOR MANUEL JOÃO VIEIRA E...

PARTIDO “OS VERDES” QUER ...

SEM FOLCLORE NA SUA PROGR...

LISBOA E CASCAIS RECEBEM ...

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds