Blogue de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Lisboa e arredores
Sábado, 15 de Outubro de 2016
TRADIÇÃO REGRESSA À FEIRA SALOIA DAS MERCÊS NO CONCELHO DE SINTRA

Já abriu no concelho de Sintra a Feiras das Mercês, considerada uma das mais emblemáticas feiras tradicionais da região saloia.

A Feira das Mercês está a recuperar a sua autenticidade e a grandeza que durante muito tempo fez dela a mais típica das feiras saloias do concelho de Sintra e de toda a região à volta de Lisboa. Após anos consecutivos de descaraterização e de ocorrências que chegaram a obrigar a sua suspensão, eis que a Feira das Mercês renasce nos moldes que sempre a caraterizaram ou seja, uma feira rural onde os agricultores da região saloia se divertem e vendem os primeiros frutos das suas colheitas de outono. E, como não podia deixar de acontecer, uma romaria à pequena mas graciosa capelinha de Nossa Senhora das Mercês, integrada no espaço patrimonial da quinta pertencente aos atuais marqueses de Pombal.

Feira das Mercês 031.JPG

As moças já não se “derretem” a ver os rapazes passar junto ao famoso muro do derrete e os frequentadores já são sobretudo os habitantes das novas urbanizações do concelho de Sintra, gente com as mais diversas origens. Saloios de verdade, nem vê-los!

Cabe aos componentes dos grupos folclóricos conferirem o ambiente típico de outros tempos, com os seus quadros etnográficos e a música solta dos acordeões. Mas, nas tasquinhas, não falta o vinho e a água-pé, o leitão assado, a carne de porco às Mercês e a famosa pera parda. E ainda as tendas onde se vende o feijão e o grão, os queijos e as castanhas e ainda as grandes barracas de comes e bebes.

Feira das Mercês 029.JPG

Como manda a tradição, a componente religiosa também foi cumprida com a realização da procissão de Nossa Senhora das Mercês cujo culto se invoca numa pequena capelinha situada dentro dos limites da quinta da “Casa Pombal”, a qual pertenceu aos marqueses de Pombal, espaço que conjuntamente com o solar encontra-se atualmente em estado de completa ruína.

Situada nos limites das freguesias de Rio de Mouro e de Algueirão-Mem Martins, crê-se que a tradicional Feira das Mercês remonte ao tempo da dominação moçárabe, à época utilizada como um mercado de escravas. Nesse local, terá existido uma espécie de gruta que, transformada mais tarde em ermida, passou a acolher os devotos à Senhora das Mercês.

Como manda a tradição, a componente religiosa também foi cumprida com a realização da procissão de Nossa Senhora das Mercês cujo culto se invoca numa pequena capelinha situada dentro dos limites da quinta da “Casa Pombal”, a qual pertenceu aos marqueses de Pombal, espaço que conjuntamente com o solar encontra-se atualmente em estado de completa ruína.

Feira das Mercês 017.JPG

Situada nos limites das freguesias de Rio de Mouro e de Algueirão-Mem Martins, crê-se que a tradicional Feira das Mercês remonte ao tempo da dominação moçárabe, à época utilizada como um mercado de escravas. Nesse local, terá existido uma espécie de gruta que, transformada mais tarde em ermida, passou a acolher os devotos à Senhora das Mercês.

Feira das Mercês 027.JPG

Para além da magnífica vista panorâmica que do local se disfruta para a serra de Sintra, a Feira das Mercês era também conhecida pela algazarra das suas gentes e os pregões, o colorido dos trajes das saloias e o aspeto patusco dos homens, ambiente excelentemente retratado pelo caricaturista e aguarelista Leal da Câmara cuja habitação, atualmente transformada em casa-museu, se situa paredes meias com o recinto da feira.

E, para completar essa aguarela tão característica dos usos e costumes das gentes da região saloia, recortamos o namoro pitoresco das moçoilas que, “trajadas com as suas melhores vestes se sentavam e esperavam pacientemente que algum dos rapazes vestidos de jaleca parasse e lhes piscasse o olho e assim declarasse o seu amor”. O local ficou para sempre conhecido como o “Muro do Derrete” e está consagrado na toponímia!

Feira das Mercês 022.JPG

Feira das Mercês 028.JPG

Feira das Mercês 010.JPG

Feira das Mercês 026.JPG

Feira das Mercês 006.JPG

Feira das Mercês 024.JPG

Feira das Mercês 005.JPG

Feira das Mercês 014.JPG

Feira das Mercês 011.JPG



publicado por Carlos Gomes às 17:48
link do post | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
15

19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE POR...

GOVERNO RECONHECE "UTILID...

AUTARQUIAS LOCAIS APENAS ...

PAN DESEJA BOAS FESTAS AO...

PAN QUER DIFERENCIAR PLÁS...

IGREJA DE SANTO AGOSTINHO...

IGREJA MATRIZ DE LOURES R...

IGREJA MATRIZ DE LOURES R...

PAN QUER MITIGAR IMPACTOS...

FRANCISCO GUERREIRO É O C...

METRO DE LISBOA ACOLHE AL...

PAN LISBOA QUER OBSERVATÓ...

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

PAN QUER ALTERAR CÓDIGO P...

QUEM PODE EM LISBOA CIRCU...

PADRE HIMALAYA VIVEU NA A...

JARDIM ZOOLÓGICO ESTÁ NA ...

METRO DE LISBOA CELEBRA O...

LOURES VAI OUVIR CANTARES...

BLOGUE DE LISBOA DESEJA B...

YOUTUBER RIC FANZERES EST...

ALFRAGIDE FOI OUVIR CANTA...

FILARMÓNICA DE OLIVENÇA D...

MINHOTOS EM LISBOA CANTAM...

BANDAS FILARMÓNICAS DESFI...

LISBOA ACOLHE EXPOSIÇÃO “...

YOUTUBER RIC FAZERES VAI ...

METROPOLITANO DE LISBOA L...

QUAL A IMPORTÂNCIA DA PRE...

OE 2019: PAN ASSEGURA A C...

MINHOTOS EM LOURES CANTAM...

BANDAS FILARMÓNICAS DESFI...

IVA DA TOURADA REDUZ PARA...

METROPOLITANO APOSTA NA M...

PARLAMENTO VOLTA A REJEIT...

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE POR...

MINHOTOS EM LISBOA CANTAM...

PARLAMENTO REJEITA PROPOS...

AGÊNCIA PORTUGUESA DO AMB...

BANDAS FILARMÓNICAS DESFI...

PAN CONSEGUE CONTRATAÇÃO ...

PAN CONQUISTA DOIS MILHÕE...

HINO DA RESTAURAÇÃO (1861...

PORTUGAL CELEBRA DIA DA R...

CASA DO CONCELHO DE ARCOS...

MINHO EM FESTA NO ANTIGO ...

BOMBOS DE ATEI (MONDIM DE...

CONGRESSO DO BOMBO REÚNE ...

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE POR...

NATAL CHEGA A LOURESHOPIN...

arquivos

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds