Blogue de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Lisboa e arredores
Domingo, 10 de Abril de 2016
TRAFARIA É TERRA AMALDIÇOADA PELO DESTINO!

Situada na margem esquerda do rio Tejo, entre o Bico da Calha e o Portinho da Costa, defronte da zona histórica de Belém e a escassa distância das praias da Costa da Caparica, uma maldição deverá ter recaído nas gentes e na localidade da Trafaria que a impede de desenvolver-se e criar condições de vida mais digna para os seus habitantes.

Trafaria (32)

A Trafaria deverá ter tido origem numa pequena póvoa de pescadores. Desde tempos remotos, muitos dos trafarienses dedicam-se à apanha da ameijoa, a qual é apanhada com recurso a uma gadanha alada por intermédio de um gingarelho preso às chatas que são as pequenas embarcações que empregam nesta faina. Porém, a maioria dos seus habitantes, dedicam-se à pesca ao comércio, sendo de destacar os restaurantes que se perfilam junto à praia, repleta de lixo, onde repousam as pequenas embarcações dos pescadores, para além daqueles que atravessam de barco o rio Tejo para irem trabalhar em Lisboa. Contudo, a Trafaria continua a atrair muitos visitantes que procuram naqueles estabelecimentos as especialidades gastronómicas próprias da região.

Trafaria (31)

No sítio da Cova do Vapor, onde o rio Tejo desagua no Oceano Atlântico, fica uma pequena aldeia de pescadores entretanto ocupada por veraneantes e outros habitantes, sofreu desde sempre os efeitos da alteração da linha de costa, vendo-se os seus moradores não raras as vezes forçados a transportar em carros de bois as suas frágeis casinhas de madeira para local mais seguro, para dentro da mata de S. João.

Trafaria (28)

Em 1565, ordenou o Cardeal D. Henrique a edificação no local de um lazareto. Em 1695, ali se estabeleceu um lazareto destinado às quarentenas, ficando o local associado à doença da lepra.

Já em pleno século XVIII e tendo a Trafaria constituído local de refúgio de muitos refratários às fileiras militares, o Marquês de Pombal mandou incendiar o “abarracamento” com o propósito de capturar todos aqueles que conseguissem capturar a fim de aumentar o contingente, episódio que ficou tristemente célebre. Entretanto, qual Fénix das cinzas renascida, a Trafaria viria a ser reconstruída.

Trafaria (34)

Ali se estabeleceram vários fortes militares que faziam parte do sistema defensivo da Barra e porto de Lisboa. O famoso inventor Padre Himalaia testou ali alguns dos seus inventos, entre os quais a “himalaíte” que consistia num explosivo mais potente que a própria dinamite. Nos finais do século XIX, foi pelo engenheiro francês Combemale ali instalada uma fábrica de explosivos.

Trafaria (38)

Em 1901, inaugurou a Rainha D. Amélia na Trafaria a primeira colónia balnear em Portugal, tendo a partir de então se tornado no local de férias de muitas crianças pobres que eram levadas de Lisboa para aquela estância, conforme aliás relata a imprensa da época.

Elevada a vila em 1985, a Trafaria passou em 2013 a formar com Monte da Caparica a União das Freguesias de Caparica e Trafaria.

Trafaria (33)

Rodeada de silos e outros equipamentos industriais que desfiguram a paisagem, as gentes da Trafaria vivem há muitas décadas a angústia e a incerteza do fecho da golada do Bugio e a construção no local de um enorme terminal de contentores. O projeto é falado há várias décadas e, de vez em quanto regressa à ribalta. E, enquanto o poder político não se decide, a Trafaria não cresce nem se desenvolve, condenada à degradação urbana onde, a cada dia que passa, aumenta o número de prédios em ruína. É a maldição da Trafaria!

Trafaria (36)

Trafaria (11)

Trafaria (39)

Trafaria (6)

Trafaria (37)

Trafaria (40)

Trafaria (2)

Trafaria (5)

Trafaria (9)

Trafaria (8)

Trafaria (12)

Trafaria (20)



publicado por Carlos Gomes às 17:15
link do post | favorito

11 comentários:
De ana dos santos a 30 de Abril de 2016 às 17:34
Já andamos atrasados com conversas de maldição. A Trafaria tornou-se a terra dos únicos. Uma farmácia, Uma avenida, nenhum posto de saúde, etc. Tudo isto tem a ver com o desleixo e interesse político das freguesias que a rodeiam. A população local está envelhecida e cheia de restrições de todo o tipo. Não chega pôr curiosos a comer aos Domingos e feriados. Ou falar em ver Lisboa para lhe dar valor. Resolvam os dignissimos políticos as sua divergencias e a Trafaria levanta-se com dignidade e alheia ao vício do Turismo. Quando é que este país aprende que servir o proximo distorce valores sociais e económicos?


De Eixa a 1 de Maio de 2016 às 00:29
Bom artigo, só um pequeno erro: A União de Juntas não é Trafaria e Costa da Caparica, mas sim Trafaria e Monte da Caparica.


De Fernando Costa a 23 de Maio de 2016 às 14:46
Comentário sem sentido, o que se diz no texto é isso mesmo Monte de Caparica e Trafaria .não consta a Costa!


De Carlos Gomes a 23 de Maio de 2016 às 14:51
Boa tarde!
Foi corrigido após o comentário...
Muito obrigado!


De Anónimo a 27 de Maio de 2016 às 21:03
Meu caro, anteriormente estava como eu citei no meu comentário, felizmente AGORA não faz sentido, mas já fez.


De Maria a 1 de Maio de 2016 às 20:34
Gosto muito da trafaria, pena não existir investimento.


De MACHADO DE ALMEIDA a 1 de Maio de 2016 às 22:48
adoro a trafaria nasci na trafaria fiz a escola ai trabalhei na padaria ate aos 19 anos adoro a minha cidade quando vou de ferias vou para a trafaria


De Cecília a 13 de Setembro de 2016 às 22:17
Grande verdade, nasci na Trafaria há 64 anos, nessa altura tínhamos de tudo, sapateiro, mercearias, drogarias, bons talhos, carvoeiros, padarias , fotógrafo e uma belíssima praia onde aprendi a nadar e também um cinema etc.


De Nuno a 14 de Setembro de 2016 às 11:49
Não é terra amaldiçoada, apenas esquecida pelos governantes e por certos intereces... como foi o caso dos contentores....


De Fatima a 15 de Setembro de 2016 às 00:22
Amaldiçoada por quem? Alguma entidade divina que decidiu atribuir os seus ódios divinos sobre um pedaço de terra chamada Trafaria.....
Parece-me coisa de séculos atrasados essa de maldições
Interesses ou desinteresses económicos, e políticos ,isso sim...
Quando algo não está bem,há que tentar mudar o rumo e aí sim se todos posermos mãos ao trabalho,naquilo em que cada um pode e sabe as coisas mudam.Acomodar não resolve e permite que tudo fique ainda pior! A Trafaria merece melhor!



De Anónimo a 15 de Setembro de 2016 às 16:24
não este cantinho onde o tejo se faz ao mar ---tem mta jente feliz e sensata eu moro cá a cinquenta e trÊs anos foi cã que criei ofilhos ...somos todos gente de paz e todos os meus amigos são pessoas honestas e trabalhadoras por isso cuidado com o que se diz .gente mal dizer existe em todo o lado vamos olhar com olhos de ver o que a trafaria tem de bom eu ADORO A TRAFARIA


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
15

19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

IGREJA MATRIZ DE LOURES: ...

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE POR...

GOVERNO RECONHECE "UTILID...

AUTARQUIAS LOCAIS APENAS ...

PAN DESEJA BOAS FESTAS AO...

PAN QUER DIFERENCIAR PLÁS...

IGREJA DE SANTO AGOSTINHO...

IGREJA MATRIZ DE LOURES R...

IGREJA MATRIZ DE LOURES R...

PAN QUER MITIGAR IMPACTOS...

FRANCISCO GUERREIRO É O C...

METRO DE LISBOA ACOLHE AL...

PAN LISBOA QUER OBSERVATÓ...

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

PAN QUER ALTERAR CÓDIGO P...

QUEM PODE EM LISBOA CIRCU...

PADRE HIMALAYA VIVEU NA A...

JARDIM ZOOLÓGICO ESTÁ NA ...

METRO DE LISBOA CELEBRA O...

LOURES VAI OUVIR CANTARES...

BLOGUE DE LISBOA DESEJA B...

YOUTUBER RIC FANZERES EST...

ALFRAGIDE FOI OUVIR CANTA...

FILARMÓNICA DE OLIVENÇA D...

MINHOTOS EM LISBOA CANTAM...

BANDAS FILARMÓNICAS DESFI...

LISBOA ACOLHE EXPOSIÇÃO “...

YOUTUBER RIC FAZERES VAI ...

METROPOLITANO DE LISBOA L...

QUAL A IMPORTÂNCIA DA PRE...

OE 2019: PAN ASSEGURA A C...

MINHOTOS EM LOURES CANTAM...

BANDAS FILARMÓNICAS DESFI...

IVA DA TOURADA REDUZ PARA...

METROPOLITANO APOSTA NA M...

PARLAMENTO VOLTA A REJEIT...

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE POR...

MINHOTOS EM LISBOA CANTAM...

PARLAMENTO REJEITA PROPOS...

AGÊNCIA PORTUGUESA DO AMB...

BANDAS FILARMÓNICAS DESFI...

PAN CONSEGUE CONTRATAÇÃO ...

PAN CONQUISTA DOIS MILHÕE...

HINO DA RESTAURAÇÃO (1861...

PORTUGAL CELEBRA DIA DA R...

CASA DO CONCELHO DE ARCOS...

MINHO EM FESTA NO ANTIGO ...

BOMBOS DE ATEI (MONDIM DE...

CONGRESSO DO BOMBO REÚNE ...

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE POR...

arquivos

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds